História Meu Estranho Amado - Capítulo 66


Escrita por: e SakkuraUchiha

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Aimi, Jeh-uchiha, Jungkook, Sakkurauchiha, Taehyung, Vampiro, Yang Mi
Visualizações 74
Palavras 1.300
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Ohayo meus amores... cheguei com mais um capítulo dessa fic maravilhosa para vocês...
Espero do fundo do coração que gostem.

BOA LEITURA!

Capítulo 66 - "Segunda lua de mel"


Fanfic / Fanfiction Meu Estranho Amado - Capítulo 66 - "Segunda lua de mel"

Observo Keiko dormir tranquilamente em meus braços enquanto todos me observa espantados pelo meu grande e inexplicável alto controle.

Leio os pensamentos de minha filha frequentemente e vejo que seus sonhos são mais voltados para a realidade do que para os sonhos que todas as crianças geralmente tinham.

Keiko parecia ter quatro meses de vida, mas a sua mentalidade já era de uma criança de cinco. Não conseguia entender porque ela crescia tão rápido e os outros também pareciam ter a mesma dúvida que eu.

Olho ao redor e percebo que nem Sun, Aimi, Vic, Akemi e Minshan estão presentes. Acho que estava tão maravilhada com minha filha que nem vi elas saírem.

- Ela é um anjinho. – Falo acariciando a cabecinha de Keiko que se aconchega mais em meus braços.

- E sim! – Jungkook fala abraçando minha cintura por trás e coloca sua cabeça em meu ombro observando nossa filha. – Desde seu nascimento ela não chorou nenhuma vez.

- Sério? – Pergunto virando um pouco a minha cabeça para ele.

- Bem ela ameaçava chorar, mas... sim ela nunca chorou. – Fala e sinto sua respiração em meu pescoço agora quente por causa de minha temperatura corporal, que era a mesma que a dele. Sinto uma imensa vontade de o levar para o quarto e não deixa-lo sair de lá até que minhas necessidades fossem suprimidas.

- Ameaçava? – Pergunto voltando a recuperar meu auto-controle.

- Quando ela queria muito ver você ela começava a ficar agitada e seus olhinhos ficavam todos marejados... A coisa mais fofa do mundo você tinha que ver. – Jungkook fala passando a mão na cabeça de Keiko.

- Ela queria me ver?

- Todas as horas. –Confirma.

- Uau! – Exclamo admirada. – E oque você fazia para a acalmar?

- Bem eu a pegava no colo e ficava contando histórias. – Fala e vejo um sorriso apaixonado em seus lábios. – As vezes cantava para ela que parece adorar.

- Que tipo de histórias? – Pergunto mais uma vez, mas Jungkook parece não ter se aborrecer pela minha exagerada curiosidade.

- Sobre como agente se conheceu... Como eu te pedi em namoro e quando eu percebi que estava completamente apaixonado por você. – Fala e eu sorrio docemente olhando para minha pequena de bochechas rosadas.

- Queria está com vocês para ter ouvido essas histórias. – Falo e vejo Jungkook sorrir.

- Teremos tempo para isso. – Disse me olhando. – E criaremos muito mais histórias para contar para ela com o tempo.

- Com certeza. – Confirmo e nesse momento vejo Aimi e Sun entrarem na sala com um sorriso de orelha a orelha.

Vejo Aimi acenar com a cabeça para Jungkook enquanto se aproxima de nós.

- Minha vez. – Aimi fala estendendo as mãos para mim.

- Vai a levar para o quarto? – Pergunto a olhando.

- Vou sim. – Confirma e eu entrego Keiko para ela.

- Está tudo pronto Jungkook! – Sun fala e eu olho para ela confusa.

- Oque está pronto? – Pergunto tentando ler seus pensamentos, mas em vão, sua mente estava em branco.

- Você logo verá. – Jungkook fala contra meu pescoço e eu viro pra ela que segura minha cintura calmamente.

- Vai me deixar na curiosidade até quando? – Pergunto percebendo que ele está bloqueando seus pensamentos para mim.

- Só por mais algumas horas! – Fala e eu o olho surpresa.

- Como é?

- Estou brincando meu amor. – Fala e me deposita um beijinho rápido em meus lábios.

YANG OFF JUNGKOOK ON

Vejo Yang fazer biquinho quando eu falo que estava brincando.

