História Meu Demônio (YUGKOOK) - Capítulo 22


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, Jeon Jungkook (Jungkook), Jinyoung, Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Mark, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Youngjae, Yugyeom
Tags Yugkook Yugyeom & Jungkook
Visualizações 70
Palavras 1.804
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


(Capa nada haver mas é bonito intt vai essa)

Capítulo 22 - A conversa


Fanfic / Fanfiction Meu Demônio (YUGKOOK) - Capítulo 22 - A conversa

Alguns meses depois...

Kim Jeon JungKook - On -


Nesse tempo, a barriga do Minnie estava bem visível, as vezes zoava ele o o Hyung, mas confesso que achava fofo.

De uns tempos para cá, vem acontecendo coisas: escuto susurrou quando estou sozinho, consigo ver certas coisas que antes eu não conseguia, eu consigui ver o irmão do Jimin!

No dia em que eu consegui ver o Woozi, ele ficou tão surpreso quanto eu. Quando ficamos a sós ele disse algo que fez meu coração se apertar.

"- Você... está quase morrendo! *me olhou surpreso* o que você fez?! *perguntou, mas antes de responder eu sai correndo*"

E foi aí que eu parei pra pensar, havia se passado meses e pelo os meus cálculos faltavam menos de 50 dias para o meu fim.

Confesso que não estava preparado psicologicamente para isso, mas repito mais uma vez pra mim mesmo: está tudo bem! É para uma boa causa.

Queria desabafar com alguém, pensei no YugYeom, mas não seria uma boa, ele iria se culpar ainda mais e a última coisa que eu quero é fazer isso.

Pensei no Taehyung, mas toda vez que eu via o seu sorriso quadrado estampado no rosto ao ver o Jimin e na idéia de ser pai, desistia de primeira. A mesma coisa foi com o Jimin.

Não posso ser egoísta ao ponto de tirar os seus sorrisos. Não sou capaz de tirar as suas felicidades por minha causa. Foi a minha decisão, ninguém me obrigou a nada, eu fiz porque eu quis! Agora tenho que arcar com isso.

Porém, eu sei que uma hora ou outra, irei explodir, só basta apertar no gatilho certo. Mas já sei o que vou fazer caso isso aconteça.

Suspiro pesadamente.

- Espero que funcione... *sussurro*

- Disse algo Kim? *o professor de história chamou nossa atenção*

- Não, nada não! Me desculpe! *pedi e voltei a anotar*

Sinto o Yug me cutuca com um lápis, olho para ele e o mesmo apontou para o seu caderno. Logo avisto o que ele tinha escrito.

"O que você tem? Está muito pensativo esses dias"

Pego o meu lápis e respondo.

" Nada não, só pensando na minha vida. Não precisa se preocupar ^-^ "

"Impossível não me preocupar, você sabe o porque. Mas enfim, meus pais te convidaram para ir lá pra casa"

"E preciso de convite pra ir lá?"

"Não a minha casa aqui, lá em House of Cards!"

"Pera, que? Porque?"

"Te conhecer ue! Porque? Algum problema em conhecer seus sogros?"

"Não! Só tô processando a informação!"

"Você vai, né?"

"Sim :3 "

"Ótimo! ^_^"

"Quando vai ser?"

"Não sei o dia, eles não falaram. Mas assim que eu souber eu te aviso."

"Tá certo!"

Paramos de escrever no papel e prestamos atenção. Esqueci de mencionar, mas trocaram de professores, o nome desse é Joe Cruz, ele não é daqui, é do Brasil. BEM melhor que o outro.

Depois das aulas, fomos cada um para a sua casa. Cheguei, almocei, tomei banho e me joguei na cama. Quando já estava pegando no sono, escuto meu celular vibrar. Era uma mensagem no grupo da família.

[ ☆ FAMÍLIA ☆ ]

Vado - AAAAAAAAAAAA O MEU FILHO VAI NASCER!!!!

Monster - Já? Agora?

Swag trevoso - Porque crianças decidem nascer em hora errada?

Esperança do Swag trevoso - Sei lá, mas já estamos indo.

