1. Spirit Fanfics >
  2. Meu Cristal (Imagine Senju Tobirama X Leitora) >
  3. Flagra

História Meu Cristal (Imagine Senju Tobirama X Leitora) - Capítulo 12


Escrita por:


Notas do Autor


Demorei neeeeee kkkkk foi mal aí na moral kkkk é que foram semanas muito corridas.

Más não vou parar a história não emmm.

Vou continuar 😍 obrigada a todos que estão acompanhando 💗💗💗💗🙆

Capítulo 12 - Flagra


Fanfic / Fanfiction Meu Cristal (Imagine Senju Tobirama X Leitora) - Capítulo 12 - Flagra

Capítulo 12:  Flagra

Por s/n:

O sol nasceu e Madara e eu já estávamos prontos, nós despedimos de Hashirama que ficaria na vila para seus afazeres de Hokage e partirmos.

Ter o uchiha como companhia não era nada ruim, tivemos que acampar apenas uma única vez, eu estava com pressa e o uchiha entendia isso.

Ele sempre foi muito cuidadoso e atento por todo o caminho.

Tem certeza que o caminho é esse ? - estávamos próximo a uma cachoeira que fica próxima a entrada para minha casa -

Sim! É logo ali! Vamos! - apontei para uma parede  rochosa que ficava sempre coberta por uma cortina de pequenas plantas, às afastei e logo seguimos por um longo beco, abafado, escuro e úmido -

No final do túnel logo pude ver minha pequena casa, o uchiha estava de boca aberta com o lugar, o ambiente calmo transmitia paz e aconchego.

Madara observava todo o local.

Agora eu entendo o porquê do Hashirama ter demorado pra voltar! É um lugar incrível! - disse o uchiha adentrando o local - Como ele conseguiu encontrar a entrada desse lugar é praticamente imperceptível?

Na verdade ele não entrou por ela, ele simplesmente caiu do céu, literalmente! -lembrei da primeira vez que vi Hashirama, um homem tão grande e forte, lembro que tentei mata-lo, más ainda bem que não o fiz! Eu certamente me arrependeria-

Então ele entrou por cima? - ele riu - entendi, foi quando ele foi arremessado pela biju! Caramba ele praticamente voou!

Deve ter sido uma luta e tanto! Com a queda que ele levou ao cair no lago eu pensei que já tava morto. Más ele é muito forte! - madara me olhou e sorriu -

Ele é! Na verdade era eu quem ia ser arremessado, más Hashirama se jogou na minha frente e ele recebeu o golpe! - ele fez uma pausa - eu o adimiro muito!

Vem! Vamos pra minha casa e procurar algumas coisas sobre o cubo! - caminhei em direção a minha casa e Madara logo me acompanhou, más antes mesmo de chegar próximo a pequena cabana sentimos duas presenças de chakra familiares e alguns barulhos -

Eu conheço esse chakra! - disse madara -

Por tobirama:

Não paramos para descansar, não acampamos, Izuna já estava começando a me irritar, me fez carrega-lo nas costas por simplesmente não prestar atenção.

O uchiha foi picado por uma cobra, por sorte não era venenosa, más sua picada doía.

O pé do uchiha ainda estava um pouco inchado, más graças as minhas habilidades não foi nada grave.

Chegamos no lugar em menos de vinte e quatro horas, paramos em frente a rocha que estava pintada no quadro que vi na casa de s/n, assim como na pintura ao lado da rocha tinha uma cachoeira e próximo a grande fonte de água havia uma imensa parede de rocha, o lugar não parecia nada de mais, talvez eu tenha me equivocado ao achar que a casa de s/n fosse aqui perto.

Frustado com toda essa situação e com a fúria me consumindo, virei de costas prestes a ir embora.

Olhei para os lados a procura de Izuna, eu esperava que o uchiha já pudesse andar sozinho, pois eu não iria carrega-lo novamente.

Olhei em volta e não o encontrei, más fui atingido por um pequeno graveto que caiu em minha cabeça.

Ei senju exibido, sobe aqui a vista é da hora! - olhei para cima e vi o uchiha sentado em uma pedra, o lugar é alto e provavelmente tem vista para toda a floresta- Vem logo para de ser marrento!

Em um único impulso cheguei ao topo e sentei ao lado de Izuna.

'como eu pensei do topo tínhamos visão total da floresta'

Como está seu pé? Já que conseguiu subir aqui provavelmente já pode andar! - olhei o uchiha que estava relaxado e de olhos fechados com seus cabelos ao vento-

Já está melhor! A floresta é linda olhando sua beleza aqui do alto. - ele se curvou e olhou a água da cachoeira que caia com força da parede rochosa, havia uma passagem do outro lado da cachoeira de tamanho suficiente para passar uma pessoa, más não havia como exatamente passar ali sem ser empurrado pelas águas, provavelmente é uma segunda passagem da água para o lago abaixo e pelo seu pequeno tamanho foi algo feito ressentimente pela natureza -

Izuna saia daí, não se incline tanto é perigoso, você pode cair! - o uchiha teimoso teve a audácia de rodear o local e se aproximou ainda mais da corrente de água -

Para de ser chato até parece meu irmão- como ele ousa me comparar a madara? - você não é o rei das águas? Não pode afastar a água por um momento? Então talvez possamos ver o que há do outro lado da cachoeira!

