História Meu Daddy Virtual - Imagine Jeon Jungkook - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Olá babys, como estão? Espero que bem.

Esse capítulo demorou um pouco para sair, entretanto, cá estou eu novamente, espero que gostem e se envolvam na história.

Boa leitura!

Capítulo 3 - 02 - O Presidente.


 17:05 P.M.

Busan, Coréia.


Sentada sobre uma almofada macia e felpuda, S/n se encontrava em um conforto total, após tomar seu banho de espumas e óleos perfumados a única coisa que estava esperando era seu jantar, que até esse momento não fazia ideia o que seria. 


Mexendo em seu celular a garota buscou prints antigos de lives que havia perdido, vendo como seu amado J.J estava belo e atraente, conseguia ver como seu corpo estava malhado e como parecia excitado, apenas em imaginar isso sentia-se quente como nunca.


Mas mesmo que o calor fosse presente em todo seu corpo e a sensibilidade agora deixasse sua pele arrepiada, ela iria se controlar, não era pervertida ao ponto de se masturbar do nada.


O barulho da porta a assustou, a fazendo sair rapidamente da página de prints eróticos, eufórica, pela adrenalina de ser descoberta por seu irmão. O que seria seu fim, pois a reação do mesmo ao saber que sua doce e inocente irmãzinha na verdade é uma pervertida que gasta dólares com um Cam-Boy aleatório na internet não seria lá das melhores.


– S/n? - O Min a chamou assim que passou pela porta, tirando o casaco grosso que lhe cobria os ombros e o colocando sobre o pendurador.


No mesmo momento a mais nova ajustou suas vestes e se levantou, passou pela porta e desceu a escadas o mais rápido que conseguia, vendo seu irmão parado e com sacolas em ambas as mãos.


– Vai continuar me olhando ou vai me ajudar com isso? - Ele ergueu as sacolas em uma tentativa de chamar sua atenção.


A garota apenas deu uma breve risada indo ajuda-lo com as bolsas, que consequentemente estavam um pouco pesadas, detalhe mínimo, mas que a deixou um pouco intrigada.


– Você fica cada dia mais carinhoso Yoongi - Com cuidado a mesma deixou as compras sobre a mesa espiando em meio as sacolas o que tais poderiam ser - Comprou tantas coisas, teremos algo especial essa noite? 


– Pode-se dizer que sim  - Ele pegou uma das sacolas e começou a tirar as coisas que havia nela - Irei receber uma visita hoje.


– Posso saber quem é? - Perguntou ela, curiosa.


– Não, não agora, vai saber quando ela chegar - Ele pegou algumas das coisas e se direcionou a geladeira, indo guardá-las.


– Uou, então é uma garota, garanhão - Suas palavras o fizeram a olhar, um olhar como quem acaba de sentir uma pitada de vergonha alheia - Desculpa, é que você nunca trás garotas, isso é novo pra mim.


– Porque talvez eu seja gay S/n - Ele disse parando por alguns segundos - ou acho que sou, é difícil saber.


Ambos ficaram quietos, porém o silêncio se quebrou quando a garota lembrou do que iria pedir antes que ele tocasse no assunto da visita.


– Yoongi - O chamou, com o pote de picles em mãos. - Hoje aconteceu uma coisa boa.


– E...? - Ele fechou a geladeira, indo pegar o resto das coisas.


– Esse é o momento que você pergunta o que - Ela deu uma risada, pois sabia que seu irmão realmente não ligava pra isso.


– Ah - Ele parou o que fazia e a olhou cínico. - Nossa que bom, o que aconteceu de tão bom querida irmãzinha? Assim está melhor? 


– Muito melhor - Ele revirou os olhos, mas isso não foi o suficiente para fazê-la parar de falar. - Eu fui convidada para uma festa, acredita?


– Festa? - Perguntou desconfiado - Que tipo de festa?


– É uma festa casual, apenas para receber os garotos do time da escola - A garota pegou uma mecha de seu próprio cabelo e brincou com ela. - será na casa do vice presidente do grêmio, sabia que lá tem grêmio? Incrível né?


– Grêmio? Tck - O Min debochou. - Grêmio é uma tolice, isso tudo é uma tática dos coordenadores para tirarem um peso dos ombros e foderem mais com o psicológico dos alunos os dando a responsabilidade de cuidar de outros alunos.


– Ei ei, não fale assim - Ela suspirou entristecida. - eu achei uma ideia incrível, sabe, trás de volta todo aquele clima escolar, tira um pouco a tensão pesada de que precisamos nos matar ali dentro.


– Mas é o que faculdades fazem, se quer harmonia faça yoga - Disse ele, pegando as sacolas vazias e as juntando para guardá-las. - Eu particularmente não gosto de faculdades, por isso não fiz nenhuma, eu enlouqueceria se tivesse que conviver com esses merdinhas.


