1. Spirit Fanfics >
  2. Meu anjo caído ... ( Jikook ) >
  3. Garotinho de Seteàlem.

História Meu anjo caído ... ( Jikook ) - Capítulo 22


Escrita por:


Notas do Autor


Oi !!

Eu estava pensando em apagar essa finc , mas algumas pessoas me aconselharam a continuar e é isso que eu vou fazer , irei continuar essa finc . Já desisti de várias coisas que me faziam bem por ser fraca e não irei desistir dessa vez. 🙅😣

Não se preocupem , só peço que tenham paciência pois os capítulos vão demorar mais a serem postados😶 ... Obrigada por não desistirem de mim , nem da finc.😊

As coisas por aqui estão difíceis pra mim e o clima negativo tira toda minha inspiração e criatividade para escrever😞 . Me desculpem se o capítulo saiu meio bosta ...

Espero que gostem e obrigada. 💖

Capítulo 22 - Garotinho de Seteàlem.



Jimin estava em casa esperando Jungkook voltar do inferno. O tempo estava frio , não aquele frio de fazer tremer os dentes , e sim, aquele friozinho gostoso de se sentir enquanto se esta embrulhado em um lençol deitado na cama ou no sofá assistindo um bom filme ou série. E era isso que Jimin e Tae estavam fazendo nesse momento , ambos sentados no sofá cobertos por um edredom que dividiam e comendo pipoca doce enquanto assistiam "Star trek".

— Esse filme é bem legal . Gosto dele. — Jimin falou focado na TV enquanto enchia a boca de pipoca.

— Muito bom , mas prefiro Star w...— Tae falava mas foi interrompido por Jimin que arremeçou um travesseiro nele.

— Se não achou bom , não assista mais nenhum filme da coleção. — Jimin falou fazendo bico. Tae sorriu e fez sinal de rendição com as mãos.

— Calma nanico não falei que o filme era uma merda . — Tae falou e recebeu outra travesseirada da parte de Jimin . E ambos ficaram um bom tempo nessa até o Park ameaçar jogar o vaso que estava em cima da mesinha de centro na cabeça do Kim.

Algumas horas se passaram e Jungkook ainda não havia chegado então Taehyung resolve ir da uma volta pela praça próxima ao prédio onde ambos moravam .

— Essa praça não é abandonada? Não tem muita movimentação por lá e a noite fica parecendo cenário de filme de terror... Ja passei por lá quando estava vindo do cinema e fica bem macabra mesmo .Principalmente pelo fato da igreja que fica no fundo da praça ... Ela também tá abandonada há uns vinte anos e...— Jimin falava enquanto se vestia e foi cortado por Tae que já estava arrumado.

— Primeiro : eu não lembro de ter te convidado , você está indo de penetra. Segundo: agora que são cinco da tarde então não está tão escuro para dar medo e terceiro : não era nem pra você está saindo.

— Tae , eu sei que não devia sair mas eu estou com vontade de caminhar por aí e eu não estou sozinho... Você está indo comigo .

— Mas se aquele demônio , vulgo, Yoongi aparecer eu não poderei fazer muita coisa para te salvar viu meu "kirido".— O mais velho falou e Jimin sorriu. O menor também estava preocupado com o fato de algum ser maligno aparecer para o atormentar mas ele não iria deixar de sair e ficar trancado dentro de casa pra sempre. Ele sabia que talvez corresse risco , ainda mais sem Jungkook por perto mas iria se arriscar, afinal , a vida é cheia de riscos não ?

— Vamos logo Tae.— Foi tudo que o Park disse antes de ambos saírem do apartamento.

( ...)

Jimin adorava sair com o Kim por causa das loucuras que ele fazia e falava na caminhada. Com toda a certeza do mundo a companhia do Kim era a melhor do mundo.

Ambos estavam na tal praça sentados em um dos bancos que ainda estavam inteiros pois com o tempo alguns ficaram ficaram acabados e inúteis.

— Quer algum lanchinho Jimin ? Aquela barquinha ali tem os melhores hambúrgueres de todos . — Kim falou e apontou para barraca onde tinha um senhor servindo um casal .

— Aviso que é você que vai pagar . — O menor falou e olhou na direção da barraca . O casal já não estava mais lá . Tae levantou e foi a passos lentos até a barraca sendo observado por Jimin . A barraquinha não era tao longe de onde os dois estavam mas não tinha muito movimento ali.