Rainha - Quero ver meu netinho♡

Coelho - Vai nascer o projeto de "anjo" ?

Vado - Espero que tu tenha um projeto "Alfa"!

Desliguei o celular e pus outra roupa. Uma calça jeans escura, uma camisa branca e uma camisa quadriculada vermelha por cima.

Saí de casa e fui direto pro hospital, mas antes de sair, conferi se o anel estava no meu bolso. E sim, estava, respirei fundo e fui.

[...]

Depois de alguns minutos, cheguei lá e fiquei esperando junto com os outros, na sala de espera. Horas depois, uma enfermeira veio avisar que ambos estavam estavam instalados no quarto "312".

Sem mais delongas, fomos para o quarto, chegando lá, o tio Hope bateu na porta e escutamos a voz do Tae mandando a gente entrar.

- Que fofinha! *disse appa Jin chegando perto do Jimin que estava com a sua filha*

- Qual é o nome dessa princesa? *perguntou Appa Nam*

- Minnie, Kim Minnie! *respondeu Tae todo bobo*

- Querem segurar? *perguntou Jimin já parando de alimentá-la*

- Eu quero! *disse tio Hope se aproximando*

- Toma *entregou ela sorrindo*

Ela foi segurada cuidadosamente pelo o avô Hope, que estava com um sorriso bobo. Ela sorriu pra ele, que só faltou chorar.

- Olha como ela é fofa amor! *falou se aproximando do tio Suga, que segurava o sorriso* pega ela *mandou entregando ela para o tio, que segurou com cuidado*

- Ela é fofa mesmo *disse e recebeu um sorrisinho da pequena. Automaticamente o sorriso dele cresceu* que amor! *disse bobo*

- Ainda vai me matar? *perguntou Tae*

- Vou se não cuidar dessa princesa! *disse enquanto mimava ela*

- Aproveita e faz outro *digo rindo*

- Que milagre é esse? *perguntou me olhando de cima a baixo e prós lados*

- O que? *perguntei sem entender*

- Cadê teu grude?

- Que grude?

- Quem mais séria? O Yug! *respondeu como se fosse óbvio*

- Tá na casa dele ue! Por que do espanto?

- Meu amor, se eu olho pra tu e não tem um clone teu do teu lado, é pra se estranhar! Parece carrapato! *disse*

- Que exagero! *reviro os olhos*

- Tô mentindo? *perguntou olhando para todos*

- Não! *responderam quase ao mesmo tempo*.

- Só falta o JungKook né? *perguntou Suga*

- Falta o que? *perguntei olhando pro tio*

- Um filho! *respondeu rindo da minha cara*

- Eu não vou ter! Eu sou um alfa, alfa não engravida! Tô certo appa? *pergunto olhando pro Nam, na esperança de estar certo*

- Então...*sorriu malicioso* nada impede!

- Mas eu não vou e fim de papo! *disse sério, até porque eu vou morrer daqui a alguns dias, não seria sensato eu ter um filho agora*

Durante os mimos para a pequena Minnie, senti o olhar desconfiado do Taehyung, sabia que ele tinha notado o meu comportamento diferente e sei que ele vai perguntar. Espero que esteja errado. Depois de um tempo, já era começo da noite e todos precisavam ir, mas ouvi o Hyung sussurrar algo pro Jimin e vir em minha direção.

- JungKook, preciso falar com você! *disse e arregalei os olhos, já prevendo o assunto*

- Que merda eu fiz?

- Eu que pergunto isso, mas vamos sair daqui.

Saímos do quarto e fomos para o jardim do hospital, lá havia poucas pessoas e todas elas estavam distantes da gente. Pessoas vivas tinham poucas, mas as mortas... Era um número incontável. Balancei a cabeça para espantar esses pensamentos. Sentamos no banco e esperei ele falar, mas como ele estava demorando, então eu mesmo puxei o assunto.

- O que queria falar?

- Porque ? *o olhei sem entender*

- "Porque" o quê?

- Porque toda vez que entramos no assunto de você ter...filhos, você foge do assunto ou fica sério? mas isso é quando por algum milagre o YugYeom não está por perto, como hoje. Porque?

