História Meu Cúpido Idiota - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Aquarius, Aries, Bisca Connell, Cana Alberona, Carla (Charle), Charlie, Chelia Blendy, Erik (Cobra), Erza Scarlet, Evergreen, Freed Justine, Gajeel Redfox, Gildartz, Gray Fullbuster, Happy, Jellal Fernandes, Juvia Lockser, Kagura Mikazuchi, Laxus Dreyar, Leon, Levy McGarden, Lucy Heartfilia, Makarov Dreyar, Mavis Vermilion, Meredy, Mirajane Strauss, Natsu Dragneel, Personagens Originais, Rogue Cheney, Romeo Conbolt, Sting Eucliffe, Wendy Marvell, Yukino Aguria, Zeref
Tags Fairy Tail, Nalu
Visualizações 63
Palavras 1.199
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Ecchi, Ficção Adolescente, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Aqui estou eu de novo! Eu sei, eu sei, estou viciada em escrever fanfics, ainda mais que surge cada ideia incrível na minha cabeça. *-*

Sério, tenho que me controlar. -.-

Outra fic Fairy Tail, espero que gostem da proposta dela! ^^



Espero que gostem e boa leitura!!

Capítulo 1 - Meu Cúpido


Narrador Pov's:



Uma garota loira desesperada está correndo pelas ruas largas do bairro de Karakura, rumo à uma cafeteria perto de sua casa. Ela tinha que chegar cedo, mas se atrasou porque dormiu de mais e sendo assim, acordou tarde. Esqueci de apresentar essa tal garota. Ela se chama Lucy Heartifilia, tem 19 anos de idade, mora em um bairro não muito desenvolvido, mas também não é ruim de se viver. Trabalha como Maid em um café local e tem um gatinho azul - literalmente - chamado Happy. Mora sozinha, pois seus pais a deixaram ter independência quando completou 18 anos. Sua vida? Bom... Não é uma das melhores. Ela tem que pagar o aluguel da casa - que é caríssimo -, fazendo-a trabalhar muito mesmo; é desastrada e foi despedida de todos os empregos que trabalhou - Ela só conseguiu este por conta de seu corpo -; tem poucos amigos, suas melhores amigas são Levy e Erza - as mais verdadeiras - e por último, é uma zero à esquerda no amor. Alguns minutos de muita correria depois, Lucy finalmente chegou no local indicado. Procurou em todos os lugares, adentrou o local, mas nada. Não encontrou quem queria.


- Eu perdi o encontro...?


Sim, como podem ver, Lucy estava a caminho de um encontro com um rapaz que tinha conhecido recentemente na cafetaria. Eles conversaram durante uma semana e pá! Marcaram um encontro. E esse encontro aconteceria hoje caso Lucy não tivesse se atrasado. Seus olhos se enchem de indignação e tristeza, essa já é a milésima vez que perde um encontro. Claro, que não pelo mesmo motivo é sim por outros que não irei citar. Está triste, sempre é a mesma coisa. É como se algo a impedisse de se relacionar com alguém. Ela faz agora seu caminho de volta para casa, sozinha e tristonha. Alguns minutos de muito choro, ela chega em casa e recebe seu gato, Happy, fazendo carinho nele em seguida. Lucy deita em sua cama e abraça fortemente o travesseiro, chorando mais ainda. Tudo que pode fazer nesse momento é se lamentar.


No céu...


Em um lugar muito angelical e feliz, especificamente no céu, onde as pessoas boas depois de morrerem residem. Em uma espécie de casarão, está homens e mulheres com asas costas e na cabeça, estão reunidos para uma reunião que acontecerá daqui há dois minutos. Essa é a Associação de Cúpidos. Essa organização serve para unir mortais uns aos outros, encontrando seu par perfeito. O serviço deles é ajudar aqueles que querem ter algum relacionamento e encontrar seu par ideal. O chefe da organização, Macarov, é quem manda as "missões" para seus discípulos e funcionários. Ele chega no local e fica no palco, de frente a platéia, fazendo todos se arrumarem. Começa a dar um prevê discurso de sempre e vai selecionando os cúpidos, enviando para suas missões. Só sobrou três e Macarov vai pessoalmente até o melhor cúpido de todos, Natsu Dragneel. Ao lado dele está Sting e Wendy, outros cúpidos que são considerados os melhores depois de Natsu.

