História Meu burrinho (Sycaro) - Capítulo 2


Escrita por: e mrssouth

Postado
Categorias Rodrigo "Saiko" Ximenes
Personagens Personagens Originais, Rodrigo "Saiko" Ximenes
Tags Lemon, Saiko, Saikomene, Sycaro, Yaoi, Ycaro, Ykuuro
Visualizações 369
Palavras 950
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ficção Adolescente, Fluffy, Hentai, Lemon, LGBT, Literatura Feminina, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Transsexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hey

Turo pão?

Só um aviso
As quatro pissoinhas que vão participar da fic são:

@mrssouthpark
Nome: Karen

@mikuuchan
Nome: Keiko

@lixa-hospitalar
Nome: Aya

@EstrelaDoNorte_
Nome: Kang Seulgi


Entom

Boa leitura♡

Capítulo 2 - Two


Fanfic / Fanfiction Meu burrinho (Sycaro) - Capítulo 2 - Two


P.O.V Saiko 

Minha manhã foi baseada nisso:

Brincar, conversar, irritar o Ycaro, provocar o Ycaro (A:n do jeito que vcs estão pensando) e me arriar' no André,  que estava fazendo papel de trouxa

●\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\●

Na hora da saida me despedi de meus amigos e de Ycaro .Fiquei ali esperando minha irmã que não chegava nunca ,acabei percebendo que só restava eu ali, então decidi ir pra casa .

Quando cheguei, lembrei que minha irmã que estava com a chave 

Saiko- Droga Sussurro para que apenas eu possa ouvir

15 minutos depois 

Vejo minha irmã se aproximando,  só que não era apenas ela. Ela estava abraçada em outra menina , enquanto ambas riam de algo.

A menina que ela estava abraçada, acho que tinha, aproximadamente 1,60 de altura,cabelos castanhos até a cintura, pulseiras de diversas cores,um anel de coco, um furo a mais na orelha,uma camiseta cinza,uma blusa preta,uma calça jeans escura com rasgos no joelho e um All Star preto.

Conforme se aproximavam iam parando de rir. Minha irmã apontou pra mim e sussurrou algo que não consigi ouvir .

P.O.V Mari

Mari- Tá vendo aquele bixu' emburrado?  A maior afirma e ri baixo Pois então, ele é meu irmão 

Começamos a rir denovo, enquanto Saiko nos encarava sem entender nada. 

Quando estavamos de frente para Saiko , ele cruza os braços e diz.

Saiko- QUE PUTARIA É ESSA? Ele berra 

Mari- Não grita desgraça 

Saiko- Tu me respeite viu Ele diz com uma voz fanha e forçada,  mas engraçada 

Mari- Para de encomodar e vaí abrir a merda da porta Falo tirando a chave da minha mochila e entregando a mesma

Rodrigo pega a  chave e vai em direção a porta, e abre ela.

Ele dá espaço para mim e Karen entrarmos. E assim fazemos.

Nos sentamos no sofá e largamos as mochilas ali perto.

Saiko- Vai me explicar isso daí?

Mari- Vou Falo com um tom de animação na voz,que deixa Rodrigo confuso Ela é minha namorada, e eu me atrasei por que estava "catando" ela no meio de um monte de alunos. E eu e ela estamos namorando à 3 meses Falo e Rodrigo me encara com um... sorriso?

Saiko- Finalmente desencalhou! Ele fala me dando um abraço e rindo um pouco

Saiko- Ta,  mas qual o seu nome? Ele fala se soltando de mim e perguntando a minha namorada 

Karen- Meu nome é Karen, e o seu?  Ela pergunta meio tímida, como amo esse jeitinho dela 

Saiko- O meu é Rodrigo, mas me chama de Saiko. Ela sorriu Mas como vou saber se vocês não estam tirando sarro da minha cara?

Mari- Assim Dou um beijo em Karen 

Saiko- Ta, eu acredito. Mas vocês duas são  lesbicas?

