História Meu Empregado 2 - Capítulo 39


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bangtan Boys (BTS), Comedia, Drama, Jikook, Yaoi
Visualizações 13
Palavras 2.357
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Brooooootei Caramelos!

Sabe, agora eu me toquei que tenho a voz parecida com a voz eletrônica do Google. Kzjzkzjkzj só que roca kzjkzj

Então, estão gostando dos capítulos? Não? é só falar tudo bem? Aí eu tento da uma ajeitada em tudo.

O que mais Shooky? O que mais...Ah! Eu tive que lê o ME dois todinho! E que vergonha de mim ksjzkj tantos erros. E eu percebi que a fic mudou. Vocês notaram? Ksjzkj Tá mais séria, né? Sem muitos palavrões... e que coisa kzj

Boa leitura *-*

Capítulo 39 - Par Min MinJae


Fanfic / Fanfiction Meu Empregado 2 - Capítulo 39 - Par Min MinJae


Pov Shooky


Blue estava em total estado de melancolia. Para tudo que ela olhava a vontade de chorar era grande, não tão grande como o aperto em seu coração. Yoongi foi levado as pressas para a sala de cirurgia, por através de exames os médicos descobriram que ele não tinha mais o saco amniótico -ou bolsa d'agua- que é cheio de um líquido em que o feto fica mergulhado durante a gestação. Esse líquido serve para proteger o feto de choques contra o útero e para que a sua pele não resseque. Mas, misteriosamente esse líquido sumiu, e o corpo do ômega alertou e pela força que o corpo para expulsar a placenta (Já que o início do parto é marcado pelo rompimento do saco amniótico e mais tarde o útero expulsar a placenta.) Yoongi não aguentou e acabou caindo de barriga pra baixo no chão. 

A cirurgia da retirada do bebê foi um sucesso, já que senão tirassem isso poderia comprometer a vida do ômega. Agora Yoongi estava descansando, seus batimentos estavam regulares, tudo havia ocorrido bem e o ômega era forte.


Blue entrou na sala do doutor Lee sem olhar pros mínimos detalhes dali ela se sentou na cadeira a frente da mesa sem ser convidada para isso. A alfa só queria encontrar seu ômega e consolá-lo dizer a ele que os dois estariam juntos, enfrentariam isso juntos eque ela jamais o deixaria. 

Dr Lee- Bem eu contei a seu amigo e suponho que ele já lhe disse. -Blue concordou respirando fundo pra não desabar ali na frente da daquele jeito-Pois bem Sandara- Blue franziu o cenho não estáva acostumada em ser chamada pelo seu nome verdadeiro, aquilo levava a mesma a pensar em sua mãe. E ela não queria, não naquela hora. -O seu ômega perdeu misteriosamente o saco amniótico o que deixa o bebê mergulhado lá durante a gestação, com isso o corpo achou que já estava em preste ao parto então empurrou a bebê que como choque grande fez seu ômega perder um pouco os sentidos e desmaiar. Tinha chances sim de sua filha sobreviver senão fosse uma queda de barriga pra baixo. .-O doutor disse tranquilamente, mas só ele sabia que a curiosidade tomava conta de sua cabeça pois a bebê não tinha muito meses, faltava apenas algumas semanas pra nascer e isso que mais o intrigava, aquela criança estava crescendo muito rápido. Blue ouvia tudo aquilo imaginando cada situação do Yoongi desde quando foi pegar a panela até sua queda e ela já sentia em vê ele o mais rápido possível. - Por isso fizemos a cirurgia de retirada da bebê porque podia colocar a vida do ômega também em risco. -Blue concordou. Não havia palavras pra falar com o doutor a sua frente. Para surpresa de ambos a porta da sala foi aberta e uma ômega de cabelos castanhos sorriu entrando com uma prancheta na mão. 

Ômega- Ele acordou. - Disse sorrindo. O doutor concordou e a ômega saiu da sala.