- Muito bem, eu queria falar sua missão pessoalmente com você, Natsu. - Diz Macarov chegando perto do rosado.

- Oba!! Qual é a missão de hoje, vovô? - Disse todo animado.

- Animado como sempre. - Sting sorri.

- Você também se parece um pouco com ele, Sting.

- Wendy!! - Sting cora levemente.

- Voltando ao assunto. - O mais velho tosse. - Você está encarregado de ajudar uma garota jovem de cabelos loiros chamada Lucy.

- Lucy... Que nome bonito.

- Sim... Mas, ela enfrenta sérios problemas quando o assunto é relacionamentos. Sempre que tenta se relacionar com alguém, não consegue mantê-lo por fatores bobos.

- Ela é uma azarada.

- Sting!! - Gritam em uníssono.

- Foi mal. He he.

- Bom, seu serviço é ajudá-la a encontrar seu par perfeito.

- Certo! Eu irei cumprir meu dever com minha vida!

- Boa sorte para com sua missão. Vai precisar. Aliás... -Dá um folheto para Natsu. - Esse papel contém informações sobre ela.

- Okay! Tô partindo!!


Natsu sai correndo e vai até a porta dos fundos, saindo do casarão. Ele anda um pouco e decide ali mesmo saltar para ir ao encontro de Lucy. O rosado abre suas asas e atravessa as nuvens, saindo do céu. Começa a cair e cair, abre as asas e começa a planar e depois planar, voando em direção à casa de Lucy.



Na casa de Lucy...



A menina ainda está chorando e abraçada com seu travesseiro, mas agora ela está no chão. Seu gatinho tenta consolá-la, esfregando seu corpo no dela, mas isso não dá certo. Lucy para de abraçar seu travesseiro e faz carinho em Happy, deixando-a mais feliz por alguém se importar com seu sofrimento. Algumas horas antes, tinha conversando com Levy pelo Whats, sua melhor amiga na qual considera uma irmã. Relatou o que estava sentindo e o que aconteceu no seu "encontro". A amiga ficou bastante triste com isso, mas disse que em breve um anjo cairia do céu. E não é que aconteceu? Sem aviso prévio, um garoto de cabelos róseos quebra a janela e entrando na casa de Lucy - Literalmente -, assustando a menina. Natsu cai na cama confortável da Heartifilia, já que fica perto da janela. Ele fica inconsciente por um tempo, mas depois volta ao normal novamente. Lucy, assustada, se afasta do rosado, já seu gato se esconde debaixo da cama. Natsu volta ao normal e se levanta da cama, coloca a mão na cintura e faz uma pose de herói. Sem hesitar, Lucy decide perguntar quem era aquele rapaz que invadiu sua casa.


- Q-Quem é você?! Por que saiu pela janela? E ainda quebrou ela! Podia ter saído pela porta!! - Diz exaltada.

- C-Calma, Lucy! Eu quero parecer maneiro, sabe. - Sorri bobo.

- Poderia ter aberto a porta sem ter a quebrado!! - Grita.

- Eu hein, menina estressada.

- Eu sou estressada?! Você quebrou minha janela! E eu nem tenho dinheiro para bancar outra. - Choraminga.

- Calma, damos um jeito nisso.

- É só colar um papelão na janela que tudo fica certo! - Uma voz misteriosa e infantil fala.

- Mas, quem é...?

- Sou eu, Happy! - O gato sai debaixo da cama. - Incrível! Eu consigo falar!

- MEU GATO TÁ FALANDO?!?!?

- Nossa, que legal! Parece que eu tenho mesmo habilidades especiais. - Natsu faz carinho em Happy.

- Você... Fez isso...?


Lucy cai no chão, batendo com a cabeça no piso, desmaiando em seguida. Natsu e Happy se desesperam e começam a ficar preocupados. Chegam perto da garota e fazem de tudo para acordá-la, mas nada adianta. Agora, o que resta é esperar ela acordar.


(...)



Algumas horas depois, Lucy finalmente começa a abrir seus olhos e acordar definitivamente. Natsu está bem perto de seu rosto, fazendo-a recuar e corar. Happy pula em cima da loira, ficando entre seus seios, ela abraça o mesmo.

- Bom... Acho que começamos errado, né? Bem, eu sou Natsu Dragneel! - Estende sua mão. - E estou aqui para te ajudar a encontrar seu par perfeito!




Quem diria que meu cúpido chegaria, hein? 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...