História Meu cupido é gari - Jikook - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Lee Taemin
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Kim Jong-in (Kai), Kim Taehyung (V), Lee Taemin, Park Jimin (Jimin)
Tags Abo, Jikook, Jimin, Jimin!bottom, Jimin!ômega, Jungkook, Jungkook!alfa, Jungkook!top, Kookmin, Taehyung, Venuslunar
Visualizações 211
Palavras 3.132
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura amadas 🎀🎄

Capítulo 8 - Jiminlous


Chegar em casa parecia demorar mais que o necessário, o trânsito não ajudava em nada, seu ômega não facilitava pois vez ou outra tocava em sua coxa, subia a mãozinha saliente até sua virilha, brincava com os dedinhos por ali e depois a retirava como se nada tivesse acontecido.

Tudo dentro de si estava fervendo, Jungkook almejava tocar em seu ômega, porém sabia que não seria possível já que o combinado era quem ganhasse faria tudo o que o outro mandasse.  Jimin também não estava ajudando em nada, estava fazendo com que seu aroma ficasse foi forte, isso estava deixando Jungkook  doido.

Novamente o trânsito começou a andar, Jungkook deu graças aos lobos por tal acontecimento, seus neurônios estavam fritando de tanto desejo acumulado.

Chegando na garagem do prédio onde moravam, Jimin saiu primeiro de dentro do carro e deixou Jeon para trás. O ômega estava com várias ideias em sua mente, muitas coisas das mais insanas possíveis. O rosado percebeu que o elevador estava demorando demais para chegar, então usou as escadas, tudo o que ele queria era apenas chegar em casa e ir se preparar para seu alfa.

— Amor, por acaso você está fugindo de mim?! — Jungkook questinou ao chegar em frente a porta do seu apartamento e encontrar Jimin abrindo a porta rapidamente e de um jeito desastrado.

— não, eu só estou com certa pressa. Faça nossa janta por favor? Eu preciso preparar nosso quarto. — rodeou seus braços ao redor do pescoço de seu alfa e deixou um beijinho na boca rosada. — por favor, não entre sem minha permissão. A porta ficará fechada. — por último deu um sorriso sapeca e saio rebolando aquela raba grande, a qual deixava Jungkook louco de tesão.

Sem ter mais opções o alfa viu que tinha uma roupa limpa sua em cima do sofá, um suspiro deixou seus lábios enquanto ele fechava a porta. Iria primeiro fazer a comida e logo depois iria tomar um banho e chamar jimin para jantar.

Caminhou até a cozinha e abriu a geladeira, ele não sabia o que preparar, então optou por bolinhos de arroz. Pegou ½ xícara de arroz japonês,  2 xícaras de água, 100g de salmão fresco, duas colheres de café de gengibre ralado, duas colheres de sopa de molho de soja, cebolinha verde, sal e por fim duas colheres de sopa de furikake, alga nori.

O alfa iniciou seu preparo, o que não era tão difícil ou complicado. Com a comida no fogo, ele iniciou outra comida, o Kimchi e o kimbap. Queria trazer fartura para sua mesa, muita comida para fazer seu ômega aguentar a noite toda já que o mesmo não iria pegar leve com o seu esposo.

Algum tempo depois, com a comida na mesa, jungkook arrumou os pratos, pegou os hashi, copos e os guardanapos. Colocou em cima da mesa uma jarra de suco, deixou dentro do congelador um pote de sorvete que o mesmo havia comprado na noite anterior. Deixando tudo arrumado o querido Jeon correu em direção ao sofá, pegou suas peças de roupa e então andou rapidamente até o banheiro.

De porta fechada Jungkook começou a retirar sua roupa e começar a tomar banho, seu corpo relaxou ao sentir a água quente colidir consigo mesmo. Um gemido de satisfação saiu de seus lábios, enquanto levava sua estrutura.

