História Meu fisioterapeuta - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Inazuma Eleven (Super Onze)
Personagens Fudou Akio, Kidou Yuuto
Visualizações 21
Palavras 343
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


~*~*~*~*~*~*~*~~*~*~*~*~*~*~*~
Oii genteee
Bem, eu esqueci de avisar que as palavras em negrito e itálico, são pensamentos ;-;
Se isso já era muito óbvio, blz, eu sou muito idiota :v
Capítulo pequeno mas, foi o que eu consegui escrever.
Boa leitura ❤
~*~*~*~*~*~*~*~~*~*~*~*~*~*~*~

Capítulo 2 - O que elas significam para você?


Já havia passado-se uma semana desde que Fudou tornou-se meu novo fisioterapeuta.

Akio mantém-se sempre muito atencioso comigo. O mesmo mudou muito. Consegue ser um cara gentil e compreensivo.

O que mais me incomoda, é o fato de não saber o por que de Akio sempre levar uma rosa consigo. Todos os dias em que tenho uma consulta com o mesmo, eu chego antes e fico à sua espera, e ao adentrar à porta sempre há uma bela e delicada rosa entre seus dedos.

-Talvez ele seja um amante de rosas.

Esta é a primeira vez que algo tão "insignificante" me deixa numa situação tão duvidosa.

Hoje -pelo visto- o dia não será indiferente. Já posso ouvir seus passos através da porta, e como sempre, atrasado.

- Bom dia. - ele dava passos acelerados até sua mesa

- Seus pertences devem estar muito pesados.

- Está atrasado. De novo. -cruzei os braços

- Qual é? Eu tinha que ir resolver umas coisas e... Não interessa. Vamos começar logo?

- Vamos.

Assim, Akio deu início ao exercícios, sempre muito dolorosos.

- A-akio... Argh...-gemi ao sentir uma dor imensa na coxa esquerda

- Onde sente dor?

- N-na coxa...

- Hm, deixe-me ver. - colocou suas mãos no local - Aqui, certo? - massageou lentamente

- A-ah...- suspirei após a dor aliviar.

- Está bem agora? - indagou docemente

- Sim, obrigado. - sorri fraco

- Yuuto, você é muito fofo.

- Fofo? O que? Tá doido? Fica quieto. - ruborizei

Akio nada respondeu. Eu apenas ouvia suas gargalhadas. E terminamos os exercícios diários.

- Bem, Yuuto... Aqui está um remédio para dor nos músculos. Acho que irá precisar -coçou a nuca

- Ah, okay. - parei por um instante e fitei a bela rosa que estava na mesa - Akio, por que sempre traz uma rosa?

- Eu acho elas muito bonitas. E sempre são os motivos dos meus atrasos... -sorriu sem jeito

- Isso não faz sentido. O que elas significam para você? -arqueei a sobrancelha

- Sabe Yuuto, elas me lembram a bela cor de seus olhos.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...