História Meu errado professor - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Ino Yamanaka, Kakashi Hatake, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Ino Yamanaka, Kakasaku, Kakashi Hatake, Naruto Uzumaki, Naurto Shippuden, Sakukaka, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Visualizações 419
Palavras 519
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oláaa queridos leitores, sejam bem vindos ao ponto em que as coisas começam a ficar realmente quentes! Quero agradecer pelos que estão favoritando e comentando, isso significa muito pra mim <3




Divirtam-se :*

Capítulo 4 - Entrando no jogo dele


Professor Hatake tinha bom gosto para bebida e conversa. Ele me acompanhou até a área em que estava e passamos bons minutos entretidos; na presença do ilustre e desejado Itachi Uchiha, o professor brilhante de idiomas e literatura.

Ele mostrou-se alguém simples e silencioso. Por vezes eu tive de me aproximar para ouvir melhor sua voz, isso me irritou pouco. E para a tristeza de muitas meninas da Academia Folha, Itachi me contou estar quase noivo. Verdadeiramente uma pena.

- Mas vai entrar uma remessa nova de alunos, não é Kakashi?!

- Ah sim. Serão alunos de intercâmbio.

- Alunos de intercâmbio? – Atrevi-me a saber mais – Quando será isso?

- Acho que em menos de um mês.

Arquivei a informação na minha memória rezando para que o coquetel de morango não me faça esquecer disso amanhã.

- Tá legal crianças, está tarde. – Levantou-se endireitando o blusão – E por mais que eu odeie admitir não vou aguentar ficar mais um minuto sem um café.

Itachi riu pelo trocadilho do colega, embora eu não houvesse notado nenhum resquício de cansaço em seus olhos.

- Quer uma carona Sakura?

Ah... entendi sua jogada.

- Não precisa, o Deidara providenciou um motorista.

- Ok então. – Apertou a mão do sr. Uchiha – Até segunda, senhorita Haruno.

Não acredito. Ele nem vai insistir? Filho da mãe, me fez chegar tão longe pra agora sair como um ratinho assustado? Distanciou até ficar invisível na escuridão do clube. Itachi me encarava na expectativa de saber o que faria.

- Me diz uma coisa, Sr. Uchiha, Kakashi é do tipo que sai com as alunas?

- Em toda minha história na Folha nunca houve tal acontecimento.

- Então se eu for atrás dele, não estarei cometendo a maior burrada da minha vida? – Peguei minha bolsa.

- Talvez esteja. Ah, mas que se foda.

O olhei com convicção.

- Exato professor. – Corri no segundo seguinte.

No andar inferior eu retornava a bagunça da pista de dança gigantesca. Precisava chegar ao lance de escadas que provavelmente daria ao estacionamento. Depois disso é só encontrar o Audi.

- Hey, já vai? – Deidara me segurou pelo braço.

- Não. Eu só to procurando uma pessoa. – Desvencilhei-me ao ver um cabelo extremamente branco passar mais a frente.

Ele caminhava até portas duplas de aço. Ah, elevador! Apressei e como louca me lancei a porta que quase se fechava.

- Kakashi?

- Não. Tobirama. – O homem me lançou olhar mortal.

Voltei passos pesados para trás.

- Sakura?

Bati contra seu peito e reconheci o cheiro.

- Se perdeu?

- Não. Eu só...

Ele apertou o botão chamando o elevador ao lado. O que eu posso dizer?! Algo que não me transmita como uma garota atirada e fácil. Mas isso tudo é culpa deste grande imbecil. Caso tivesse cedido a minha jogada lá em cima eu não teria passado trezentas gafes que passei só nessa corridinha.

- Carona? – Novamente sua voz me despertou dos meus pensamentos profundos – Quer?

Ele estava sorrindo por baixo da máscara. Eu sei disso. Certeza altamente convicta.

- Acho que seria uma boa. – Entrei no elevador – Talvez.

A porta se fechou. 


Notas Finais


Heeeey, gostaram da confusão com nosso amado Tobirama?! Não dava pra deixar essa escapar, digam quem mais gostariam de ver nessa história! E não percam o capítulo seguinte... é sério!


Até a próxima :D


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...