1. Spirit Fanfics >
  2. Meu Assasino >
  3. Fugitivos

História Meu Assasino - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - Fugitivos


     

— Zack? — olhou para o homem   sentado ao seu lado. 

— Hm? 

— Quando você vai...

—Tem como por um segundo parar de falar disso? — abaixou a cabeça a apoiando em cima dos joelhos.

— Desculpa...

Já havia dois dias desde que Zack a resgatou,desde então a garota tem insistindo para que Zack a mate,porém falhou em todas as quatro tentativas de matá-lá, ele simplesmente não conseguia.

— Eu vou ver se acho comida — levantou tediosa indo em direção ao um dos armários vazios do armazém.

Queria morrer,queria que seus pecados fossem julgados,mais algo no fundo do seu coração queria que permanecesse viva.

Uma duvida passava por sua cabeça.

E se ela dissesse que queria viver?Zack a mataria?

Zack odiava mentiras,ele ficaria zangado e a mataria.

Essa era a única certeza que tinha.

— Hey...Ray — levantou-se pegando a foice jogada no chão — achou alguma coisa? não podemos ficar aqui muito tempo logo acharam a gente aqui — caminhou até o local onde Rachel provavelmente estava.

— Ray... — parou enfrente a porta observando o sangue que escorria para fora — RAY! — correu para dentro do cômodo encontrando Rachel sentada no chão com a faca que tinha lhe dado nas mãos.

— O que pensa que está fazendo? — puxou a faca das mãos da menina — sou eu quem irá matá-lá! — gritou assustando a garota — não se atreva se matar sua pirralha!o que aconteceu com todo aquele papo de que isso era um pecado?

— M-me desculpe — colocou a mão no corte 

— Vou pegar um pano — virou de costa a olhando com os olhos arregalados — não se atreva a cortar mais um pedaço de carne desse braço,se não eu mesmo o corto e lhe dou de comida — saiu a passos duros atrás de uma pano para estampar o sangue que corria.

Enquanto Zack saiu a passos duros para o outro lado do armazém,Ray se permitiu chorar, estava confusa, não sabia mais o que fazer não tinha mais utilidade alguma para Zack,mas por que ele ainda a mantia viva?

— Olha aqui sua pirralha desmiolada,deu um puta trabalho para achar esse trapo velho aqui — se agachou na frente da menina e puxou o braço cortado — como você consegue ser tão masoquista assim?— enquanto enrolava o pano no pulso cortado da garota,ele se lembrava de como Rachel tinha sido tão cuidadosa quando se cortou  com sua foice quando ainda estavam no prédio, ninguém nunca tinha lhe dado atenção daquele jeito.

— Por que fez isso? — perguntou dando um último nó no pano.

— Eu pensei que assim eu não fosse ser um peso morto para você — Zack suspirou se levantando 

— Nós fizemos uma promessa,eu que a matarei, não deixarei ninguém toca-lá além de mim,isso inclui você mesma, então não faça mais isso.

— Ok

— Você contínua o mesmo peixe morto de sempre, como é que eu vou matá-lá assim?

— Desculpa

—  Certo,vamos embora daqui.

Os dois se levantaram,cada um pegou sua arma,Zack pegou sua foice e Ray a faca que Zack jogou a pouco tempo.

.

.

.

— Hey... você ta muito calada — olhou para a garota que andava a passos lentos ao seu lado.

— Estou com fome.

— Se não tivesse dado uma de masoquista com certeza teríamos pelo menos um pão agora.

— Desculpa

— Tem como parar se pedir desculpas toda hora? — disse irritado,o jeito quieto e silencioso da garota o irritava,por que ela ainda não tinha tentado fugir?

Não queria matá-lá,mas não teria outra escolha se ela não fugisse, aliás eles fizeram uma promessa e ele nunca quebra suas promessas.

— Desculpa...

— Eu acho que vou matá-lá agora mesmo.

— Des... foi mal.

— SIGNIFICA A MESMA COISA SUA LERDA!

— É mesmo? — revirou os olhos e seguiu em frente

Caminhavam numa floresta fazia, não sabiam onde ela chegaria, apenas caminhavam em busca de conseguir fugir de todos aqueles polícias que os perseguiam.

Finalmente estavam livres daquele prédio maluco não se permitiriam ser presos novamente.

— Hey Ray como se sente fugindo de vários policias e com um assassino ao seu lado?

— Me sinto uma assina.

— Dariamos uma boa dupla não acha?um que despedaça o corpo e o outro que costura — disse pensativo, colocando a foice em cima dos ombros

— Você acha?

— Eu tenho certeza.


Notas Finais


Depois de muito tempo eu voltei!
desculpas pelo sumiço repentino,nessa quarentena aconteceram muita coisas.

E como um pedido de desculpas eu trouxe uma fic de um dos animes que eu mais amo, espero que gostem

(todas as histórias em andamento teram um capítulo novo ainda esse mês)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...