História Meu demonio da guarda - TomTord - - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Eddsworld
Personagens Edd, Eduardo, Jon, Mark, Matt, Tom, Tord
Tags Demon Tord, Tom X Tord, Tomtord, Tord X Tom, Tordtom
Visualizações 659
Palavras 846
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Fluffy, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Essa fic é focada em TomTord ent se n gosta e n respeita vaza >:V
Caso contrario fique e se divirta :3

Capítulo 1 - Conhecendo o demônio


Fanfic / Fanfiction Meu demonio da guarda - TomTord - - Capítulo 1 - Conhecendo o demônio

Tom's P.o.v

Oi, meu nome é Thomas mais meus amigos ahem, "colegas" me chamam de Tom ou cabeçudo, sofro muito bullying na escola por conta de mim ter perdido minha mãe cedo e por "eu" ter causado o acidente, também fazem isso pois eu tenho os olhos completamente negros algo muito incomum entre as pessoas, isso é raro e as chances de alguém nascer assim são minimas mais eu nasci assim..justo eu.., zombam também que eu apanho de meu padrastro que é o pior no planeta, ficam falando coisas como "ele ainda apanha do papai""ai que peninha dele pena que a mamãe não está pra salvar ele", eu apenas ignoro isso pois me acostumei com os anos, isso ocorre desde o início do colegial..agora estou indo para o famoso terceiro ano ou "o ano que nos libertamos da vida de adolescente para virarmos adultos na faculdade". 

Ah, mais um motivo de me zoarem, sou um nerd completo, tiro boas notas e sempre sou o "certinho" da sala mais ao mesmo tempo sou o "emo depressivo", sim é verdade, eu tenho depressão e já pensei várias vezes em me suicidar mais eu lembro que minha amada mãe não gostaria que eu fizesse isso, minha mãe mesmo que falecida era um dos únicos motivos de eu continuar vivendo, sei que ela diria que eu ainda tenho uma longa vida e que era gostaria que eu me formasse, eu me enchia de anti-depressivos que não resultavam em nada então minha única opção era a auto-motilação na qual eu me enchia de cortes nas pernas e braços, a dor era grande mais eu aguentava um pouco.

Agora eu estava deitado na minha cama encarando o teto pensativo, depressivo, me perguntando o motivo de minha existencia, estava em plena sexta e eu realmente não queria ir a escola, meu padrasto passa mais tempo viajando do que em casa, que era algo bom..ouvi barulhos de passos e olhei pro lado vendo um rapaz quase da mesma idade que eu que tinha..asas?..uma cauda?..e..chifres..?..assustado me afastei e o estranho abriu os braços sorrindo com dentes afiados, ele fez reverencia se curvando e olhando pra mim com seus olhos rubis.

-...Olá mero humano...ou..Tom como dizem...imagino que esteja confuso com tal visita não?..-afirmei com a cabeça e ele riu sentando em uma cadeira rodando na mesma.-Bom..pode se dizer que sou..seu anjo da guarda sabe?..mas..eu sou um demonio no caso..não venha me perguntar como ou por que pois tais perguntas não podem ser respondidas...só lhe digo isso..-ele apareceu na minha frente sorrindo diabolicamente.-Podemos ser tanto amigos..quanto..inimigos...e bom..só você me vê..e sempre que me chamar vou aparecer instantaneamente...mas não exagere..e sim você não tem amigos eu sei Thomas eu sei..por isso vou ter a honra de ser o primeiro...-ele segurou minha mão a beijando me fazendo arrepiar.

Ah que ótimo..agora um demonio vira meu amigo..cara...se meu padrasto soubesse ele me mataria..puxei a mão devolta olhando para o lado.

-..ora..é ruim ser amigo de um demonio?...-o olhei surpreso.-..aahm..sim, eu posso ler sua mente..mais só a cada cinco minutos..-ele deu de ombros colocando as mãos nos bolsos.

-...hm...posso...ao menos saber seu nome?...-o demonio me olhou e senti sua cauda com a ponta pontiaguda passar por meu queixo acariciando ali por alguns segundos.

-..Tord...meu nome é Tord...bom..agora que nos conhecemos...deixe-me ver seus cortes..-ele sentou mais perto de mim e eu recuei um pouco.-Hey...relaxa..eu sou amigo não lembra?..vamos deixe-me ver isso..-estendi os braços e o maior os olhou atentamente beijando onde estava mais próximo ao inicio dos cortes fazendo eles desaparecerem lentamente, ele sorriu de uma forma que dava medo em qualquer um e me olhou.-..que foi?..-

-...ah...nada..obrigada...-desviei o olhar e ele se levantou ficando de costas pra mim.

-..bom Tom..foi bom te conhecer..mais agora o inferno me chama..até logo amigo-antes que ele sumisse segurei seu braço.

-ESPERE!..-ele virou surpreso me olhando curioso.-...f..fica mais..por favor..eu..estava precisando de alguém pra conversar..-o demonio sorriu e sentou comigo na cama me encarando.

-..seus olhos...são incriveis sabia?..-o olhei um pouco surpreso mais indiferente.

-..todo mundo fala isso e depois me zoam...-senti minhas mãos serem seguradas e olhei para ele vendo ele segurar minhas mãos com suas mãos gélidas e pálidas. 

-..é sério...eu realmente os achei incriveis...te deixam..especial..de certa forma..-senti minhas bochechas corarem e soltei as mãos das suas me abraçando.

-...você também é especial....afinal..-

-..sim, sim eu sou um demonio já sei disso..hm..hey..que tal falar mais sobre você?..-vi ele deitar a cabeça em meu colo e me assustei um pouco, suspirei um pode ser e acariciei seus cabelos devagar.-..então..já teve algum amigo?..-

-..hm..sim..mais ele se mudou e perdemos contato..faz anos já..cada um..seguiu seu caminho sabe...-parei de falar e olhei o maior que me encarava fixamente com seus olhos rubis.-..algo de errado?..-

-...você é lindo..-ele sorriu maliciosamente e eu o empurrei. 

-..para babaca...não caio no charme de demonios..-sorri vitorioso e ele sentou denovo na cama rindo.

-..agora eu tenho mesmo que ir Thomas..mas foi bom passar esse tempo com você..até logo~..-ele falou sumindo num piscar de olhos deixando um pouco de fogo na minha cama.

-holyshiAAAAAA EU VO MATA ELE DEPOIS..-falei pegando um extintor de algum lugar apagando o fogo que quase se espalhou, depois arrumei tudo me deitando indo dormir pensando no meu

Novo amigo..






Notas Finais


Desculpa se tiver erros de portugues ;-;


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...