1. Spirit Fanfics >
  2. Meu belo futuro inesperado >
  3. Tanto tempo perdido

História Meu belo futuro inesperado - Capítulo 13


Escrita por:


Notas do Autor


Galerinha, antes de lerem o cap, quero dar um alerta pra vcs

quem tem diabetes vaza, pq esse capítulo tá mto açucaradinho (fofo pros leigos)

boa leituraaaaaaa

Capítulo 13 - Tanto tempo perdido


Fanfic / Fanfiction Meu belo futuro inesperado - Capítulo 13 - Tanto tempo perdido

16:55 • Esconderijo da 2-A

Estava tudo indo de mal à pior. Izuku não tinha ideia de como começar um golpe duplo enquanto Uraraka fritava esperando que o garoto iniciasse a tal conversa que ele disse. Basicamente uma confusão de pensamentos que enchiam o saco da castanha, até ela arranjar coragem.

Deku-kun, antes de tu--

Pode me chamar apenas de Deku — interrompeu o esverdeado, ainda atencioso.

— Então, sobre o que queria falar comigo? — falou a garota, franzindo a testa.

AH! Me perdoe pela demora, Ura!

Ura? Que romântico!”, pensou a apaixonada.

Tudo bem...

É que você se mostrou uma garota tão habilidosa quando se trata de combate corpo-à-corpo, eu pensei que você, sabe, poderia... — Midoriya molha a garganta, envergonhado. — Me treinar?

Huh?! — a menor toma um susto, entretanto logo se recompõe: — Ca-claro! Estou ao seu dispor!

“Estou ao seu dispor? Eu me sinto pervertida!”, sussurrou Ochako para si mesma. Mesmo que tudo isso fosse a base para  um quase “encontro romântico heroico”, a garota foi à mil com inúmeros pensamentos do qual apaixonante seria seu beijo.

Vamos começar ou não? — questionou Izuku, assustando a menor por estar viajando na maionese.

Vamos sim!

Logo ela demonstrou com dicas alguns de seus golpes e evasivas que ela aprendera com a heroína Ryukyu. De todo modo, o garoto percebeu de cara que nunca havia tido uma treinadora tão boa assim (ele nem cogitou em lembrar do All Might), e logo sentiu seu coração palpitar quando Uraraka estava ensinando um tipo de contra-ataque importante.

Ele sempre gostou dela. Desde o começo. Logo quando ele a viu pela primeira vez na frente da U.A, salvando-o de uma bela queda. 

O garoto sempre, sempre acreditou em amor à primeira vista, e sempre semeou esta teoria no quanto eles dois se envolveram desde o começo do ano passado até atualmente. 

O problema era que ele temia perdê-la em dado momento, como no dia em que teve a missão dos heróis contra o Overhaul.

Como quando ela conseguiu acalmar ele quando a Black Whip, sua segunda quirk, surgiu e o deixou descontrolado. O esverdeado nunca vai esquecer aquele abraço, além de todos os momentos em que ela lhe deu suporte.

Deku — chamou a castanha pelo amigo.

O que foi, Ura? — perguntou curioso.

Pode fazer um favor?

Claro — acenou com a cabeça.

Você consegue fazer fazer pressão no ar, podendo até “voar” na prática, né?

Exato... — respondeu Midoriya, ainda mais curioso.

Quer flutuar? Isso me acalma e queria lhe mostrar a sensação. Com sua quirk não vamos correr o risco de ir pro espaço — disse Uraraka, rindo.

Vamos!

Então ela lhe ofereceu a mão, e quando ele a tocou, começou a flutuar ao seu lado. Como dito, era uma sensação estranhamente confortável, e única. Eles já estavam a uns metros de distância do chão, e Izuku estranhou:

Você não sente mais enjoo?

Sim! — respondeu feliz da vida. — Eu treinei tanto que finalmente consegui conter o vômito.

E eles aproveitaram a brisa que batia em seus cabelos. Por dado momento, o garoto começou a fazer palhaçadas no ar, como rodopios e cambalhotas, somente a fim de ouvir a doce gargalhada da garota. Em poucos minutos, borboletas surgiram nos seus estômagos, e eles se encararam por um curto tempo.

Ura.

Oi.

Eu... — ele se aproxima mais. — Preciso te contar uma coisa.

O quê?

Eu... Na... Você... Hoje... — Midoriya não fazia ideia de como dizer, a ponto de falar palavras que não existem.

— Entendi.

Sem nenhuma hesitação, ela o beijou. Izuku tinha de tudo para pirar totalmente de amores, no entanto manteve a postura e se envolveu no beijo. Bom, houve uma certa mentira, ele não se manteve totalmente.

Deku, você tá chorando?

NÃOOOOOO! — negou o menino, perdido nos pensamentos.

Por que você...?

Eu... — limpa as lágrimas. — Eu me culpo por não ter me declarado por todo esse tempo. Ochako Uraraka, eu gosto de você desde que te vi pela primeira vez, mas fui tão idiota em reprimir por causa do foco em ser herói, que prejudiquei meu próprio psicológico, acreditanto que você nunca gostaria de mim desse jeito.

Deku... — surge uma lágrima no olho da castanha.

Você também tá chorando agora?

Sim, por que... Puta merda, eu sofri tanto! Achei que nunca fosse o suficiente pra você! Eu também gosto de você desde o começo do ano passado... Perdemos um bom tempo.

— É — limpa as lágrimas de Ochako e as próprias. — Não vamos mais perder tempo.

Sem que ela falasse mais alguma coisa, ele a beijou. Bom, eles estavam tão envolvidos que nem perceberam um alguém tirando fotos de ambos, tal coisa que estragaria certas amizades...


Notas Finais


pse, nunca fui tão cadelinha como fui de izuocha nesse cap

aahh, pra quem é bem fã de kamijirou, eu postei uma fic mto boa, então se forem humildes, deem uma olhadinha lá ;)

é isso, espero que tenham gostado seus deliciassss


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...