História Meu desejo, meu irmão. (incesto) - Imagine DK SEVENTEEN - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Seventeen
Personagens Boo Seungkwan, Lee Seokmin "DK", Soonyoung "Hoshi"
Tags Dk Leeseokmin, Dokyeom, Seventeen
Visualizações 37
Palavras 1.426
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Ficção, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa noite, [email protected]!
Espero que estejam gostando e acompanhando! <3

Boa leitura *_*

Capítulo 5 - "Nunca entregaria minha irmã a você."


Fanfic / Fanfiction Meu desejo, meu irmão. (incesto) - Imagine DK SEVENTEEN - Capítulo 5 - "Nunca entregaria minha irmã a você."

~

- SoHeun, esse é o Vernon, meu parceiro de mestrado e amigo. - apresenta ele com certo orgulho na voz. - e essa, Vernon, é minha irmã Lee So Heun.

Levanto e me aproximo dele. Ele me observa curioso até estar próxima dele. Rolou uma coisa olho no olho e então estendi a mão para um cumprimento.

- Encantada, Vernon. - o saúdo ainda olhando-o fixamente.

- Não mais que eu, lhe garanto. - ele finaliza e nisso, todos na sala sentem uma atmosfera de cumplicidade. Algo estava rolando.

~

[...]

Conversamos por várias horas para matar tempo. Fui conhecendo os garotos enquanto os mesmos contavam histórias sobre as travessuras de DK e eles.

Vernon foi a todo momento muito agradável e atencioso.

Acho que estamos em sintonia.

 

Interrompo um pouco o que fazíamos para perguntar:

- Alguém quer café?

- Eu agradeceria. - responde Vernon.

- Eu também. - diz Hoshi bocejando um pouco.

- Por favor. - contribui SeungKwan com as mãos em formato de súplica.

- Acho que não preciso responder. - ri e responde meu irmão.

Levanto afirmando:

- É pra já!

Vou até a cozinha para buscar umas latas de café gelado.

Pego-as preenchendo as mãos de forma a ter que fechar a porta da geladeira empurrando-a com a cintura.

Estou animada. Realmente me atrai na personalidade de Vernon. Fala pouco, mas bem. É direto e demonstra segurança em suas ações. Ri com sinceridade mas discretamente. Seu sorriso é largo e espontâneo. Acredito que se ele tiver todo esse carisma em um relacionamento, com certeza deve ser um baita namorado!

 

Voltando com certa pressa para me juntar novamente a eles me detenho ao escutar meu nome ser citado numa conversa que se desenvolvia em tom de segredo:

- … não DoKyeom, eu não estou correspondendo sua irmã! - olha para cima balançando um pouco o corpo de forma insegura. Percebo DK o olhar com seriedade. - Okay, talvez um pouco. Sua irmã é realmente bonita e possui uma personalidade muito sedutora. É inteligente, sabe conversar e não se afeta com tudo que nós rapazes fazemos. Mas cara, eu não estou afim dela, foi só o momento, você me conhece.

- Hansol, eu sou seu amigo e confio em você. Se você estiver interessado nela e ela em ti, não sou eu que vai dar uma de irmão chato. É só que me parece que não está sendo muito sincero… - responde alisando o próprio queixo e comprimindo as sobrancelhas.

- Nãão! Eu não vou tentar nada com ela. Eu te asseguro. - responde ele agora apertando o ombro esquerdo de meu irmão como que para transmitir firmeza em suas palavras. - Há muito tempo atrás já conversamos sobre isso e deixei bem claro que mesmo sendo você, eu nunca entregaria uma irmã minha a um amigo. É meio bizarro imaginar isso, você conhece meu ponto de vista melhor do que ninguém. - arregala os olhos e balança a cabeça concordando consigo mesmo. - Sendo assim, não ousaria quebrar essa regra por ser eu.

DK analisa a situação parecendo aliviado e ao mesmo tempo tenso por ter uma conversa dessas. Eles se abraçam de lado de forma reconciliadora.

Permaneço paralisada por um minuto. ESTOU ME ENGANANDO? Me iludi sozinha? GENTE, fui muito leviana e precipitada! Gananciosa em meus desejos! Que vergonha… O que eu faço agora? Com que cara apareço novamente?

Não, eles não sabem que acabei de ouvir. Posso fingir que nada aconteceu. É, isso mesmo, vou fingir que nada aconteceu.

Embora que no fundo estou me sentindo rejeitada e envergonhada. Pensei que tivesse rolando um clima entre nós.

Poxa, tapeada por minhas próprias vontades…

Sem graça mas disfarçando, interrompo o clima balançando as latas para cima avisando que voltei. Hoshi e SeungKwan que estavam absortos num jogo de cartas me olham dizendo em uma só voz:

- Até que enfim! - com expressões exageradas riem.

- Estava pensando com meus botões se você não tinha ido plantar cada grão de café. - completa SeungKwan revirando os olhos.

