História Meu filho (imagine jungkook) - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), IU
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Lee Ji-eun "IU", Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Visualizações 550
Palavras 588
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Policial, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Reencontro


Fanfic / Fanfiction Meu filho (imagine jungkook) - Capítulo 2 - Reencontro

                1 mês depois 

- Filho você já está pronto?

- Sim omma. -disse de boca cheia.

- Kwan, você sabe que é falta de modos falar de boca cheia não sabe?

- Eu sei, desculpa omma.

- Tudo bem, vamos. - disse pegando ele no colo.

Nos direcionamos até o carro, coloquei ele na  no banco de trás.

- pra onde vamos? - Questionou curioso.

- para o parque tomar sorvete.

- Eu vou poder comer quanos eu quiser? 

- sim, mas sem exageros, você não vai querer ficar com a barriga doendo. 

            Tempo depois

- vem omma vem! -falou me puxando até um carrinho de sorvete.

- calma o sorvete não vai sair correndo.

- Então o que o garotão vai querer? - o senhor do sorvete perguntou? 

- Um de chocolate, um de baunilha, um de flocos e acho que por enquanto só.

- Kwan escolha só um. - O repreendi.

- Então eu quero o de baunilha. 

- E a bela moça? 

- Eu vou querer um de chocolate.

- Aqui estão os pedidos.

- Obrigado. -  agradeci lhe entregando o dinheiro.

- Depois eu posso brincar, deixa omma por favor.

- Depois nois dois vamos brincar.

- Sério?  

- Sim 

- Eu vou comer bem rápido então.

- Não precisa comer rápido hoje a omma é só sua.

K- certeza que não vai passar a tarde no celular e me deixar de lado como sempre faz. - percebi ele me olhar com os olhos marejados.

- Me desculpa meu amor se as vezes eu não te dou tanta atencão, você sabe que eu trabalho muito, mas é tudo pra você. Eu juro te dar mais atenção perdoa a omma?

- Tudo bem eu te perdou.

- Vem cá que agora eu quero um beijo e um abraço do principe mais lindo desse planeta.

Ele logo subiu no meu colo e eu o abracei com toda minha força, é tão bom estar com o meu filho e lembrar de como foi difícil conseguir criar ele sozinho. Eu queria ter mais tempo com ele, mas meu trabalho realmente me toma boa parte do tempo.  

- Omma, a senhora está me esmagando. disse fazendo uma careta engraçada.

- Que tal brincarmos de pega pega?

- Só se tiver com você.

- Tudo bem, agora corre bastante porque eu vou te pegar.

- Não vai não. - disse correndo.

Eu já estava exausta de correr. como uma criança consegue correr tanto?  me encostei em uma árvore tentando recuperar o fôlego, fiquei por mais ou menos dois minutos então decidi voltar a correr, mas tinha perdido ele de vista foi o momento que eu me desesperei. Procurei por todo aquele parque que estava cheio de crianças eu já estava aos prantos não conseguia encontrar ele em lugar nenhum foi quando ouvi sua voz me chamar, e quando virei ele estava nos braços de um policial.

- Meu amor, nunca mais faz isso comigo.  -falei pegando ele dos  braços do policial e o abraçando forte.

- Tá tudo bem omma.

- Tem certeza meu amor?

- Omma esse é o policial jeon, foi ele quem me ajudou.

- Muito obrigado eu nem sei como te agradecer.

Jungkook- Não precisa. Afinal meu trabalho é ajudar as pessoas. Então não fiz mais que a minha obrigação.

- Mesmo assim. Que tal um jantar

-  jantar?

- Sim.

- Tudo bem - disse por fim 

- Que tal amanhã as oito? - sugeriu ele.

- por mim tudo bem.

J- Então me passa o seu número. -peguei minha bolsa e lhe dei o meu cartão.

J- Eu te ligo então, agora preciso ir. E toma mais cuidado com o garotão aí.

- vou tomar. E mais uma vez muito obrigado.

- Tchau seu policial.- Kwan gritou.

- Tchau.

...



 


















Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...