1. Spirit Fanfics >
  2. Meu Fantasma Particular >
  3. Yashiro gosta que entreguem a toalha

História Meu Fantasma Particular - Capítulo 10


Escrita por:


Notas do Autor


Então gente.. eu fui banida duas vezes
Uma por zoofilia porque coloquei uma história com personagens com caldas e orelhas.(A oneshoot HanakoxNenexTsukasa)
E a outra por falar que eles tem que melhorarem as regras pois isso não está bem especificado.
Sinceramente, não quero ser banida pela terceira.
Me perdoem se eu os ofendi Spirit, só quero continuar escrevendo.

Estou triste claro, mas espero que de pouco em pouco as coisas se ajeitem por aqui.
Doí por que eu perdi todos os comentários de vocês, todos os favoritos, amava ir acompanhando um por um. Sempre me cobrava que alguma hora iria responder.
Bom agora pretendo responder os próximos.

Mas eu agradeço a todas que estão me acompanhando e querem continuar a acompanhar.
E para quem chegou agora, seja bem vindo <3

Gente sou eu tá! Não é alguém se aproveitando do banimento para pegar autoria.
No caminhar de novos capítulos desde o 10º, o último publicado na outra conta Espero que a desconfiança diminua.
Porém quem quiser pode me manda mensagem no privado, não vejo mínimo problema em manda provas mais concretas.

Capítulo 10 - Yashiro gosta que entreguem a toalha


Eu sempre sonhei e me preparei para eventos que poderiam acontecer em minha vida. Uma luta contra o destino, um busca pela melhor possibilidade.

Eu morri e me tornei um fantasma. Desde então, acreditei que esse destino nunca iria ser ao meu favor, até eu conseguir minha redenção. Porém, quando eu a olho dormindo tranquila no meu peito, com os bracinhos em volta de mim, consigo acreditar que talvez, bem talvez

Deus tenha me perdoado pelos meus pecados.

Não me atrevo a mexer, apenas observo a sua respiração, subindo e descendo, subindo e descendo. Foi dessa maneira que peguei no sono, da mesma forma acordei. A luz toma o quarto enquanto brinco com os cabelos dela.  Eles estão mais curtos agora. Acho que ela queria parecer mais velha, mas para mim continua com um ar adorável. É tão curioso que independente do comprimento , eles irão se esverdear nas pontas . 

 

O despertador toca impiedosamente, sinto - a se remexer quase acordando, então eu me dou conta de algo.

O que aconteceu ontem a noite. 

Eu olho para a sua clavícula e vejo uma enorme marca roxa.

Ah , eu peguei nos peitos dela também

Vejo Yashiro começando a abrir os olhos

Eu também a masturbei

Ela parece estar se localizando enquanto acorda

As reações dela foram melhores do que eu imaginava

O jeito que ela gemeu , o jeito que ela tremia.

NÃO FICA DURO AMANE 

-Hanako ?

 NÃO FICA DURO 

Ela me olha completamente vermelha, também sinto meu rosto esquentar. Ela pula da cama sem dizer nada e corre em direção a cozinha,  por outro lado fico paralisado na cama.

O que deu em mim... Cheguei até dar tapa na bunda dela.

Mas era uma bunda bem gostosa.

Ela vai para o fogão e coloca a água para esquentar. Em seguida vai em direção ao banheiro.

Um banheiro onde tem um espelho.

Um espelho o qual ela consegue ver sua imagem refletida. 

É….eu acho que isso vai dar ruim.

-Amane vem aqui!!

Fudeu

Eu flutuo em direção a ela. No banheiro está uma Yashiro vermelha olhando para os chupões, eles iam da clavícula até o final do pescoço.

-Amane!! Olha o que você fez !! Isso aqui tá roxo! Roxo!!

Realmente estava.

Ficar invisível agora seria uma boa. Ela vem em minha direção e dá socos no meu peito estressada. Se eu não estivesse com tanta vergonha conseguiria rir disso.

-Você lembra o que eu tenho depois da aula?.

-Na verdade não…

- Eu ia experimentar vestidos de madrinha com a Aoi ! Como que eu vou fazer agora?  

