1. Spirit Fanfics >
  2. Meu Cupido Desastrado - Jikook >
  3. 61

História Meu Cupido Desastrado - Jikook - Capítulo 61


Escrita por:


Notas do Autor


Oiii Moons 🌙✨

Boa leitura

LEIA AS NOTAS FINAIS

Capítulo 61 - 61


Fanfic / Fanfiction Meu Cupido Desastrado - Jikook - Capítulo 61 - 61

LEIAM AS NOTAS FINAIS!! Obg <3

❦ ════ •⊰ Autora ⊱• ════ ❦

Segunda feira, dia de Jeon e Jimin trabalharem, Jungkook, pela primeira vez no mês, levantou antes do pequeno Park. O moreno começou a preparar o café da manhã, estava quase tudo pronto, quando sentiu braços envolverem sua cintura.

- Bom dia, Minnie - disse o moreno surpreso - eu já iria te acordar...

- você faz muito barulho - disse o Park soltando Jungkook - precisa de ajuda?

- não precisa não - o moreno respondeu - é só esperar o café coar e está tudo pronto - sorriu.

- você vai vir almoçar hoje? - o Park perguntou.

- você sabe que eu sempre venho - disse o moreno - o que foi? Parece tristinho.

- eu to bem - forçou um sorriso - só fiquei curioso...

- tudo bem... - Jeon envolveu o menor em seus braços.

Jeon não perguntaria sobre o assunto, ele respeitaria o espaço do menor. Quando ele estiver preparado para contar ele chamaria o moreno.

- vamos tomar café - disse o menor - antes que perdemos a hora...

- você tem razão... Mas eu queria ficar assim o tempo todo com você, só trocando carícias e beijos doces... - confessou o moreno puxando o menor mais para si.

- teremos isso assim que voltarmos do trabalho - disse Jimin rindo da ousadia do namorar.

[>>>]

- bom trabalho meu anjo - disse Jeon.

O moreno deixou Jimin na porta do trabalho.

- para você também, meu amor - disse Jimin selando os lábios no de Jungkook - até depois.

- venho lhe buscar - disse Jeon.

Jimin desceu do carro e fechou a porta do mesmo, Jeon deu a partida e sumiu pela rua movimentada.

O Park se aproximou da pequena lojinha e pegou a chave, ele quem abria e fechava a floricultura. Jimin ao entrar, sentiu o cheirinho das flores que estavam a nascer.

O menor deixou a mochila atrás do balcão, como todos os dias, e pegou o regador e molhou as flores, de vez enquanto falava com algumas, do quão belas elas estavam, ou para os pequenos brotinhos que eles seriam flores lindas no futuro.

A pequena floricultura estava parada, nenhum movimento de clientes tinha, Então o pequeno Park decidiu passar um pano nas prateleiras para tirar o pó e varreu o chão.

Entorno das 10h da manhã um homem entrou na floricultura, Jimin ainda não avia percebido.

- com licença... - disse o homem chamando a atenção de Jimin, que levou um susto.

Jimin desfarçou o susto e foi atender o homem, que trajava o uniforme do exército.

- em que posso lhe ajudar? - perguntou o Park deixando o pano encima do balcão.

- eu queria fazer uma encomenda para as próximas 52 sextas-feiras - ele falou fazendo Jimin se assustar.

- que flores o senhor desejaria? - perguntou Park.

- girassóis - sorriu ele.

- desculpe minha inconveniência, mas porque o senhor pediu tantas flores?

- Como pode ver, eu vou para o exército,  vou servir em uma "missão". Eu sempre levei para casa um buquê de flores para minha esposa toda sexta-feira e eu não quero decepcioná-la enquanto estiver fora - ele falou e os olhos de Jimin brilhavam em admiração ao homem.

- é um pedido muito Nobre! - comentou Jimin - para aonde seria a entrega?

- para este endereço - o homem entregou um papel com o nome da rua e o número da casa.

