1. Spirit Fanfics >
  2. Meu camisa 9 >
  3. Garota estranha

História Meu camisa 9 - Capítulo 3


Escrita por: Lays96

Capítulo 3 - Garota estranha


Eu estava puto. 



Queria xingar o mundo inteiro depois de hoje, porque caralhos jogamos tão mal o primeiro jogo? Se tivéssemos pelos menos feito gols. Eu me repreendia e me xingava, meu desempenho em campo tinha sido péssimo e a julgar por hoje, que fizemos uma partida muito melhor, eu sei que poderíamos ter nos classificado. 


Joguei a mochila no sofá e me deitei no mesmo. As imagens da confusão vieram na minha mente. E tinha mais essa. Além do papelão que alguns que se julgam torcedores fizeram, tinha a questão da punição que com certeza o time levaria. 



Porra. 



Peguei o controle da tv e comecei a procurar algum canal que prendesse minha atenção, deixei ligada em um filme qualquer e peguei meu celular pra conferir minhas redes sociais. 


Rolando os dedos pelo Instagram vi que a maioria dos sites falava sobre o jogo e a confusão, mas também falavam sobre minha atitude de defender o goleiro Cássio. Grande parte dos comentários eram elogios. Fuçando ainda mais, acabei entrando no Instagram de Camila, ela era minha amiga a anos, éramos quase irmãos e eu não sei em que momento isso aconteceu, mas quando fui ver eu estava a procura do Instagram da amiga dela. Bia era o nome se eu não me engano. Digitei na opção de busca e o primeiro perfil que apareceu foi o dela.


@BiaSantini



Cliquei e por sorte não era conta privada, vasculhando eu pude perceber que a vida daquela garota era tão movimentada quando a de uma freira. Ela tinha 20 anos e estudava psicologia, a maioria das fotos eram sobre isso e pouquíssimas eram ela. Pelo perfil ela não torcia pra nenhum time, a garota era estranha. Estranha e intrigante e por alguma razão aquilo despertava uma certa curiosidade minha sobre ela. Resolvi afastar aqueles pensamentos e descansar um pouco, o dia tinha sido longo e os outros que viriam certamente seriam iguais. 




(…)




A primeira coisa que vi foi a mensagem de Camila perguntando como eu estava, minha cabeça ainda doía, mas a julgar por toda a tensão de ontem eu estava bem. Terminei de arrumar meu cabelo e peguei a bolsa, saindo logo em seguida. Eu morava a poucos minutos da faculdade e além do preço ser mais acessível, esse motivo foi o principal por eu ter escolhido esse prédio e esse apartamento. 



Assim que cheguei minha amiga me esperava em frente a sala, não éramos da mesma turma, mas ela sempre me esperava ali, mesmo lugar e mesma hora.




— Oi, como você tá? — Ela perguntou me abraçando. — Te mandei uma mensagem e você nem respondeu. 




— Eu tô bem, desculpa, eu vi mas já estava atrasada. — Falei retribuindo seu abraço. 




— Tem certeza que está bem? Me parece cansada? Você comeu alguma coisa? 




Camila começou a me encher de perguntas, eu sabia que ela se preocupava comigo e ainda mais por causa da minha alimentação, ela vivia implicando comigo, dizendo o quanto eu me alimentava mal e um monte de outras coisas. 




— Eu tô bem e não deu tempo de comer, mas depois da aula eu tomo um suco. — Justifiquei e vi seu olhar julgador sobre mim. 




— Um suco Bia? A sua alimentação é péssima, você mal come. 




— Camila, minha aula vai começar, beijo.




Entrei pra minha sala e deixei Camila falando sozinha, eu não queria prolongar esse assunto, porque sabia que acabaríamos discutindo, era isso que acontecia sempre que pauta da conversa era minha alimentação.



Minhas aulas passaram rápido  e meu último período era vago, eu agradeci por isso, queria ir pra casa e descansar mais um pouco. Juntei meu material e peguei meu celular pra checar algumas mensagens, tinha uma de Camila e eu aproveitei pra ler.



“Me perdoa se fui grossa, você sabe que me preocupo com você, não quero ficar brigada! E também tenho um convite, o Marcos vai dar uma festa no final de semana, pra comemorar o aniversário dele, vai ser no apê dele mesmo, e eu quero muito que você vá, não diga não pra mim que eu irei te infernizar até você aceitar! Beijos”. 




Suspirei fundo e guardei meu celular, óbvio que eu não queria ir nessa festa, mas eu sabia o quanto Camila era insistente, eu não respondi sua mensagem porque sabia que depois ela iria aparecer lá em casa, então esperei pra conversarmos pessoalmente mesmo. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...