Doutor- Seu ômega acordou.-O coração da alfa triplicou os batimentos deixando ela um tanto ansiosa para encontrá-lo. Os dois levantaram e caminharam para fora da sala.-Primeiro irei vê se ele está bem, se está apto para receber visitas.-Disse. 


Blue- Tudo bem.- foi tudo que disse. O doutor Jaehyun tocou em seu ombro sorrindo simpático e partiu para a sala onde o ômega estava. Blue se escorou na parede, esperando a primeira pergunta dos ômegas que estavam ali. Só que ela se assustou com uma voz conhecida. 


Sra Lee- Desembucha. -Senhora estava com os olhos vermelhos mas ainda assim se permaneceu forte nas palavras proferidas. Blue respirou fundo. 


Blue- O Yoongi está bem. -Ouviu todos suspirarem de alívio. -Menos a minha filha. -Engoliu o choro.- Yoongi não tinha mais um líquido que dava um tanto de proteção pra bebê e... ele caiu de barriga pra baixo... É ele subiu em algum banco?-Perguntou pros ômegas que abaixaram a cabeça concordando. - Grande?- Indagou de novo. Jin Ergueu o braço dizendo com gestos o tamanho do banco. Blue arregalou os olhos e engoliu todas as palavras nada boas que tinha em mente pra falar. -Ok.-Disse por fim.


 O doutor Jaehyun voltou pra onde todos estavam esperando e sorriu dizendo que o Yoongi podia receber visitas. Blue concordou e disse pro Jungkook, Jimin, Namjoon e Jin irem primeiro, os quatro fraziram o cenho, sendo ela alfa do Yoongi a mesma deveria vê-lo primeiro. Só que a Blue estava meio que com raiva -sim justo agora- do ômega por ser tão irresponsável subindo em banco grande como aquele ainda mais grávido. Blue culpava o Jaebum por ter sugado os poderes dele, porque se Yoongi ainda tivesse poderia fazer o que bem quisesse sem esforço algum. 


Blue foi até o doutor que mexia em sua prancheta tranquilamente ajeitando de vez em quando o óculos que teimava em cair. 


Blue- Onde está a minha filha. -Blue perguntou. O doutor arregalou os olhos pelo susto e engoliu em seco tendo a alfa tão perto de si com as mãos no bolso da calça dando um ar de suma responsabilidade,  senão fosse uma situação como esta cogitaria em jogar seus charmes pra cima dela. 


Dr Lee- Siga-me por favor. -O doutor começou a andar e a alfa o seguiu mais logo seu pulso foi puxado para trás. Blue olhou para quem puxava e encontrou a senhora lee com um sorrisinho nos lábios. Ela murmurou: "Eu vou com você" e se começou a caminhar de mãos dadas com ela. Blue se sentiu bem segurando a mão daquela que ela dizia ser a sua segunda mãe( Já que a primeira era a senhora Park -Mãe de Jimin). 

Os três entraram numa sala encontrando a equipe da funerária fazendo o embalsamamento do corpo da bebê que já estava grandinha. Blue caminhou em passos lentos com as lágrimas já descendo sobre suas bochechas fazendo seu nariz arder. Ali, no caixão branca com detalhes azul estava um pedaço de si, com a pele pálida, a semelhança com o ômega era tamanha, a boca pequena, as orelhas era tudo parecido com ele. O que a pequena ômega tinha puxado para si era o cabelo loiro natural, nariz e o queixo. Ela era linda, em tudo, uma obra prima. O doutor pediu para que a equipe saísse por um tempo e deixou a senhora lee que fazia um carinho nas costas da alfa que chorava com as mãos nos fios loiros que estavam ainda crescendo. 


Blue ficou por alguns minutos recebendo carinho e dando carinho nas pequenas mãos da bebê quando se assustou com a porta se abrindo rápido e o Yoongi entrando numa cadeira de rodas com ajuda de Jin que vinha junto da tribo enquanto chorava chamando a Blue que correu até o abraçando pedindo desculpas por não ter o cuidado adequado com ele e o mesmo só chorava. Blue guiou o ômega até onde a bebê estava e sorriu com semelhança de ambos, Yoongi fechou os olhos por um momento e abriu eles acariciando em silêncio a bochecha, os cabelos, as mãos pequenas. 


