História Meu amor por Lauren Jauregui - Camren - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony, Machine Gun Kelly
Personagens Camila Cabello, Lauren Jauregui
Tags Ally, Camilacabello, Camren, Celebridades, Dinah, Fanfic, Fifthharmony, Harrystyles, Homossexual, Larry, Laurenjauregui, Louistomlinson, Machinegunkelly, Normani
Visualizações 540
Palavras 1.943
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Crossover, Romance e Novela
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 16 - Capítulo 16.


- Camila acorda. - Ouvi a voz de Lauren. - Chegamos. - Ela disse acariciando meu rosto e abri os olhos lentamente dando de cara com ela. - Oi.

- Oi. - Eu sorri timidamente.

- Vamos. - Ela falou saindo do carro e eu fiz o mesmo. O mesmo segurança que havia me carregado antes, se ofereceu para repetir o ato, eu aceitei pois estava doendo.

Lauren me encarou com o cenho franzido e esbarrou de propósito no segurança que apenas fez uma troca de olhares com ela.

- Tem gente que quer perder o emprego. - Lauren disse dando passos largos na nossa frente.

- Drama... - Dinah disse revirando os olhos.

O rapaz alto e moreno, de físico bonito, continuava a me carregar em seus braços.

- Onde devo deixar a senhora? - Ele me perguntou educadamente.

- Eu te dou a coordenadas. - Eu falei lhe oferecendo um sorriso gentil e pude ver a sombra de um sorriso em seus lábios.

Lauren parou um pouco na nossa frente como se me esperasse. Eu não havia dito para ela que eu ficaria no quarto de Harry. Dei as coordenadas para o rapaz e Lauren franziu o cenho ao ver que não era a mesma de seu quarto.

- Vai pra onde? - Ela me encarou.

- Para o quarto de Harry. - Eu disse normalmente.

- O que? Mas Camila... - Ergui o indicador para que ela fizesse silêncio.

- Lauren vai ser melhor assim. - Eu falei olhando para ela que negou com a cabeça mas não falou uma palavra.

- Como quiser. - Foi tudo que ela disse antes de sair andando.

O segurança me levou até o quarto de Harry e agradeci. Bati na porta duas vezes e Harry abriu a mesma, sorri com a imagem dele com uma toalha rosa enrolada nos cabelos.

- Mila. - Ele disse me dando passagem para que eu entrasse. - Tudo bem?

- Sim. - Eu respondi e manquei até a cama dele. Ele cruzou os braços e me encarou com os olhos semicerrados.

- Anda... O que houve? - Ele perguntou novamente e só então notei que ele estava de roupão.

- Eu apenas fui almoçar com as meninas e uma fã maluca fez com que eu me machucasse. - Eu dei de ombros.

- E seu pé? - Ele olhou para o curativo no mesmo.

- Foi apenas um corte pequeno. - Eu dei de ombros olhando meu pé. - Tudo bem se eu ficar dormindo com vocês aqui? - Fitei ele que se levantou da cama.

- Óbvio. - Ele disse. - Meu quarto, seu quarto. - Ele riu.

- Onde está Louis? - Perguntei notando a ausência dele.

- Está com Machine. - Harry disse e eu franzi o cenho.

- Como assim?

- Pois é. Machine está arrumando o local onde vocês irão ensaiar e Louis foi ajudar.

- Entendo.

Lembrei que uma hora ou outra eu teria que enfrentar esse meu problema. Machine irá aparecer a qualquer hora. Me deitei na cama macia e Harry havia dito que iria se trocar, assenti e fechei os olhos afim de descansar. Refleti sobre tudo que aconteceu hoje. Lauren foi tão carinhosa e ciumenta? Acho que não. Acho que toda aquela cena sobre o segurança foi apenas uma forma de me proteger. Não sei ao certo o que pensar sobre isso, Lauren não iria querer algo com alguém como eu. Ela parece tão misteriosa, aquelas marcas em seu ante braço e aquele maldito chicote na sua mala. O que será que ela esconde? A forma como as meninas me olharam quando ela me perguntou se eu estava pesquisando sobre chicotes, a forma como ela me olhou, parecia tentar desvendar meus segredos. Ver Harry sair, já arrumado, do banheiro me fez lembrar que tenho que ir pegar minha mala no quarto de Lauren. Me levantei e massageei as têmporas.

