História Meu demonio da guarda - TomTord - (Reescrevendo) - Capítulo 21


Escrita por:

Postado
Categorias Eddsworld
Personagens Edd, Eduardo, Jon, Mark, Matt, Tom, Tord
Tags Demon Tord, Tom X Tord, Tomtord, Tord X Tom, Tordtom
Visualizações 80
Palavras 1.555
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Fluffy, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Desenho não foi feito por mim, os créditos vão a autora original.


Isso é mais ou menos como o tom seria nesse universo ↓

Capítulo 21 - The Rose


Fanfic / Fanfiction Meu demonio da guarda - TomTord - (Reescrevendo) - Capítulo 21 - The Rose

Manhã seguinte

No domingo acordei e fiz minhas  higienes logo me trocando e pegando minha mochila para ir ao trabalho, tranquei a casa aproveitando que eu estava sozinho e sai andando em direção a cafeteria, andava há passos lentos e preguiçosos pois eu ainda estava morrendo de sono mas logo que chegasse eu iria tomar uma boa xícara de café. 

Assim que cheguei entrei avisando que estava ali e vi que apenas Edd  já estava ali, fui guardar minhas coisas na sala dos funcionários e coloquei meu avental indo para trás do balcão em direção a cafeteira, me encostei no balcão esperando o café ficar pronto quando Edd finalmente percebeu que eu havia chegado. 

- Oh! Bom dia Tom. - falou sorrindo enquanto terminava de varrer o chão. 

- Dia. - respondi sonolento pegando finalmente a xícara e dando um gole sentindo aquele líquido quente descer por minha garganta. 

- Se anime Tom, hoje eu sinto que vamos ficar cheios, ah, aliás vamos ter um funcionário novo. - falou ele sorrindo tanto que parecia que ele estava com o sol de tão brilhante na boca. 

Resmunguei um "hm" e continuei bebendo meu café, com os olhos fechados respirei profundamente terminando meu café quando ouvi o sino da porta tocar, continuei de olhos fechados imaginando ser o tal funcionário novo até que ouvi uma voz familiar me fazendo olhar curioso em direção a voz. 

Quando reparei quem era não pude ter outra reação a não ser cospir todo o café para o lado completamente surpreso, assustado Edd veio até mim com um pano me entregando ele. 

- Minha nossa Tom! O que você arrumou? Vá já se trocar e mostre ao novo funcionário onde fica nossa sala. - disse ele calmo dando tapinhas no meu ombro enquanto eu fiquei meio paralisado encarando aquela figura conhecida a minha frente. 

- C-Claro.. Por aqui - falei o final quase sussurrando enquanto caminhava a passos lentos para a sala dos fundos, entrei com Tord me seguindo e coloquei o avental sujo na mesa indo ao meu armário pegar outro, ficamos em silêncio até que ele resolveu falar. 

- E então? Ficou tão surpreso que não consegue mais falar? - falou enquanto eu tentava amarrar o avental nas costas, continuei quieto tentando digerir aquilo até que senti um ar quente na minha nuca, virei o rosto devagar quando dei de cara com ele. 

Relaxa eu não vou te atacar..ainda - senti um arrepio por toda minha espinha até que eu reparei que ele havia amarrado meu avental, me virei vendo que ele já havia saído da sala e fiquei olhando para o nada engolindo a seco. 

Respirei fundo saindo e indo para o balcão e indo em direção ao caixa ficando ali recebendo os clientes por algumas horas. 



• • • 


Quando o turno terminou fui me trocar colocando minhas roupas casuais novamente e pegando minha mochila novamente, quando eu estava saindo da cafeteria ouvi passos apressados e antes que eu pudesse ver o que era senti um peso ser jogado contra minhas costas, cambaleei para frente conseguindo me equilibrar vendo que era Edd quem tinha se jogado em mim. 

- Edd! Não faz isso de novo seu maluco! Eu quase cai. - reclamei enquanto ele continuava rindo feito um idiota, comecei a rir aos poucos também e quando eu ia começar a andar ele disse para eu esperar. 

- O novato vai vir com a gente espera ai. - travei no lugar no mesmo instante e olhei para trás vendo Tord vindo com uma roupa "normal" enquanto sorria acenando especificamente para mim, acenei fraco de volta com um sorriso amarelo e finalmente começamos a andar com eu no meio,  Edd a minha direita e Tord a esquerda. 

Edd ficava falando de como suas aulas estavam indo e eu apenas concordava as vezes, e o Tord? Bom, ele ficou calado o caminho todo falando uma vez ou outra para responder Edd. 

Continuamos andando até pararmos na casa de Edd, me despedi com um abraço e sai andando novamente, dessa vez apenas eu e aquele demônio que caminhava ao meu lado com o rosto sério, olhei de relance para ele notando que ele me encarava e envergonhado desviei o olhar. 

