1. Spirit Fanfics >
  2. Meu cantinho feliz (Camren infantilismo) >
  3. Cap 1

História Meu cantinho feliz (Camren infantilismo) - Capítulo 1


Escrita por: Chayferreira

Notas do Autor


Bom. é minha primeira fanfic..espero que gostem. Boa leitura.

Capítulo 1 - Cap 1


Lauren

Oi sou Lauren jauregui. Tenho 25 anos. Sou empresária de renome. Perdi meus pais com 16 anos num acidente de carro. E desde de então tenho minha família que são minhas amigas. Moramos próximas uma das outras. hoje  teve uma coletiva e um desfile pra minha nova coleção estava exausta, as 21:30 enfim acabou pra mim e eu fui embora.  e agora estou a caminho de casa.. e está armando uma chuva. Acelero o carro e logo chego na minha garagem. Guardo o carro e me agasalho pq a chuva enfim chegou e Vou pra entrada da casa. Subo os degraus e vejo um pacotinho deitado na parte esquerda da varanda tdo encolhido.  me aproximo e sento no chão. E toco no ombro do ser pequeno,  que se assusta e da um pulo com os olhos arregalados e segurando um bichinho de pelúcia. 

L: Oi... fica calma eu não vou te machucar.

C: Neném naun feise nada. 

Diz ela se encostando na parede. Quase chorando.

L: Oh... qual seu nome? O meu é Lauren.

Sorrio pra ela.. apesar de suja. Da pra ver que ela é linda com os olhos castanhos. Parecem chocolates.

C: Neném é Mila  e meu miguin é boo. Laulen.

Diz mostrando a pelúcia.  Sorrio com sua fofura. 

L: Camila, nome bonito igual a vc... bom o que vc está fazendo aqui ? 

Pergunto. E vejo seus olhos encherem de lágrimas. Oh meu Deus vou fazer a menina chorar.

C: bebê não tem tasa,mora na ua e boo.. bebê pedeu cantinho de papel. Naun sabo vota...

Fala embolado e quase não entendi nada..sera que ela tem infantilismo? Evidente que sim né Lauren..deixa de ser burra. sei dessa condição pq convivo com minhas amigas que tem um relacionamento e elas têm a baby Dinah. Que é um furacão.. kkkkk só de lembrar da pequena fico feliz. Volto dos meus devaneios vendo ela abraçando seu ursinho forte. E chorando alto.

L: Ei... Bebês não pode ficar na rua, vc quer entrar comigo? 

Estendo os bracos pra ela e ela me olha desconfiada.

C: Naun va matucar Mila? 

Pergunta triste. 

L: Claro que não. Vem...

Me aproximo e pego na sua mãozinha e ela segura seu bichinho no outro braço. Pego a minha chave e abro a porta e deixo ela entrar primeiro e acendo a luz da sala. Ela arregala os olhos vendo o tamanho e as cores da sala. Fecho a porta e analiso suas vestes e ela está com um conjunto de moletao surrado. Nos pés um chinelo velho  e infelizmente toda suja. Ela vira pra mim. 

C: bebê vai mimi ati? 

Pergunta acanhada.

L: Sim. Mas primeiro vamos tomar banho e comer alguma coisa.. 

Ela afasta e começa a chorar de novo. 

L: Ei, ei.. Pq o choro? 

Me aproximo devagar.

C: voxe vai matucar Mila porque bebê é abelaçao. Porque Mila naun sabo toma bano. Bebê naun sabo, naun sabo.

Diz tampando os ouvidos e gritando. Lhe abraço e assim vejo o quanto ela pequena. 

L: Vamos conversar um pouquinho. 

Falo sentado no sofá e colocando ela no meu colo. Ela acena.

L: pq vc é aberração?

Pergunto passando a mão nas sua costas. Ela fica tensa. Mas responde..

C: porque bebê naun tem forzinha. Tem pipi.

Diz com a cabeça baixa. 

L: Neném. Isso não é ser aberração.  Vc é especial.. e eu e minhas amigas não vamos te machucar..aqui em casa vc será bem tratada tá bom? 

Digo levantando sua cabeca e vejo seus olhos chocolates brilhando.

C: E  o boo? Tamem...

Sorrio. E confirmo com a cabeça.. 

L: agora vamos ao banho. Eu vou te ajudar..

C: xim....

Subo com ela pro meu quarto e a levo pro banheiro ligo a banheira e coloco ela no balcão. E a ajudo a tirar a roupa. Vejo um tanto de cicatriz e hematomas. Uma vida dela na rua deve ter sido difícil. A ajeito na banheira e pego o kit higiene. E começo a dar banho. Lavar seu cabelos, seu rostinho, seu corpinho. E agora chegou a parte difícil mas vou ajida-la.. coloco o sabão na sua mãozinha pra ela lavar seu amiguinho.

L: bebê? agora vamos lavar seu amiguinho. Toma, me dá a mãozinha. vamos lá.

Direciono a mãozinha dela com a minha ajuda. Esfregamos o local até eu  achar suficiente e lhe falando que é assim que lava.

L: Pronto... Bebê tá cheirosa. Vamos sair. 

A pego no colo e coloco o roupao..volto pro quarto a coloco na minha cama e Vou no closet ver uma roupa que sirva. Acho um moletao que vai dar certinho. E volto pro quarto vendo ela com seu pezinho esquerdo na boca e balançando pra la e pra cá. Sorrio, é um bebê mesmo.

L: Camila... Não pode fazer isso. Vem cá. Vestir a roupa.

C: Bebê tum fome... 

Sorrio e ela se levanta na cama e eu a ajudo a vestir a roupa e a pego no colo e descemos pra cozinha.

L: O que vc quer comer?

Pergunto colocando ela no balcão. 

C: Bebê te gagau.. 

L: hoje não tem gagau, mais eu vou Fazer um achocolatado pode ser? 

Ela acena triste . E eu pego e faço o achocolatado e coloco num copo com bico que Ally deixou aqui da última vez. E pego uns cookies e coloco na sua frente e ela come com dificuldade mas come tdu. Arrumo a bagunça e subimos pro quarto. A levo ao banheiro pra fazer suas necessidades e escovar os dentes.  Volto e a deito na cama e ligo a tv no desenho.

L: Bebê. Vou tomar banho fica quietinha aí tá bom? 

C: bebê te boo. Ade  boo?

Nossa. O bichinho dela. Onde está? Ah na sala. Aceno pra ela esperar e corro lá..  o pego e subo correndo e lhe entrego. Ela sorri e começa a ver a TV. Eu entro no banho e depois de 30 minutos saio e olho pra cama e ela está com o dedo na boca, abraçando o boo. Sorrio grande sem perceber. Farei tdu por esse bebê. Ela é linda demais, fofa...Me troco e deito ao seu lado. A puxo pra mim e ela se  aninha nos meus braços e suspira.

C: bigada Lolo

Sussurra e eu sorrio e beijo sua testa.

L: De nada. Meu bebê.

Digo sem perceber e respiro fundo.  E nos ajeitamos  na cama e acabamos dormindo. Eu, camz e boo. 


Notas Finais


Bom.. espero que gostem. Obg por lerem. Até a próxima.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...