1. Spirit Fanfics >
  2. Meu Coelhinho... (Jikook) - Reescrita >
  3. Jimin?!?

História Meu Coelhinho... (Jikook) - Reescrita - Capítulo 15


Escrita por:


Notas do Autor


Boa noite gente!

Eu disse 20h, mas cheguei às 21h, mals.

Vocês sabem que não gosto muito de enrolar aqui para vocês não perderem tempo, então vamos lá para mais um capítulo!

Boa leitura!!!

Capítulo 15 - Jimin?!?


Fanfic / Fanfiction Meu Coelhinho... (Jikook) - Reescrita - Capítulo 15 - Jimin?!?

- Acho que cheguei em uma hora ruim ein?- tento aliviar o clima que ficou na cozinha e me aproximo do híbrido, desviando da sujeira que acabou ficando no chão- acho que alguém tá precisando de um banho…- cutuco o nariz do coelhinho achando a situação pelo menos divertida.

 

Kookie apenas dá uma lambidinha na minha mão e se levanta, se chacoalhando um pouco e respingando mais maionese na cozinha.

 

- Você não cansa de fazer bagunça- gargalho vendo a bagunça aumentar- acho que vou te dar um banho e depois venho aqui organizar tudo isso.

 

O coelho me olha um pouco e abaixa sua orelhinha esquerda, me deixando completamente confuso. Realmente, mesmo depois de tantos dias juntos, Jungkook consegue sempre ser inesperado.

 

- Não o quê?- ele fica apenas me olhando e só depois de alguns longos segundos é que percebo: é impossível que ele me dê uma resposta- você está todo sujo, não tem condições de não tomar banho- ele apenas continua me encarando- não posso deixar você mexer nas suas fichas e sujar tudo de maionese.

 

“Não”

 

- A gente está falando do mesmo assunto?

 

“Sim”

 

Suspiro e mordo meu lábio. Ok Jimin, é fácil, é só fazer uma pergunta de cada vez.

 

- Você precisa de um banho- isso não saiu muito como uma pergunta, mas deu certo.

 

“Sim”

 

- Eu preciso limpar isso daqui.

 

“Sim”

 

Até aí foi, então o que ele estava negando?

 

- Eu vou te dar banho e depois volto para limpar isso daqui.

 

Tentativa 3 e finalmente achei o “não”, mas o que tem de errado no que eu falei?

 

- Eu limpo aqui primeiro e depois te dou banho?

 

“Não”

 

Existe a opção C?

 

Enquanto fico numa reflexão interna sobre o que falei de errado, Jungkook simplesmente começa a pular para fora do cômodo, me deixando confuso.

 

- Aonde você está indo?- faço menção de segui-lo, mas Jungkook me encara e para no lugar, abaixando a orelha esquerda- não o quê? É por querer ir com você?

 

“Sim”

 

- Eu sempre vou com você…

 

“Sim”

 

- Mas hoje você não quer que eu vá?- pergunto confuso, e ele simplesmente concorda- mas como você vai…- no meio da frase percebo as intenções dele- você quer tomar banho como humano…

 

“Sim”

 

- Mas por quê?

 

Kookie parece pensar um pouco antes de vir até mim e me empurrar minha mão de leve em direção da sujeira, cuidando para não encostar seu pelo sujo em mim.

 

- Mas eu ia limpar depois do banho…

 

“Sim”

 

Suspiro resignado, talvez Jungkook só quisesse começar a tomar banho como humano e por isso não quisesse ir comigo. Então, simplesmente concordo, eu limparia a bagunça enquanto o híbrido tomava seu banho com privacidade. Kookie me olha um pouco e deixa lambidinhas em minha mão, querendo chamar minha atenção.

 

- Tudo bem, vou te levar até o banheiro para não sujar toda a casa. Deixo você ali e pego uma toalha para você se secar quando estiver pronto- Kookie apenas fica me observando- eu volto para cá depois, mas não posso deixar você espalhar maionese até lá.