- Onde vai? - Harry me fitou de forma curiosa.

- Buscar minha mala de roupas no quarto de Lauren. - Eu falei e ele assentiu se jogando na cama ao lado da que eu estava deitada.

Abri a porta e me retirei do quarto. Andei pelos corredores em busca do quarto de Lauren e rapidamente cheguei no mesmo. Parei na frente da porta tentando criar coragem para bater na porta. Dei duas leves batidas e Lauren apareceu franzindo o cenho ao me ver.

- Camila? - Ela me encarou e colocou a cabeça para fora do quarto olhando para o corredor. - O que faz aqui?

- Você poderia me dar minha mala? - Eu encarei ela que ergueu as sobrancelhas.

- Espere. - Ela disse dando as costas e depois de um tempo apareceu com minha mala.

- Obrigada. - Ergui a mão para pegar a mala mas ela colocou a mesma para trás.

- Eu levo. - Ela disse fechando a porta de seu quarto e andando na minha frente.

- Lauren, sabe que não precisa. - Falei tentando acompanhar seus passos mas era difícil já que meu pé estava machucado. Fiz uma careta de dor e soltei um gemido de insatisfação, Lauren me olhou e se aproximou.

- Não faça esforço. - Ela disse segurando meus ombros.

- Merda! Isso dói. - Eu resmunguei.

- Fique no meu quarto, eu cuido de você. - Ela disse de forma carinhosa e eu segurei o sorriso que queria rasgar meu rosto.

- Eu realmente não posso... - Falei e ela assentiu caminhando. Segui seus passos e rapidamente chegamos na frente do quarto de Harry.

- Só me diz o motivo de você não ficar no meu quarto. - Ela me olhou.

- Porque posso acabar gostando de você. - Eu falei como se fosse óbvio.

- O que? - Ela franziu o cenho intrigada.

- Eu sou louca por você. Meu quarto é repleto de fotos suas. Acha que é fácil conviver no mesmo quarto que você? - Encarei ela é cruzei os braços.

- Bom... Não sei te responder. - Ela deu de ombros.

- Tenho que ir. - Eu disse erguendo a mão para bater na porta do quarto de Harry mas ela me impediu.

- Por que a pressa? - Ela me olhou.

- Mais tarde vou ensaiar com Machine. - Eu respondi e ela estreitou os lábios.

- Tudo bem. - Ela se retirou.

Revirei os olhos e bati na porta. Harry abriu e vi Louis lá de costas.

- Lá vem bomba. - Harry cochichou e eu me preparei para o que quer que estivesse ali.

- Mila. - Machine apareceu.

- O que está fazendo aqui? - Franzi o cenho.

- Tome um café comigo. Para que possamos conversar. - Ele falou. - Não vai ser nada demais, é apenas sobre a música. Prometo.

- Okay... - Eu me rendi. Sei que ele insistiria.

Saímos do quarto e ele notou que eu estava mancando.

- O que houve com seu pé? - Ele franziu o cenho.

- Longa história. - Encerrei o assunto e caminhamos até o restaurante do prédio.

Sentamos em uma mesa qualquer e ele pediu dois cafés que chegaram rapidamente.

- E então? - Olhei para ele e provei um gole do café, estava delicioso.

- Vamos ensaiar hoje de noite. - Ele falou tomando um gole de seu café.

- Que horas?

- 19:30 está bom para você? - Ele me encarou e eu assenti. - Tudo bem.

