História Meu amor meio doce - Capítulo 25


Escrita por:

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Armin, Castiel, Kentin, Leigh, Lysandre, Nathaniel, Personagens Originais, Priya, Professor Faraize, Rosalya, Violette
Tags Amor Doce, Lysandre
Visualizações 22
Palavras 1.104
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olaaaá pessoas!!! :D
Turo bão? Aqui está mais um capítulo dessa fanfic que anda meio doida! Espero que gostem!
xx

Capítulo 25 - All the stars


Quando nós finalmente nos demos conta que o tempo não havia parado e ainda tinhamos que voltar pra casa, nós entrelaçamos nossas mãos e voltamos a caminhar até nossas casas. 

Quando chegamos em frente a casa dele, ele me olhou e segurou meu rosto com suas mãos, parecia ainda hesitar me beijar, como se nunca tivessemos feito isso.

- Você é tão linda! (Ele disse olhando nos meus olhos)

Tenho que admitir que fico enlouquecida com esses olhos. Eu não disse nada, só sorri e provavelmente corei. Então ele me beijou. O primeiro beijo oficial do recém casal oficial. Eu estou tão feliz que sinto que meu coração vai explodir! Eu queria que o tempo parasse ali naquele instante, como eu sempre desejo sempre que estou com ele. 

Depois de uma longa despedida eu fui até minha casa. Minha mãe estava no sentada no sofá assistindo um filme que eu nunca tinha visto antes. Eu sentei ao seu lado e fingi estar prestando atenção no filme quando na verdade eu estava pensando em como eu iria dizer que eu estava namorando meu vizinho. 

- Você quer me dizer alguma coisa? 

(Eu olhei pra ela meio surpresa mas tentei não transparecer isso)

- Por que cê acha isso? 

(Fiz a pêssega)

- É que normalmente você chega e vai direto pro seu quarto, nem liga pro que eu assisto e do nada pareceu tão interessada. O que aconteceu? 

- E-eu... Mãe, eu tô namorando!

(Eu cuspi as palavras como que diz: "pronto, falei") 

- Que ótimo, minha filha! Quem é o rapaz?

- Nosso vizinho. (Eu disse com um sorriso nervoso) 

- Imagino que seu pai vá adorar saber disso! 

- Ah mãe, nem brinca com essas coisas! 

- Ah, deixa de ser medrosa! Claro que ele vai aceitar, bobona.

- Mãe!

- O quê? 

- Ninguém mais fala "bobona"!

Nós rimos e terminamos de assistir o filme, eu não entendi bem, talvez por que eu tenha perdido mais da metade do mesmo, mas isso é só um detalhe. A noite, na hora do jantar eu falei pro meu pai a novidade, ele reagiu do jeito que eu imaginei: aceitou mas tenho certeza que estava se debatendo por dentro. 

Subi pro meu quarto e fiz uma ligação com a Thaty e o Val.

Thaty: Mulheeeeer!!! Eu vou te matar!

Ash: O que eu fiz? 

Thaty: Faz uns bons dias que você não me dar sinal de vida, já tava procurando saber se tinha algum caso de desaparecimento!

Ash: Vishhh, nem é pra tanto!

Val: Calma gente, faltam 30 segundos pra pipoca ficar pronta. 

Ash: Gente vocês nem vão acreditar!

Thaty: você pegou o Lysandre de novo?

Ash: Ahhh minha filha, você não sabe nada! Eu beijei o Castiel, depois me declarei pro Lysandre e agora tô namorando ele! Confuso né? Também fiquei, mas já me acostumei.

Val: E tu nem sabe o que aconteceu. Eu me apaixonei pela minha melhor amiga mas ela não tira o Adam da cabeça.

Thaty: Eu não penso naquele canalha!

Val: Claro que pensa! 

Ash: Gente deixa eu processar primeiro depois vocês brigam... Gente.. Vocês... É o que.

Val: É, é...

Ash: Passaaada.

Thaty: Passada tô eu querida, você, a mais mole da panela, namorando. O mundo dá voltas!