A morena acabou dando uma risada ao ouvir o mais velho falar. Ela não sabia ao certo porque ele resolveu desistir de fazer faculdade, pois mesmo que sua memória fosse ruim, se recordava de ouvi-lo falar sobre como desejava ingressar no ramo da arte, iria ser professor, claro, até sua ida ao exército mudar totalmente seus planos. Lembrar disso, a fazia sentir um aperto no peito e não sabia bem porquê.


– Mudando de assunto - Ela se sentou, sorrindo de canto a canto. - Eu posso ir?


– Você vai beber? - Perguntou, pegando um livro grande de receitas que estava em cima do armário.


– Não.


– Usar drogas? 


– Também não. 


– Hum - Ele fez uma pausa, fechando o livro antes de prosseguir. - Vai transar com alguém? 


– O que? Não, definitivamente não! - Disse mais que exaltada.


Yoongi parou o que fazia levando seu olhar a ela, confuso.


– Então o que diabos você vai fazer?


– Ue, socializar - Ela gesticulou com as mãos, rindo. - Eu preciso fazer amigos Yoon e essa parece uma boa oportunidade.


–  Isso é total perca de tempo, mas se você quer, tudo bem, só não chegue muito tarde, não irei ficar te esperando como uma babá. - Disse o Min, entediado.


A garota se levantou rapidamente, animada por ouvir a confirmação, indo abraçá-lo com toda alegria que agora ocupava seu ser.


– Ah obrigada, obrigada! - Disse dando beijos em seu rosto, enquanto ele mostrava repulsa em seus atos. - Eu vou me arrumar, prometo chegar cedo, boa sorte com a garota.


– Eu não preciso de sorte - Disse, finalmente quando se viu longe dos apertos estranhos de sua irmã. - Eu sou a sorte.


--ᝰ໋᳝݊--


Diferente do brasil as ruas de Busan nunca parecia perder sua movimentação, mesmo que a noite fosse fria e tão pouco escura, ainda era possível encontrar casais e diversas crianças andando pelas calçadas sem medo ou quiser receio. Uma coisa que deixava S/n de fato admirada.


– É, eu acho que é aqui - Sussurrou pra si própria olhando o gps de seu celular, enquanto curvava seus lábios com um pouco de dúvida.


Mesmo hesitante a garota de vestido cor de vinho e batom de mesmo tom resolveu tocar a campainha da grande casa a sua frente, se isso pudesse ser chamado de casa, parecia mais uma mansão. Sem exagero.


Não demorou muito para que passos fossem ouvidos e o seu nervosismo aumentasse conforme a aproximação, assim que a porta abriu a bolsa que a mesma segurava foi ao encontro de sua barriga, pelo susto. Ela estava mais nervosa que o normal e tinha motivos para isso.


Kim Taehyung surgiu com às luzes coloridas e a música agitada, seus trajes traziam formalidade, entretanto sua gravata afrouxada e seus cabelos bagunçados quebravam todo estereótipo que Deuses não podiam andar pela terra. Atraente era pouco para descrevê-lo naquele momento. De tantos detalhes que lhe tiravam o ar algo a deixou com os pés no chão e isso fora quando sua expressão um pouco séria se quebrou por conta de um sorriso. Ele estava contente em vê-la e isso era notável.


– Você veio, pensei que não viria - Disse ele, dando espaço para que ela entrasse. - Entre.


– Eu disse que viria, não? - A voz de s/n saiu baixinha enquanto sua mão subia a nuca um pouco sem jeito, pois sentir o aroma forte e agradável do perfume do mesmo ativou coisas estranhas em seu corpo - Desculpe se cheguei atrasada, meu GPS me levou para rua errada e tive que refazer a rota, quase não consegui a localização certa.


– Poderia ter me ligado s/n - O Kim não tardou em fechar a porta a acompanhando para que entrassem juntos na casa.


– Ah mas eu não tenho seu número - Murmurou baixo, percebendo o excesso de pessoas naquele lugar. Se questionava como os vizinhos não estavam reclamando do barulho e também como Taehyung estava tão calmo perante toda essa situação.


– Não? - Ele colocou sua mão sobre o ombro da garota olhando em volta, como se procurasse algo, entretanto, seu olhar não demorou a voltar a ela com a mesma expressão amável de antes. - Okay, me dê seu telefone.


A garota abriu sua bolsa e procurou por seu telemóvel em meio a suas chaves e maquiagens, assim que achou não tardou a entrega-lo, porém, Taehyung a olhou um pouco confuso. Ele havia pedido seu número, não seu aparelho, mas ignorou isso digitando seu número na aba vazia, colocando seu contato agendado como "Sr. Kim", logo entregando o telefone para a mesma.