O alfa não ficou tanto tempo dentro do banho, já que a comida poderia esfriar e comer comida fria não é gostoso. Jungkook secou seu corpo com a toalha felpuda, vestiu sua roupa e enxugou seus cabelos longos. Por fim limpou seus pés no pano de chão para não sair molhando o apartamento, Jimin o mataria se isso acontecesse.

Jeon saiu de dentro do banheiro e caminhou até o quarto que dividia com o seu ômega, e bateu na porta do quarto.

— Jimin-ah, o jantar está pronto! — notificou o ômega, Jungkook estava ficando nervoso, e a curiosidade estava o matando.

— eu já peguei nossa janta, já até comi. Agora pode ir jantar, quando você terminar venha até o quarto. — Jeon suspirou frustado mas apenas obedeceu seu ômega, o alfa caminhou até a cozinha, se sentou na cadeira e começou a jantar sozinho.

Quando  ele terminou de comer, lavou o prato e o copo, caminhou até o banheiro e escovou seus dentes. Agora sim, ele poderia ir até seu quarto e saber o que o ômega estava preparando e o porque de tanto suspense.

— agora posso entrar? Já terminei meu jantar. — Jungkook perguntou batendo na porta do quarto. Não demorou muito para Jimin abrir a porta e puxar Jungkook para um beijo, o ômega fechou a porta com violência e pulou no colo de seu alfa.

O moreno Jeon segurou nas coxas fartas de seu ômega e logo percebeu que este apenas usava uma camisa sua, essa que cobria seu corpo até chegar nas coxas.

Jimin desceu os beijos até o pescoço de seu alfa, o deixando marcado e molhado por sua saliva. Jungkook caminhou com um pouco de dificuldade ate sua cama, se sentou com a costa na cabeceira da mesma deixando Jimin no seu colo.

O alfa estava tão embriagado de desejo e tesão que nem sentiu quando Jimin algemou seus pulsos,  o ômega procurou a boca de seu alfa novamente e a beijou com fevor e vontade, enquanto rebolava no pau - agora - duro.

— você me deixa louco Jimin-ssi!. — seu alfa admitiu tentando a todo custo tentar tocar no corpo de seu ômega porém sempre era impedido. — algemas amor? Uh!

— vamos ver como você se saí tentando me tocar, baby. — o ômega brincou, desceu seu corpo como se engatinhasse e desatou o nó que havia na calça moletom de Jeon e a desceu junto com a cueca que esse usava. O pau do maior saltou para fora e Jungkook deixou um suspiro sair de seus lábios.

O ômega sorriu sapeca e começou a distribuir selares molhado pela grande extensão, queria provocar seu alfa e ver até onde esse iria. Jimin chupava devagarinho a glande e voltava beijar o pau todo até chegar nos testículos.

A respiração de Jeon estava cada vez mais acelerada, e quando Jimin percebeu que este estava prestes a gozar soltou o pau e saiu de perto de seu alfa, o fazendo soltar um grunhido de insatisfação.

Caminhando elegantemente e provocativa, Jimin pegou o balde com gelo e Chanpagne para deixar a noite cada vez mais quente, as luzes vermelhas reluzia o corpo de Jimin enquanto este colocava uma música baixa e sensual. Jungkook vislumbrava do corpo de seu ômega e da dança que esse fazia somente para si, remexia seus quadris com lentidão e rebolava vez ou outra, o ômega sorriu quando percebeu que Jungkook mordia os lábios com vontade.

O menor pegou um copo e colocou o chanpagne, dois cubos de gelo foram o suficiente, novamente andou até seu alfa e sentou-se no seu colo deixando o membro de Jungkook pincelando sua intimidade.

— gostoso, você gosta de provocar huh? — a voz do alfa de Jeon era baixa, Jimin virou seu pescoço onde a marca de Jungkook estava e deixou que o outro fizesse o que queria consigo.

