1. Spirit Fanfics >
  2. Meu favorito- Fanboy >
  3. Do you wanna date me?

História Meu favorito- Fanboy - Capítulo 11


Escrita por:


Capítulo 11 - Do you wanna date me?


Fanfic / Fanfiction Meu favorito- Fanboy - Capítulo 11 - Do you wanna date me?

Cinco. Foi esse o número total de encontros que os garotos tiveram.
O primeiro foi em uma balada, rodeados por dois seguranças "disfarçados". Foi realmente desconfortável para Paulo falar sobre determinados assuntos na companhia dos desconhecidos.
O segundo foi em um restaurante, simples e com menos gente, porém os dois seguranças que deviam ser o braço direito de Namjoon, continuavam alí. 
Os outros dois foram realizados na casa que Kim havia comprado, mas quase nunca parava lá, pois tinha uma agenda lotada.
Já o último e mais especial, foi na casa de Paulo, quando os pais dele saíram. Bom, só posso dizer que, naquele dia, a noite foi longa para os dois.
Era engraçado a forma que tinham que agir ao se encontrar. Mesmo quando foi para a casa de Menezes, Namjoon se vestiu como um agente secreto, pois nunca se sabe quando tem alguém com uma câmera atrás de si . Paulo aos poucos foi descobrindo e se encantando ainda mais por Namjoon. Gostava da forma que ele agia, do quão bom de papo ele era e das coisas que ele pensava e defendia .
Não demorou muito para que se tornassem  próximos, mas tudo complica quando se é famoso, e Paulo descobriu isso da pior forma. O máximo que pode fazer foi apresentá-lo aos seus pais como um "ficante" e Namjoon ficou encantado com a forma que eles lidaram com o assunto. Isso fez Paulo pensar em como eram os pais do garoto, pois se ele havia ficado surpreso apenas pelo fato do senhor e senhora Menezes não serem homofóbicos, em que realidade o Kim vivia?
Continuaram a manter contato nas redes sociais, e Menezes agora tinha fotinhas exclusivas e secretas de Kim, que o mandava as imagens quando estava no camarim ou quando acabava de acordar. Tão lindo...
Paulo as vezes se sentia inferior ao lado dele, afinal, Namjoon fazia tantas coisas legais e era tão incrível, já Paulo, bom, Paulo era apenas um estudante qualquer que trabalhava fazendo buquês para senhorinhas.
Mas esse sentimento logo ia embora quando Namjoon o elogiava por diversas horas seguidas pelo chat do Kakao, ressaltando o quão lindos eram os olhos, a boca e o corpo do menino.
Ambos se gostavam, mas nunca realmente admitiram, pois além de terem vergonha, era algo que já estava estampado na testa de cada um.
Os pais de Menezes os consideravam "namoradinhos", pois, segundo eles, os garotos agiam como namorados do jardim de infância, já que o máximo que faziam era arriscar a pegar na mão um do outro discretamente quando estavam em público.
Namjoon cantatou Paulo por mensagem e disse que queria encontrá-lo urgentemente,  ele não entendeu o porquê,  mas aceitou. Gostava de descobrir onde iriam se encontrar dessa vez, a desculpa que usariam se fossem vistos e a forma que Namjoon iria se vestir para se esconder. Mas não foi necessário fazer nada disso, pois decidiram que seria melhor se encontrarem no AP de Namjoon. Como ninguém sabia quem era Paulo, e nem onde Namjoon morava, não houve necessidade se camuflar como um agente da cia.

-Espero que eu não esteja fazendo as coisas rápido demais.

Menezes não queria ser narcisista, mas de alguma forma, já sabia sobre o que o outro queria falar.

-Bom, eu gosto das coisas que você faz e diz...

O Kim sorriu.

-Eu realmente não sei como fazer isso...- Coçou a nuca. Estava nervoso.- Quer namorar comigo?

Paulo sem querer chorou. Estava tão feliz por tudo que estava acontecendo em sua vida, as coisas estavam indo tão bem. Agora ele estava alí, de frente para a pessoa que tanto glorificava, só que dessa vez, não estava mais na posição de fã, e sim de namorado. Inacreditável!

-Namjoon Hyung-Disse com os olhinhos já cheios de água.-Você é minha pessoa favorita!

-Isso é um sim?

-Uhum...

Se beijaram, se abraçaram e aproveitaram a companhia um do outro.

-Bom, eu não sabia como fazer isso. Não é vergonha nem nada de você, por favor, não ache isso, mas eu tive medo de comprar uma aliança e descobrirem nosso namoro...

-Você realmente é um rapper, não?!

-Por que?

-Porque nunca vi ninguém falar tão rápido assim.

-Aish, eu estou nervoso! -Os dois riram.

-Não tem problema. Eu não quero expor nosso namoro-Disse orgulhoso de finalmente ser namorado de alguém. -Quero apenas estar com você. 

-Eu te amo, garoto!-Aquela foi a primeira declaração feita por Namjoon. 

-Eu também. 

Depois de muito chamego da parte do casal recentemente formado, Paulo resolveu tirar uma dúvida. 

-Namjoon-yah , posso contar para os meus pais?

-Claro. Eu gosto deles!-Menezes ficou feliz em ouvir aquilo. -Desculpa, mas não vou poder fazer o mesmo por enquanto. Acho que meus pais não são tão mente aberta...-Um biquinho de decepção logo surgiu na face do mais velho. 

-Ah, não tem problema! Eu sei o quão difícil é se assumir. Pode contar comigo quando isso acontecer, viu? 

-Posso te contar uma coisa? 

-Uhum...

-Você também é o meu favorito! 

E lá estavam eles, fazendo coisas bregas de um casal apaixonado. A noite foi longa, tanto que Paulo nem voltou pra casa. Foi aparecer na residência dos pais na manhã do dia seguinte. 

-Quer entrar? Assim podemos falar sobre aquilo. 

Paulo não podia dizer o que era o "aquilo", pois já que Namjoon não dirigia, ele tinha um motorista particular. 

-Tudo bem. -Respirou fundo.-Vamos lá! 

Falou algo para o homem que dirigia o carro e adentrou a casa. 

-Pai? Mãe?  Temos visita! 

Foram recebidos calorosamente. Contaram sobre o namoro e pediram para que não contassem sobre para ninguém. 

-Claro que não vamos contar. Afinal,  quem vai acreditar que nosso filhinho namora um famoso? 

-Está me difamando na minha frente, pai? 

Todos alí presentes acharam graça. Namjoon mal podia esperar para que pudesse agir de forma tão espontânea com os próprios pais também. 

Depois que terminaram o café, saíram da cozinha e foram para o quarto de Paulo. 

-Quero te levar para algum show nosso. Você pode ficar na área vip, ou talvez consiga convencer os menagers a te deixar no camarim. 

-De verdade?!-Namjoon concordou- Mal posso esperar para conhecer eles! 

-Só não me deixe com ciúmes.  

-Nem se eu quisesse. 

Não puderam nem usufruir a companhia um do outro, já que logo o Kim recebeu uma mensagem do empresário  e teve que pedir para que o motorista fosse logo buscá-lo. 

Paulo provavelmente demoraria a se acostumar com a vida de fama do namorado, que agora iria interferir na sua. Mas não se importava, afinal, tudo é flores em um início de relacionamento... 
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...