 

O coelhinho esfrega de leve sua cabecinha em mim e o ergo no ar, cuidado para não deixar ele encostar na minha roupa, Kookie parece achar isso até divertido e balança de leve suas patinhas no ar.

 

- Você está brincando de voar?- ri e balanço de leve o animalzinho no ar, que estica as patinhas, brincando junto- aliás, o sanduíche é meu café da manhã?

 

Jungkook responde apenas quando deixo-o no chão do banheiro, abaixando sua orelhinha direita e me dando uma lambidinha. Sorri e acaricio sua cabeça como um agradecimento, pegando uma toalha do armário e deixando em cima da pia.

 

- Está aqui pequeno, tome um bom banho e se seque bem ok? Vou ficar te esperando lá embaixo, não precisa se apressar porque vou mandar uma mensagem pro Tae para explicar o que aconteceu- Kookie me deixa uma lambidinha, provavelmente tentando me tranquilizar de que está tudo bem eu deixar ele ali sozinho- vou montar alguma coisa para você comer, não podemos te deixar ir de barriga vazia.

 

A resposta de Jungkook me surpreende, eu havia recebido simplesmente um “não”.

 

- Você não pode ir sem comer…

 

Jungkook não me responde nada e suspiro, talvez depois do banho ele pode me explicar pelas fichas o que ele quis dizer.

 

- Cuidado para não escorregar- peço receoso e o híbrido parece se divertir e me dá um pequeno empurrão com a cabeça, querendo que eu o deixe ali logo- tudo bem, tudo bem, já estou saindo daqui, não precisa me expulsar desse jeito- falo já enquanto saía do banheiro, com o coelhinho logo atrás de mim, só parando de me seguir quando chega na porta para me observar, imagino eu, sair do quarto.

 

Saio dali meio receoso e, ao mesmo tempo, me sentindo mal por isso, parecia até que eu não confiava o suficiente no híbrido para deixá-lo sozinho. Mas não era exatamente isso que estava acontecendo, eu só estava sendo muito superprotetor.

 

- Vamos Jimin- resmungo descendo a escada- não é como se fosse acontecer alguma coisa só de tomar banho sozinho, Jungkook já estava até montando um sanduíche para você, é óbvio que ele consegue tomar um bom banho.

 

A primeira coisa que faço é mandar uma mensagem simples para Taehyung, explicando que tive um pequeno acidente culinário em casa e que precisaria limpar as coisas antes de poder sair. Mal espero uma resposta para deixar o celular no sofá e seguir para a cozinha. A sujeira no chão me arranca um suspiro, mas resolvo simplesmente ignorar, focando em ajuntar o pote de maionese e guardar na geladeira depois de uma rápida limpeza no pote.

 

Antes de limpar o chão, decido comer o sanduíche que Jungkook tinha preparado para mim com tanto carinho. Em vez de simplesmente morder, analiso curioso o que ele tinha feito, junto com o pão, a maionese e a carne tinha também alface e tomate, cortados de forma até cuidadosa. Sorri e dou a primeira mordida, nem a salada nem o molho estavam muito exagerados, o que me agradou de imediato. Depois de alguns minutos, termino minha comida e deixo a louça suja dentro da pia para lavar depois enquanto ainda mastigava o último pedaço.

 

O próximo passo foi limpar a sujeira que o híbrido fez, o que nem demorou muito por não ser uma bagunça tão grande assim. A maionese saiu fácil e, pouco depois, eu já estava sentado no sofá, esperando pela presença do coelhinho.

 

Para passar o tempo, fiquei mexendo no celular aleatoriamente, vendo minha galeria de fotos num tom até nostálgico. As imagens variam temporalmente, mas a maioria era de quando ainda não tinha me mudado para Seoul, fotos com o Yoongi, na escola, do caminho que sempre fazíamos.

 

- Hyung?- dou um pulo de susto e me seguro para não me virar e dar de cara com o híbrido. Ele pareceu perceber meu esforço, já que dá um risinho baixo- obrigado.

 

- Sua voz tá um pouco menos rouca- me limito a comentar, olhando minhas mãos em meu colo.

