História Meu demonio da guarda - TomTord - - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Eddsworld
Personagens Edd, Eduardo, Jon, Mark, Matt, Tom, Tord
Tags Demon Tord, Tom X Tord, Tomtord, Tord X Tom, Tordtom
Visualizações 124
Palavras 1.073
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Fluffy, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 12 - Promises are forever


Fanfic / Fanfiction Meu demonio da guarda - TomTord - - Capítulo 12 - Promises are forever

Quando acordei fui pra cozinha fazendo o café e colocando tudo na mesa indo de volta ao quarto chamar os dois, os chamei em voz baixa e o menor começou a se mover devagar virando e abraçando minha mão, ri baixo e sentei do lado dele beijando a bochecha dele. 

-..Tormy..ta na hora de acordar meu bebê..-falei dando outro beijinho nele vendo ele abrir os olhinhos sonolento e bocejando, ele olhou pra mim e sorriu abrindo os bracinhos. 

-..m..mama..buu..-ele subiu em mim me abraçando e eu sorri o abraçando, olhei o maior ainda dormindo e deitei do lado dele acariciando a cabeça do menor que começou a morder o tecido da minha blusa babando em mim, ri fechando os olhos soltando um suspiro. 

-..cansado?..-ouvi uma voz rouca ecoar em minha orelha me fazendo arrepiar, dei uma risada olhando pro maior que agora estava a milimetros do meu rosto. 

-..um pouco..mas não importa..tenho que cuidar de vocês..-falei trocando um selinho demorado com ele ouvindo uma risada curta dele, olhei pro Torm e ele estava olhando pra mim também, ele começou a se aproximar segurando meu rosto. 

-..eeh..Torm?..-ele olhou pro Tord e pra mim também. 

-..mama..e..p-por..que v-vu..vuce tem o-olus d..difelenti?..-ele falou curioso e eu ri um pouco. 

-..bom Tormi..mamãe não sabe..mas eu nasci com eles assim..e os seus são assim também..e são lindos..-sorri gentil acariciando a bochecha dele e ele riu me abraçando com força. 

-..t..te amo..m-mamãe..-ele falou esfregando a bochecha na minha e eu comecei a sorrir derramando uma lágrima de felicidade, ouvi um suspiro e olhei pro Tord que estava virado encolhido nas asas, olhei pro Torm e ele subiu no colo do maior deitando do lado dele. 

-..t-também te a-amo p..papai..-o maior levantou as orelhas e virou com o menor nos braços sorrindo e dando beijinhos no rosto dele, ri com a cena fofa e levantei indo abrir as cortinas dando entrada pra luz, eles reclamaram e eu revirei os olhos pegando uma roupa pra cada um. 

-..anda anda hoje é o primeiro dia do Torm na escola..-quando falei Tord levantou correndo indo se arrumar mais rápido que o flash, ri e Torm veio até mim esticando os braços pra eu colocar a blusa nele, coloquei o resto nele e o peguei no colo indo pra sala vendo Tord esperando, sorri indo até ele e saindo de casa a caminho da escola, chegamos e fiquei conversando com a professora dele até que me despedi o abraçando junto de Tord e ele entrou com a moça. 





Abracei o braço do maior voltando a andar para casa mas ele fez aquela coisa chata de estalar os dedos nos levando aos lugares mais rapido, olhei onde estavamos e estavamos na clareira que fizemos a promessa, senti meu coração se aquecer e soltei um suspiro de alivio e de...amor?.., ele me puxou selando nossos lábios em um beijo romantico e apaixonante mas paramos pela falta de ar, senti meu rosto ficar vermelho e coloquei as mãos no peito dele colocando a cabeça na curva de seu pescoço fechando os olhos. 

-..faz um tempinho que não ficamos a sós né..-ele falou e eu pude sentir uma certa malicia na sua fala rindo. 

-..sim..faz muito..tempo..TA COM VOCÊ!..-falei tocando no braço dele antes de sair correndo rindo dele, ouvi seus passos e continuei correndo ficando atrás de uma árvore, suspirei aliviado olhando a espreita vendo se ele vinha e não vi nada até virar pro outro lado dando de cara com aqueles olhos verdes, tomei um susto caindo na grama e ele começou a rir ficando sobre mim. 

-..ta com você..-ele beijou minha testa e saiu correndo, levantei indo atrás dele até que o perdi de vista, comecei a andar atrás dele até ouvir um barulho atrás de mim, quando fui virar ele pulou em mim nos derrubando nos fazendo sair rolando até pararmos com ele em meu peito, começamos a rir e ele começou a me olhar nos olhos me fazendo ficar vermelho, sorri timido e ele começou a me beijar mas agora de forma mais gentil acariciando meu rosto. 

Coloquei as mãos no cabelo dele fazendo pequenas caricias e ele começou a descer até minha barriga levantando meu moletom que eu coloquei antes de sair por causa do frio, senti um arrepio ficando muito vermelho e envergonhado, desviei o olhar deitando a cabeça na grama fechando os olhos. 

-..saudades  de quando sua barriguinha era grande..te deixava fofo..-ele deu outro beijo nela deitando a cabeça na mesma, acariciei os fios castanhos dele sorrindo. 

-..ta falando que não sou fofo naturalmente é?..-soltei uma leve risada e ele me olhou beijando meu rosto. 

-..N-NÃo..n-não foi isso que eu-o interronpi beijando a testa dele e esfregando a ponta de nossos narizes devagar. 

-..eu sei bobo..to brincando..Tord..por que..você quis ficar comigo?..eu..não sou muito diferente de outros garotos por ai..-falei ficando um pouco desanimado olhando pro lado e senti ele segurar minha mão a beijando gentilmente, olhei pra ele e ele se sentou no meu colo começando a falar. 

-..Thomas..eu quis por que..bom..você é incrivel..você..tem um certo.."brilho"..maior que o dos outros..e isso é algo muito legal..você também é..gentil, fofo, amavel..tudo isso..você faz eu me sentir bem ao seu lado..eu me sinto..protetor..e eu estou muito feliz de ter se tornado seu amigo porque se não fosse isso eu não estaria assim aqui hoje..então..bem..é por isso Thomas..-senti meu coração começar a acelerar e acabei lacrimejando, limpei o rosto e o empurrei deitando em cima dele o abraçando. 

-...eu te amo Tord..obrigado por ter aparecido..-segurei o rosto dele beijando o seu rosto suavemente várias vezes ouvindo ele rir, ele segurou minha mão a beijando logo beijando perto da minha boca. 

-...Thomas..aceita ser meu noivo?..-ele falou puxando um anel do bolso e senti as lágrimas começarem a escorrer, fiz sim com a cabeça e ele colocou o anel no meu dedo levantando e me ajudando segurando meu rosto me beijando, retribuiu contornando seu pescoço com as mãos e parando. 

-..Tord..me promete que nunca vai mudar..que vai sempre ser gentil e carinhoso..promete que não vai ser egoista com ninguém e que não vai ser ignorante..-falei triste olhando pra ele. 

-..eu...e-eu vou tentar..m-mas não posso prometer..tem promessas que nem mesmo um demonio consegue cumprir mesmo querendo..mas..vou tentar isso eu prometo..-ele beijou minha testa enrolando a cauda em mim me fazendo sorrir. 

-..o-obrigado Tord...você é realmente especial...também prometo nunca reclamar de seus erros..e que vou sempre confiar em você..-dei um selo rápido nele e o abracei com força sentio-o retribuir. 






















Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...