Mari- Eu sou panssexual, igual a ti imbecil 

Karen- Eu sou lésbica, sim 

Depois de um interrogatóriozinho 

Karen- Ei A maior fala e eu a olho Tu não disse que tocava violão?

Mari- Sim.

Karen- Posso te ouvir tocar? Afirmo com um sorriso 

Me alevanto e pego meu violão que estava atrás da porta (por que o saiko nunca quer me ouvir tocar, e por isso eu não faço nada além de praticar ;^; ).

Me sento na cama ao lado de Karen, respiro fundo e olho para o violão 

Mari- Que música? 

Karen- Qualquer uma

Mari- Tá Falo começando a tocar 

Ela é um filme de ação com vários finais

Ela é política aplicada em conversas banais
Se ela tiver muito a fim, seja perspicaz
Ela nunca vai deixar claro, então entenda sinais

É o paraíso, suas curvas são cartões postais
Não tem juízo, ou se já teve, hoje não tem mais
Ela é o barco mais bolado que aportou no seu cais
As outras falam, falam, ela chega e faz

Ela não cansa, não cansa, não cansa jamais
Ela só dança, dança, dança demais


Ela já acreditou no amor, mas não sabe mais


Ela é um disco do Nirvana de 20 anos atrás

Não quer cinco minutos no seu banco de trás

Só quer um jeans rasgado e uns quarenta reais 

Ela é uma letra do Caetano com flow do Racionais


Hoje pode até chover, porque ela só quer paz

Hoje ela só quer paz...

Hoje ela só quer paz...

Hoje ela só quer paz...

Hoje ela só quer...

Saiko entra no quarto e senta no chão e começa a me olhar

Notícias boas pra se ler nos jornais
Amores reais, amizades leais
Ela entende de flores, ama os animais
Coisas simples pra ela são as coisas principais

Sem cantada, ela prefere os originais
Conheceu caras legais, mas nunca sensacionais
Ela não é as suas nega, rapaz
Pagar bebida é fácil, difícil é apresentar pros pais

Ela vai te enlouquecer pra ver do que é capaz
Vai fazer você sentir inveja de outros casais
E você vai ver que as outras eram todas iguais
Vai querer comprar um sítio lá em Minas Gerais

Essa mina é uma daquelas fenomenais
Vitamina, é proteína e sais minerais
Ela é a vida após a vida
Despedida pros seus dias mais normais...
Pra que mais?

Ela não cansa, não cansa, não cansa jamais
Ela só dança, dança, dança demais


Ela já acreditou no amor, mas não sabe mais


Ela é um disco do Nirvana de 20 anos atrás

Não quer cinco minutos no seu banco de trás
Só quer um jeans rasgado e uns quarenta reais
Ela é uma letra do Caetano com flow do Racionais
Hoje pode até chover, porque ela só quer paz

Hoje ela só quer paz...

Hoje ela só quer paz...

Hoje ela só quer paz...

Hoje ela só quer paz...


Saiko-.... Ele me olha espantado

Karen-.... Ela me encara

Mari- Tá horrivel eu sei Falo virando o rosto para o lado fazendo minha franja tapar meus olhos

Karen- Era pra mim? Ela diz, eu a olho e afirmo 

A maior me abraça, e Saiko bate palmas 

Mari- Mentira que vocês gostaram dessa merda

Karen- Eu adorei A mesma fala me dando um selinho 

Saiko- Além de ter desencalhado, toca bem. Deus ouviu minhas preces 

Mari- Vai se fuder, Saiko! Falo dando um soco no braço do Saiko 

Saiko- Ta, parei ;-;




Tinua...? Talvez






Notas Finais


Esse cap foi mais pra apresentar "minha namorada"

Eu tô fazendo isso pra essa fic n acabar tão cedo
Espero que entendam

Msc que me baseei: https://youtu.be/aMHshiU9Bmo

Tchau fofix♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...