- Calma gente, foram só alguns segundos! - me defendo.

- Só se em Marte. - continua Hoshi fazendo hi-five com SeungKwan num delírio de divertimento. - Okay, okay, vamos parar. Muito obrigada pelo café. - termina carinhoso ao perceber minha cara.

- Obrigada, SoHeun! - agradece o outro.

Apenas aceno com a cabeça afirmativamente.

Do outro lado da sala Vernon e meu irmão se aproximam participando da conversa:

- Sobrou algum café para nós? - pergunta com naturalidade, sorrindo como sempre: encantador.

- Aqui, trouxe bastante. - entrego afagando seus cabelos com a mão livre.

Olho para Vernon que está um pouco mais sério que antes e ofereço também:

- Quer um também? - falo num sorriso de canto de boa e tentando parecer educada, pelo menos.

- Aah, claro. Obrigada! - agradece perdendo um pouco da seriedade.

- Imagina. - concluo desviando o olhar.

[...]

- Waaah, já são 4h da manhã! - interrompe Hoshi a concentração do RPG que estávamos a algumas horas jogando. - Não acredito que o tempo passou tão rápido.

Meu irmão e eu bocejamos ao mesmo tempo esticando os braços de maneira a relaxar os ossos. Um hábito nosso desde criança.  

- Nem fala, estou ficando com fome. - complementa SeungKwan.

- E quando você não está com fome? - provoca Vernon fazendo com que todos ali dessem risadas, inclusive eu.

Revirando os olhos e dando um leve soquinho no braço direito de Vernon, se justifica:

- Talvez quando eu esteja comendo?! - expõe as mão como se fosse óbvio. O que nos faz gargalhar mais ainda.

- Claaaro! Embora eu acredite que ainda esteja pensando em comida quando come. - termina de provocar sorrindo.

- Pobre Vernon, acho que ele não conhece os prazeres da vida. - SeungKwan balança a cabeça em desaprovação e estalando a língua.

Continuo rindo e nesse momento DK me abraça. Olho para o mesmo e ele sorri para mim. Sussurra um “obrigada” baixinho e retribuo fechando os olhos e balançando a cabeça confirmando com carinho.  

Não entendi muito bem na verdade, mas preferi retribuir. Depois poderíamos conversar sobre. Sei que está feliz por me dar bem com seus amigos.

 

- Vocês gostam da trilogia "O Senhor dos Anéis"? - pergunto num sobressalto com uma ideia.

Todos se olham arregalados. E então em uníssono respondem:

- COM CERTEZA! - mais incisivos impossível.

- Então o que acham de fazermos uma maratona? Eu tenho a versão estendida em DVD. - proponho animada.

- Isso seria ótimo! Faz bastante tempo que não maratono. - fala DK.

- Eu também. - completa Hoshi. - A última vez foi antes de vocês entrarem para o mestrado. - disse horrorizado.

- VERDADE! Aquele dia foi louco. - disse Vernon.

- Só se para vocês porque eu não fui convidado. - cruza os braços um SeungKwan indignado.

- Claro que foi! - defende DK - Você que ficou se fazendo então desistimos de convidar de novo. - dá de ombros rindo.

- Se vocês tivessem insistido só mais um pouquinho… - completou fazendo sinal com o dedo para tornar sua fala mais teatral e incisiva - eu teria ido. - virou o rosto para o lado se fazendo superior.  

Todos riram.

- Claro, claro… - Hansol ri acalmando-o.

Aproveito que os rapazes estão conversando sobre algo que eu não fazia ideia para buscar os seis DVD’s no quarto. Creio que essa seja a melhor forma de passar o tempo e me fazer esquecer da rejeição e do papel de trouxa na frente do meu irmão.

Embora que pensando bem, não foi bem uma rejeição. Eu criei essa situação. Vernon foi de certa forma maduro em não me constranger na frente de todos. Estou aliviada por nada mais ter sido comentado.

[...]

Muitas horas se passaram, estamos todos sentados no sofá esperando o quarto DVD ser posto por DK.

Após dar o play o mesmo retorna a sentar do meu lado dividindo a coberta que estava usando para me cobrir.

Todos estão submersos com o retorno do filme:

- Amo esse filme em especial aos outros. As Duas Torres é simplesmente o mais lindo! - falo baixinho com muita excitação.

Todos concordam mas logo retornam ao silêncio. Muita concentração.

 

Lá pelas tantas, percebo algo pousar minha mão. Tento me mexer mas isso me segura firme.

“Isso” são as mãos de Lee SeokMin.

Olho para ele um surpresa.

O mesmo continua firme e inexpressivo olhando para a TV.

De repente sorri de lado e eu derreto por dentro.  

 


Notas Finais


O que acharam desse capítulo?

Espero que tenham gostado e obrigada por ter lido até aqui!!
Beijos da noona e bom final de semana! <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...