1. Spirit Fanfics >
  2. Meu cunhadinho virgem - Park Jimin >
  3. Você gosta dela?

História Meu cunhadinho virgem - Park Jimin - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura♡

Capítulo 2 - Você gosta dela?


No dia seguinte, apresentei meu trabalho a turma e o professor pediu os cadernos para corrigir as atividades. E tive uma surpresa.


– Hoje temos aqui para me ajudar nas correções, a professora ____ da escola do centro de Seoul. Ela é de história!

– Seja - Bem vinda! – Falam em uníssono.

– Obrigada. – sorri.

– Bom, podem ir entregando o caderno aqui e podem se sentar .

– Jimin, Roma resolveu vir até você. – Hoseok dita suspirando.


Lembrei do sonho que tive com a mesma. Os flashs eram muito reais em minha cabecinha. Seria coincidência ou coisa do futuro?! 

Eis a questão. 

– Oi, Jimin.

– Song... c - c - como vai? – Sempre tinha a mania de ajeitar os óculos. – Faremos o trabalho hoje na minha casa. Você não estava no dia e o professor quem fez sorteio. 

– Sem problemas fofo. Irei adorar fazer Trabalho com você! 

– Posso pedir ao motorista para te buscar.

– Estarei esperando! 

– Próximo. – A voz da ____ profiu pedindo o caderno, seria o meu. Me aproximei da mesma que mantinha seu olhar apenas no caderno. – É sua namorada? – Questiona serena. Sua voz era muito bonita.

– Não. Só uma colega.

– Sei que não é da minha conta, ela vai para sua casa? 

– Sim, vamos f - f - fazer um trabalho em dupla. – Disse eu nervoso. 

– No seu quarto Jimin? – Me entregou o caderno olhando em meus olhos.


Suspirei e tentei não olhar para seu decote, estou agindo tão mal depois que se aproximou de mim. Estou me corrompendo! 

– N - n - não eu.

– Me desculpe, você não deve satisfações para mim! Mas, um conselho garotas gostam de carinho no rosto e beijo sem aviso. Pelo menos eu gosto. 

– Podem se retirar! – O professor anúncia nossa liberação. Meu corpo não se movia. 

– Vai ficar aí? – Yoongi me cutuca. – Vamos embora! 

– To indo. A gente se vê professora____. – Fiz reverência.  

– Tenha cuidado no caminho! 

– Obrigado. Você também. – Sorri para ela que retribuiu.


Olhei para trás uma última vez antes de fechar a porta da sala de aula, ela ficará sozinha com o professor ? E por que eu estou me importando..?!


_____ POINT OF VIEW


Acho que foi um momento ruim para contar para Jimin. Sei que o mesmo nunca sentirá a mesma coisa por mim, até porque ele é novo e tem uma menina atrás dele. 

A sua colega de classe "Song''. Por que sempre me comporto como adolescente? Sempre com ciúmes de algo que não me pertence e nunca pertencerá?

 Não paro de pensar naquele dia na cozinha dos Park, era para mim ter beijado seus lábios profundamente. Irei amenizar esse lado de atirada, estou deixando o garoto com medo.

Mas ele é irresistível com seu jeito de menininho medroso, tão sexy sua inteligência , seu sorriso doce. Gostaria de ensinar algumas coisas já que o mesmo é inexperiente. Na cama deve ser um bruto e não um menininho delicado como aparenta ser. 


– _____, iremos jantar na casa dos meus pais hoje. E sairei para resolver umas coisas. – Disse Taeoh sem me olhar. 


Não era de hoje que o mesmo se comportava estranho. Ao menos me dava um beijo ou um abraço. Na maioria das vezes ,me sinto muito carente. Taeoh sempre foi de discutir , nunca dá atenção que mereço, nunca me trata como quero. um completo de um imbecil!


– Mais uma janta destruída. – Falei dobrando as roupas.

– O que disse? – Se aproxima.

– Qual a parte do destruída você não entendeu? Preciso soletrar? Vivemos uma vida tão diferente dos outros casais. Você mudou muito! 

– E você é o que para querer que as coisas sejam como você quer? Mulher maravilha. – Riu debochado. – Agora irei sair.

– VOCÊ NÃO  CHEGA AOS PÉS DO SEU IRMÃO! – Esbravejei fazendo o mesmo dar volta, um tapa forte em meu rosto foi o suficiente. 

– O que quer dizer com isso? – Segurou meus pulsos – Quer me comparar a uma menininha? 

– Está me machucando! 

– Olha aqui. Nunca mais fale essas coisas.  As mulheres lá fora são melhores que você, saiba disso! – Bateu a porta me deixando para trás. 


Chorei demais essa tarde, era tudo tão lindo no início. Depois desses 12 meses, estão sendo os piores da minha vida! Era uma realidade difícil para ele aceitar, sempre teve raiva do irmão, até quando eram mais novos. Tae Oh nunca partilhava seus brinquedos com Jimin ,mas Jimin preferia ler livros e ser mais calmo. Uma vez sua mãe disse que Taeoh tomou seus óculos e o empurrou deixando Jimin machucado. Taeoh deve ter problemas. 