 

- Está doendo menos- sorri com a informação- mas talvez eu devesse começar a treinar mais…

 

Franzo a testa. De fato, treinar é uma forma de conseguir normalizar a voz, mas, se ele se esforçar demais, pode acabar se machucando mais do que ajudando.

 

- Certo- concordo, conferindo a hora no telefone, mais como uma distração para não olhar pra trás do que uma real intenção de olhar os números. Talvez foi por isso que nem lembrava mais do que tinha acabado de ver- mas se cuide, pode acabar se se machucando se forçar, então faça isso com cuidado.

 

- Eu não pretendo ficar conversando com as paredes Jimin-shi- consigo sentir a risada mal segurada por trás da sua fala.

 

- Abusado!- resmungo- se apresse antes que Taehyung venha nos arrastar para o shopping- ouço um grunhido descontente e ri baixinho de como meu amigo realmente conseguiu deixar ele incomodado- antes disso, você deveria comer!- lembro disso e me levanto rápido, sem me virar.

 

- Eu já comi hyung- Jungkook fala rápido e eu paro no lugar, comi um sanduíche rapidinho antes de montar o seu, não se preocupe com isso- ouço sua voz se aproximando e parar perto de mim- sobre o banho, eu não tomei sozinho para não ficar próximo de ti Jimin, eu tomei sozinho para nos poupar tempo e não correr risco de seu amigo te tirar daqui.

 

Ri alto com a fofura do híbrido, caindo de volta no sofá.

 

- Pra quem tava me deixando sozinho nessa última semana, você está muito preocupado- provoco me recuperando da risada e ouço um bufinho.

 

- As situações são bem diferentes hyung- Kookie soa indignado com o que eu falei, situação até engraçada- eu só não queria te deixar preocupado- ouço mais um resmungo que, dessa vez, parecia mais ser pra ele que pra mim.

 

- Dessa vez o ponto fica pra você- ri baixo, mas estranho por não ouvir uma resposta do híbrido, era o momento perfeito para um resposta irônica- Kookie?- chamo pelo outro- Jungkook? Jungkook? Posso me virar?- quando eu estava a ponto de me virar para ver o que estava acontecendo, uma bolinha preta vira na esquina do sofá, soltando um espirrinho que chama a minha atenção- Ah! Você estava se transformando…

 

Me inclino para pegar ele no colo e deixo um beijinho em sua testa, dando um beijinho de esquimó e ganhando muitas lambidinhas.

 

- Agora acho melhor irmos, antes que eles comecem a ligar atrás da gente- deixo mais alguns beijinhos antes de pegar a bolsa- deixei uma mantinha aqui- coloco o coelhinho com cuidado e o observo se ajeitar- confortável?- Kookie não me responde de nenhum jeito, fazendo uma espécie de ninho para ficar quentinho- A bolsa é impermeável, então imagino que não vá ficar frio… eu vou deixar um pouquinho do zíper aberto para você respirar bem. Estou levando biscoitinhos para caso você ficar com fome- meu monólogo segue com minha preocupação até que meu celular começa a tocar.

 

- O que aconteceu aí? Está tudo bem?- Tae dispara pelo telefone assim que atendo e faço uma careta com o som alto em minha orelha.

 

- Foi só um pequeno acidente na cozinha, não precisa gritar.

 

- Um pequeno acidente pode ser quebrar um prato ou se queimar Jimin!

 

- Fui fazer um sanduíche e deixei cair a maionese no chão, foi uma sujeirada- assumo a culpa pelo estrago- tive que limpar tudo e ainda dar um banho no Kookie porque o pelo dele ficou todo sujo.

 

- Agora ele está bem?

 

- Ele só tinha se sujado, não é como se estivesse em risco- resmungo e ajeito melhor a bolsa para deixar o híbrido mais confortável.

 

- Então por que vocês estão demorando tanto?- enfim Kim solta o motivo da sua ligação.

 

- Estava terminando de arrumar a mochila em que ele vai, conferindo se estava tudo em ordem. Já estou indo para o carro seu apressado- resmungo ao telefone, fazendo justamente o que eu disse.

