1. Spirit Fanfics >
  2. Meu Amor Impossível >
  3. A carta

História Meu Amor Impossível - Capítulo 1


Escrita por: e yoonszx


Notas do Autor


Leiam as notas finais, por favor!


Boa leitura.

Capítulo 1 - A carta


Na minha vida o clichê é diferente. Sabe aquela história de “O nerd e o popular”? Então, antes fosse assim comigo. No meu caso é “O nerd popular e o nada popular burrinho”.


Eu me chamo Park Jimin e sou loucamente apaixonado pelo garoto certinho e inteligente da escola, Jeon Jungkook. 1,80 de pura gostosura e seriedade. Há 4 anos venho nutrindo tais sentimentos pelo melhor aluno da sala A. Mas eu sou um pouquinho invisível nesse inferno particular, em outras palavras, escola.


Eu sou típico daqueles alunos que ninguém liga, que nunca beijou, que não sabe nada, mas que todos os meninos comem com os olhos e as meninas o olham com raiva. Que, diferente dos outros garotos, usa saias, meias compridas, blusinhas, moletom fofos e ama rosa. É, esse sou eu.


— Jimin, tá' me ouvindo? 


— Hã? 


— Perguntei se 'tá me ouvindo — Jennie arqueou uma de suas sobrancelhas bem feitas. Fechei a boca, engolindo a saliva que quase escorreu. Quase.


— Não. Eu não 'tava te ouvindo — Respondi, rodando a caneta entre os dedos de unhas bem feitas. — Na verdade, eu só ouvi até a parte de que você e o Yoon vão pro Karaokê mais tarde.


Minha melhor amiga respirou fundo. Certamente, ela buscou a paz e paciência que ela não tem.


— Eu estava falando sobre a carta que você vai dar para o Jeon — Repetiu as palavras que disse antes de eu entrar no mundo da lua. — Vai dar á ele hoje?


Ah, é! A bendita carta. Carta essa que eu escrevi noite passada e pretendo dá ao Jeon gostoso Jungkook hoje mesmo, antes que mais um ano acabe e eu nunca mais veja aquela beldade.


— Hum… Sim. Vou dar á ele! 


— Eita! Vai dá pra quem, Park Jimin? Sem lubrificante nem nada? — Yoongi apareceu ao lado de Jennie, falando mais uma de suas gracinhas.


— Hahahaha — Fiz uma careta. — Nossa que engraçado — Digo irônico e ele riu alto, puxando o maxilar de Jennie e dando um beijo na namorada.


— Então é hoje que você vai dar a carta? — Fez a mesma santa pergunta que Jennie.


— 'Eeeeeeeé! — Prolonguei a última palavra, sem paciência. Pior que a Jennie, só o Yoongi.


— Que carta? 


— Mas um, meu pai! — Exclamei, fazendo uma careta entediada — Nada não, Taemin — Disse respondendo a sua pergunta. O sinal tocou e todos foram saindo da sala. As aulas haviam acabado e era hora do intervalo — Vamos? 


— Uhum — Jennie guardou todos os seus materiais (assim como eu), seguindo para fora junto a Yoongi, enquanto eu segui com o de cabelos laranjas e de penteado esquisito a minha frente. Não me levem a mal, eu adoro o Taemin, ele é um ótimo amigo, agora, só não me obriguem a gostar do estilo estranho dele.


Assim que chegamos a cantina, varri o local com os olhos, procurando por alguma mesa desocupada para podermos sentar e, bem, eu achei, só que tinha um mero probleminha; e esse probleminha tem nome e sobre nome. Kim Taehyung. O meu pesadelo diário. O belo e sortudo Taehyung tem a glória de sentar – algumas das vezes – próximo ao Jeon e trocar algumas palavras. Jungkook já até direcionou um sorrisinho para ele, poxa. Taehyung estava na mesa ao lado da minha, sem o Jeon.


— Nossa, grandes merdas ser lindo, inteligente, gostoso, rico e másculo — Jennie balbuciou, fazendo cara feia, ao que Jungkook foi chamado para se juntar a Taehyung e duas colegas. Yoongi olhou para ela incrédulo, assim como eu, porém, por motivos diferentes.


