1. Spirit Fanfics >
  2. Meu chinês gostoso - Imagine Lay (Zhang Yixing, EXO). >
  3. Capítulo único.

História Meu chinês gostoso - Imagine Lay (Zhang Yixing, EXO). - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Hello everyone! Oh eu de novo aqui! Esse ano eu tô que tô, hein!


Bom, sem enrolação, bora pro' imagine.

Obrigado pela preferência de leitura e desculpe-me qualquer erro ortográfico.

Capítulo 1 - Capítulo único.


P.O.V S/N



-Bom dia. - falo assim que acordo para meu namorado, vulgo Zhang Yixing ou como eu costumo chamar Lay.

-Bom dia, amor.- fala com um pequeno sorriso no rosto enquanto passa seus braços por minha cintura e posiciona sua cabeça entre o vale dos meus seios, depositando um leve selar na área.

Yixing ou Lay, como prefiro chamar, é meu namorado a sete meses, nós conhecemos acidentalmente quando estava indo para minha cademia de dança em que dou aula. Nós esbarramos e o café que carregava em minha mão foi direto para sua camisa branca, assim sujando a com o líquido.



Flashback on



-Meu Deus! Me desculpa, moço! Me desculpa mesmo!- falo desesperada enquanto tento limpar com um pano o líquido derramado em sua camisa.

-Merda! Tudo bem, não foi nada, eu que estava distraído e não olhei para onde estava indo.- profere enquanto tentar inutilmente limpar sua camisa social.

Ainda não tinha olhado em seu rosto por tamanha vergonha que estava sentindo, e por ele também estar com a cabeça levemente abaixada olhando para a camisa suja de café, impossibilitando que eu veja o seu rosto.

-Serio, me desculpa mesmo. Se quiser eu pago a sua camisa ou mando limpar.- o olho e... Puta que pariu... Que homem é esse? Ele é muito lindo! Que vergonha eu estou passando na frente de um deus grego desses!

-Ei! Não precisa! Eu estou bem. Eu nem gostava dessa camisa mesmo, para falar a verdade!- põe a mão no meu ombro e me dá batidinhas de leve enquando sorrir em minha direção.



Flashback off



Foi assim que nós conhecemos. Acabávamos por sempre se encontra na mesma cafeteria e começamos a conversar, viramos amigos e hoje em dia somos namorados. Lay tem muitas qualidades: é bonito, rico, gentil, bondoso, entre várias outras, mas também tem seus defeitos. E um desses defeitos em que mais odeio é o ciúmes. Seu ciúmes não é um ciúmes fofo, normal ou "compreensível", é um ciúmes possessivo. Tivemos inúmeras brigas por causa dessa sua possessão por mim. Qualquer pessoa do sexo oposto ao meu já é motivo para seu ciúmes e para mais uma de nossas brigas que sempre acaba com nós dois suados e ofegantes na mesma cama.

-Amor, vamos tomar banho se não vamos perder a hora. -Alerto enquanto empurro o seu corpo que está praticamente em cima do meu para o lado.

-Ah, não amor, fica aqui, só mais um pouquinho. - Me olha fazendo uma carinha de cachorro.

-Nananinanão. Vamos levante essa bunda gostosa daí- Falo já em pé do lado da cama e puxo o seu lençol.

-Ahh, não quero- faz manha e vira para o outro lado da cama.

-Hum, então okay. Irei tomar banho sozinha então. - Dou um sorriso e corro para o banheiro quando o vejo se levantar rapidamente da cama e vim até mim.

-Não se atreva senhorita S/N!- me agarra pela cintura enquanto me leva para o banheiro entre gargalhadas nossas.

Nosso banho foi rápido, afinal, se renrolassemos muito eu iria perder meu horário de dar a aula e o Lay, bem... Ele pode chegar a hora que quiser na empresa, afinal ela é sua.

-Amor, vamos! Já estou saindo, te espero perto do carro!- aumento o tom da minha voz para que ele ouça e sem esperar para ouvir uma resposta já saio e vou esperar por ele na frente de casa.

Tinha pego meu celulares e estava entretida nas redes sociais quando vejo alguém se aproximar, levanto meu olhar para o ser que parou ao meu lado e vejo que é meu vizinho; Park Chanyeol.