 

- Dirija devagar, também não saí de casa ainda- Tae ri e desliga, simplesmente.

 

Confiro a hora no celular, percebendo que ainda faltava, pelo menos, uma hora para o combinado. Poxa… por que estávamos nos apressando mesmo?

 

- Taehyung nos fez de trouxas Gguk…- falo pra mochila, mas não paro o caminho. Chegaríamos mais cedo que Tae tinha dito, dirigindo devagar e com segurança. Também não seria um grande problema chegar antes do horário, eu e Jungkook poderíamos ficar conversando no carro. Eu e o Kookie coelho, eu quis dizer.

 

E foi isso que aconteceu, nem meia hora depois lá estava eu, no carro, tendo um monólogo com um coelhinho que apenas me observava e abaixava, vez ou outra, alguma orelhinha.

 

- Você ainda está brabo com o Namjoon?

 

“Sim”

 

Suspiro, eu tinha imaginado que essa seria a resposta, mas estava torcendo para que o coelhinho não fosse tão rancoroso.

 

- Você não vai tentar morder ele nem nada do tipo, vai?- fico sem resposta e prefiro nem tentar interpretar seu silêncio- e com o Jin hyung, você está brabo?

 

“Não”

 

- Acho que você tem uma espécie de favoritismo com eles né?- ri da carinha fofa do coelhinho diante desse tipo de conversa- só não morda nenhum, por favor.

 

Recebo lambidas na mão e resolvo interpretar o gesto como um “ok”. Sorri e acaricio o pelo macio, sentindo as movimentações da barriguinha quente.

 

- Agora pensando Gguk…- falo refletindo em voz alta- o que você gosta de fazer?- o coelhinho apenas se esfrega mais em minha mão, direcionando para onde ele queria carinho- Tipo… eu sei que você ultimamente não tem feito muita coisa, até porque está na forma de um coelhinho muito fofo e deve ser meio complicado fazer muitas coisas. Então, o que você costumava fazer quando… espera- travo- você já foi humano por algum tempo?

 

Kookie não se dignou a me responder e apenas fica me olhando com uma carinha de “sério?”.

 

- Ah… verdade! Se você sabe escrever, é óbvio que você já foi humano por um tempo…- concordo sozinho, sabendo que, mesmo sem me dar alguma resposta, Kookie prestava atenção no que eu estava divagando- quais coisas você gostava de fazer?

 

O coelhinho balança as orelhinhas sem muito sentido, mas é claro que ele poderia te responder né Jimin? Praticamente me xingo mentalmente, Kookie não teria como formular nada além de “sim” e “não” por não estar com suas fichas.

 

- Ok- respiro fundo- a gente está no shopping e estamos adiantados, então seria fácil comprar algo que você quisesse- agora consegui atrair a atenção do outro- vamos ver… você gosta de ler?

 

“Sim”

 

Concordo pensativo, eu tinha muitos livros em casa, mas eles não necessariamente seriam os que ele gostaria de ler.

 

- Eu tenho uma espécie de biblioteca em casa, meu amor pela escrita não surgiu apenas por escrever, ela começou por livros e mais livros. Mas faz faz um tempo desde que não adiciono novos títulos, podemos comprar uns dois para caso você não queira nenhum de lá- meneio minha cabeça sem esperar uma resposta- que tipo de livro você gostaria?- encaro o híbrido que apenas lambe minha mão.

 

Ficção? Romance? Policial? Terror? Eram muitas opções, eu deveria escolher um título de cada? Não era uma má ideia…

 

- Ok, o que mais- encaro o coelhinho fixamente, tentando pensar em algum hobby- desenhar? Pintar?

 

“Sim”

 

- Eu deveria providenciar algumas coisas do tipo para você, talvez na livraria eles possam conseguir algo pra mim porque não conheço muito sobre isso, não conseguiria escolher os materiais adequados…- concluo satisfeito, Jungkook não ficaria entediado se tivesse essas opções.

 

Kookie sai da cobertinha e pula para meu colo, virando de barriguinha para cima querendo atenção e carinho ali.