– Pronto, agora pode me mandar mensagem quando quiser, se é que você vai lembrar de mandar - Ele deu uma risada e acabou a abraçando lateralmente, a puxando para que entrassem, pois ainda estavam no jardim - Vem, vamos entrar.


 --ᝰ໋᳝݊--


A música era antiga, mas a batida forte e agitada faziam todos dali se mexerem mesmo que involuntariamente. As luzes que piscavam frenéticamente iluminavam boa parte das bebidas na grande mesa no salão, onde agora S/n se encontrava. Seu vestido vinho e tão pouco colado era destaque em meio a diversidade de pessoas, por isso, mesmo que tentasse ser discreta, a garota conseguia diversos olhares para si. O que não era lá boa coisa.


Com cuidado a jovem pegou um dos copos de bebida e pensou na possibilidade de beber álcool, porém, desistiu assim que pensou nas possíveis consequências, pegando apenas um copo de refrigerante, voltando então para onde estava anteriormente. Seus passos cautelosos e seus murmúrios de desculpa enquanto passava em meio as pessoas era quase imperceptível pois o som estava bastante alto, mesmo que Taehyung ainda não estivesse a perdido de vista.


– Ah s/n, eu estava te procurando - disse ele com sua respiração um pouco alterada, parando em frente a ela que se assustou com sua aparição repentina - você sumiu.


– Eu fui buscar algo pra beber - A Min riu sem jeito, achando a preocupação do mais velho no entanto fofa - desculpa.


– Não precisa se desculpar, vem, eu quero te apresentar a uns amigos - Ele sorriu ofego, pegando a mão direita da garota e começou a puxá-la em meio as pessoas.


A jovem nem ao menos contestou, apenas segurou na mão do homem que a guiava, sem hesitar, sentindo a frieza de seus dígitos contra sua mão quentinha. Gostava da temperatura que ele transmitia, era gelado, mesmo que seu sorriso e seu corpo fossem aquecedores.


Eles caminharam um pouco até que finalmente o Kim parou de andar, fazendo a mais nova parar também. Ambos ficaram frente a frente com um casal que parecia distraído em um diálogo qualquer, porém, ao notar tais presenças pararam de conversar. A mulher de cabelos longos e de maquiagem pesada, trajava uma roupa chamativa; um vestido preto sem muitos detalhes, mas que valorizava muito bem suas curvas, marcando-as de maneira justa em seu corpo escultural, suas pernas bem feitas estavam banhadas por um tecido bastante tentador que aos olhos da jovem podiam ser facilmente arrancado. Apenas em pôr os olhos naquela mulher s/n se sentiu intimidada, por que mesmo que amasse J.J com todas as suas forças sua pansexualidade às vezes a fazia fraquejar ao ver alguma mulher atraente. Porém, tudo que lhe atingiu sumiu quando ela percebeu que o homem ao lado dela a olhava. Um olhar firme e difícil de compreender, ele parecia questionar algo, mas algo mesmo tempo não. Era confuso, mas um confuso que a deixou tímida no mesmo segundo.


O homem não era muito diferente de Taehyung, mas suas roupas formais estavam mais casuais que as do Kim, que mantinha uma sofisticação, já ele, tinha uma toque um pouco relaxado, mesmo que sua personalidade aparenta-se ser intensa. Sim, essa era a primeira impressão que ela terá dele.


– Estou interrompendo? - Disse Taehyung, com um sorriso encantador.


– Ah que isso, você nunca interrompe querido, quem é essa? - A mulher atraente, como S/n a denominou, disse, a olhando com um sorriso no entanto intimidador.


– Vocês já devem ter ouvido falar dela, Min S/n, a irmã do Yoongi - Ele desceu seu olhar a s/n prosseguindo - Essa é Hya Lee, ela estuda a mesma faculdade que a gente, mas está em um período mais avançado.


– Prazer em conhecê-la Hya. - Disse S/n, estendendo sua mão para Lee, que fez o mesmo dando um sorriso doce para a garota a sua frente.


Se s/n tivesse um pau, ele certamente estaria duro agora.


– E esse é Jeon Jungkook, popularmente conhecido como presidente do grêmio - Ele a indicou o homem que ainda a encarava de maneira estranha - Ele está no mesmo período que Hya, então raramente o verá por nossa sala.


– Prazer em conhecê-lo Jeon. - Ela estendeu sua mão para ele, receosa, e pela primeira vez o viu dar um sorriso, antes de comprimenta-la devidamente.


– O prazer é todo meu S/n - Sua voz grave a deixou sem jeito, mas não demonstrou isso tão nitidamente. - o prazer é todo meu.


Notas Finais


até logo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...