Jimin POINT OF VIEW

Eu sei que era errado pensar na _____ de tal modo, mas fiquei pensando o que ela fez depois que saí da sala. Não sabia que ela viria para casa novamente.. Ela e o professor ficaram sozinhos e isso me deixa desconfortável. Era errado , eu sei, mas eu não conseguia esquecer o que tinha acontecido na cozinha, era difícil processar na minha mente. Peguei meu celular olhando a hora, Song viria em casa para fazermos o trabalho de História juntos, em relação a isso, estava calmo. Meus amigos eram uns malas, seus conselhos era que eu me envolvesse com _____, longe dos meus planos.. 


– Jimin tem visita! – A empregada bate na porta do meu quarto. 

– Tô indo. 


Peguei minha bolsa com meus matérias e desci para a sala. Hoje meus pais não estão. 


– Oi, Song.

– Jimin. Como você está? 

– Bem e você? – Ajeitei o óculos. 

– Melhor agora. – Sorriu. 

– Então. Vamos fazer aqui nessa mesinha, dá para por a cartolina em cima. – Arrumei todo o conteúdo para começarmos. Com um tempo depois ,eu já estava escrevendo e Song recortava as imagens. O silêncio predominava o espaço, até ela fazer perguntas.


– Jimin, você não tem namorada?

– Não... – Disse ainda escrevendo. 

– Ah... achei que tivesse. 

– O que te fez pensar? – A encarei.

– Sei lá, você conversa muito com a momo, tem muita aproximação. Achei que namorassem. Assim como é com outras meninas.

– Não é nada disso, apenas me pede os assuntos do professor de Biologia, nada demais. E as outras meninas , também são a mesma coisa. Acha mesmo que namorariam comigo? 

– Você é bonitinho. Deve ser mais bonito sem esses óculos. – A mesma tira meus óculos e por fração de momento ,eu vi ___ ali.


 A sua voz , seu jeito.


– Tá vendo. Seus olhos são lindos.. – Selou meus lábios e eu cedi. – Nossa Jimin, você beija tão bem. – Olhei para ela e recuei rapidamente, vendo que era Song e não____.  

O estava acontecendo comigo? 


– Me desculpe, não era pra isso ter acontecido.

– Mas Jimin? Eu gosto de você, você me beijou. 

– Você me beijou. Olha ,não era pra isso ter rolado.  Eu gosto de uma pessoa. 

– Você disse que não estava interessado em ninguém quando conversamos na aula da semana passada ,lembra? 

– Isso foi há uma semana atrás. Olha não posso conversar sobre isso, tá bom? – Recolhi suas coisas e a entreguei. – É melhor você ir. – Devolvi sua bolsa. 


Ela não disse nada , me senti culpado por não explicar. Mas não posso dizer a ninguém se não for a Yoongi e a Hoseok. 


No dia seguinte.. 


– Como assim? Você não me disse que a beijou! – O pálido me deu um tapa no ombro. – Por que não me disse? Aaah. 

– Você tá pegando a mulher do seu irmão? Filho da puta! – Bagunça meus cabelos rindo.

– Parem! Vocês são idiotas? Pra que essa felicidade toda? E baixem esse fogo aí. Só um selinho, nada demais. Ela .. veio pra cima de mim e eu paralisei. Fiquei sem reação.

– Conta com mais detalhes. Você tocou nela? 

– Ela .. olha , eu vou pra casa! – Joguei minha bolsa nas costas. 

– Ah mano, vai deixar a gente na curiosidade?

– Por que vocês não vão arrumar uma namorada? Eu em. Que saco! 

– Deixa ele Yoongi. Depois ele conta ,ele deve tá se sentindo pressionado, não é fácil. – Hoseok diz sério. 

– É você tem toda razão.. – Suspirou. 


[...] 


– Vamos logo ,estamos atrasados! – Taeo fala ignorante.

– Já estou pronta, tenha paciência! – Fomos para seu carro. 


Seguimos viagem sem falar nada. E chegamos em seguida. Uma felicidade me invadia por saber que eu veria Jimin. 


– Queridos! Que bom que vieram! – Senhora Park me abraça . – Você está bem?

– Sim.

– Que bom! Pode ir para a mesa! 


Fui para a cozinha e não esperava ver Jimin lá, ele me encarou por segundos. Sentei na mesa sem jeito. 


– Como você está? – Cochichou.

– Bem e você? 


– Também.

– Vamos começar? – Senhor Park senta na cadeira.


Passei mais tempo calada apenas observando a conversa e comi pouco. Não estava nada agradável ,meu pulso estava doendo muito. Depois do jantar ,fiquei para retirar a mesa e lavar, porque sempre me oferecia. Fui em direção a sala é Jimin fechou a porta.

Continua.  


Notas Finais


Desculpem os erros.
Estou em um dia bem chatinho!
Mas logo irei melhorar.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...