História Meu gerente Kim Minseok ( imagine exo - Xiumin ) - Capítulo 71


Escrita por:


Notas do Autor


⚠️ Primeiramente, eu queria pedir para vocês enviarem mensagens para o Jongdae ( twitter, youtube, instagram ), ele está recebendo hate das ratazanas coreanas que até um tempo atrás se diziam fãs. Sabemos muito bem que isso não é postura de fã, e nós que o amamos e o apoiamos temos que fazer algo para ajudá-lo.
Façam isso pelo nosso Chen Chen, imaginem o quanto ele está feliz, façam isso por ele ⚠️

Em segundo lugar, eu fiquei chocada por que nesse capítulo o filho do Chen vai nascer sjakshakjs que...

Boa leitura Ninis ❤️

Capítulo 71 - 71


Fanfic / Fanfiction Meu gerente Kim Minseok ( imagine exo - Xiumin ) - Capítulo 71 - 71

As férias na fazenda dos meu pais foi perfeita, eu e Minseok conseguimos descansar bastante e foi muito bom para o nosso relacionamento. 

Voltamos para casa depois de um longo tempo, o processo de adoção do Quon ainda estava em andamento, mas estava em reta final, eu só espero que podemos conseguir a guarda dele. 

As coisas na empresa também estavam indo muito bem, a economia cresceu bastante e Luhan estava fazendo um ótimo trabalho. 

Eu consegui tirar minha carteira de motorista depois de mais algumas aulas do Luhan, então eu oficialmente sabia dirigir. 

Eu e Minseok estavamos sentados assistindo televisão, quando o celular do Minseok começou a tocar.

– alô ? 

Ele falou e eu o olhei.

– o que ? – ele disse e eu arregalei os olhos.

– o que ?

– sério ? Tá, eu tô indo.

– que foi merda ?

– a Marina entrou em trabalho de parto – ele disse, o que me fez levantar rápido.

Fui até o quarto e peguei minha bolsa, sai de pijama mesmo e fui para o carro.

– espera, ia sem mim ?

– vamos logo.

Ele entrou e eu comecei a dirigir, sei que eu devo ir em velocidade baixa, mas eu estava preocupada com a Marina por que ela vinha sentindo dores a um bom tempo.

– amor, vai devagar – Minseok disse.

– a gente tem que chegar rápido.

Depois de alguns minutos, chegamos no hospital, onde achamos o Chen andando de um lado para o outro.

– Cade ela caralho ? – perguntei, Minseok olhou confuso para mim, ele não fica nervoso também ?! Aigo.

– Ela tá fazendo um exame primeiro, mas já já eles vem me chamar.

– vai dar tudo certo – falei – né Minseok ? – o olhei séria.

– é amigo, vai dar sim.

Eu e Minseok fomos nos sentar nas cadeiras de espera, e eu só observava o Jongdae todo nervoso, até que ele foi chamado para acompanhar o parto da Marina. 

– não desmaia. 

Eu e o meu noivo ficamos só esperando qualquer notícia.

– ele está muito nervoso – Minseok riu.

– ele deveria mesmo, é o filho dele.

– bom, eu vou ficar tranquilo quando isso acontecer.

– aposto que vai desmaiar, quando pensou que eu estava grávida, você ficou quase um louco.

– foi um delírio momentâneo.

– conta outra.

– mas quando você engravidar, você vai ver, vou ser tranquilo. 

– aigo – falei – vamos fazer uma aposta, se você ficar tranquilo eu te dou o que você quiser, e se acontecer o contrário, você faz o que eu quiser. 

– tudo bem, fechado – apertamos as mãos. 

Chen apareceu com um sorriso no rosto.

– o Matteo nasceu – ele falou e eu pulei da cadeira.

– aaah parabéns – dei um abraço e depois Minseok o abraçou.

– como ele é ?

– é a minha cara – Jongdae disse.

– que azar.

– Minseok – dei um tapa nele. 

– de qualquer forma, as visitas só amanhã !

– não tem problema, eu venho amanhã ficar com ela.

– depois eu mando a foto. 

– tudo bem.

Eu e Minseok fomos para casa, e eu e ele viemos conversando sobre o Quon e o nosso casamento que está marcado para daqui á 3 meses, eu estou nervosa para um caramba, mas vai dar certo eu espero, sobre o Quon, espero que dê certo, nós sempre vamos o visitar no orfanato e ele já nos chama de pai e mãe, eu adquiri um amor por ele que eu não quero que acabe, por isso eu espero que a adoção seja aceita.

3 meses depois

Eu estava no quarto, terminado de me olhar no espelho, meu vestido era sereia, rendado, com brilhos nele e a manga longa, as costas eram nuas, o buquê tinha rosas brancas e o da decoração do casamento eram vermelhas. 

Eu estava tão nervosa, eu não queria cometer nenhum erro ou coisa do tipo, eu só espero que saia perfeito por que eu quase não dormi ontem a noite. 

– Amiga, fica calma – Marina disse, ela estava junta comigo, segurando o Matteo que estava quase completando 3 meses.