-Olá S/N! Bom dia!- profere com um sorriso no rosto e estende a mão para mim.

-Oi Chanyeol, bom dia- sorrio de volta e estendo a minha mão para o cumprimentar e o abraço.

Sou puxada com um pouco se brutalidade para trás fazendo com que o abraço de desfaça rapidamente.

-Park, não acha muito atrevimento seu ficar se agarrando com a namorada dos outros?- ouço a voz de Yixing e o olho irritada.

-Não começa Yixing!- me solto de seus braços com rapidez- Eu o abracei, não estávamos nós agarrando, então não venha com mais uma das crises do seus ciúmes sem sentido algum!- irritada pego a chave do carro de sua mão, dou um leve aceno com a cabeça para Park e vou em direção ao carro e espero o mesmo lá dentro.

Assim que Lay entra no carro também, começa a dirigir. O caminho todo foi em um completo silêncio. Eu estava com raiva, não entendo porque ele sempre tem quer ser tão ciumento assim.

-Olha amor, me desculpa. Eu sei que as vezes eu estrapolo, mas eu tenho medo, medo de você achar alguém melhor que eu e me deixar. Eu...

-Lay, você não precisa ter medo disso.- o interrompi.- Não duvide do que eu sinto por você. Eu te amo, e amo demais para pensar em qualquer outro homem que não seja você, seu idiota. Eu sei que você tem traumas passados, mas eu não sou a Lisa, okay? Eu não irei te abandonar como ela fez. Eu só quero que você confie em mim, hum?

-Eu sei, e eu confio em você, mas não consigo ignorar esse medo que surge. - Lay para o carro em uma esquina perto da escola que dou aula.

Eu tiro meu cinto de segurança e olho para ele, levo minha mão até sei rosto e acaricio, me aproximo de sua face e o beijo apaixonada. Eu sou louca por esse homem, sei que ele ainda possue traumas do seu antigo relacionamento conturbado, mas eu estou aqui e vou fazer de tudo para curá-lo.

Não sei em que momento eu sentei em seu colo ou que nosso beijo passou a ser mais afoito, mas aqui estamos.

Nós separamos por falta de ar e o Lay desse os beijos para o meu pescoço e involuntariamente eu começo a rebolar em seu colo. Estava ciente de onde isso iria parar e com certeza eu iria me atrasar, mas eu não estava mais ligando, só queria sentir o meu namorado agora.

Nós afastamos por uns instantes apena para poder tiramos nossas roupas de cima. Eu retirei minhas blusa e logo em seguida meu sutiã, ficando exposta para ele, que não demorou muito e agarrou um de meus seios e chupou o outro como um bebê faminto me fazendo gemer alto e rebolar mais rápido em seu colo sentindo o duro abaixo de mim.

Já me encontrava super molhada e queria o sentir dentro de mim. Comecei a desabotoar sua calça e desci seu zíper. Puxei seu membro para fora com a ajuda do mesmo. Eu queria tanto o chupar, mas agora não estou nem um pouco com paciência para preliminares. Eu como estou de saia só a levanto até minha cintura e afasto minha calcinha para o lado. Me encaixo em seu membro e desço com tudo, soltando um gemido alto junto a Lay.

-Isso amor, rebola gostoso em mim. Aahh S/n! - Seus gemidos só me incentivam a acelerar meus movimentos.

Eu dou graças a Deus pelos vidros do carro seres pretos, impossibilitando de que pessoas do lado de fora possam ver o que acontece aqui dentro.

Começo a quicar mais rápido quando sinto meu ponto G sendo atingido. Eu estava próxima de atingir meu ápice e sabia que o Lay também por sentir os espasmos que seu corpo dar.

-S/n... E-eu... Aaaaah, p-porra!- Lay geme alto se derramando em mim enquanto eu continuo a calvagar no mesmo até sentir minhas pernas tremerem e meu ápice chegar me deixando mole em cima do chinês.

Vou parando com os movimentos e deito a cabeça em seu peito, esperando minha respiração regularizar.

-Eu te amo, pequena. -Levanto minha cabeça de seu peito e sorrio para o mesmo o beijando.

-Eu também te amo demais, meu chinês gostoso.




                            Fim.


Notas Finais


Bye everyone! Obrigado por sua atenção! Semana que vem eu apareço com mais um Imagine!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...