- fazerei questão de entregar pessoalmente essas flores - Sorriu Park.

Jimin ficou encantado com o pedido nobre do homem, o Park conversou brevemente com seu chefe e conseguiu dar um desconto para o moço, que agradeceu e pagou.

Jimin ficou encantado com a atitude do homem, sua esposa era uma mulher de sorte.

[>>>]

A hora do almoço chegou, Jimin avia saído um pouco mais cedo do trabalho, ele preferiu andar até a casa, já que não era tão longe. Ele mandou uma mensagem avisando ao moreno que não precisa ir o buscar.

Chegando em casa o pequeno Park deixou a flor que avia pegado para Jeon encima da pequena mesa de centro da sala de estar.

Jimin começou a preparar o almoço, até que ouviu a porta de entrada ser aberta.

- Minnie, cheguei - gritou Jeon da sala.

- Estou na cozinha!

- meu pequeno cupido, como foi seu dia? - perguntou Jeon se aproximando do menor.

- foi ótimo e o seu? - disse o Park passando suas mãos pequenas pela face do moreno - parece cansado.

- hoje está corrido la na empresa - Jeon forçou um sorriso - posso te ajudar? - peguntou se referindo ao almoço.

- claro! - sorriu e selou os lábios no do moreno.

[>>>]

A noite chegou rápido, Jimin estava no quarto, fazendo a tão famosa coroa de fazer flores.

- querido! - gritou Jimin animado correndo para a sala.

- o que foi meu anjo? - perguntou Jeon tirando a atenção do celular e olhando para o pequeno Park.

- olha o que eu fiz para você! - disse mostrando a Coroa de flores brancas.

- outra?! - questionar o Jeon rindo, praticamente toda semana Jimin dava uma para ele, desde que começou a trabalhar na floricultura.

- Eu encheria o teu mundo de flores todos os dias se pudesse - disse Jimin rindo colocando as flores na cabeça do moreno.

Jeon segurou a cintura do Park e o menor pousou suas mãos suavemente sobre os ombros do moreno.

Jungkook foi guiando o corpo de Park para o lado e para o outro, em um ritmo tímido porém sincronizado.

- se solte mais, meu amor - disse o moreno.

Jimin puxou o Moreno para mais perto, quase se fundindo um ao outro. Jeon roubou um beijo seu, seguidos de outros.

- quero senti-lo... - sussurrou Jeon - quero que seja meu, de todas as formas possíveis,

- quero ser somente seu - respondeu Jimin se entregando aos toques do moreno.

[>>>]

Após uma noite quente Jimin se aconchegava no peito do moreno, ele olhou para o moreno, seus olhos eram como avelã, cintilando na luz das estrelas.

- não era bem assim que eu planejava perguntar isso - riu o moreno - mas quero você ao meu lado para sempre!

- eu sempre estou com você - riu o Park se espojando no colchão olhando para o teto.

- quero que seja meu marido...

- como Jin e Namjoon? - Park olhou para Jungkook surpreso.

- seremos mais como eles, seremos um só! - beijou os lábios doces e vermelhos do menor - quero dizer para todo mundo que você é meu marido, meu mundo, meu universo, meu tudo!

- seria um sonho.. - disse Jimin imaginando.

- um sonho que pode se tornar realidade! É só você dizer que aceita... - Jungkook olhou para o menor com um olhar curioso - você me aceita como seu marido?

- é óbvio que eu aceito, querido - disse Jimin sorrindo. Fazendo Jeon suspirar aliviado.

- eu te amo - exclamou Jimin.

- eu te amo muito mais - disse Jeon ficando por cima do Park distribuir beijos por todo o rosto do menor.

E assim eles se entregaram um para o outro pela segunda vez naquela noite.


Notas Finais


Eu queria dizer que talvez eu demore para escrever, já que provavelmente esse é o penúltimo cap e o próximo será o último....
To pensando em um final digno!
Espero que tenham gostado e se tiver alguma sujestão sobre o final ficaria agradecida💜💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...