História Meu Amor (Suga) - Capítulo 140


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), One Direction
Personagens Harry Styles, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V, Zayn Malik
Tags Drama, Romance, Suspense
Visualizações 441
Palavras 1.243
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oie.... gente eu vou ficar postando capítulos MarSeok, pois acho eles fotos e.... não me abandonem!

Capítulo 140 - A tatuagem do amor


Fanfic / Fanfiction Meu Amor (Suga) - Capítulo 140 - A tatuagem do amor

       Coréia, 8:00 da Manhã 

Eu acordei e Mark não estava mais na cama, eu me levantei e saí do quarto, eu desci as escadas e ele estava só de calça moletom 

- o que você está fazendo?

Mark: café da manhã!

- eu vou tomar um banho e já volto!

Ele sorriu, eu subi as escadas e fui até o quarto, eu entrei no banheiro e fiz minha higiene matinal e saí do banheiro e botei uma roupa qualquer e desci, Mark já havia tomado banho, nós se assentamos, ele me serviu o café 

- você já pode começar a me dizer o que está acontecendo!

Mark: eu sinto que devo contar mesmo!

- sou todo ouvidos!

Mark: bom, eu era um garoto super feliz, me dava bem com a minha família, eu era próximo do meu irmão Tuan, mas depois que eu contei que eu era gay, eles começaram a me desprezar e a me tratar com diferença, meus pais não trocavam mais palavras comigo e meu irmão passou a me agredir diariamente, agressões físicas e verbais, eu passei a ser aquele garoto triste, ai eu resolvi ir no psicólogo, no caso é a Isabella!

- você sabe que pode registrar um boletim de ocorrência contra seu irmão!

Tuan: meu pai é poderoso, iria tirar ele da cadeia em dois instantes, aí ele viria atrás de mim!

- e eu iria proteger você, somos uma família agora meu amor!

Eu segurei a mão dele e beijei a mesma

Mark: tenho que pegar algumas coisas pra mim! 

- vou com você!

Mark: é bom! 

Ele riu fechado, nós terminamos de tomar café, Mark tirou a mesa e eu lavei a louça, nós saímos de casa e entramos no carro, eu dei partida e Mark me informou onde era a casa dos pais dele, alguns minutos depois nós chegamos na casa dos pais dele, nós saímos do carro, Mark abriu a porta e os pais dele estavam no sofá e o irmão dele estava em outro 

Tuan: olha quem apareceu a bi...

- bixona? bixa? Gay? Viado? Mulherzinha? 

Lalisa: quem é você?

- eu sou Jung Hoseok, eu vim pegar algumas coisas do Mark!

Tuan: ele não consegue se defender sozinho? Precisa de um policialzinho de merda pra proteger ele?

- segundo sargento do F.B.I, me xinga mais uma vez e eu prendo você por desacato!

Mark: a-a...

- vai lá buscar suas coisas, vou esperar você aqui!

Eu dei um selinho nele, ele subiu as escadas, eu fiquei em pé perto da porta 

Tuan: que nojo!

- algum problema aí amigão?

Tuan: não senhor!

- okay!

Eles começaram a sussurrar algo 

Mark: amor me ajuda aqui!

Eu subi as escadas e peguei duas malas e desci as escadas, eu saí da casa e botei as malas no porta mala do carro, ouvi o Mark gritar, eu entrei correndo, subi as escadas e a porta do quarto estava trancada, eu arrombei a porta e Tuan estava apertando o pescoço do Mark 

- larga ele!

Eu apontei a arma pra ele

Tuan: vai atirar?

- se for preciso!

Tuan: então atira, olha sua namoradinha está quase morrendo!

Ele continuava apertando o pescoço do Mark, eu atirei e Tuan caiu no chão com a mão no ombro 

- amor você está bem?

Mark: aham, ajuda ele! 

Câmbio On 

- câmbio emergência? Aqui é o sargento Hoseok, preciso de uma viatura e uma ambulância pro endereço  (endereço do Mark) 

C.e: sim senhor, estão a caminho! 

Câmbio Off 

Eu sabia qual era o problema de Mark, ele era bom demais, via bondade em tudo, os pais do Mark entraram no quarto  (gente eu esqueci o nome do pai do Mark) 

Lalisa: TUAAAAN!

A moça segurou a cabeça do Tuan e botou sobre seu colo 

Lalisa: O QUE VOCÊ FEZ?

- ele estava matando o Mark!

Lalisa: ninguém se importa com ele! Ele é um fracassado! Nunca vai ser ninguém!

- eu repreendo suas palavras sobre a vida deste ser maravilhoso!