Val: também chamado de rotação e translação.

Thaty: você tem que ser tão chato? 

Val: Só quando eu sei que tô sendo otário. 

Ash: Ah gente, pelo amor... Daqui a pouco cês estão aos beijos, se eu bem conheço os dois.

Eles ficaram em silêncio.

Ash: Vocês vão dar um jeito nisso. Sempre dão! Agora tô bem cansada e vou dormir. Beijos.

Val: beijo.

Thaty: beijos. 

Ash: Até...

Eu desliguei.

Esses dois... São mais confusos que eu! 

Alguns dias se passaram e a história de que o Kentin tinha beijado o Alexy estava rodando pela escola. E tinha algumas pessoas incomodado eles. O Kentin estava pistola e o Alexy pareceu mais afetado com isso. Eu estava furiosa com isso, como pode em pleno século XXI as pessoas ainda serem tão preconceituosas?  

Eu estava sentada no chão do corredor ouvindo música com o Lysandre quando eu ouço gritos no final do corredor. Era o Kentin e um cara que eu nunca prestei atenção na escola.

- TU É UM VIADO, MANO. NÃO ERA NEM PRA ESTAR AQUI!

- TU ACHA QUE VAI ME OFENDER COM ISSO, PORRA? QUER ME XINGAR ME CHAMA DE BOLSONARO, SEU MERDA! 

- EU SOU O MERDA MAS NÃO BEIJO OUTRO CARA! 

O Kentin já ia pra cima do cara quando eu me meti no meio. Eu já posso trabalhar interrompendo as brigas dessa escola! O Alexy passou bem na hora e o cara cuspiu no rosto dele. Ele só abaixou o rosto, limpou e saiu apressado. Eu fui atrás dele, e nessa de ir atrás do Alexy eu esqueci do Kentin que começou a mostrar pro outro cara o que tinha aprendido na escola militar. Ficou a maior confusão lá mas eu não queria saber, eu estava mais preocupada com meu amigo no momento. O Lysandre ficou lá pra separar. O Alexy tinha entrado no banheiro masculino, eu parei na porta e hesitei um pouco. Quer saber? Eu não ligo! Eu entrei no banheiro e não tinha mais ninguém além de nós (felizmente) eu tranquei a porta pra não entrar ninguém e fiz igual eu fiz com a Rosa. Sentei na frente do box que ele estava, sem me importar com o chão sujo. E coloco minha mão por baixo da porta. Depois de um tempo ele senta também e põe sua mão em cima da minha.

Nós conversamos um pouco sobre o assunto, ele estava bem mais afetado do que aparentava. Era difícil ver o Alexy que sempre era tão animado e feliz, naquele estado, só por ter beijado alguém. Depois de uma longa conversa ele saiu do box e me abraçou, nós lavamos as mãos e saímos. Quando chegamos no corredor, ainda estava maior tumulto e o Lysandre segurava o Kentin pra não bater mais no cara que reclamava de dor no chão. Quando o Kentin viu o estado do Alexy, automaticamente a sua expressão de raiva se converteu em preocupação. O Lysandre soltou ele quando viu que ele se acalmou e ele veio em direção do Alexy. 

- Desculpa ter causado tudo isso, foi só um jogo idiota, provavelmente estraguei a sua vida. (O Alexy falava com a voz trêmula)

- Shhh, você não estragou nada! O problema está nas pessoas que não aceitam isso.  

O Kentin beijou o Alexy inesperadamente e eu fui atrás de um pires pra vela não queimar minha mão. 

Eu fui até o Lysandre. 

- Ai, eu tô tão exausta disso!

- Isso vai mudar! 

Eu o abracei e ele ficou fazendo carinho no meu cabelo enquanto eu respirava fundo tentando me acalmar.

Continua...


Notas Finais


Desculpa não ter postado antes mas essa semana tá uma bosta na escola.
Mas talvez eu ainda poste outro essa semana, vai depender da minha criatividade!!
xx


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...