Uma forte vontade de a pegar em meus braços e a levar para o quarto mais próximo e a possuir me atingia quando o vermelho rubi de seus olhos se ficção nos meus.

- Vamos? – Pergunto fazendo-a olhar para mim confusa.

- Pra onde? – Pergunta e eu apenas a lanço um sorriso pegando em sua mão e começando a andar para fora da sala. – Pra onde nos vamos Jungkook?

- Você logo verá my Jolie. – Falo e a pego no colo voando escada a cima e correndo pelos corredores da casa até que paro no quarto mais afastados dos outros e que tinha paredes aprova de som.

Adentro o quarto com Yang ainda em meus braços e a ponho no chão para fechar a porta.

Olho para Yang e vejo ela observando tudo minuciosamente até que seus olhos param na cama.

- Pra que a cama? – Pergunta aposentando a mesma que parecia a da ilha do Caribe.

- Sun achou que você ia gostar de ter algo para lembrar da ilha dela. – Falo e a mesma alisa as cortinas do dorcel da cama.

- Vampiros não dormem. – Fala baixinho e em segundo estou detrás dela abraçando sua cintura.

- A intenção não é dormir. – Falo e sinto a mesma prender a respiração.

Levo minha mão até o pescoço de Yang e tiro o cabelo do mesmo deixando a pele alva a amostra. Sem hesitar nem mais um segundo beijo seu pescoço e a mesma solta a respiração movendo sua cabeça apreciando meus carinhos.

- Eu te quero tanto amor!

Sinto Yang levar sua mão ao meu braço esquerdo e o puxar fazendo com que eu me deite na cama e ela por cima de mim. Seus lábios beijam os meus possessivamente enquanto minhas mãos vam até o tecido de sua roupa.

Em um único movimento rasgo seu vestido de algodão e sinto a mensagem rasga minha blusa.

Logo nos vemos sem roupa alguma separando nossos corpos, apenas pele contra pele e o desejo aumentando a cada segundo.

Mudo as posições e deito Yang na cama ficando por cima da mesma.

Começo a descer beijos por todo o corpo de Yang até que chego em sua intimidade. Passo meus dedos em seu sexo e os sinto deslizar pela superfície lubrificada. Levo minha boca até lá e começo a lamber, chupár e a beijar aquela região me deliciando a cada nova sensação que causava em minha amada.

- Hmmm... J-Jungkook! – Ouço Yang germer meu nome quanto a penetro com minha língua.

Sinto sua intimidade se apertar contra minha língua indicando que ela está quase em seu ápice. Tiro minha boca de sua intimidade e me ergo novamente sobre ela.

Vejo que ela está prestes a reclamar por eu ter parado antes de seu case orgasmo, mas quando ela abre a sua boca para falar eu deslizo para dentro dela com um pouco de brutalidade fazendo com que a mensagem solte um gemido sôfrego.

- Eu... Sou... Tão... Feliz... De... Estar... Com... Você... De novo, minha... Linda... – Falo enquanto mexo meu quadril rapidamente quebrando todas as barreiras que foram construídas para a proteção de Yang enquanto ela ainda era humana.

Agora eu podia amar Yang com toda a intensidade que eu tanto imaginei, sem restrições sem medo de a machucar... Agora eu podia saciar todos os meus desejos mais íntimos com Yang.

Solto um grunhido quando sinto o sexo de Yang apertar o meu fazendo com que eu aumente ainda mais a velocidade.

Logo alcanço o meu ápice junto a Yang e caio ao seu lado a puxando para junto a mim.

- Você estava mesmo se segurando. – Fala alisando meu peito. Solto um sorriso anasalado.

- Antes eu tinha medo de te machucar. – Falo passado minha mão em suas costas vendo ela fechar os olhos aproveitando o toque.

- Você me deixa louca sabia?! – Fala abrindo seus olhos carmim e olhando dentro dos meus.

- Faço de suas palavras as minhas. – Falo e beijo seus lábios sentido seu gosto adocicado.

Logo o quarto e preenchido novamente pelos barulhos de nosso amor que estava apenas aumentando a cada segundo. Ainda tínhamos a noite toda para nos amar-mos sem restrição algumas e a eternidade para vivermos cada sonho, cada desejo que tivéssemos. Sem nada nem ninguém para nos impedir.

JUNGKOOK OFF


Notas Finais


Espero que tenham gostado...
"06/10 😮"

Kisses de stranwberry e até o próximo capítulo...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...