— Oi , ele é seu amigo ? — Um garoto perguntou sentando ao lado de Jimin . O menor olhou para o estranho e o encarou por um momento. Com certeza aquele rapaz parecia suspeito mas Jimin relevou esse fato talvez fosse paranóia de sua cabeça.

— Sim .— Respondeu curto . Algo dizia a Jimin para não dá muita corda para o assunto. O rapaz usava uma calça preta moletom , uma camisa de mangas compridas com capuz um pouco maior que seu corpo e uma máscara . Jimin mal via o rosto do rapaz por causa da máscara e o capuz .

— Desculpa se estou te assustando com meu estilo . — o rapaz falou e sorriu por baixo da máscara para Jimin . — Não irei te assaltar ou algo do tipo , eu apenas gosto de me vestir assim .

— Desculpe , você não está me assustando e eu não imaginei que você fosse um assaltante. Eu só não sou muito bom em falar com estranhos , entende ? — Jimin falou sorrindo desviando a atenção de Tae que esperava os pedidos e focou no rapaz a sua frente.

— E você tem razão , hoje em dia não se deve confiar em todo mundo... não sabemos quem tem boas e quem tem maus intenções , né , Jimin .— O rapaz falou e olhou na direção em que Tae estava .

— É.— Jimin não queria mais ficar ao lado daquele rapaz . Algo estava errado. "Ele me chamou de Jimin " era o que se passava na mente do pequeno Park .

— Quando você for até seu amigo não passe entre aqueles dois postes.

— Qual seu nome ?

— Se você passar não poderá voltar.

— Qual seu nome ?

— Está me ouvindo Park ? Não passe por aqueles postes ... Suga, meu nome é Suga.— Isso fez Jimin gelar . Além de saber seu nome o estranho também sabia seu sobrenome.

— Como sabe meu nome ?— O desconhecido sorriu . Jimin não esperou resposta , levantou e correu em direção a Taehyung . Sem querer e por não ter ouvido o aviso do estranho ele passou entre os dois postes.

— NÃO VÁ POR AI SUA PRAGA !!— Jimin ouviu o estranho gritar .

"Praga ? Quem me chama de praga sem nem me conhecer ? " Foi Oque o Park pensou . Assim que ele passou por aquele postes sentiu um frio e parou de correr , olhando em volta . O lugar onde ele se encontrava estava em decadência, era como se fosse uma cidade abandonada há muitos anos ... A rua estava deserta e ninguém se encontrava no local .

— Taehyung ! — Jimin gritou mas não teve resposta. Então ele correu , sua esperança era encontra a saída daquela rua onde estava . O pequeno correu até suas pernas não aguentarem mais , mas não encontrou saída .

— Onde estou ? — Falou sozinho e se ajoelhou. Suas pernas não aguentava mais ficar em pé.

— Moço você não é daqui ... Tem que voltar pra casa .— Jimin ouviu a voz infantil atrás de si . Virou-se e viu um garotinho de cabelos curtos pretos que cobriam seus olhos impossibilitado Jimin de os olhar , ele era pequenino e trajava roupas sujas , rasgadas e antigas .

— Você é daqui ? — Jimin perguntou olhando para o rosto do garotinho. O menor olhou nos olhos do Park .

— Sim . — Ele respondeu mantendo seu olhar no olhar de Jimin . O pequeno Park não sabia o que sentia no momento , ao olhar os olhos do garoto . Eles eram completos breu , Jimin só sentia solidão e tristeza vindos daquela escuridão toda . Era tao triste para Jimin ver aquilo , o Park estava vendo a alma do garotinho.

— Porque está aqui ? — Jimin perguntou se aproximando ainda mais do garoto. O menor abaixou a cabeça fazendo seus cabelos cobrirem seu rosto.

— Moço , você é a luz e trevas que salvará o mundo em que vivemos... Tem que sair daqui . Você corre perigo.— O garoto falou e se afastou de Jimin não respondendo sua pergunta.

— Espere , qual seu nome ? — Jimin perguntou vendo a criança sumir lentamente. O garotinho falou mas sua voz não saiu audível para o Park .

