1. Spirit Fanfics >
  2. Meu Amor Escondido >
  3. Capítulo 11:

História Meu Amor Escondido - Capítulo 11


Escrita por:


Notas do Autor


Olá, povo aqui estou eu.
Bom eu escrevo os capítulos pelo celular, daí muita vezes o corretor dá umas cagadas. Vou corrigir esses daqui uns dias.
De qualquer forma desculpem qualquer erro.
Boa leitura!

Capítulo 11 - Capítulo 11:


 

 Capítulo 11:

 

   ****Narradora on****

   

   O ambiente ficou muito estranho após o acontecido na casa dos Bakugou.

   Os dois sabiam que uma hora ou outra teriam de conversar. 

    O aniversário de Masaru durou mais uma duas horas e Kirishima deu um jeito de sair um pouco antes para casa, mesmo que Mitsuki tenha insistido para que o ruivo voltasse depois para levar os dois juntos de volta para o dormitório, o ruivo deu uma desculpa falando que iria mais depois pois tinha que deixar a casa em ordem antes de sair.

   Kirishima voltou para o dormitório por volta das dez da noite, pois sabia que provavelmente a maioria de seus colegas já estavam nos seus quartos, incluindo Bakugou. Quando estava no quintal indo em direção a porta do dormitório, ele deu uma boa olhada para o céu vendo várias estrelas que estavam bem aparentes pela falta de nuvens, lindo na perspectiva do ruivo, realmente um clima agradável que estava desmotivando ainda mais ele entrar para dentro, pois sabia que teria questões para resolver daqui para frente.

   Resolveu então entrar para dentro já cumprimentando Todoroki e Midoriya, eles eram os únicos no andar debaixo baixo no momento, que aliás estavam um pouco vermelhos até demais, Eijirou sabia bem o que estavam fazendo então só subiu pra cima rapidamente para não atrapalhar o casal e logo foi entrando para o seu quarto.

    Ao fechar sua porta se dirigiu a sua cama soltando sua mochila na beirada enquanto senta, inclinou seu corpo para trás apoiado em seus braços enquanto pensava no que falaria com o loiro, que aliás estava no quarto ao lado bem quieto por sinal, provavelmente estava dormindo.

  Se pensasse demais, Eijirou seria tomado por sua ansiedade e realmente não queria isso, decidiu então fazer alguns exercícios físicos pra ver se cairia no sono pelo menos de cansaço.

   ******

   De manhã, o ruivo acordou meio mal, como ele tinha decidido se exercitar, tinha feito várias flexões até cansar e cair de exaustão sem camisa dormindo diretamente no chão frio. Claramente foi uma péssima decisão pois agora estava com um resfriado e com uma tremenda dor de garganta. 

Mesmo doente, não iria faltar de jeito nenhum pois nesse dia teria uma das suas aulas preferidas que era educação física, por isso decidiu apenas tomar um banho bem quente antes de sair para aula.

    Ao sair de seu quarto, percebeu que estava um pouco frio e estava sentindo um desconforto em sua garganta, provavelmente estava inflamada.

    -Bom dia Bro!

    -Bom dia!_ cumprimentou Kaminari percebendo sua rouquidão.

    -Eita, sua voz tá diferente, pegou resfriado?

    -Nem diga, minha garganta inflamou um pouco, peguei um resfriado.

    -E vai pra aula hoje mesmo assim?_ perguntou surpreso .

    -Nah tá tudo bem, tomei um banho quente logo passa._ tranquilizou dando uma beleza com um sorrisinho costumeiro.

    A conversa vai e vem na frente do seu quarto quando escutam a porta se abrindo com Bakugou de saída. Seus olhos rapidamente se encontraram fazendo com que Eijirou já sentisse seu coração disparar vendo aqueles olhos escarlates que tanto gostava olhando-o tão intensamente.

   -Bom dia Bro..._ forçou um pouco para sua voz sair.