- Qual é sua relação com ele afinal? - dei de ombros murmurando um "nada além de amigos" e percebi que ele desfez um pouco daquela carranca. 

- Enfim, porque você resolveu trabalhar á? Vai me dizer que é pra me vigiar e proteger também - falei chutando uma pedrinha enquanto andava e ele apenas disse "é exatamente isso", suspirei olhando para frente até que finalmente cheguei onde queria, entrei entre algumas árvores e sai andando outra vez. 

Parei de andar quando chegamos a uma pequena clareira no meio daquela floresta e coloquei minha mochila no chão pegando meu caderno e um lápis me sentando no chão, fiquei olhando a paisagem até decidir finalmente começar a desenha-lá, Tord se sentou a minha frente e ficou parado me encarando sem eu notar, quando fui olhar a paisagem de novo ele estava na frente. 

Tentei ir para o lado e ele foi também, fui para o outro e deu no mesmo, bufei um pouco bravo e tentei o empurrar. 

- Dá licença eu to tentando terminar. - falei e ele mal saiu do lugar, ele não é tão leve quanto parece, pensei e coloquei o caderno no chão cruzando os braços o encarando também. 

- O que você quer agora? Já estou protegido com você perto mas não precisa ficar na minha frente - resmunguei com a voz baixa e ele sorriu mostrando seus caninos afiados. 

- Ora eu não preciso necessáriamente só te vigiar, eu posso te pertubar também - sorriu cada vez mais e eu revirei os olhos. 

- Tudo bem, eu vou tentar terminar isso e você fique ai quieto. - levantei me sentando em uma pedra afastada e continuando a desenhar. 


Um tempo depois em completo silêncio levantei indo até a árvore onde minha mochila estava encostada e reparei que Tord não estava ali, ele foi embora já?, pensei mas me enganei quando ouvi um galho se partir e o vi de cabeça para baixo na minha frente me fazendo cair com o susto. 

- TORD! SEU DEMÔNIO! - coloquei a mão no peito tentando normalizar minha respiração enquanto aquele maluco ficava dando gargalhadas pendurado pela cauda. 

- Você devia ter visto a cara que você fez! Haha. - disse secando as lágrimas enquanto descia do galho e vinha até mim me ajudando a levantar. 

- Eu to achando que você é o oposto de "guarda" - indaguei colocando a mochila nos ombros e começando a andar. 

Quando menos notei eu estava no colo dele e estávamos em meu quarto em casa, surpreso pisquei algumas vezes e olhei para cima vendo-o sorrir maléficamente, quando eu ia perguntar o porque eis que ele me solta me fazendo cair de bunda no chão denovo. 

- Ouch! - exclamei me levantando e batendo as mãos na roupa, olhei sério para ele e dei um tapa leve na sua cabeça. - Para com isso chato. -

Guardei minhas coisas no lugar e quando fui ver ele tinha se jogado na minha cama ficando de bruços, há essa altura ele já estava em sua forma original me dando total visão de suas asas e sua cauda que balançava involuntáriamente de um lado para o outro, curioso e fascinado pelas asas me aproximei devagar sentando na beirada da cama, aproximei minha mão aos poucos de uma das asas e olhei para ele esperando uma confirmação. 

Ele assentiu e esticou mais a asa para eu ver melhor, toquei na parte superior notando o quão escamosa ela era chegando a ser quase como a de um dragão, desci mais um pouco tocando na pele e notei como ela era macia comparada aos músculos. 

Fiquei olhando mais um tempo até reparar que ele me encarava sorrindo malicioso enquanto eu acariciava sua asa, me afastei bruscamente corando e desviando o olhar. 

- Para de me olhar assim, eu só estava curioso. - puxei meu gorro um pouco o fazendo minha franja cobrir mais meus olhos tentando esconder o rubor em minhas bochechas. 

- Mas é claro, vou acreditar que você não estava se aproveitando da situação para me acariciar. - riu enquanto se levantava limpando a poeira? De suas roupas. 

- Agora eu tenho que ir mas antes. - abriu uma de suas mãos fazendo algumas chamas surgirem e delas surgir uma linda rosa na cord azul, ele a estendeu para mim e confuso e tímido a peguei, olhei para a flor e para ele e o mais velho se aproximou ao pé de minha orelha sussurrando. 

Quando eu vier novamente nós iremos sair para um lugar juntos. - o vi se afastar mas não antes de roçar seu nariz a minha bochecha levemente, e em um instante ele havia sumido outra vez. 

Levei uma das mãos a minha bochecha e deitei na cama sentindo perfume da rosa que ele me dera, fechei os olhos esboçando um leve sorriso e abri os olhos novamente levando outro susto ao perceber o que eu estava fazendo, coloquei a flor em um dos meus vasos e me afastei. 





Não, nada disso Thomas, você definitivamente não vai cair na de um demônio. 







Notas Finais


Espero que tenham gostado!
Qualquer erro me avisem no comentários.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...