— Eu não posso escuta-lo ! — Jimin gritou para a criança que já estava ficando transparente. O menor sentia que precisava saber o nome da criança. E então o menininho falou novamente sem voz ,mas Jimin leu seus lábios. E assim que Jimin entendeu qual o nome a criança sumiu indo para outro lado daquele lugar sombrio.

— Jimin:on —

Kookie ? O nome daquele menininho era Kookie? Não , eu devo ter entendido errado.

Olhei ao redor e vi o prédio do meu apartamento e corri até ele . O mesmo estava com um ar sombrio e aparência assustadora. Eu não entrei apenas observei por fora .

—É tudo igual e diferente ao mesmo tempo... acho que estou no quarto inferno , estou em Seteàlem.— Falei e virei vendo algumas pessoas caminharem solitárias pela rua . Almas que estão sozinhas neste mundo.

— Oque você faz aqui ?— virei-me ao ouvir a voz grassa atrás de mim e vi o homem que estava junto com Yoongi no dia em que quase morri na escola.

— Cheguei aqui sem querer.— Respondi me afastando dele . O mesmo que era beeem mais alto que eu sorriu divertido.

— Mais um humano que entra sem querer em Seteàlem ... Acho que alguém deixou o portal aberto . — Ele falou e virou de costas pra mim.

— Como eu saio daqui ?

— Bem ... Acho que você não vai sair— ele sorriu e começou a caminhar.

— Seu nome é Namjoon , não é ?— Perguntei e ele virou de frente para mim novamente.

— Sim.

— Por favor senhor Namjoon me ajude a sair daqui . — Pedi e ele sorriu.

— Ok , ok, eu te ajudo só não me chame de senhor pelo amor de alguém ... Vou ver se acho alguém que saiba abrir portais . Por favor fique aqui e não deixe mais ninguém te ver, pois se te verem irão querer que você more aqui — Ele falou e sumiu . Novamente fiquei só . Andei até um shopping que parecia abandonado assim como todo esse lugar e entrei no mesmo . Vidros quebrados , tudo bagunçado e em decadência como essas pessoas conseguem viver aqui? Me sentei no topo da escada-rolante que não funcionava e fiquei esperando Namjoon aparecer. Por que ele está me ajudando tao facilmente? Ele estava do lado de Yoongi,não ?

— Ainda está aqui moço ? — A voz infantil conhecida por mim falou e eu levantei a cabeça observando o garotinho

— Já estou indo embora , não se preocupe. — Falei e ele ficou parado a minha frente .

— Já faz dois dias que o senhor está aqui sabia ?— Falou e sentou me encarando com o rosto coberto pelos cabelos negros.

— Nossa ! Não sabia que já estava aqui há tanto tempo. — Dois dias ? Meu Deus , Tae deve estar louco atrás de mim .

— Qual seu nome, moço?

— Jimin ... O seu é Kookie ou eu entendi errado?— Perguntei sorrindo.

— Você entendeu errado , moço. É Jungkook.— Ele falou sem expressão.

— Como você vaio parar aqui ? — Perguntei surpreso pela resposta dele , isso é impossível. Tentei tocar seus cabelos mas ele se afastou do meu toque .

— Eu estou aqui há muito tempo ... Acho que foi quando eu ...— Ele falava mas calou-se assim e um estalo de chicote foi ouvido. Vi ele se torcer de dor e uma marca se formar em seu rosto . Ele foi chicoteado ?

— Kookie ! — Gritei e o abracei forte senti ele tremer mas nenhuma lágrima cair .

— Se não me soltar será chicoteado também moço . — Ele falou em um sussurro. Eu o apertei forte e corri em direção ao cinema do shopping trancando as portas . Eu escutava o barulho do chicote atrás de mim .

— Me solte ... Ele vai te machucar.— Ele falou ainda em meus braços.

— Não vou te soltar .— Falei correndo entre as fileiras de cadeiras . Tenho que me afastar ao máximo da porta.

— moço ... Obrigado... Juro que irei te proteger também. — Falou baixo.

— Não se preocu...— Eu falava mas parei ao sentir uma ardência forte em minhas costas . Acabei de ser chicoteado. Lágrimas queriam sair , entretanto não deixei .

