História Meu desktop, hyung? - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias The Boyz
Personagens Ju Haknyeon, Kim Sunwoo (Sunwoo), Personagens Originais
Tags Hakwoo, Non!au, Otp, Slice Of Life, Sunhak, The Boyz, View Em The Boyz
Visualizações 272
Palavras 937
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Esse plot surgiu numa live. O Juhak estava com o Sangyeon e o Hwall, mas o notebook que ele estava usando era o do Sunwoo.

Agradeço desde já a qualquer @ que venha aqui, viu? Só queria pedir uma coisa: View em The Boyz!

Boa leitura ♡

Capítulo 1 - Capítulo único


— Juhaknyeon! — A voz saltada e grave do jovem de cabelos negros ecoou pela sala de estar. Os olhos pequenos do garoto sentado no chão se ergueram em direção ao seu hyung frustrado que gritava pelo nome do namorado.

Suspirou confuso, estava tão acostumado a falta de paciência do mais velho que não tardou em lhe dizer:

— Hak-hyung foi ao mercado. — Avisou, voltando seus olhinhos ao joystick.

Normalmente, seu hyung era impaciente. Ele se irritava com tanta facilidade que não deveria ser surpresa o fato de estar novamente raivoso naquele momento. No entanto, Sunwoo nunca ficava irritado com o namorado. Eric sempre os observava achando bonita a relação de cumplicidade que mantinham. Compartilhavam suas preocupações, estudavam juntos para as avaliações escolares, dormiam juntos em noites de pesadelo e até compartilham seus notebook.

Ele acreditava que o verdadeiro símbolo do amor é compartilhar seu precioso notebook, pois não há nada de mais pessoal do que o aparelho digital. Chegava a questionar se um dia encontraria alguém para compartilhar seu notebook!

Sunwoo passou por si em passos pesados, largando seu computador no sofá. Ele estava mesmo irritado, nem havia se importado com seu pequeno medo de cachorros ao passar ao lado das duas filhotinhas que lutavam por um osso de borracha.

Caminhou até a cozinha onde alguns dos garotos conversavam em volta da mesa, riam alto e brincavam entre si. Não importou-se com a pergunta oportuna de Younghoon sobre o bico raivoso em seus lábios e os escondeu atrás de um pacote de suco de pêssego. Precisava montar um cronograma de estudos, suas avaliações estavam se aproximando e as inevitáveis matérias acumuladas estavam a lhe enlouquecer. No entanto, ao abrir o notebook para fazer isso, deu de cara com seu desktop coberto por atalhos para vídeos de filhotinhos de cachorro.

Ora, ele não tinha problemas com Haknyeon usando suas coisas e fazendo delas o que bem entendesse, mas lotar seu desktop com aqueles pequenos seres assustadoramente fofos era demais para si. Sem contar que sua memória estava ali, bem com um pé na cova.

Sunwoo iria ter que falar sério com seu namorado, estabelecer algumas regras e uma dessas seria nada de vídeos de animais fazendo coisas fofas. Aquela, nem sequer, era a primeira vez. Haknyeon havia lotado seu notebook com vídeos de receitas de sobremesas e doces, mas nunca as usou. Ele não entendia o prazer que o garoto sentia em usar suas coisas, mesmo que tivesse as suas. Às vezes, acordava pela manhã com Haknyeon fuçando suas coisas em busca de fones de ouvido; mesmo que os seus estivessem nos bolsos de seu uniforme.

Estava decidido, iria pedir que o namorado colocasse suas coisas num HD externo e começasse a usar seu computador, antes que fosse inundado por gatos, cachorros e porquinhos fazendo coisas fofas.

Ele começou a resolver alguns problemas de matemática, mas o tintilar de panelas vindo da cozinha estavam lhe enlouquecendo. Juntou suas coisas rapidamente e saiu a vagar pela casa em busca de um cômodo onde o barulho não lhe alcançasse. Tentou o quarto do Eric, visto que ele estava a dormir no chão da sala. No entanto, Chanhee estava a assistir filmes com Younghoon.

Seguiu pelo corredor até o quarto do namorado, estava tudo escuro. Acendeu as luzes do cômodo antes de jogar suas coisas sobre a cama bagunçada. Acomodou-se confortavelmente com as costas já parede e voltou sua atenção aos cálculos. Sunwoo vivia sua vida o mais longe possível dos estudos, mas aproveitava seus dias de bom humor pra estudar. Os instantes passaram rápido enquanto focava mas multiplicações, uma hora foi um piscar de olhos.

A porta do quarto abriu-se delicadamente, apenas uma brecha e o rosto angelical do namorado apareceu. O sorriso mais refrescante do mundo alcançou seus olhos fazendo toda a pilha dos estudos sumir. Agora que o namorado estava ali, tinha que dizer o que havia planejado. Precisava fazer naquele instante, antes que algum charme natural alheio lhe deixasse abobalhado.

Haknyeon balançou uma sacola plástica e disse:

Suuuuun… — Sunwoo suspirou alto. Não havia nada de mais adorável que a voz harmoniosa chamando seu nome longamente, de uma forma manhosa. Haknyeon era tão lindo. Seus cabelos novamente escuros pareciam ainda mais lindos, estavam leves como penas e esvoaçantes. Sua camisa branca ficava tão bonita sobre a pele dourada e o seu sorriso. Aquele sorriso tão refrescante quanto uma brisa num dia ensolarado; ou um sorvete de chocolate.

— Eu trouxe sucos e alguns snacks ‘pra você, bebê. — Haknyeon completou.

Sunwoo recebeu o namorado de braços abertos e um bico nos lábios, acabou ganhando um leve selar. Haknyeon se acomodou ao seu lado, jogando a sacola cheia de bobagens sobre as pernas alheias.

Ele se questionava como o namorado conseguia ficar mais bonito a cada dia. Ele era incrível, estava sempre preocupado com sua saúde e cuidando de si. Deslizou sua mão sobre a coxa alheia e sorriu.

— Poxa, hyung… — Sunwoo falou chateado. — Por que você é tão incrível, eim? Droga!

Haknyeon sorriu envergonhado, estava abrindo os lábios para retribuir os elogios; mas, os lábios fartos de Sunwoo tocaram o seus e sua língua invadiu seu paladar. Um beijo repleto de sentimentos, com toda a admiração de Sunwoo e todo o amor de Haknyeon a medida que suas línguas se tocavam.

O mais novo o empurrou na cama, fazendo-o deitar à força e colocou o corpo sobre o seu. Sentiu os lábios molhados tocarem a tez quente de seu pescoço e a prenderem entre dentes.

— Mas o meu desktop foi demais, poxa!— Sunwoo resmungou abafado pela tez alheia e voltou a beijá-lo.




Notas Finais


Sou a presidenta do fã clube desse shipp maravilhoso, é isto!
Obrigada mesmo pela sua presença, eim? Espero que tenhas gostado aaaa beijão <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...