 

- Eu pensei que a gente podia comprar as coisas antes de encontrar os meninos- comento, mas faço o carinho do mesmo jeito- você prefere ficar mais tempo ganhando carinho aqui e depois da nossa aventura com os hyungs ir comprar as coisas para você?

 

“Sim”

 

- Você é um mimadinho muito fofo sabia? Eu tenho muita vontade esmagar essa barriguinha quente e gostosa- passo o nariz na barriguinha dele, sentindo suas patinhas passando pelo lado do meu rosto- acho que estou apaixonado pela sua barriguinha- ri contra a pele do coelhinho e ergo a cabeça rápido, batendo sem querer no volante e resmungando pela dor.

 

Jungkook imediatamente se mexe, me olhando preocupado e até apoia as patinhas em meu rosto procurando pelo machucado.

 

- Está tudo bem bebê, eu só bati a parte de trás da minha cabeça no volante, não é nada demais- deixo um beijinho em seu nariz hiperativo.

 

O coelhinho se mexe ainda parecendo me avaliar e volta para sua posição confortável, de barriguinha pra cima e patinhas mexendo de leve no ar. Ri da sua folga, Jungkook era um ser muito precioso mesmo.

 

- Patinha um- murmuro e seguro uma das suas patinhas erguidas no ar- prazer, meu nome é Jimin- pego a que estava ao lado enquanto Kookie me olha curioso- prazer patinha dois, eu sou seu amigo- sorri com nossa brincadeira- patinha três- pego a de trás dessa vez- você gosta do meu carinho?- passo o polegar por cima do pezinho e pego o último- e patinha quatro, vou te encher de beijinhos- e assim o faço, mas não me limito a última perna, beijando todo corpinho que estava no meu colo.

 

- Acho melhor a gente ir para dentro, antes que Taehyung decidisse que nosso tempo esgotou- Kookie deixa lambidinhas pela minha mão- você vai ter que ir para a bolsa pequeno… como quando entramos no carro, foi desconfortável?

 

“Não”

 

Sorri aliviado murmurando um “que bom” e ajeitando a bolsa no banco do lado para ajustar a coberta no interior. Depois de ter certeza que o ninho estava praticamente montado, coloco o coelhinho com delicadeza em seu novo lugar temporário. Jungkook se mexe, arrumando seu espacinho como preferia, até que posso quase ter certeza de que ele acabaria dormindo depois de alguns minutos.

 

Por que ele tinha vindo mesmo? Penso risonho, Jungkook conseguiria aproveitar alguma coisa do passeio? Ou só ficaria dormindo tranquilo na bolsa?

 

Depois que fechei a bolsa, tomando o cuidado para deixar uma frestinha para a passagem do ar, não queria que o pequeno acabasse sufocando ali dentro, ajeitei na frente do corpo. As pessoas podiam achar meio estranho alguém andando com a mochila na frente e não nas costas, mas provavelmente só vão considerar que eu estou preocupado com alguém roubar meus pertences. Obviamente eu não poderia deixar a bolsa nas costas, se eu fizesse isso, alguma pessoa poderia acabar trombando comigo e machucando o coelhinho.

 

Me seguro para não falar muita coisa enquanto entro no shopping, fingir que o híbrido não estava ali era até um pouco difícil, eu tinha me acostumado a divagar em voz alta para que ele me ouvisse, me observando com aqueles olhinhos brilhantes e curiosos. Agora, eu nem sabia se ele estava acordado, mas definitivamente ter um monólogo, ainda que baixo, chamaria muita atenção e não é isso que queremos para o momento.

 

Não demoro muito para chegar até a praça de alimentação e suspiro por não ver Taehyung ou os hyungs ali. Sem saber muito o que fazer, sento na primeira mesa após a entrada da praça e espio por dentro da bolsa, vendo o que eu tinha imaginado antes: Kookie tinha adormecido e se mexia tranquilamente, vez ou outra dando até uma espreguiçadinha. Ouso esticar minha mão para dentro, tomando todo cuidado do mundo para não acordar o animalzinho enquanto mexia no coberto, a fim de cobri-lo melhor para que não corresse o risco de que ele pudesse passar frio ali dentro.