Blue- Ela é bem parecida cm você. -Blue disse matando aquele silêncio naquela sala. A senhora Lee juntamente com os outros saíram da sala deixando apenas os dois sozinhos. 


Yoongi- Sério? Pois eu acho ao contrário. Olha aqui Apontou pro nariz da bebê- Isso é parecido com o seu. Aqui também - Apontou pros cabelos finos e quase como inexistente. 


Blue- É mais o resto é bem semelhante. É por isso que ela é toda linda. -Beijou o topo da cabeça do ômega. Blue se sentiu culpada quando ômega começou a chorar. -Ei ei ei, eu falei alguma coisa errada ,amor?-Perguntou recebendo um não como resposta. - Não fica assim Yoonie, vamos enfrentar isso juntos, eu estou aqui. -Beijou a bochecha de Yoongi dque nnegativou novamente. 


Yoongi- E-Eu não mereço o seu amor Blue. -Disse em meios aos soluços. -Você não merece a-alguem como eu que não consegue consegue nem carregar um filho seu na barriga. . Eu não sirvo pra você. -Yoongi tentou girar a cadeira pra poder sair daquela sala mas foi parado. 


Blue- Eu não acredito que você disse isso. Eu não me vejo com mais ninguém a não ser você Min Yoongi. Isso que aconteceu não fui culpa sua eu s-


Yoongi- FOI SIM! EU NÃO DEVIA TER IDO LÁ! EU NÃO DEVIA TER SAÍDO D DAQUELE QUARTO QUANDO VOCÊ DISSE! Eu me odeio por isso.-Tentou dar um soco em sua barriga quando sua mão foi segurada por outra maior e os lábios da alfa encontraram os seus, o coração do ômega acelerou e as lágrimas de ambos ajuntava deixando o ósculo salgado. Mas Yoongi já se sentia bem melhor fazendo bico quando a se distanciou mas logo voltou dando uma mordida nos lábios do ômega que sorriu .


-Eu te amo.-Sussurrou dando vários beijos arredor da face de Yoongi. 


Yoongi- Mas eu não mereço o seu amor.-Sussurrou também limpando suas lágrimas que persistia em cair. 


Blue- Mas eu estou te dando ele. Você me ama?-questinou o ômega que negativou sorrindo baixinho. -Pois bem ômega, estou indo embora então. -Disse fingindo está com raiva. Blue caminhou pra longe fazendo o ômega lhe chamar. -O que é?-Perguntou e Yoongi revirou os olhos. 


Yoongi- Eu te amo tanto sua bezourão, idiota, ignorante!-Disse sério com os braços cruzados. - Eu te amo tanto que sou capaz de dquebrar o teu pescoço por ter se aproximado dessa porta sem minha autorização.  Mas eu me odeio tanto por não ter a nossa filha em meus braços sorrindo pra mim enquanto apertava seu dedo com uma das mãozinhas.-Disse fazendo carinho nas mãos da bebê colocando seu dedo mindinho entre os dedos miudinhos gelados. Yoongi sentiu a alfa o abraçar por trás apoiando sua cabeça no ombro do mesmo. 


Blue- Não foi a sua culpa amor. Esse negócio sumiu de dentro de você, não sei como mas sumiu. -Blue não percebeu mas o Yoongi se sentiu mais culpado pois sabia a causa daquele líquido ter sumido de si tão de repente. Foi com a culpa  que ele se pôs a chorar pedindo desculpas pra pequena bebê gelada dentro do caixão. Blue não entendeu muito bem, mas deixou que  as lágrimas rolasse em seu rosto por alguns minutos até a porta se abrir e ela voltar ao normal confirmando com o líder da equipe da funerária que levaria o caixão para o enterro.  