— Moço ! — Kookie gritou assim que viu meu estado . Sorri e falei um "não se preocupe" o escondi e me afastei indo até a fileira de cadeiras próxima a porta .

Outro estalo de chicote.

— Vivos não fazem parte desse mundo ! Vivos não pertencem a esse mundo ! — Escutei outro estalo do chicote bem próximo. Eu me Encolhi e então de um aspecto negro vi a silhueta de um homem com chifres assas garras e rabo.

— Se quer ficar aqui ... Terá que morrer.

— Eu não quero ficar aqui . Eu só quero voltar pra casa .— Falei e ele se aproximou de mim até que ele ficou bem próximo e pegou meu maxilar com força .

— Vou usar seu corpo primeiro e depois te matarei . — Ele falou e então vi sua forma . Ele tinha o rosto humano , cabelos compridos cinzas que caiam em algumas mechas nos olhos , tinha asas negras bem grossas , garras pintadas de preto e bem compridas , um rabo e um par de chifres distorcidos .

— Você me parece ser puro ainda ... Seu cheiro é doce.— Falou e lambeu minha bochecha me pressionando contra a parede . Tentei fugir e empurrar ele mais o mesmo era muito forte.

— Calma humano... Sabe quanto tempo faz que eu não Transo com alguém que não seja demonio ? Muito.— Ele fala e passa a mão por meu membro.

— Já deu e acho melhor você parar.— Ouvi a voz rouca vim , do fundo da sala e se aproximar . Era Yoongi.

— Yoongi , peço que deixe eu me diverti um pouco com esse humano.

— Se você se garantir de lutar contra o demônio protetor desse humano , tudo bem , eu deixo.

— E quem é o demônio que o protege ?

— Jeon Jungkook.— Yoongi falou e o demônio ou seja lá Oque que me segurava saltou-me e olhou assustado e incrédulo para Yoongi.— Acho melhor o saltar.

— Sim.

O ser sumiu e eu passei por Yoongi indo até o garotinho o pegando no colo novamente.

Achei uma saída daquela sala de cinema e assim que chegamos ao lado de fora eu coloquei o garotinho no chão.

—Obrigado moço ... Serei eternamente grato por isso e a partir de agora temos uma divida .

— Então é por isso que ele te proteje sempre . — Ouvi a voz e Yoongi atras de mim.— Vamos ... Vou te mandar para casa .

— Como posso acreditar?— Falei e ele sorriu . O garotinho me abraçou e sorriu ... Achei que as pessoas daqui não sorrissem .

— Você tem que ir moço ... Obrigado por me salvar.— Ele falou e sorriu.

— O Namjoon me falou que você precisava de ajuda para sair daqui agora vem logo . — Ele falou e abriu um tipo de portal . Eu olhei para o garotinho que sumia lentamente , Sorri para ele e entrei no portal.

(...)

Apareci próximo ao banco que eu estava sentado com Tae e o procurei , entretanto não o achei . Gritei por seu nome e então vi ele sair de dentro de um comércio afastado da praça com dois litros de refri .

— Jimin , Vamos lanchar aqui mesmo e depois vamos pra casa.— Ele falou tranquilo se sentando ao meu lado.

— Você não notou minha ausência?— Perguntei. Ele negou com a cabeça e me entregou o hambúrguer junto com um litrinho de refri .

— Jimin , você está bem ?

O tempo daqui é diferente do de lá .

— sim ... Vamos comer logo.

Dois dias não são nem horas aqui .

— Kkkk você e suas noias.

O espaço e tempo é totalmente paralelo ao daqui .

(...)

Tae está no banho e eu estou deitado na cama esperando o kookie .

Kookie.

Aquele garotinho era o Jungkook... Como isso é possível?

- Você entendeu errado moço, é Jungkook.

Como poderia ser o kookie ?

Porque Namjoon e Yoongi me ajudaram ?

Minha vida está cheia de perguntas e nenhuma resposta.






Notas Finais


Desculpem se ficou muito pequeno.
Espero que tenham gostado... Sei que é errado eu pedir , mas por favor comentem Oque acharam. 🙇🙇🙇🙇

Desculpem os erros ortográficos.

~~~~~☆✨☆~~~~~

Você só vence o amanhã se não desistir do hoje .

✺✺✺✺✺✺✺✺❄✺✺✺✺✺✺✺✺✺


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...