História Meu Final Feliz Favorito - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Kuroko no Basuke
Personagens Hyuga Junpei, Izuki Shun, Kiyoshi Teppei, Makoto Hanamiya, Riko Aida, Shoichi Imayoshi, Yukio Kasamatsu
Tags Hyuko, Junpei Loves Riko, Teppei
Visualizações 18
Palavras 1.112
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Heterossexualidade, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Lembrando que isso é uma fanfic, plmrdds

Capítulo 3 - Meio-irmãos


Fanfic / Fanfiction Meu Final Feliz Favorito - Capítulo 3 - Meio-irmãos

Após voltar pro quarto, Riko não falava mais ao telefone, mas estava com uma expressão um tanto ansiosa.

- Eu tenho um guarda-chuva e a chuva já diminuiu, acho que é melhor você ir para casa logo. - A garota falou, basicamente empurrando o amigo para fora do quarto com pressa.

- Pensei que eu pudesse ficar aqui... - Junpei reclamou.

- Sabe, o que é? As meninas querem dormir aqui e disseram que estão a caminho, não quero que elas saibam que você esteve aqui. - Riko mentiu descaradamente.

- E por que não? - O Hyuga se virou de frente para a mais baixa assim que alcançaram a porta e colocou o rosto bem próximo ao dela fazendo com que a mesma corasse.

- Quero evitar ter que dar explicações... elas vão confundir tudo e... - Riko estava ficando sem palavras.

- Okay. - O Hyuga a interrompeu se afastando e soltando um longo suspiro. - E o guarda-chuva?

- Ah! - Ela bateu na própria testa e sorriu amarelo. - Tá no meu quarto, vou pegar...

Aproveitando que a morena saiu correndo, por curiosidade, Junpei foi atrás e alcançou a porta do quarto bem a tempo de ver alguns pôsteres na parede, que nada condiziam com a  garota.

- Era pra você esperar na porta. - Riko falou saindo do quarto e fechando a porta atrás de si.

- Por que...? - Ele ia perguntar sobre o que viu, mas apenas foi empurrado porta a fora junto com o guarda-chuva. 

- Depois eu explico. - Ela disse alto para que Junpei pudesse escutar, mas não tornou a abrir a porta.

Respirando fundo, Riko caminhou até o quarto, abriu a porta e a fechou, depois caminhou até a cama e jogou a primeira coisa que viu no criado mudo em cima do peso morto que se apossou do colchão. 

- Ai! Você tá maluca, sua...

- Saia do meu quarto!

- Riko! - O pai apareceu no quarto com os gritos.

- Kagetora, controle a sua filha! 

- Ela é sua irmã também, vocês tem que lidar com isso... - Kagetora falou manhoso.

- Eu não sou irmã desse... cara!

- Eu também não gosto da ideia de te aturar, tá ligada?!

- Por sua culpa... - A garota pulou em cima do moreno estendido sobre a cama e tentou estrangular ele. - Ah... seu... eu te odeio!!!

- TEN...tentar me matar não vai mudar nada! Vem pra cima tampinha! - Disse o moreno chutando Riko, fazendo com que ela caísse no chão. 

- Yukio! Riko! - Kagetora berrou, mas era tarde, já tinham dado início a um bate boca extenso. A única coisa boa de tudo, era que os dois não iam se agredir mais e no final, um deles ia dormir no quarto do pai.

Dois anos da mesma coisa, certo? Não tinha como a briga deles piorar. Na verdade, ambos estavam até mais amigaveis se fosse comparar. 

Saindo do quarto, Kagetora foi assistir algum jogo na sala de estar e deixou os dois filhos sozinho para se entenderem, ou não. 

- Sai você, ou ainda quer tentar ganhar na queda de braço? - Kasamatsu Yukio desafiou com um sorriso convencido. 

- Você vai sair do meu quarto... - Riko disse de cara feia e se virou para puxar os pôsteres com a cara do meio-irmão. Amor próprio é bom, mas a ponto de encher o quarto com pôsteres de si mesmo, aquele cara era narcisista ao extremo, ou talvez ele quisesse apenas estragar a vida da sua nova-meia-irmã que o odeia até o fundo da alma.

- Ou! Esse pôster, não! - Kasamatsu gritou e pulou, a tempo de prensar a garota na parede com os pulsos para trás. - Não toca nele.

- É só um pedaço de papel... - Ela tentou se soltar, mas a força dele não permitiu.

- De todos esses pôsteres, ele é o mais importante... eu saio do seu quarto, só não toca nele... - Kasamatsu falou e o tom de voz dele, fez Riko baixar a guarda.

Sem se demorar muito, ele saiu do quarto levando todos os seus pertences juntos e foi para o quarto de Kagetora.

Riko apenas trancou a porta e se jogou na cama, caindo no sono logo em seguida.

               _________________

No dia seguinte, Riko acordou atrasada para a suas últimas aulas da semana, perdeu 2 tempos na faculdade, mas conseguiu chegar. 

Estava quase escolhendo seu lugar na turma quando alguém pigarreou ao seu lado e ela ergueu a cabeça para ver quem era.

- Riko... - Ele sorriu, como habitualmente faria.

- Imayoshi... - Riko fez um breve cumprimento e escolheu se sentar ao lado dele, mesmo que seu íntimo gritasse para não o fazer.

- Se quiser posso te passar as duas matérias que perdeu... - Imayoshi falou simplista.

- Vou aceitar... - Ela disse meio tensa.

- E então, tem mais alguma história boa para contar? - Ele se referia a briga dela com seu meio-irmão.

Com a falta do Hyuga e o grande período de tempo que não ficava com os amigos da Seirin, ela acabou formando um ciclo de amizades na universidade, principalmente no seu curso de educação física. Entre esses amigos estavam Imayoshi, Momoi e até Alex que decidiu dar aulas para a universidade.

- Hoje não é o melhor dia... - Riko comentou. - Estou um tanto ansiosa...

- Entendi... quer sair? - Ele perguntou e recebeu um olhar repressor para si, porém logo tratou de reformular. - Depois da faculdade, claro...

- Sair... ? - Riko olhou em volta e se surpreendeu ao ver o Hyuga entrar na sala. - Jun...pei?

O Hyuga apenas olhou na direção da Aida e depois voltou a andar, se sentando ao fundo da sala, que também ironicamente só tinha uma cadeira disponível  atrás de Imayoshi.

- Eu não sabia que estava no curso de educação física... - Imayoshi se virou para Junpei com um enorme sorriso falso.

- Se eu soubesse de você, com certeza eu não estaria... - Alfinetou.

- Heh...?  - Ele achou graça e deu de ombros. - Mas as aulas não estão muito avançadas para seu pequeno cérebro, não?

- Acho que se estão avançadas, não é da sua, mas da minha conta, apenas. - Outro fora. Com certeza Junpei não estava de bom humor e Riko imaginava o porquê. 

"Afinal, ser expulso, na chuva, pelo seu melhor amigo, não é legal..." - Ela pensou, enquanto escutava a conversa.

- Ei... podemos nos falar depois? - Ela se virou para trás, ignorando Imayoshi totalmente.

- Como quiser. - Junpei respondeu e desviou a atenção, cortando qualquer outro assunto que pudesse surgir.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...