É engraçado, bate um certo remorso em mim junto com a vergonha, mas o sentimento predominante quando vejo as marcas em seu pescoço é meio que 

Orgulho?

Eu tento fazer minha melhor cara de remorso, mas ela continua emburrada.

-Desculpa Yashiro eu me empolguei …

Eu dou um beijo na sua bochecha, ela cerra os olhos ainda mais contrariada. 

-Vou tomar um banho e maquiar, você cuida do café, tudo bem? Que aí não me atraso tanto..

- Sem problemas querida!

Assim que me dou conta do que disse ruborizo instantaneamente, ela fica meio chocada, nem ficar brava consegue. Só saio correndo para não deixar a cena mais estranha. 

Ouço o barulho do chuveiro enquanto me apresso em fazer um café de “Desculpas” o chuveiro para e ouço Yashiro gritar de lá.

-Amane eu esqueci a toalha pode pegar para mim?

Pego a toalha e bato na porta, ela abre uma fresta. Através do vapor sinto o cheiro dela misturado com sabão, aquilo me provoca. Em seguida surge apenas sua mão tímida, esperando a toalha. Ela está atrás da porta para eu não conseguir vê-la. 

Isso já aconteceu antes.

Mas não estamos mais vivendo aquele antes.

Não preciso me segurar tanto mais. 

Aproveito o seu descuido e a puxo, é revelado todo o torso dela. Rapidamente ela cobre os seios com a mão livre, me dando apenas um vislumbre de seus mamilos. Ela me olha constrangida. Tenta manter o equilíbrio para conseguir esconder o resto de si atrás da porta. Eu olho cada parte dela vagarosamente, o cabelo molhado, a pele corada com a água quente junto das marcas em seus pescoço, os seios apertados pelas próprias mãos. Aprecio este momento. Claro que fazer algo é tentador, mas minha satisfação no momento é outra. É ver que a cada segundo em que nada faço ela fica mais ansiosa para que algo aconteça. 

-O que você está fazendo Amane?

Ela me perguntou constrangida. Por que parece frustrada? Não consigo parar de sorrir com suas reações. Solto o seu braço e a entrego a toalha. 

-Nada, o café tá pronto. 

Seu olhar vai da indignação à raiva em um instante. Ela pega a toalha e fecha a porta violentamente. 

-Amane você as vezes é bem idiota!

Ela sai pouco tempo depois sem olhar para mim e comeu o café ainda emburrada.

 Será que exagerei? Talvez.

Me arrependo? Não 

Yashiro volta para o banheiro para maquiar o pescoço. Está há uns 10 minutos reclamando que ainda não conseguiu esconder perfeitamente. A curiosidade misturado com a preocupação faz com que eu vá ver como ela está. Ao chegar seus olhos ficam irritados combinando com o tom vermelho.

-É verão Amane, não tem como eu usar um cachecol no verão!

Eu a abraço por trás acomodando meu queixo no topo de sua cabeça. Desde da época da escola ela continua com a mesma reação de se surpreender e logo se acalmar quando a envolvo em meus braços. 

-Todo mundo faz essas coisas, não precisa se preocupar tanto Yashiro.

-Eu nunca me envolvi com ninguém e do nada eu chego para a Aoi com essas marcas? 

-Qual o problema? É normal isso ser repentino!

- Hanako! Não é normal quando a pessoa que fez isso é um fantasma!

No reflexo vejo como ela parecia incomodada com esse fato, mas eu não sou refletido no espelho, então ela não consegue ver o quanto isso me magoa. Meu corpo se contrai naturalmente, ela segura meus braços em resposta. Como se quisesse me consolar, ou para não me deixar ir.

-Desculpa! Eu não queria dizer isso Amane. 

-Está tudo bem, não se preocupe Yashiro. 

Não estava tudo bem

Me incomoda  que a Yashiro sempre fala Hanako quando está com raiva ou distraída.     

Eu olho para o espelho que deveria mostrar nos dois juntos.

Mas apenas ela é refletida no mesmo. 

Tenho medo que na verdade eu ainda seja somente o fantasma do banheiro. 



 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...