História Meu Falso Amor - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Amor, Drama, E-mail, Médico, Romance, Virtual
Visualizações 16
Palavras 576
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 9 - 9 Capitulo


Os ponteiros do relógios apontavam para quase meia noite quando Lucas decidiu que era hora de irem embora, despediram-se e logicamente agradeceram pelo maravilhoso jantar que lhes foi oferecido, então ao atravessarem a porta um vento gelado os pegou desprevenidos fazendo assim a pele de Clara arrepiar-se instantaneamente, logo Lucas percebeu os pelinhos arrepiados do braço dela e em um gesto de cavalheirismo retirou seu palito.


– Tome – Ele colocou o palito sobre os ombros dela.
– Não precisava se incomodar. 
Não é nenhum incomodo. – ela sorriu. Ele havia sido por aquele momento o Lucas que ela esperava encontrar.

 

Parando novamente em frente ao carro, novamente ela abriu a porta para que ela se acomodasse, após fechar a porta caminhou até o outro lado, entrou no carro, manobrou e deu partida, novamente o silêncio reinou entre eles. Lucas parecia concentrado no transito e Clara não sabia muito bem o que dizer, então optou por ficar em silêncio, pois só assim ele não a magoaria com algum comentário. Porem isto mudou assim que ele estacionou o carro em frente a casa dela.

 


Eu só queria entender, que tipo de psicopata é você?! Como soube da historia da dança na 8° serie? Como descobriu?! – Lá estava aquele Lucas de novo.
Você me disse! – Afirmou ela.
Não eu não disse, não tive nem tempo para isto e se tivesse eu não falaria. – Ele a olhou nos olhos de forma seria. – Quero que me diga a verdade, como sabe disto? 
Não sei porque esta fazendo esta pergunta estúpida, você sabe que me contou, me contou em um dos seus e-mails. – Alegou ela.
Meu Deus, não há e-mail algum, nunca houve!
Claro que houve, não minta! – ela estará segurando-se para não chorar.
Antes eu pensava que você era maluca, que precisava de tratamento, mas agora eu estou começando a achar que você é algum tipo de psicopata... – Ela o interrompeu.
Cale a boca, você sabe que não sou nada disto! – Afirmou ela. – Você é um idiota, um grande idiota! – Ela então saiu do carro o mais rápido que pode e bateu forte com a porta do mesmo.

Ela entrou em casa completamente furiosa, Maria que estará sentada assistindo TV até chegou a se assustar com o som da porta batendo.

– Não fale nada! – disse enquanto se dirigia para seu quarto, entrou no mesmo e bateu a porta com tudo.

 

Ela não precisava que Maria dissesse nada, pois a mesma assim que ficou sabendo daquele jantar já avisa dado sua opinião, que aquilo era loucura, que ela iria se machucar, que ele iria magoa-la e no fim ela tinha razão, Lucas novamente a magoará.
            Clara entrou em seu quarto bufando de tanta raiva, se sentou na cama e só ai percebeu que ainda usará o palito de Lucas, no primeiro momento pensou em queima-lo mas logo em seguida pensou melhor e iria usar aquilo para poder vê-lo novamente, por mais que ele não merecesse ele era o seu vicio, e por mais que ela quisesse o matar ela queria estar com ele também, avistar aquele sorriso maravilhoso mas uma vez, e ela agora teria uma boa desculpa.
            Então na manhã seguinte Clara levantou-se, tomou um banho, se vestiu com uma calça jeans clara e uma blusa preta, deixou seus cabelos soltos, fez uma maquiagem bem levinha, pegou sua bolsa e também o palito e chamou um táxi, ela estava pronta para novamente vê a Lucas e mais uma vez tentar conversar sobre eles.

 

****  



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...