   -Tsc, bom dia._ o loiro deu as costas descendo as escadas ao invés do elevador, logo sumindo de vista dos dois colegas que ficaram para trás.

    ********

  

  As aulas passaram rapidamente naquela segunda, Kirishima estava meio avoado enquanto encarava as costas do seu colega/crush na carteira a sua frente, Bakugou nem um segundo sequer virou para trás para falar com o Kirishima, claramente o estava evitando. Essa atitude ao mesmo tempo que estava magoado já esperava tal comportamento, Katsuki não era muito conhecido por ter reações maduras perante acontecimentos desconfortáveis. E receber um boquete de um cara que ele mesmo tinha rejeitado no dia anterior, sendo também seu melhor amigo, realmente chocava um total de zero pessoas.

   O ruivo pensava que daqui pra frente era bem provável que depois de tirarem a limpo, teria uma grande possibilidade do loiro se afastar, isso iria doer demais para o ruivo, porém não seria a primeira vez que isso aconteceria, como quatro anos atrás, porém isso é irrelevante no momento pois o foco agora era o seu atual amigo, Bakugou.

     Perdido em pensamentos, nem tinha se dado conta e já era a hora do intervalo vulgo recreio que era o jeito que o ruivo chama. Logo o Bakusquad foi se reunindo como de costume com exceção de Bakugou que saiu disparado da sala ignorando as perguntas sobre onde ele iria. Pela sua face Kirishima percebeu que Bakugou estava com o humor mais péssimo que o normal, por isso decidiu adiar a conversa, pois de qualquer forma seria uma coisa tensa e dolorosa, então não faria nenhum mal ser amanhã certo?

   ********

     As duas últimas aulas era a qual Kirishima mais esperava, mesmo que estivesse se sentindo meio tonto e sua garganta estar começando a latejar por causa de seu resfriado ter agravado, não iria perder sua aula preferida, principalmente hoje que seria vôlei que era um dos seus esportes favoritos por causa do seu anime favorito Haikyuu.

     -Muito bem jovens, hoje eu vou separar os times, as posições serão por rodízio.

    O professor Toshinori logo foi dividindo o primeiro time que era Mina, Ayoama, Bakugou, Todoroki, Jirou. 

     Kirishima estava cada vez pior, sua tontura estava aumentando.

     -...shima_ o ruivo estava bem avoado.

     -KIRISHIMA_ tomou um susto pelo berro do seu professor lhe chamando.

    -Ah oi… desculpa professora fala._ forçou sua voz claramente rouca para conseguir falar devido sua garganta que estava bastante inchada.

   -Está tudo bem jovem?_ sentiu o olhar de preocupação de seu professor e colegas sobre aí.

   -Ah, estou bem sim, professor estava meio avoado, foi mal  haha._ coçou a nuca tentando disfarçar.

    -Tudo bem então._ se conformou com a resposta.- Muito bem o time dois é Kirishima, Momo, Midoriya, Uraraka e Tokoyami. O restante aguardem para a próxima partida.

      Logo começaram a partida já com Jirou dando o primeiro saque do time um, Bakugou como sempre muito competitivo gritando com todos. Já Kirishima estava com seus reflexos bastante lentos, não estava conseguindo fazer quase nada no jogo, o que o estava irritando.

    -Droga!_ foi o que consegui falar enquanto puxava suas madeixas espetadas para trás, por ter errado o saque.

     -Está tudo bem Kirishima-kun acontece._  Midoriya sorriu enquanto tentava consolar o amigo.

     -Né._ completou Uraraka.

    -HAHAHA SEU TIME É UMA BOSTA DEKU!_ gritava Bakugou do outro lado da quadra enquanto recebia já um tempo alguns olhares feroz do meio a meio.

   -Ninguém liga pra o que você fala pinscher da deep web._ Uraraka já estava irritada com o deboche do loiro.

   -Como é que é Fofão??? Fique preparado que eu vou foder com vocês!!!_ Bakugou estava super irritado enquanto apertava tanto a bola que parecia que iria explodir.

