1. Spirit Fanfics >
  2. Meu Final Feliz - Bughead >
  3. Florzinha

História Meu Final Feliz - Bughead - Capítulo 10


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura
(Já aviso que esse capítulo é bem pesadinho)

Capítulo 10 - Florzinha


- E você deixou o Reggie carregando ele sozinho Jason? - Verônica pergunta batendo o pé.

A lá até parece

-- Pea e Foca foram ajudar ele, vocês vão ficar surpresos quando verem...

Porraaa...eu matei ele 

Solto um gemido frustrado 

- Tá tudo bem Betty? - Jughead pergunta 

Olha já é a segunda vez

-- Tá tudo bem sim, só está doendo um pouco.

- Qualquer coisa avisa - ele fala e Kevin o encara.

-- Jughead você tá bem? 

- Oi Kevin? O que disse? 

-- Nada não! É que você está tão consentrado na Betty que é até estranho.

- Eu só estou vendo se ela está bem Kevin, me deixa em paz - ele ataca uma almofada em sua cara.

-- Já que está tão preocupado assim, não se importa de ir buscar o remédio e o chá que o doutor receitou não é? 

- Claro que não, já volto - ele se levanta 

-- Essa eu não entendi...

- Eu muito menos

-- FINALMENTE - Verônica grita eu dou um pulo indo para trás, fazendo meu corpo ir de encontro a outro, os encaixando perfeitamente.

Fiquei parada por alguns segundos tentando intender porque não sai daquela posição ainda, os braços dele envolveram minha cintura, a puxando para mais perto, fazendo nossos corpos se colarem completamente. Arfei sem querer, prendendo os meus lábios juntos.

Me aperto mais a ele para me virar e ouço seu suspiro. Ele segura minha cintura com mais força me fazendo virar para ele.

Jughead Jones, é ainda mais atraente de perto.

- Está se sentindo...- coloco meu dedo indicador em seus lábios.

-- Se perguntar se eu estou bem de novo vai se arrepender. - ele me encara lançando me um olhar malisioso.

- Vai me castigar senhorita Morrone?

-- Morrone? 

- É a namorada do DiCaprio - eu o encaro sem intender até minha ficha cair.

Puta merda 

-- Você é muito espertinho senhor, DiCaprio, mais não acho que eu seja a senhorita Morrone.... - ele me lança um sorriso, e aproxima seu rosto, fazendo eu encarar seus lábios, e ele faz o mesmo.

Eu quero beijar ele? Não eu não quero! Né?

- Você tem razão...- ele olha em meus olhos e depois volta a encarar a minha boca. - Você e bem mais atraente e bonita que ela. - ele me solta ainda sem desgrudar seu olhar de minha boca.

-- Não posso dizer o mesmo, competir com o Léo, é meio difícil - me afasto um pouco - mais você é tão sexi quanto ele - eu falo o encarando de cima a baixo e ele faz o mesmo em mim. 

Na verdade ele é bem mais bonito que o DiCaprio, na verdade Jughead Jones é lindo, só ainda acho que deve ser um galinha. Mas convenhamos que a beleza do Léo quase não pode ser comparada, o cara tem 45 anos, e é um ótimo partido.

Me afasto mais de Jughead podendo vizualizar, a garota baixinha, mais ao mesmo tempo alta, me matando com o olhar.

Bingo! Veronicazinha, te peguei! 

Passo por ela, com a intenção de ir em direção aos meninos mais paro ao seu lado, e falo baixo.

- Convenhamos que você nem tenta esconder não é Mignonne? - ela me encara confusa. - Te peguei florzinha. - ela franze o cenho por um tempo mas depois, sua expressão congela. - Bingo bebê - passo por ela e vou até os meninos que estão virados em uma roda de costas para a gente.

É 2×0 Elizabeth 

Chego mais perto deles entrando no meio da roda, mais ainda sem encarar o chão.

- O que tá rolando? - olho para baixo - puta merda. - encaro o homem estirado no chão, e me abaixo. - E-eu matei ele? Meu Deus, eu...

-- Relaxa loira você não matou ele não - encaro Jason e deixo um suspiro de alívio tomar conta de mim.

- Por que vocês colocaram um saco na cabeça dele? - Verônica se aproxima perguntando.

-- Pra fazer uma surpresa

- Pra quem? - pergunto

-- Para o Jones o Pea e o Foca - encaro Reggie e depois Jason.

- Vocês ainda não viram quem é? - Verônica se vira para Foca.

-- Você não disse que eu tinha acertado o tiro? - pergunto a Jason.

- Primeiro, não eles não viram ainda quem é, e segundo, você acertou em cheio loirinha.

-- Mais era pra ela ter acertado na cabeça dele, nem isso ela faz direito. - Verônica fala, e eu revirei os olhos.

- Pode continuar ruivo? 

-- Sim! Você acertou a cabeça Elizabeth - o encaro incrédula. Ele empurra as pernas do cara.

Oooohh merda

-- Você acertou a cabeça de baixo gatinha um tiro perfeito.

- E o que vamos fazer com ele? - Kevin pergunta.

-- Primeiro a surpresa, depois, o saco preto.

- Saco preto? Não! Vocês não vão matar o cara! - falo

-- Nós? Não...o Jones vai - o encaro e ele faz o mesmo.

- Quer saber? Foda-se esse mistério, e essa tal surpresa. - falo retirando o capuz da cara, do cara.

Quando eu vi seu rosto fiquei sem acreditar.

- Caramba! - Kevin fala

Eles começam a discutir sobre algo mais não presto atenção, olho para os lados e um garrafa cheia de algum líquido meio marrom, cobre meu plano de visão.