 

Não sei quanto tempo fiquei admirando o coelhinho dormindo enquanto fingia que estava procurando alguma coisa na bolsa, mas em determinado momento ouço uma tosse falsa ao meu lado, me assustando.

 

- Tae!- repreendo meu amigo, cuidando para não levantar muito a voz e acordar o híbrido- não vi você chegando.

 

- Seria impossível você nos ver Jimin- quem me responde é o Jin, que se senta em minha frente- você estava completamente compenetrado no que estava fazendo, perdeu algum documento e está tentando achar?

 

- Algo assim- respondo meio sem jeito e fecho um pouco o zíper da mochila para tentar diminuir o som que chegava no híbrido.

 

- Quer que eu procure para você Jiminnie?- Tae pergunta com segundas intenções e apenas olho para ele de cara fechada, não queria perturbar o coelhinho e isso é a única coisa que ele faria.

 

- Ele está meio inacessível agora- digo enquanto eles se ajeitam na mesa- já querem pedir algo pra comer?

 

- Eu queria me desculpar corretamente- Taehyung solta um muxoxo, mas o ignoro, focando em Namjoon que divide o lado com o namorado.

 

- Pensamos em ficar por aqui um pouco, conversar antes de irmos fazer os pedidos- o diretor me explica e eu concordo- Kookie aceitou vir tranquilo? Sem muito estresse por nos encontrar? 

 

- A ameaça do Tae fez um bom efeito, mesmo eu não gostando muito dele- olho feio para o rapaz ao meu lado.

 

- De mim?- o acinzentado me olha com espanto e não me seguro, revirando os olhos.

 

- Do seu método, você realmente assustou ele. O pequeno ficou correndo desesperado pela casa, querendo ir o mais rápido que pudesse para não ter um risco de você me capturar!

 

- Você podia ter pegado mais leve Tata- Namjoon me apoia e fico feliz que um deles concorda comigo, mesmo sendo o que Jungkook menos gostava… talvez a gente consiga mudar isso.

 

- Não acho…- Seokjin se manifesta contra o namorado. Acho que pela primeira vez, mesmo já tendo visto eles várias vezes, reparo em como os dois ficam como um casal. A altura não era muito diferente, mas o cabelo colorido de Seokjin dava um contraste legal com os fios castanhos do Namjoon- Jimin?- pisco com a mão do rosado na minha frente- você começou a viajar.

 

- Desculpa hyung- sorri sem graça- eu estava reparando em vocês dois, ainda não tinha parado para pensar em vocês- explico meio tímido.

 

- Que fofo?- Seokjin se inclina e aperta minhas bochechas- ele parece muito mais sério né?- concordo com um sorriso.

 

- Talvez seja o cabelo- Tae comenta analisando os dois também- mas ele também ficava sério com o cabelo roxo.

 

- Roxo?- olho para o diretor surpreso, tentando imaginar seus cabelos da outra cor- prefere o castanho hyung?

 

- Na verdade, o castanho é melhor para escola. Como diretor, eu preciso ser uma figura séria e mostrar isso na aparência- Nam justifica e concordo, entendendo seu motivo. Querendo ou não, nossa sociedade ainda desassocia cabelos muito coloridos a seriedade, nos forçando a tentar nos adaptar aos padrões exigidos. Deveria ser diferente, sermos livres para ser como quisermos, vestirmos como gostamos, pintar o cabelo ou fazer tatuagens sem ter centenas de olhos nos julgando.

 

- Entendo…- murmuro acenando em concordância- aliás, eu tava pensando em pintar meu cabelo- pego uma das mechas loiras na mão- mas eu não sei que cor devo pintar.

 

- Quais cores você já teve?- Taehyung quem parece animado com minha sentença.

 

- Só loiro e natural mesmo- dou de ombros.

 

- Então a gente precisa descolorir e depois pintar- meu amigo fala meio pensativo- seu cabelo é claro, então seria algo rápido…

 

- O que está pensando Taehyung?- o acastanhado pergunta desconfiado.

