História Meu amigo colorido (Park Jimin) -HOT - Capítulo 25


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Kim Taehyung (V), Park Jimin (Jimin)
Tags Bias, Hot, Jimin, Parkjimin, Romance
Visualizações 211
Palavras 1.117
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Prometi e estou aqui.
Boa Leitura ♥️

Capítulo 25 - Uma tragédia pode mudar tudo.


Fanfic / Fanfiction Meu amigo colorido (Park Jimin) -HOT - Capítulo 25 - Uma tragédia pode mudar tudo.


 

—Achei que não estaria aqui. -Digo olhamos seus olhos indecifráveis.

—O que você quer? -Sem sentimento nenhum na voz ele pergunta.

—Posso falar com você? -Ele parece pensativo. —Por favor Tae. -Peço com a voz mais mansa.

—Tá. Entra. -Ele abre espaço pra mim.

 

Entro de cabeça baixa e espero o moreno fechar a porta. Fico imóvel até ele me pedir pra sentar no sofá ao seu lado. O Tae estava muito frio, eu nunca havia o visto assim!

 

—Como você está? -Tento quebrar o gelo. 

—Como eu estou? -Ele ri com deboche. —Fui magoado pela garota que eu era apaixonado. Ela mentiu pra mim e me fez pensar que meu sentimento era recíproco. Como acha que estou? -A voz rouca e sem humor nenhum me deixa tensa.

 

Eu não sabia que o Taehyung se sentiu assim, exatamente como eu me senti em relação ao Jimin. O que eu poderia falar? Desculpas não iriam ressarcir tudo que fiz o moreno sentir.

 

—Olha TaeTae, se eu pedir desculpas e dizer o quanto estou arrependida, não vai adiantar muito. Eu te fiz sofrer e você foi o único que me ajudou no meu momento mais difícil. Me desculpa se eu dei a entender que sentia o mesmo que você, me apeguei ao seu carinho e a forma tão maravilhosa que me tratou quando eu estava despedaçada por dentro. Eu deveria ter sido sincera com você, te dizer que eu amava o Jimin. Eu só não queria ficar sem você também! Fui egoísta e só pensei em mim e estou muito arrependida! Me perdoa. -notei só agora que lágrimas escorriam por meu rosto.

 

Me senti até mais leve por dizer tudo que fiquei remoendo desde o dia que o Tae me viu com o loiro no meu ap. Taehyung é um garoto maravilhoso e eu jamais o magoaria atoa ou por querer! 

 

—Nunca gostei de ver você chorando e isso não mudou. -Sua voz ficou mais doce. —Eu Te perdoo Behati. -Ele me abraçou forte. 

 

Sentir seu cheiro e o calor do seu corpo novamente me trouxe conforto assim como outrora me trouxe. Ele me perdoou e isso salvou meu dia e fez minha alma se aliviar do peso que carregava.

 

—Obrigado Taehyung. -Sussurrei contra sua pele.

—Eu também te peço desculpas.. -Ele me afasta olhando meus olhos. —Eu sempre soube que vocês se gostavam e mesmo assim coloquei o peso de te fazer gostar de mim encima de você. -Ele suspira.

—Você não tem culpa de nada! Eu fui a babaca. -Tiro seu cabelo que caiam nos olhos.

—Você parece bem melhor. Soube que viajou, como foi? -Ele volta a ser o garoto meigo de sempre.

—Foi bons dias pra pensar e me reencontrar. 

—E você conseguiu. Está com um ar alegre. -Ele sorri quadrado.

—Mas e você, como está a vida? 

—Decidi sair da faculdade e meu pai está puto comigo. -Ele diz meio constrangido.

—Jura? -Meu tom se exalta em animação. —Finalmente TaeTae!! -O abraço.

—Criei coragem. -Ele ri. -E esse anel? -Ele pega minha mão direita.

 

Já me acostumei com a pedra de diamante que nem a noite ali. Meu sorriso foi imediato ao pensar no meu loirinho e que agora éramos namorados. 

 

—O Jimin me pediu em namoro! -Digo exasperada em animação.

