1. Spirit Fanfics >
  2. Meu Gatinho Comunista [SeSoo] >
  3. Eu quero ter a propriedade privada do seu coração

História Meu Gatinho Comunista [SeSoo] - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Olá olá, to me sentindo muito mimada com quem comenta meu deus sofro<br /><br />Espero que gostem :3

Capítulo 3 - Eu quero ter a propriedade privada do seu coração


Março já estava dando as caras, e a temperatura já não era tão fria. A neve já tinha derretido e o sol ficava mais forte a cada dia, iluminando o céu. 


Mas, para sehun, o sorriso de Do Kyungsoo iluminava sua vida muito mais que uma simples bola de gás no espaço. A cada dia ele se via mais apaixonado, e constantemente mandando sua declarações através de Chanyeol, por mais que os correios elegantes já tivessem acabado há algumas semanas. 


Sehun não podia parar, porque Kyungsoo sempre parecia mais feliz nos dias que recebia os bilhetinhos com algum presente. E, agora, mais que nunca, ele estava contente com essa ideia, já que na última semana o garoto o enviou um agradecimento por chanyeol. Sehun pensou que fosse morrer quando abriu o pequeno papel com a caligrafia redonda de Kyungsoo. 


Ele estava sorrindo, com um pequeno dente-de-leão em sua mão, junto com um bilhetinho em papel amarelo que ele fez questão de roubar de Junmyeon - O garoto tinha fixação por papéis coloridos para fazer resumos de aula - preparado para entregar para chanyeol, até que viu ele e Kyungsoo conversando realmente próximos ao lado do banheiro masculino. 


Seu semblante feliz se desmanchou e ele ficou muxoxo, andando para a sala. 


Ele deixou os bilhetinhos na mesa de Kyungsoo e sentou em seu lugar, atrás de Jongin. O rapaz estava mexendo no celular, mas parou quando sentiu a cabeça de sehun batendo em suas costas. 


“Jongin? Por que eu gosto tanto dele?” 


“Porque você é trouxa.” O garoto respondeu antes de voltar a mexer no celular. 


Kyungsoo entrou na sala e encontrou o bilhetinho em sua mesa, lendo-o. 


Acabou soltando uma risadinha, e olhou em volta da sala, para ver quem estava ali. Viu sehun e jongin e se aproximou deles, fazendo o pobre coração de sehun palpitar. 


“Vocês viram quem deixou isso na minha mesa?” Ele disse com um sorriso, aquele maldito sorriso que fazia sehun sorrir também, acreditando que tudo era possível. 


“Talvez sehun saiba.” Jongin deu de ombros, e a atenção do menor se voltou para sehun, que tremeu, em pânico. 


“Você viu?” Sehun negou com a cabeça. “Você reconhece a letra?” Sehun engoliu em seco, vendo sua própria letra no papel. 


Kyungsoo, eu espero que para mim você abra uma exceção, eu quero ter a propriedade privada do seu coração.  

P.S.: vi essa flor na rua e ela me lembrou você, bonita e cheia de vida. 


Sehun negou com a cabeça, incapaz de falar algo. Kyungsoo murmurou um agradecimento e se afastou, deixando apenas os dois ali. 


“Você é um frouxo.” Jongin afirmou, e sehun nem ao menos pôde negar.


Notas Finais


Eu não corrigi pois preguiça kkk <br /><br />A Evelyn postou uma PWP bem gostosinha aqui no perfil, se chama jogo do pão, vão dar uma olhadinha e mimar ela hehehe


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...