    -VEM COM TUDO PAU NO CÚ._ berrou Uraraka determinada.

   -Aí..._ disseram em uníssono, o restante dos colegas dos dois times.

   *****

    Já tinha passado uns 20 minutos, o jogo ainda continuava os colegas que não estavam esperando estavam muito atentos com o jogo estava acontecendo. Mesmo com Kirishima não dando muita diferença para seu time, eles estavam indo bem. O primeiro set foi pro time 1 de 25x20, o segundo foi para o time 2 de 19x25. Agora era o terceiro set que estava 24x24, quem acertasse a última jogada vencia.

    No momento a bola estava em posse com Bakugou, que já estava saltando para dar a sua mais forte cortada, Midoriya saltou já na linha de defesa para segurar o saque, porém falhou, pois com a força que foi dado a bola bateu com tudo no seu peito tão forte e fazendo um "POW" bem alto, o que assustou todos que estavam vendo.

     -MIDORIYA!_ gritou Todoroki saindo de seu lado da quadra correndo em direção ao seu namorado.

     -AMIGO!_ Uraraka foi correndo a acudir o amigo que tentava puxar o ar desesperadamente.

    Logo todos foram se aproximar para ver se estava tudo bem.

    -Calma, respira devagar._ Toshinori ia acalmando seu aluno enquanto o sentava melhor para ele poder sentar melhor.

    Bakugou assustado com tudo aquilo foi tentar se desculpar, por isso esticou um pouco seu braço com a intenção de tocá-lo, porém foi surpreendido por um forte empurrão do meio a meio, que aliás estava com uma expressão furiosa, bem diferente da sua habitual cara quase inexpressiva.

     -Epa! Qual é a sua caralho???_ o empurrou Todoroki de volta.

    -Você fez isso de propósito??_ perguntou quase sibilando.

     -Como assim porra, tá doido???_ o loiro estava confuso.

    -VOCÊ ACHA QUE EU SOU IDIOTA??_ Todoroki deu um puta soco na cara de Bakugou, fazendo o cair para longe, enquanto deixava todos chocados.

    -Meu Deus!_ gritou Momo.

    -Caralho é o pau quebrando bicho!

    -Calma boca Kaminari!_ Mina deu um mega cascudo na cabeça do loiro.

     -Só porque ele te rejeitou acha que pode tratar ele assim???_ Todoroki completou furioso enquanto apontava se pingava na frente de Midoriya.

     Bakugou logo se levantou segurando o maxilar e com uma cara tão horripilante que fazia os demônios sair correndo. Kirishima estava vendo duplicado por causa da sua febre que tinha piorado ainda mais por causa do jogo, porém estava observando chocado tudo o que estava acontecendo.

  -SEU MERDA! EU VOU TE MATAR!_ rapidamente Bakugou logo avançou rapidamente e conseguiu dar um soco bem forte de vingança para Todoroki.

  -P-PAREM POR FAVOR! _ Midoriya que já tinha recuperado o ar estava tentando afastar Shouto que estava bem doido para bater em Bakugou novamente.

  -Vocês dois parem com isso agora!_ interviu Toshinori.

  -Não acabou._ sibilou Shouto.

  -Venha então porra!_ desafiou Bakugou.

  Logo a briga começou novamente enquanto Izuku e Toshinori tentavam afastá-los, enquanto o restante ou estavam gritando para pararem, ou estavam observando quietos, ou estavam gravando tudo.

    Kirishima mesmo mal queria ajudar para não acontecer uma carnificina. 

     -Parem com isso. _ foi o que conseguiu falar quando se enfiou no meio, recebendo um soco não intencional de Todoroki na nuca, o nocauteando rapidamente.

      -Kirishima!_ era a voz de Bakugou que escutou  caído no chão antes de perder a consciência totalmente.

    

  

   

     


Notas Finais


Até mais szz


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...