—Ele finalmente virou homem? -Tae pergunta em tom de zoação. —Fico muito feliz por vocês. Sempre soube que ficariam juntos. -Ele olha nos meus olhos e dá seu sorrisinho quadrado encantador.

 

Fiquei tão feliz por ele não ter mais sentimentos amorosos por mim! Talvez não muito, mas eu não iria ser egoísta e priorizar meu ego, não dessa vez. Ficamos ali falando mais algumas novidades de ambos. Olho meu celular e já são 6:50!! Quase me esqueci aonde tenho que levar o TaeTae.

 

—TaeTae! -ele se assusta. —Vem! -me levanto e pego sua mão.

—Pra onde? -ele me olha surpreso.

—Tenho uma surpresinha pra você! -Digo apressada. Já estávamos atrasados!

—Iii lá vem! -Mesmo relutante ele se levanta.

 

Fomos no seu carro e acabou que o local onde aconteceria as audições não era longe da sua casa. Descemos e o moreno me olhava desconfiado.

 

—Que isso Behati? 

—Dia de realizar seu sonho! -Pego sua mão e entramos no lugar.

 

Tudo acontecia em uma espécie de ginásio onde estava bem organizado. Haviam até que muitas pessoas ali no local. A mão do moreno suava, ele estava nervoso.

 

—Relaxa TaeTae! Você é muito talentoso e vai dar tudo certo! -o acalmo massageando sua mão.

—Acho que não estou preparado pra isso. -Ele diz ofegante.

—Você nasceu pronto Tae. Relaxa. -Apertei sua mão, ele estava tremendo!

—Vocês vão participar da audição? -Uma moça coreana com uma camiseta da empresa escrito “BigHit” nos perguntou educada.

—Ele vai. -Sorri pra moça.

—Me acompanha então por favor. -Ela pediu sorrindo.

—Vai dar tudo certo! -Dei  um abraço rápido no moreno e ele seguiu a coreana.

 

Me sentei ali em uma fileira de cadeiras e aguardei ansiosa. 10 min, 30 min se passam e nada de ver o Tae novamente. Várias pessoas entravam e saíam do local e eu estava MUITO ansiosa!!

 

                             ..........

 

 

Com mais uns 5 min aguardando, vejo o moreno vir na minha direção com um sorriso maravilhoso nos lábios em formato de coração.

 

—E aí? -perguntei animada me levantando.

—Obrigado por isso Be! -Tae me envolve em um abraço apertado.

—Então deu certo? -Eu queimava em curiosidade.

—Sim! ... 

 

Quando ele ia detalhar, a mesma moça que o chamou mais cedo, veio até nós com um sorriso nos lábios.

 

—Não esqueça de ir até nossa empresa em Tae. Aqui está nosso cartão. Não se esqueça. -Ela ri calorosa pro meu amigo que retribui pegando o cartão.

—Não vou esquecer, e obrigado. -Ele se curva pra moça que se retira.

—Humm! -O cutuco. Eu senti o clima.

—Que foi? -ele fica vermelho.

—Nada “Tae”... -imito a voz da moça.

—Bobinha! -ele ri envergonhado.

 

Ouvimos seu celular tocando e ele o pega e atende. 

 

—Alô?... sim ela está aqui... -uma pausa. —Meu Deus! -Tae faz uma cara como se tivesse visto o capeta. —Pode deixar Hyung, eu aviso ela. -O semblante do meu amigo fica completamente melancólica! —Estamos indo aí. Forças. -Ele desliga o telefone e o guarda.

—Que foi?? -pergunto já preocupada.

—É o avô do Jimin.. ele morreu.

 

O chão dos meus pés somem! A pessoa que o loiro mais gosta depois da mãe. Seu avô já estava doente há um tempo, mas não imaginei que viria a falecer tão cedo!

 

Pego meu celular e vejo ligações e algumas mensagens do loiro. Puts! Maldito celular no modo silencioso! Meu namorado deve estar arrasado. Tae pega minha mão já que estou ainda abobada pela notícia e vamos pro seu carro.

 

 

 

 

 


Notas Finais


Por essas vcs não esperavam né... Hehe
Até o próximo ♥️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...