A boca de Jeon entrou em contato com sua pele e foi bem em cima da marca, Jimin suspirou deleitoso, era simplesmente maravilhoso sentir a língua de seu alfa chupar sua marca, deixava tudo cada vez mais... excitante.

Quando já maltratado o sufiente, Jimin deu uma golada no chanpagne e em sua boca ficou um dos gelo, o ômega deixou o copo no criado ao lado da cama e com o indicador levantou o queixo de Jeon até se beijarem novamente, o gelo que antes estava na boca de Jimin passou a ser de jungkook, este que por pouco se surpreendeu, o gelo derreteu em meio ao beijo e as línguas.

Jimin como um bom safado que era não tardou de segurar no pênis de seu alfa e o fazer entrar por inteiro dentro de si, logicamente sentiu um incômodo penetrante no seu íntimo mas deixou isso para lá.

Jeon sentiu seu pau deslizar todo dentro do ômega soltou um gemido rouco, acompanhando os de Jimin, estes que eram manhosos e baixos.

— vamos provocar mais um pouquinho, amor. — se referindo a si mesmo e seu ômega, o loiro riu e começou a rebolar ns batida na música, essa que havia acabado de começar.

Jimin subia e descia devagar, rebolava no mesmo ritmo e vez ou outra se contraia, Jeon não sabia mais o que fazer, precisava urgentemente gozar - igualmente a Jimin, porém esse ignorava a dor em seu pau. - tentava ir mais rápido com as estocadas mas Jimin o fazia ficar parado novamente, afinal, quem comandava aquele sexo era ele. Seu Jimin, seu ômega.

— que tal você me abri mais um pouquinho amor? Tenho certeza que sua boca fará um belo trabalho no meu cuzinho. — suas palavras sujas despertaram ainda mais o alfa de Jeon, esse que rosnou.

Jimin abriu as algemas com cuidado para não machucar os pulsos de seu alfa, não demorou para Jungkook está em cima de Jimin o beijando com vontade, seu quadril se movia rapidamente dentro de seu ômega, arrancando gemidos altos e manhosos deste.

—  eu preciso tanto comer você. — Jeon Jungkook gemeu as palavras baixas no ouvido de Jimin, esse que se arrepiou todo sentindo seu corpo dar solavancos.

— então me come alfa, me come todinho. Eu sou seu. — de olhinhos fechados o ômega de Jimin gemeu, as unhas cortadas tentavam a todo custo arranhar a costa de Jungkook.

— oh bebê, eu estou quase lá...— o alfa segurou na cintura de Jimin e passou a acelerar seus movimentos, eram tão rápidos que a cama batia na parede do quarto de seu filho, sorte sua que este não estava em casa.

Mais uma série de estocadas e Jeon se deslanchou dentro de Jimin, esse que não demorou a vir junto a si, ficaram um pouco parados, até o nó de seu alfa se desfazer.

— ainda não acabou alfa. — o Jeon ômega levantou trêmulo de sua cama e conseguiu pegar mais um gelo. — limpe minha entrada com sua boca e esse gelo. Quero meu beijo grego, não me preparei todinho a toa. — seu biquinho nos lábios fez Jungkook ri, sabia que seu ômega gostava - e muito - dos seus beijos.

— fique de quatro pra mim meu bem.— Jimin obedeceu sem pensar duas vezes, se colocou de quatro em cima de sua própria cama, e Jeon se posicionou logo atrás de si, mas não antes de fazer seu membro entrar um pouco dentro de Jimin, esse que gemeu sofrengo. — tão gostoso, fodidamente gostoso, extremamente gostoso. Ah, você é tão apetitoso meu amor.

— Jungkookie, o beijo. — mandou seu ômega, o alfa riu e se retirou de dentro de Jimin com cuidado para não machucar a entradinha.

Jimin sentiu sua respiração ficar pior e mais acelerada quando o ar quente da boca de Jeon junto ao gelo entrou em contato com o seu íntimo, o alfa empurrou o gelo para dentro de Jimin com cuidado, a sua língua passou a adentrar aquele lugarzinho, enquanto seus lábios se moviam em outra forma, como se estivesse beijando os lábios de jimin.