Rocha! - revirei meus olhos - Rocha é o que há atrás dessas paredes Izuna! E eu já mandei você sair daí. - me levantei, eu estava prestes a esganar esse uchiha maldito-

- me aproximei do uchiha que ousou se afastar de mim, más que merda ele está fazendo? Por acaso quer brincar de pega pega aqui em cima ? - Faz um tobogã pra gente desss...

IZUNAAAA - me lancei na entrada da cachoeira e consegui agarrar o uchiha, formos lançados pela corrente de água para a parte de trás da cachoeira e entramos na segunda passagem do lugar, a água nós cobriu por completo, prendi Izuna com minhas pernas e consegui fazer alguns selos de mão, fiz um jutsu e consegui controlar a corrente de água, formos lançados para fora da cachoeira ,o grito agudo do uchiha ainda agarrado a mim quase me deixou surdo, fiz outro jutsu, um grande dragão de água amorteceu nossa queda ao lago -

Caímos no lago e logo fui para a superfície, Izuna fez o mesmo, respirando com dificuldade e com a visão meio borrada avaliei o lugar em questão e vi que estávamos em um lugar completamente diferente.

Estávamos em meio a um jardim enorme, com árvores e uma plantação enorme, haviam árvores e até uma casa no lugar.

Não tô acreditando! - susurei - então é aqui!

E você achando que atrás da cachoeira tinha rocha! - revirei os olhos para o uchiha com uma carranca -

Você cale essa sua boca! Você me deve vários obrigadas! Só hoje te salvei várias vezes! - ele sorriu ladino, más que garoto chato-

Obrigada, senju! E não foi várias vezes, foram apenas duas! - bufei sem paciência -

Caminhamos pelo lugar e sem perder tempo formos para a casa, saquei minha espada e o uchiha fez o mesmo, embora o lugar seja extremamente calmo, nunca se sabe o que nós espera.

Com um chute abri a porta, más não havia ninguém ali, a poeira no lugar entregava que o ambiente não era frequentado há um tempo.

Nas paredes haviam algumas telas com pinturas de ambientes naturais, uma delas era a pintura de um homem e uma mulher com um bebê nos braços.

A mulher tinha cabelos pretos e olhos de serpentes o homem possuía cabelos ruivos iguais aos de mito e nos braços do homem, um bebê com olhos de serpentes e cabelos metade vermelho e a outra metade preto. Era ela! Tinha que ser s/n.

Caramba, acho que esse quadro já diz muita coisa! - disse Izuna -

Pode apostar que sim! - haviam outros quadros e dois deles possuíam o símbolo do clã Uzumaki.

Izuna veja isso! - ele se aproximou -

Não é do clã Uzumaki? - perguntou -

Sim! Eu disse que ela provavelmente era deste clã! Más ela nunca afirmou nada a nós! - eu me perguntava o porquê de s/n nunca ter nós contado -

Talvez ela tenha um motivo! - com certeza ela tem um - ela é a cara dessa mulher! Más não tem nada aqui sobre um possível clã de cobras! Talvez isso seja apenas uma característica da mãe e que foi passado a ela.

É realmente não conheço nenhum clã com essa característica! - olhamos toda a casa e encontramos alguns pergaminhos que falavam sobre um cubo que possui poderes de alto nível, o desenho do objeto de cor roxa estava um pouco apagado, provavelmente esses pergaminhos são muito antigos.

Peguei o pequeno pedaço de joia do meu bolso e vi a semelhança no material.

Por algum motivo esse cubo foi quebrado.

E eu estava desposto a descobrir o porquê.

Porque foi quebrado? Em quantos pedaços foi quebrado? O que esse material faz? Ele realmente pertence a s/n? E porque esse pedaço estava dentro de uma cobra e porque a cobra estava em direção a konoha?

Saí de meus pensamentos depois de Izuna tropeçar na cadeira e cair de cara nos meus peitos.

Por que você é tão desastrado? - empurei o uchiha-

Eu não sou! Você que fica no meio da casa ocupando todo o espaço! - ele pegou um dos quadros pendurados na parede- A beleza é de família! Olha os pais dela. Não é a toa que ela é tão...

Tão o que Izuna ? - tomei o quadro da mão do uchiha e coloquei de volta no lugar -

Tá curiosso ,senju? - não gostei nada do tom do uchiha -

Pare com suas palavras manhosas e volte a procurar pistas! - minha paciência estava no limite-

Assuma! Ela é linda! Impossível não ter nenhuma tara por ela! - meu sangue fervia, não sei se por ter sido uma má ideia trazer o uchiha ou por sua insolência e cara de pau de pronunciar tais palavras sobre s/n na minha frente -

Sem saber o motivo exato, avancei em Izuna e acertei seu rosto com um soco.

O sangue escorreu por sua boca, ele me acertou e conseguiu ficar em cima de mim.

O que deu em você? Tá Maluco? - me pus de pé e acertei os pés do uchiha que caiu de joelhos em minha frente, segurei seu pescoço e seu rosto-

Você me provoca! Você gosta de me provocar! - o insolente sorria, pleno como se nada tivesse acontecido-

Por s/n:

Entramos na casa e então não entendi a sena na minha frente.

Izuna estava ajoelhado de costas para a porta e tobirama em pé à sua frente segurando o rosto de Izuna.

' O que esses dois estão fazendo aqui? '

Más o que está acontecendo? - perguntei -

MAS QUE PALHAÇADA E ESSA VOCÊS DOIS ? - madara gritou -

Contínua...



Notas Finais


Perdoem os erros ortográficos 😂😂😂

Gente esse tobirama e Izuna viu kkkkkkk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...