- Não é nada... *suspiro olhando para baixo*

- JungKook, eu te conheço bem, você é o meu irmão e eu sei quando você está escondendo alguma coisa. Me fala! *insistiu, esse era o gatilho*

- Não posso! Eu prometi que não contaria! Por favor...não me peça para falar *pedi com uma voz embriagada por conta do choro que estava querendo sair* mas saiba que eu não me arrependo, faria de novo se fosse preciso!

- Kim Jeon JungKook, o que você fez? *perguntou desesperado*

- Eu...eu... * suspiro fundo e falo* eu fiz um pacto pela vida de vocês dois e agora eu estou pagando o preço, ou seja, só tenho alguns dias de vida! *disse tudo de uma vez já soltando as lágrimas*

- Você o que?! *perguntou espantado e assustado* você tá maluco garoto?! Porque fez isso com você? *a cada palavra dita, era como uma facada no meu coração*

- Fiz um pacto! Não estou maluco e faria de novo! Eu fiz isso pra salvar a vida de vocês! Vocês iríam morrer! *me defendo*

- Foda-se! Deixava a gente morrer! Agora por nossa causa você vai morrer! Como espera que eu fique? Que te agradeça?

- É o mínimo! Olha pra você, olha pra vocês! Vocês tem uma filha, uma família linda pela frente! Não podia deixar que o sorriso de vocês morressem! *disse com lágrimas nos olhos*

- Esse é o seu problema, você prioriza a vida de todos ao invés da sua!

- Faço isso mesmo e não vejo problema nisso!

- .... não sei nem o que dizer....*chorou e isso partiu meu coração* quem já sabe disso?

- Ninguém, só o Yug e agora você. Não quero que isso torne as coisas mais difíceis *suspirei e pus a mão no meu bolso, pegando o anel pratiado banhado a cristal e pus no dedo da mão direita*

- Não quero que você vá embora! Sabe que eu tenho trauma com isso! Primeiro foi o Jimin, mas graças ao G-Deus a gente se encontrou, e agora você? *isso me quebrou ainda mais por dentro*

- Por isso que não queria contar, olha só: tirei o seu sorriso!

- Kookie...tem certeza que você não é um anjo? *perguntou e rir soprado. O abracei apertado e fui correspondido de imediato*

- Não, mas protejo todos como um!

Ficamos um tempo abraçados, mas já estava na hora. Ergui minha mão direita até o seus cabelos castanhos claros e acariciei enquanto sussurrava algo.

- Per potestate deorum, quae a te removere mala per sermonem et memorias huius risu posuit in loco.

Por um momento, vi o anel brilhar em uma rápida luz branca. Após a luz desfiz o abraço e o olhei, na esperança que tivesse funcionado.

- Porque... você me abraçou? *perguntou sem entender, dei um sorriso ao ver que tinha funcionado*

- Não posso mais abraçar meu irmão? *perguntei*

- Pode, mas é raro esse acontecimento! *disse e dei um tapa em seu braço* prefiro o abraço...

- Palhaço, mas o que você queria falar? *perguntei como se nada tivesse acontecido*

- .... Sabe que eu não lembro? *rimos* mas e você? Tem novidades? *pensei rápido*

- Sim... *corei*

- O que? *curioso não, Kim Taehyung*

- Os pais do Yug querem me conhecer! *disse*

- Aí meu Deus! *falou surpreso* quando? Onde? Que horas?

- Calma menino, até parece que é você! *rir* não sei quando, eles não marcaram ainda e eles moram lá em House of Cards, ou seja, eu vou pra lá! *digo feliz*

- Ah não! Como assim tu vai pra lá primeiro do que eu?! *perguntou inconformado*

- Pois é né amor!

- Eles são de que carta?

- Vampiro *não podia falar a outra parte*

E demônio!

- Só quero ver a Junção do filho de vocês, Vampiro e lobisomem! *sorri só de pensar*

Ficamos horas conversando, depois entramos e ele foi pro quarto ficar com o Jimin, passei por lá pra dar um tchau e fui pra casa.



CONTINUA????



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...