História Meu Chefe Psicopata Min Yoongi - Capítulo 11


Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Agust D, Bts, Ecchi, Fanfic, Hentai, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Linguagem Imprópria, Min Yoongi, Nudez, Originais, Psicopata, Rap Monster, Sadomasoquismo, Sexo, Sobrenatural, Suga, Terror & Horror, Violencia
Visualizações 281
Palavras 904
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ecchi, Harem, Hentai, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Saga, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oioi , mais um capitulo, sempre bom interagir com vocês, respondo todos o comentários S2, ver que gostam me motivam ainda mais escrever.

Capítulo 11 - Nojo


Fanfic / Fanfiction Meu Chefe Psicopata Min Yoongi - Capítulo 11 - Nojo

   Fanfic Suga- Meu Chefe Psicopata

-Capítulo Onze

Eu queria vê-la sofrendo, louco para que gemesse meu nome, imaginando mil poses diferentes para que pudesse colocar nela meu membro, logo depois me desfaço em sua boca, levando meu polegar seu rosto, percebendo que escorreu um pouco do meu sêmen na lateral de sua boca.

-Engole tudinho..._Disse bem rispido.

Ela não falava nada, bem que podia resistir um pouquinho, como a morena queria ficar quieta e disse que não gemeria meu nome, irei fazer a mesma retirar tudo o que disse cada palavra.

Peguei um vibrador e fiz questão de enxugar as suas lagrimas que insistiam em cair com o próprio objeto.  Apenas  coloquei o mesmo na ponta de seu clitóris  , e logo a garota começou dando pequenos gemidos sôfregos, mas fazia de tudo para segura-los, isso me excitava? E como me excita...

Não aguentando ver aquelas coxas destampadas sem uma marca  sequer, comecei a chupa-la, morde-la, lentamente deixando um rastro, até que chego em sua intimidade, comecei dando pequenas mordidas sem conseguir evitar ouvir ela gemendo, porém saia muito abafado  , resolvo então partir pra violência, dando tapas até que ela gemesse. Começando com leves chicotadas, e quanto mais ela se segurava minha vontade aumentava, e sem pensar eu ia cada vez mais rápido com o chicote.

- Não ouvi você gemendo pra mim ainda..._ Reclamei.

-Y-yoon-gi....dizia em filetes.

Meu Deus ela está me deixando louco aos poucos, então dou uma última chicotada, tirando as algemas da cama logo coloco na mesma, a prendendo com os braços para trás. A levo para perto de mim com um puxão, e ao mesmo tempo segurando em sua bunda, rapidamente arfando e com o corpo todo arrepiado. Não entendo porque ela está chorando, será de prazer? Mas mesmo assim continuo a virando  de frente, por ser tão branca, só de toca-la já deixava a marca de meus dedos em sua cintura desnuda.

A segurando e colocando na cama lentamente , e logo depois começo a estocar lentamente meu pênis na mesma, e aumentando a velocidade vendo-a arfar e se segurar tentando negar o que sentia naquele momento... Puro prazer.

Via-a arfar, mas o que eu queria ouvir eram seus gemidos então falo rente ao seu ouvido .

-Eu quero ouvir você gemendo meu nome, ou prefere ser punida? 

-N-não... por favor.

-Então comece agora!

Nesse momento aumentei a velocidade das estocadas indo direito ao seu pescoço, deixando uma marca e fazendo uma trilha com minha saliva chegando até sua boca, precisava do beijo dela e era o que mais necessitava, comecei um beijo calmo, pedindo espaço com a língua a mesma negava de princípio, entretanto logo cedeu e ouvi o que mais queria. Seus gemidos direcionados a mim fazendo com que eu chegasse ao meu ápice, mas obviamente continuaria a pirraça-la.

Começo a beijar seu pescoço a vendo se arrepiar, levando minha mão até sua intimidade fazendo-a soltar um breve gemido manhoso e rouco , olho para seus seios e vejo que era o único lugar no qual não havia nenhuma marca ,começando a chupa-los lentamente até que vejo marcas roxas se formando por todo seu corpo,e ela chegando em seu ápice pela quarta vez. 

Me retiro de dentro dela, vendo seu choro contido ser liberado, passando para soluços que ela tentava conter com sua boca, que cena mais maravilhosa de se comtemplar não é mesmo?  

Saio do quarto e a guio até o banheiro dando banho na mesma que por fim acaba dormindo em meus braços de tanto chorar, mas será que ela sabia que ela era a única que me deixava assim sendo protetor e possessivo com alguém? 

A levo para seu quarto, trancando o armário no qual estava meus brinquedinhos, cujos pretendo usar mais na próxima vez.

Pegando algumas roupas que a morena trouxe em sua mala, levei as peças para o banheiro, onde ela se encontrava ainda desnuda, pois tinha acabado o banho, porém estava assim sem motivos, porque logo no seu lado havia uma toalha, onde poderia ter se enxugado. Aproveitando da situação, eu mesmo fiz isso, peguei o pano e a sequei, e em seguida entreguei suas roupas, quais rapidamente a mesma pegou e se vestiu.

- Tá com fome?

Sem resposta, eu supus que sim.

- Quando acabar de se vestir, vamos sair pra almoçar.

S/n on

Como seu conseguisse comer perto de um monstro desse, só de ficar perto já sinto ânsia de vomito, como alguém pode se tornar assim? E eu tinha que acabar sendo alvo desse ser, não suporto mais ser abusada por ele, e depois fingir que nada aconteceu, e nem poder dizer a alguém pra não por em risco as pessoas que amo, principalmente o Haru que acabou ficando mais próximo desse animal, animal não, nem um animal consegue ser tão escroto como Min Yoongi.

- Flor, tá pensando o pior de mim né? Mas eu quero te dizer uma coisinha, só você me satisfaz como nenhuma já fez, então se sinta especial em? Pra que essa carinha triste? Vai dizer que não gostou de como eu faço as coisas?

Sem pensar duas vezes cuspo no rosto dele, e  em seguida vejo escorrer minha saliva pela expressão de raiva dele.

- Hahahaha, o que é isso? Nem acredito que teve a coragem de fazer isso, sendo que sua vida está em minhas mãos, vou passar dessa vez, é um aviso, na próxima vai ter consequências.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...