O ômega fechou os olhos com força e deixou que seu gemidos tomasse  conta do quarto, ele podia sentir a língua o brincar com o gelo dentro de si.

— Mais Jungkookie... — em um ato desesperado querendo mais atenção e contato com a boca de seu alfa, Jimin empinou seu bumbum no rosto de Jungkook, este que segurou em suas bandas e apertou, logo após deixou um tapa de cada lado.

O Jeon continuou com seus movimentos, porém mais rápido que antes, e os gemidos de seu ômega o fazia crer que estava fazendo um ótimo trabalho.

— caralho. — o palavrão proferido saiu da boca de Jimin, este que sentiu seu pau doer de tanto tesão, levou sua mão até o mesmo e começou a se masturbar. — mete em mim Jun, come o seu ômega de novo, huh?

O alfa mordeu os lábios após sair de perto da bunda de seu ômega, novamente bateu na bunda grande e redonda desse e posicionou seu pau, dessa vez entretanto com tudo e sem tempo para parar, ele estava mesmo com tanta vontade de foder seu ômega.

A noite foi regada de gemidos e tapas, tudo o que não conseguiam fazer a muito tempo fizeram naquele quarto e principalmente naquela noite.

[•••]

— obrigada Tae, eu não iria conseguir ir buscar esse mocinho lá em sua casa tão cedo...— Jimin sorriu e sentiu seu bebê deitar a cabeça em seu peito.

— se quiser deixar ele mais vezes lá, não irei reclamar. — o cupido respondeu se sentando ao lado de Jimin na cama. — Mas me conta, como foi a noite? — questionou em um tom de curiosidade e malícia.

— Ji, pode brincar com o papai e o spook? — o pequeno sorriu animado e de seu jeito mais desengonçado saiu andando do quarto de seus pais indo até a sala, onde encontrou seu appa alfa.

— vejo que foi boa, não consegue nem levantar. — o ômega riu deixando o amigo cada vez mais bravo por esta zombando de si.

— de fato Jungkook aca-

— do que estão falando? — Jin entrou dentro do quarto como um furacão, Jimin pediu para que o amigo pudesse fechar a porta já que o assunto era bastante intimo.

— Jimin está me contando como foi a noite dele e do Jungkook. O pobrezinho não consegue nem levantar, Jungkook arregaçou as pregas dele tadinho.

— Taehyung cala boca! — o travesseiro que estava ao seu lado ele jogou no cupido.

— mas eu não disse nenhuma mentira ué. — desta vez ele se escondeu atrás de Jin, o outro ômega que também estava rindo e não era pouco.

— ao menos usaram camisinha? — Jin indagou tocando no braço de Jimin e vendo os roxos que ficaram por ali. — meu pai amado, olha isso...

O ômega mais velho entre todos no quarto levantou um pouco a blusa que o ômega usava percebeu que a pele de Jimin estava toda colorida.

— ele acabou com você mesmo!

— eu avisei. — Taehyung e Jin caíram na gargalhada enquanto Jimin tentava se enfiar no meio do colchão e nunca mais sair.

— eu preciso de amigos de verdade isso sim. — cruzou os braços emburrado. — Taehyung você fica mil vezes pior ok? Você não consegue nem falar, muito menos fazer algum tipo de movimento.

— eu tenho que concordar com o Jiminnie, o Hoseok e o Yoongi acabam com você. — Jin concordou com o Jeon, o mesmo apenas riu e Taehyung revirou os olhos.

— tá cala boca, não quero saber. — se emburrou também, cruzou os braços em seus lábios um biquinho se formou.

Jin e Jimin acharam extremamente fofo e não pensaram duas vezes antes de cair em cima de Taehyung o abraçando com força.