Sem nem pensar duas vezes me levanto indo em direção a garrafa pegando a mesma e voltando onde eu estava.

Jogo o líquido quase inteiro que estava na garrafa e descubro, perfeito.

Gasolina.

- Betty o que você tá fazendo?! 

-- Acordando esse desgraçado - falo jogando o líquido em sua cara, mais ele não acorda. - preciso de uma faca! 

- Como é que é Betty? - Reggie fala

-- Não vamos dar uma faca na sua mão sua assassina! - Verônica fala.

Levanto e encaro Pea.

- Me dá seu canivete Sweet Pea! 

-- Não entrega pra ela Pea - Verônica fala.

O garota insuportável viu.

- Se você não me machucar tudo bem! - ele fala virando o canivete em minha direção.

Pego o de suas mãos e aproximo a do rosto dele.

- Eu te disse que se eu te visse de novo mataria você! Foi retórico mais eu vou me divertir. - falo baixo perto de seu rosto. Então aproximo a lâmina e o corto, duas vezes, fazendo seu corpo estremecer.

Me levanto pegando a garrafa novamente e despejando o resto do líquido nos cortes que fiz.

Fazendo seu corpo se sobresaltar, e ele abre os olhos, e geme de dor.

-- AAAAHHHH!! - ele grita

- O QUE VOCÊ TA FAZENDO AQUI PETTY? - grito e ele me encara. parando de gritar, e soltando suspiros pesados.

-- Aah, princesa Cooper, estava com saudades? 

- Não respondeu a minha pergunta seu desgraçado, por que está aqui? E por que está me seguindo.

-- O que? Não estou te seguindo, garota!

- Começa a falar, logo, tudo! Se não eu juro, que eu aproximo uma caixa inteira de fósforos acesos, perto de você.

-- É por isso que estou cheirando tão forte? - ele solta mais um gemido de dor - gasolina? Não sabia que você era capaz disso.

- Acredite nem eu

-- Nem a gente - os garotos falam em uníssono.

- Cadê o Pea e o Foca? - Verônica pergunta

-- Assim que eles viram a cara dele saíram para procura Jughead

- Por que caralhos precisam chamar o Jughead?! 

-- Eu também quero descobrir - uma voz que eu conheço muito bem fala se aproximando. Me viro e vejo ele colocando uma xícara encima de uma mesinha ali, ele me encara chegando mais perto - O que aconteceu? - ele encara Petty - TALL BOY?! O que esse filho da puta está fazendo aqui? 

- Tall boy? Você escondeu seu nome deles ou algo do tipo? 

-- Grande Forsythe! Quanto tempo! Estava mesmo te procurando

- Espera o que? Vocês conhecem ele? 

-- Que azar né? - Pea se aproxima de mim.

- Grande azar! 

-- Mais já que eu estou aqui, me diz,. - ele volta a me encarar. - Continua sendo a mesma de sempre, na cama? - meu sangue ferve, me aproximo mais dele levantando minha perna.

- Abra a sua boca de novo, que vou garantir que ficará sem seu pau pro resto da sua vida.

-- Ah é continua a mesma vadia! - Piso em seu órgão fazendo ele urrar de dor. - sua Vadia!! 

- Chamem a polícia!

-- O que? Não! - Foca fala

- Chamem a polícia antes que eu mate ele.

-- Isso não chamem não, eu vou adorar ver isso, pode matar loirinha! - Jason fala 

- Jason! - Foca fala

-- Você conhece ele Betty? - Archie fala parando do meu lado.

- Se ela me conhece? Fala pra ele, Cooper, fala pra ele que eu ajudei seu namorado, a despedaçar a sua florzinha - meus olhos começam a arder - e que florzinha em, mais falando nisso, seu namorado ainda não me pagou, devo me preocupar? - uma lágrima escorre e eu a limpo.

-- O que ele está querendo dizer Betty? 

- O que eu estou querendo dizer? Bom eu fui chamado pra realizar um trabalho, muito bem realizado, no final todos saíram satisfeitos não é "Betty"? 

-- O que está acontecendo aqui? -Verônica fala apavorada.

- Ainda não entenderam? Okay eu vou tentar ser mais específico - esmago mais meu pé em seu órgão - AAAAHH!! - tiro meu pé de lá e começo a chutar ele.

-- Seu.filha.de.uma.puta - falo entre lágrimas e chutes. Sinto alguém rodear meus braços.

- Betty se acalma! - Archie fala me segurando.

-- Vadias sempre serão vadias!! - ele fala em meio a gemidos - eu nunca vou me arrepender de ter feito o que eu fiz! 

- Merda! Mais o que ele fez Betty? 

-- Não quero falar sobre isso...

- Tirei a liberdade de escolha dela...

-- Você fez o que? - Verônica pergunta

- Ele tirou a virgindade dela - Jughead fala sussurrando.

- Como é que é? Não ouvi! 

Em um piscar de olhos, uma arma está apontada para a cabeça de Petty ou Tall boy

-- Atira Jones! Mostre me que não é um covarde como seu pai! - Jughead dá um soco nele.

- Você é um mostro Tall boy, deveria estar apodrecendo na cadeia! 

-- Devia ser fritado na cadeira elétrica - falo me soltando dos braços de Archie.

- Não sou muito diferente do seu velho, grande rei, do lado sul...um rei de merda! - Jughead encosta a arma em sua testa. - Acaba logo com isso!! - Jughead o encara. - Vai pro inferno Jones!!

-- Te encontro lá então...- Jughead fala colocando a mão no gatilho - bom sonhos...









Notas Finais


Gostaram? Acham que ele vai matar Tall Boy?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...