Conversamos sobre alguns detalhes da música. Ele realmente não tentou nada e em momento algum falou sobre outro assunto que não fosse a música. Acabei falando sobre o que aconteceu com meu pé e acabou em uma risada quando ele lembrou do drama que fiz quando falaram que Lauren namorava Lucy. Ele disse que tinha que ir pois iria terminar de arrumar alguns detalhes no local que iriamos ensaiar. Me levantei de forma desajeitada da cadeira e a mesma acabou encostando no meu pé. Gemi de dor e Machine veio até mim rapidamente.

- Camila, você está bem? - Ele perguntou. - Vamos, se apoie em mim. Te levo até o quarto dos meninos.

- Obrigada. - Falei passando um braço em volta de seu pescoço e ele passou o braço pela minha cintura. Caminhamos devagar. Paramos na frente do quarto dos meninos e Machine deu leves batidas. Louis apareceu e olhou para o meu pé.

- O que aconteceu? - Ele perguntou trocando de posição com Machine.

- Ela machucou o corte em seu pé ao levantar da cadeira. - Machine falou e Louis deu um tapa na minha testa.

- Trouxa. - Ele falou. - Obrigado Machine. - Machine sorriu e se retirou.

- Droga. - Resmunguei.

- Preste atenção. - Louis disse.

...

Acabei dormindo e Harry e Louis fizeram o mesmo. Ouvi batidas na porta e acordei, franzi o cenho ao notar que Harry e Louis dormiam. Aquelas batidas não estavam baixas. Levantei indo até a porta. Abri a porta e Lauren estava lá bufando.

- Lauren, mas o que...

- Foi por isso que não quis ficar no meu quarto? - Ela perguntou furiosa impedindo minha fala.

- Perdão, como é? - Eu estava intrigada. Do que ela estava falando?

- Pensa que não vi? Machine abraçado com você no restaurante logo depois que te levei até aqui. - Ela disse e eu revirei meus olhos.

- Você estava me espionando? - Cruzei os braços.

- Não importa. Me responda!

- Lauren, já que estava me espionando você deveria ter visto que machuquei meu pé quando me levantei da cadeira e ele apenas me ajudou a chegar até aqui. - Eu falei e ela ficou calada.

- Mesmo? - Ela perguntou de forma insegura.

- Sim... - Eu falei. Não acredito que ela achou que eu deixei o quarto dela para ficar com Machine. Agora era eu quem estava furiosa.

- Vamos jantar? - Ela perguntou como se nada tivesse acontecido.

- Está brincando, não é? - Encarei ela.

- Não.

- Você vem aqui, reclama por uma besteira e agora age como se nada tivesse acontecido? Acho melhor você ir jantar sozinha. - Eu falei.

- Foi o que pareceu. Eu vi como vocês sorriam. - Ela disse. - Nem sei porque ajudamos você.

- O que?! - Levantei o tom de voz. - Pra mim essa conversa já deu! - Bati a porta na cara dela e bufei. Harry e Louis dormiam ainda, estavam dopados? Minutos depois bateram na porta e eu caminhei marchando, se fosse Lauren ela iria ver.

- Olá. - Era Machine.

- Machine?

- Sim... Já são 19:30. - Ele falou meio sem jeito.

- Deus! Dormi demais. - Eu falei sorrindo. - Vamos. - Falei saindo do quarto e caminhando ao lado dele.

Chegamos na frente do quarto onde eu dormia e ele pediu para que eu esperasse do lado de fora. Fiz o que foi pedido e depois ouvi a voz dele me chamar. Entrei e fiquei boquiaberta com o que vi. Havia velas no quarto e haviam pétalas vermelhas por todo o chão. A cama estava forrada com um lençol vermelho. Haviam balões em formato de coração também. Ele estava parado ao meu lado me olha do com receio. Vi seu violão em cima da cama e também vi meu vinho preferido em cima do criado mudo.

- O que... - Eu disse e ele me interrompeu.

- Mila, esses dias foram horríveis sem você. Sei que errei em ter te traído, a fama subiu para a minha cabeça. - Ele falou segurando minha mão. - Você sabe que antes dessa briga, nunca havíamos brigado. Que tal deixar tudo pra lá? - Ele se ajoelhou. - Quer namorar comigo? 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...