 

- A gente tem um tempinho antes do cinema já que quero ver a sessão das 17 horas…- Tata começa me olhando com um sorriso suspeito.

 

- Você me dá medo às vezes- confesso, mas o sorriso dele só aumenta.

 

- Jimin, você disse que estava pensando em mudar a cor do seu cabelo, estamos no shopping agora e eu sei que aqui tem um ótimo salão, temos tempo…

 

- Você quer que eu pinte agora- concluo erguendo as sobrancelhas e o sorriso que o Tae dá poderia iluminar o shopping.

 

- Não! Agora vamos comer, mas depois do almoço- ele conclui orgulhoso da ideia- seu cabelo já é claro, então vai ser rapidinho.

 

- Tata- Seokjin parece refletir no que ele estava falando- salões em shoppings são relativamente caros…

 

- Jimin tem dinheiro- Tae corta sem nem pensar a respeito e o encaro com repressão- não me olhe assim Chim, nós sabemos que você tem dinheiro, você não gosta de usar muito o que vem da empresa, mas é seu dinheiro e você pode usá-lo sim!

 

- Empresa?- Namjoon me olha curioso.

 

- Negócios de família- não consigo esconder a careta- tento me manter afastado, isso dá muita dor de cabeça.

 

- Se você tem parte na empresa por que o trabalho na escola?- o diretor continua com sua dúvida- não que eu esteja reclamando, ter te contratado foi muito bom, mesmo sendo poucos dias só- ri quando ele se enrola para justificar.

 

- Isso foi culpa do Tae- aponto para meu amigo em meu lado.

 

- Eu tinha motivos!- o acinzentado exclama quando todos os olhos pousam em si- Jimin fica muito tempo em casa, achei que um tempo perto de outras pessoas fosse lhe fazer bem- Tae dá de ombros enquanto explica- eu só tava preocupado com meu amigo.

 

- Ownn- solto apertando as bochechas dele- que amigo atencioso eu tenho!

 

- Não fujam do assunto- Tata reclama com vergonha- o que acha Jimin? Vamos pintar seu cabelo hoje!

 

- Você só se esqueceu de um pequeníssimo detalhe- ilustro o tamanho do detalhe com as mãos- eu tenho um lindo Kookie na bolsa, como você quer que eu largue ele por algumas horas e vá ao cabeleireiro?

 

- Não pensei nisso- Tae confessa- mas você pode deixar ele com os hyungs enquanto estiver dormindo- alega simples.

 

- Ele não quer me ver nem pintado de outro- Namjoon fala encarando minha bolsa- não acho uma boa ideia. Jimin não tem como ficar com a bolsa no colo?- agora os olhares de expectativa estão em mim.

 

- Tem como eu fazer você mudar de ideia?- suspiro com a negação do Tae- ok, acho que posso fazer isso. Deixo a mochila no colo, assim, se o Kookie acordar depois do almoço, ele não vai ficar assustado.

 

- Ótimo- Jin se levanta- já que estamos resolvidos vamos comer!

 

Todos concordamos e dividimos a ordem de quem se serviria e de quem guardaria a mesa para termos um lugar garantido. Enquanto eu observava os hyungs se afastarem, eu e Tae achamos uma mesa mais confortável. Mas, antes que eu pudesse me sentar e acomodar novamente no colo para checar se o coelhinho ainda dormia confortável, alguém cutuca meu ombro.

 

- Jimin?

 


Notas Finais


Oieeeeee

Como vocês estão?

Quem vocês acham que chamou o Jimin?

Gente, só para situar, caso vocês não costumem ler fanfics pelo Spirit, eu também publico no Wattpad nos mesmos dias e tudo mais... meu user lá é @Jikookllover13, então acompanhem por onde for mais confortável.

Ahhhhh amanhã tenho simulado de novo! Gente, vocês também sentem a diferença entre fazer uma prova online e uma prova presencial?

Enfim, volto sábado que vem!

Beijoooooos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...