— Ei! — Dissemos em uníssono. — Que história é essa de “lindo, gostoso e másculo”? — Yoongi perguntou, puto da vida.


— E que história é essa de “grandes merdas”? — Coloquei ambas as mãos na cintura, com um bico indignado nos lábios. Jennie apenas revirou os olhos, com uma postura relaxada.


— E eu tô mentindo? — Ela disse isso para mim e Yoongi. — Jungkook é sim lindo, gostosos e musculoso — Yoongi torceu o nariz enciumado. —, porém, não é nada de mais e as pessoas são doentes por o vangloriar tanto. — Agora fora eu quem a olhou, insatisfeito com suas palavras.


— É por que as pessoas sabem reconhecer, tá ok! — Exclamei, ficando a sua frente e na pontinha do pé. A quenga era mais alta que eu. Ela deu ombros, indiferente.


— Jimin! — Arregalei os olhos quando ouvir meu nome ser pronunciado por alguém atrás de mim. Ou melhor, Kim Ridículo Taehyung. Girei meus calcanhares, lentamente, ficando frente a frente – com alguns passos de distância – a minha “concorrencia”. Eu não tinha medo do Kim, porém tinha uma pessoas que fazia meu coração parar e ela estava bem ao seu lado. Me olhando. Fixamente. Assim como o cara se sorriso quadrado, infelizmente, lindo. — É verdade que conseguiu tirar um refrigerante que ficou preso na máquina? 


Sua voz estava cada vez mais grossa ou era impressão minha? Confirmei, umidecendo os lábios, nervoso. 


— Pode tirar a do Jungkook que ficou presa? — Perguntou a contra gosto, enquanto ainda me olhava. Concordei novamente, ainda leso. Andei, calmamente, até os dois garotos mais alto, passando por eles lentamente e chegando a máquina possuída. Porque não é possível a máquina dá pane toda semana.


Aproximei meu rosto da máquina, “ouvindo” e “analisando” ela, enquanto dava batidinhas no metal da mesma. Respirei fundo, me afastando consideravelmente dela e soltei todo ar. Fiquei em posição de luta, elevando um pouco minha perna direita, enquanto olhava fixamente para minha “adversaria” metálica. Respirei fundo mais uma fez, olhando para a pobre máquina como se fosse fuzilar ela apenas com esse gesto, e chutei. Mas chutei com gosto mesmo, tanto que ela até balançou para os lados. Todos ficaram em silêncio, observando agora a máquina, assim como eu fazia.


Até que ouvimos um barulho de algo caindo no recipiente propício para pegar os refrigerantes. Me abaixei, tirando a lata de dentro e olhei o sabor do refrigerante. Laranja. 


— Obrigado — Pisquei algumas vezes, acordando do meu transe momentâneo e olhei para um certo moreno de olhos graúdos a minha frente. Ele estendeu a mão, em um pedido mudo para que eu o desse sua bebida.


— Ah… — Balbuciei, lhe dando a lata média e respirando com um pouco de dificuldade. Oh, por que eu perco a fala perto dele? Jungkook se virou, junto a Taehyung, seguindo para fora da cantina. — Droga! — Disse baixinho, com um bico descontente em meus lábios. Ajeitei minha saia xadrez que havia elevado um pouco, suspirando frustado.


— Ainda está com fome? — Minha amiga perguntou, segurando minha bandeja em mãos. Assenti.


— Claro! Minha vontade de comer nunca vai embora — Disse, pegando a bandeja de suas mãos. — Obrigado, Jen. 


— De nada — Ditou, enquanto andávamos para a mesa fazia, sentando nela. — Mas agradeça ao Taemin, ele quem pegou. — Segurou seus chopsticks, começando a comer seu arroz e frango. 


— Oh… Tudo bem. 


[•••]


— Deixa logo isso aí, Jimin! — Yoongi disse, já impaciente.