– Eu não consigo, eu estou quase me casando – a olhei – pensei que eu nunca iria mas o milagre pousou em mim.

– então, esse é o motivo para ficar alegre, pensa só, vocês se mudaram e estão em um apartamento maravilhoso, vocês tem a guarda do Quon e vão ir viajar para a lua de mel.

– falando nisso, eu nem sei para onde eu e o Minseok  vamos.

– como assim ?

– ele que organizou isso, disse que queria fazer uma surpresa.

– que excitante – Marina riu – não se preocupa, eu e o Chen vamos cuidar do Quon direitinho, aliás é só uma semana fora.

– isso mesmo. 

Meu pai entrou e sorriu quando me viu, era a primeira vez que eu o via usando terno.

– você está lindo pai.

– e você parece uma princesa – ele sorriu – a mulher disse que está quase na hora. 

– é melhor eu ir, vai dar certo amiga – Marina me abraçou e eu sorri.

Eu e meu pai fomos para a porta, que quando fosse aberta, iria dar de cara com o Minseok.

Eu escolhi uma decoração bem rústica, com um arco de flores no altar, velas - já que estava escurecendo - algumas luzinhas nas árvores. 

Foi quando escutei a música de casamentos e segurei firme no braço do meu pai.

– pai, não me deixa cair – falei baixo

– nunca.

Assenti e a porta foi aberta. Senti os olhares para mim, mas eu só estava focada na pessoa que eu via na minha frente, meu futuro marido, Kim Minseok. 

Eu sorri para ele, assim como ele sorriu para mim, me segurei para não chorar naquela hora. 

Meu pai me deixou no altar com um abraço apertado e eu fiquei frente a frente com o xiumin, o pastor, falou as palavras clássicas que se devem fazer em casamentos.

– podem trazer as alianças – ele disse e eu e Minseok olhamos para o lado, era o Quon que trazia elas, ele estava tão fofo, com um terninho e andando devagar para não derruba-las, é impossível conter o sorriso.  

Ele nos entregou e recebeu um beijo meu e do seu pai, e depois nos olhamos de novo.

– podem dizer os votos.

Minseok iria começar.

– Eu só gostaria de agradecer por ter ido para a entrevista de emprego naquele dia, e também agradecer por você ter sido a minha única opção de contratação, se não fosse por isso, nunca teríamos ficado juntos, você não teria ido morar comigo, e não teríamos ficado na festa da empresa, agradeço pelo meu destino e agradeço a você por não ter me ignorado pelo meu senso de humor na época – sorri – obrigado por ter ficado do meu lado em tempos difíceis, eu amo você.

Ele colocou a aliança em mim, e agora é a minha vez de falar os votos.

– Já que você agradeceu, eu também farei isso, agradeço por Deus ter me dado paciência para aguentar você naquela época, talvez eu deva agradecer pela minha meia rasgada, sei que reparou nisso, talvez eu deva agradecer ser dispensada do apartamento por que assim eu fui morar com você e rolou nosso primeiro beijo. Agradeço por mesmo passando por dificuldades, você nunca desistiu de mim, é por isso que eu te amo tanto.

Coloquei a aliança nele e sorri.

O casamento foi chegando ao fim, e depois começou a festa, todos já vieram nos cumprimentar.

– com licença noiva mais bonita do mundo – senti alguém tocar meu ombro e quando me virei dei um sorriso.

– Tae, eu não acredito – o abracei forte – como conseguiu vir.

– tive que fazer algumas coisas adiantadas da faculdade para conseguir vir – ele sorriu – está tão linda.

– você tá lindo também, viajar fez bem a você.

– pois é, mas e aí, já tem planos para o futuro ? Eu soube que adotou um garoto.

– é, o Quon, longa história, depois eu te conto melhor.

– de qualquer forma, estou feliz por você, seus pais vieram ?

– sim, estou ali – apontei – conversando com seus pais.

– vou lá falar com ele – ele me deu um beijo na testa.

Ele saiu e Minseok se aproximou.

– Olá, sra.Kim – ele me deu um beijo.

– Olá, sr.kim – sorri – pode me falar para onde vamos viajar ?

– só quando chegarmos no aeroporto.

A festa foi demais, teve muita dança e pessoas se divertindo, nos despedimos de Quon, que foi para a casa da Marina, ele ia passar uma semana lá, enquanto iamos para nossa lua de mel.

Passamos por casa para descansar um pouco, o voo era de manhã cedo, então precisávamos sair de casa daqui a pouco.

Tomamos banho, descansamos e fomos direto para o aeroporto.

– tudo bem, agora me fala – eu disse enquanto esperávamos o avião – para onde iremos ?

– eu pesquisei alguns lugares e o que eu decidi que iríamos para Koh phi phi, Tailândia.

– mentira.

– sério – ele sorriu quando eu dei vários beijinhos nele – tive que escolher o local perfeito para você.

– é por isso que eu te amo – sorri e dei um beijo nele.


Notas Finais


Meu perfil : @Ohyixingmin


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...