— quando é ele, ele não gosta. — Jimin provocou, Taehyung cerrou os olhos e ficou em cima do corpo de Jimin, segurou nos pulsos deste e sorriu vendo o outro tentar se soltar.

— solta ele Taehyung...— Jin segurou na coxa do cupido e tentou o puxar, naquele quarto só se ouvia as risadas dos três ômegas, curioso como era, Jungkook resolveu ver porque de tanto gritos e risadas, ao abrir a porta viu Taehyung em cima de Jimin e Jin praticamente em cima de Taehyung.

O alfa fechou a porta devagar e começou a rir também.

— eles devem ta brincando de lutinha. — Jungkook falou para os dois alfas e um beta presente na sala, algo chamou sua atenção, uma movimentação no lado de fora de seu apartamento.

Novamente sua curiosidade falou mais alto e ele saiu para ver quem era, logicamente olhou no olho mágico e viu uma mulher, uma ômega pelo cheiro doce parada em frente a outra porta, havia acabado se mudar.

— uma ômega ta se mudando para o apartamento daqui da frente, será que ela quer ajuda? — Jungkook indagou. Os outros olharam para Jeon e assentiram.

— deve querer sim, vamos perguntar, somos alfas e temos o Hoseok. — Yoongi brincou, os alfas e o beta saíram de dentro do apartamento, indo ajudar a ômega que estava se mudando deixando JiYoon sozinho brincando na sala.

Aquilo não ia ser nada bom...

[•••]

— obrigada queridos, vocês foram incríveis. De verdade, eu amei a ajuda de vocês, obrigado mesmo. — a ômega sorriu para cada um, porém deu um beijo na bochecha de Jungkook. Sorriu novamente e entrou para dentro de casa, agora somente iria organizar suas coisas.

— ela é gentil. — disse Yoongi entrando no apartamento de Jungkook, ele ia soltar mais um comentário quando percebeu seu marido sentado, olhando friamente para si.

— ela é fofa. — foi a vez se Hoseok, ele continuava sorrindo e ia continuar se não tivesse percebido o porque de Yoongi ter parado do nada, olhou para Taehyung e percebeu o olhar frio e bravo do marido.

— ela tem carisma, e bom gosto. — Namjoon admitiu, riu um pouco e entrou no apartamento, ia perguntar o porque dos dois patetas vulgo Yoongi e Hoseok ter parado do nada, levou seu olhar até a sala e percebeu que seu marido estava ali, cerrando as unhas ou melhor, afiando-as.

— ela me deu um beijinho, concordo que ela é super fofa. — Jungkook foi o último, fechou a porta e riu dos três amigos e novamente ia perguntar o porque dos três porquinhos ter parado no nada, quando seguiu seu olhar e viu que seu marido estava com o seu bebê no colo, este que havia deixado SOZINHO, no chão da sala. Agora estava banhado e brincando com os dedinhos. — oi amor...

— oi bebê...— Yoongi disse manso, e coçou a garganta.

— oi anjinho...— Hoseok se pronunciou, sorriu para o marido porém não viu nada além de ódio no olhar.

— oi meu bem...— Namjoon coçou a cabeça e falou manso e baixo.

Os três não falaram nada, Taehyung e Jin deram um beijo na bochecha de Jimin e de JiYoon, logo saíram de cada com seus marido o acompanhando.

Jimin suspirou e se retirou da sala indo até o quarto de seu filho, não era comum mas naquele momento queria amamentar seu bebê.

Já Jungkook respirou fundo e se jogou no estofado do sofá, sabia o que aquele silêncio significava e ele sabia que estava muito ferrado.


Notas Finais


Eu tenho ciúmes, CIÚMES de você, ciúmes de você. Kkk. Como me saí dessa vez? Próximo capítulo eu não faço idéia de quando saí...porem fiquem com esse. Hm, eu postei fic nova... que tal dar uma olhadinha? Espero que gostem ❤✊.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...