Estávamos no corredor onde ficavam os armários dos estudantes, mas, especificamente, em frente ao armário de Jungkook. Mordia os lábios, nervoso, com frio na barriga, afinal, eu entregaria a carta para o próprio. Não diretamente por que senão eu travaria, mas eu a colocaria em seu armário e torceria para que ele lê-se aquela merda! Não, pera!, merda não. Eu fiz com muito carinho e amor.


— Calma, Yoon, eu tô nervoso — Murmurei, choroso, apertando a carta de cor rosa bebê em mãos. — Ai, eu amassei quase toda, Hyung! — Me desesperei ao vê que havia amassado parte da carta.


— Ah, me dá essa droga aqui — Yoongi tomou a carta de mim, passando suas mãos grandes na mesma e a jogou (pela fresta) dentro do armário. Meus olhos se arregalaram. Oh, my God! Agora não tinha mais volta. 


— Será que ele vai gostar? Vai ler? — O casal deu de ombros e o bico choroso só cresceu em meus lábios.


— O mínimo que ele pode fazer é rasgar, amassar, e jogar fora ou mostrar pra uns amigos idiotas. Se é que ele tem amigos — Jennie disse, me fazendo choramingar ainda mais e colocar minhas mãos gordinhas e macias em meu rosto vermelhinho em ansiedade e vergonha. — Vem, vamos Jiminnie. — Me puxou pelo braço, nos afastando dali e seguindo para a aula.


[•••]


A aula já tinha acabado e agora estavamos sentados na escada do colégio já que tínhamos a penúltima aula vaga. Yoongi jogava um joguinho em seu celular, enquanto Jennie lia algum mangá com a cabeça apoiada no mais velho. Já eu… Bem, eu estava abraçado as minhas pernas, com a cabeça apoiada no joelho e suspirava nervoso. 


— Jimin... Jimin? — Ouvi um sussurro vindo de Jennie e levantei meu rosto, a encarando. — Olha quem tá vindo aí — Sorriu e piscou para mim. Jungkook vinha subindo as escadas com Taehyung em seu encalço. 


Eu simplesmente não fiz nada quando este passou por mim, bem pertinho, sem nem me olhar ou dizer um oi. Claro, ele não havia lido a minha carta, ele ao menos sabia quem eu era. Abaxei a cabeça novamente, com um bico infantil.


— Jungkook! Aqui! Park Jimin! — Meus olhos dobraram de tamanho e eu, rapidamente, levantei a cabeça tentando calar a minha amiga antes que fosse tarde.


— Park Jimin? — Ah, porra, tarde demais. — Você é Park Jimin? — Minha amiga assentiu freneticamente, parecendo uma débil mental.


Engolir a seco, levantando tão lentamente que parecia estar em câmera lenta, virando para encara-ló e, eu juro, quase infatei. Jeon era tão lindo. Que merda de homem gostoso!


Confirmei, mordendo o meu lábios inferior.


— Tome — Me entregou um pequeno envelope na cor rosa. Oh, era a carta que eu havia dado. Jeon continuou ali, me olhando assim como as pessoa que estavam no local. Olhei para ele, brevemente e abrir a carta, receoso. 


— C- ? — Sussurrei, confuso.


O que ele quer dizer com isso?


Notas Finais


Anna: Oioi, turu baum? Espero que sim. Bom, gente, esse foi o primeiro capítulo da minha collab com a Aninha (yoonszx). Tô bastante animada e espero que a história chegue no "fim" kkkk. Não tenho muito a falar não, mas, espero que tenham gostado desse primeiro capítulo e, por favor, deixem o apoio de vocês com favoritos/comentários.

Ana: Falae galerinha! Pela primeira vez eu estou aqui fazendo collab com essa princesa (anna5yx). Bom, esperamos muito que vocês tenham gostado e, por favor, comentem algo, nem que seja um continue, isso nos instiga a continuar com nosso trabalho ^^.

Nossas redes sociais:

Yoonszx: https://twitter.com/Carol_xux?s=09

Anna5yx: https://twitter.com/anna5yxx?s=09

Caso queiram comentar sobre essa beldade no twitter, usem a tag #Matematicajikook por favor, a.

É isso, beijos e até a próxima. Tchau!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...