Blue levou o ômega choroso pra fora da sala sendo pega de surpresa pelo Jungkook que abraçou chorando baixinho em seu ombro enquanto pronunciava palavras de conforto e encorajamento, palavras essas que a alfa queria muito ouvir naquela hora, ela puxou o rosto do Jungkook beijando sua bochecha que fez a mesma coisa com ela. 




Dez minutos depois


Por sorte, todos se arrumaram para o enterro a tempo. Muita gente, mandou mensagem pra ela com palavras de conforto, dando sem pêsames pela situação triste. Não só ela já que a mesma ouvia o celular do Yoongi apitar muito mas o mesmo só ignorava enquanto tinha a ajuda da alfa pra se arrumar.  

Yoongi estava de alta, o médico só receitou que o mesmo ficasse de repouso após a vinda do cemitério, para que a abertura ki ele tinha na barriga cicatriza-se . A Camisa branca da Blue tinha ficado perfeito nele, além da calça que a alfa mandou comprar as pressas pois o ômega se recusou a ir para cassa dele pegar as suas próprias roupas. Blue não relutou, sua cabeça já estava cheia, não iria questionar mais nada ainda que seu subconsciente gritasse para que ela fizesse.  


Blue- Lindo.-Elogiou deixando o ômega meio sem graça e com bochechas avermelhadas que ela fez questão em dar um beijo estalado.


Yoongi- Ainda não entendi o porquê de você ter beijado a bochecha do Kook na minha presença. -Disse olhando a alfa através do espelho. Blue sorriu dando de ombros. 


Blue- É a nossa forma de agradecer por algo.- Yoongi arqueou uma sobrancelha. -Tá Tá Tá é estranho eu sei. -Disse levantando as mãos em rendição. 


Yoongi- Não, sabe que é mais esquisito é que vocês nunca fizeram isso comigo.


Blue- Até porque eu não ia deixar. Cof!- fingiu uma tosse arrancando uma risada alta do ômega. 


Yoongi- Idiota. -Sorriu acompanhado da alfa. 


No cemitério


O clima mudou rapidamente, as árvores mexiam de modo rápido como se  quisessem se livrar do vento forte que batia em suas gfolhas arrancando-as. Enquanto a cerimônia ocorria, Blue olhava diretamente para a mãe de seu ômega, a única que não veio de roupa branca -Gfoi pedido de Yoongi- e ela não parecia tão neutra a tudo. Iza, a primeira de Yoongi, corria frequentemente até o caixão pra ver a bebê muitas vezes sendo repreendida pelo Alfa que acompanhava a senhora Min. Um cara de barba grande e com tatuagens por toda extensão do seu corpo, ele tinha estilo de roeueiro o que fez a alfa franzi o cenho.


"Nunca pensei que a senhora Min gostava desse tipo de alfa". Pensava ela. 


Logo se virando a atenção para que todos ali cantavam, era uma música cristã, a alfa já tinha ouvido quando foi arrastada pra igreja pelo casal Lee. Blue começou a cantar alguns trechos do hino que ela conhecia parando de vez em quando pois a atenção se virava pra senhora Min que conversava alegremente com o outro alfa. Enquanto o filho dela, sentado em uma cadeira de rodas chorava profundamente pela perda da bebê, se culpando de todas ass maneiras e a Blue beijava sua face secando suas lágrimas ele se culpava cadê vez mais por saber que um dia ela o desprezará pelo que o mesmo tem a contar. 


Assim que tudo acabou, a metade das pessoas se foram só ficando os oito amigos olhando para o nome da bebê e a data de óbito. Park Min MinJae brilhavam em dourado, Blue não se arrependia de ter gastado quase uma fortuna com aquilo, só queria que sua filha tivesse um enterro digno, já que no céu ela terá a luminosidade mais forte do que qualquer estrela. 





Continua...








Notas Finais


Esse capítulo é o último que vai falar sobre a MinJae. A nossa bebê Sue! T-T

Até o próximo capítulo... Já está feito, mas tenho que dar uuma visualizada mais profunda nele.

Desculpas pelos erros...

Eu ainda não acredito que errei várias coisas no meu empregado dois jzkjz mds.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...