Lalisa: maravilhoso? Só pra você!

- pra mim, proa amigos dele e principalmente pra mim!

Ouvi a sirene da polícia e da ambulância, os policias entraram junto com os paramédicos

Sg: o que houve Hoseok?

- tentativa de assassinato!

Sg: flagrante?

- sim, o indivíduo foi alvejado após recusar a ordem de soltar a vítima que estava sendo asfixiada!

Sg: Mark, quer registrar um boletim de ocorrência?

Mark: sim, já cansei de sofrer!

Os paramédicos levaram o Tuan que estava algemado na maca 

Sg: ele vai passar por uma cirurgia e depois vai pra penitenciária de Seoul, sem direito a fiança, ele aguardará julgamento em regime fechado!

Lalisa: como assim? Ele não é nenhum criminoso!

Sg: a ficha criminal dele é extensa minha senhora, sinto muito pela senhora, sua educação não foi suficiente pra manter ele na linha! 

- infelizmente a senhora protegeu a pessoa errada e acabou perdendo dois filhos, tipo matou dois coelhos em uma cajadada só!

Mark e eu descemos as escadas, Mark entrou no carro e eu fiz o mesmo 

- você vai passar o dia comigo na delegacia tá bom?

Mark: não vão achar estranho?

- claro que não!

Eu dei partida, 25 minutos depois nós chegamos na delegacia, Mark desceu do carro e eu desci logo depois, eu segurei na mão dele e conduzi ele pelos corredores da delegacia 

Sec: bom dia senhor Hoseok! 

- bom dia Jeisa!

Sec: tem uma pessoa querendo falar com você!

- okay!

Nós entramos na minha sala, Mark sentou do meu lado, a porta foi aberta revelando a Júlia 

- o que quer aqui? 

Júlia: conversar sobre nós!

- não existe mais nós!

Mark: amor que  é ela? 

Ele sussurrou no meu ouvido  

- ninguém importante!

Sussurrei de volta 

Júlia: pede pro seu assistente sair!

- ele não é meu assistente, é meu namorado!

Júlia: que nojo Hoseok!

- faz um favor? Saí daqui e me deixa em paz garota! 

Júlia: você tem uma filha!

- ótimo, quer fazer que nem a Flora? Deixa ela comigo e some!

Júlia: Hoseok eu queria voltar com você!

- sinto muito, mas é tarde demais, bem tarde!

Júlia saiu da minha sala, Mark estava olhando algumas fotos 

Mark: seus pais?

- sim e esse é meu irmão Taehyung e essa minha irmã Jisoo!

Mark: eu vou conhecê-los?

- claro!

Sorri fechado enquanto olhava umas fichas criminais de alguns meliantes que deram entrada na delegacia 

Mark: você deve se dar bem com sua família!

- sim, muito, minha família e a famosa família clichê, não temos desavenças uns com os outros!

Taehyung entrou na sala 

Tae: Hoseok? Eu vi a Júlia, vocês voltaram?

- claro que não!

Tae: olá!

Mark: oi!

- Taehyung esse é Mark, meu namorado! 

Tae: olá Mark, eu sou Taehyung, seu cunhado!

Tae sorriu pro Mark que retribuiu 

Tae: quando você vai apresentar ele pros nossos  pais?

- nesse fim de semana!

Tae: e pros amigos?

- nesse fim de semana! 

Tae: mas como eu ia dizendo, você não tem o arquivo do caso Beltrão?

- tenho sim! 

Eu levantei da cadeira e fui até as gavetas de arquivo 

 - aqui, tira uma cópia e me trás de volta! 

Tae: pode deixar! Tchau Mark!

Mark: Tchau!

Mark continuou olhando, tudo encantava ele

- se estiver com fome me avise ta bom?

Mark: aham, posso olhar por fora?

- claro!

Mark saiu da sala, eu continuei olhando uns papéis, ele entrou novamente 

- que foi? 

Mark: tem um homem com cara de mal aí fora!

- ele não vai fazer nada com você, deve ser o Toretto!

Mark: é normal ele ser daquele tamanho?

- é sim, kkkkk vem aqui, não fica com medo mais! 

Ele veio e se sentou do meu lado, eu dei um selar nele, ele sorriu envergonhado 

           Quebra de Tempo 

Já eram 20:00, Mark e eu estávamos num tatuador, estávamos fazendo uma tatuagem (capa) 

- que cara é essa Mark?

Mark: aí esse caralho dói!

Eu comecei a rir da expressão dele....






Continua......


Notas Finais


Espero que gostem!
Bjs
Bjs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...