História Meu Ginecologista - Capítulo 37


Escrita por:

Postado
Categorias Justin Bieber
Visualizações 101
Palavras 2.643
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa Leitura ❤

Capítulo 37 - Aeroporto


          Assim que ele parou na entrada do aeroporto eu desci conferindo se não deixei nada no carro. Aquilo estava um delírio, eu me perderia fácil aqui, na realidade já estou perdida.

Justin disse que sairia pelos fundos, então lá fui eu a procura da sua van que estava na parte de trás do aeroporto. Que lugar assustador gente, só tinha carros e mais carros, nem uma alma viva no lugar, por incrível que pareça. Avistei uma van no meio daquele mundo de carro e andei em sua direção. Conferi a placa e sorri indo até a janela, dando duas batidas.

- Pois não - um homem todo de preto disse sério em inglês, acho que era segurança, confesso que fiquei com medo.

- Boa noite, eu sou Gabrielly, namorada do Justin. Vim fazer uma surpresa para ele e preciso esperar ele aí dentro - disse com o maior medo, me arrependendo em seguida.

Como assim "boa noite, eu sou namorada do Justin, vim fazer uma surpresa para ele e preciso esperar ele aí dentro" gente que merda, sentia vontade de me matar por ser tão otária, estava com vergonha de mim mesma.

- Aham, sei. Todas são - disse dando risada, com os seus companheiros que só notei agora.

- Estou falando sério - disse de cara fechada, irritada pela risada deles.

- Moça, é o seguinte. Você tem provas ? Se não pode ir embora - falou sério.

- É claro que tenho - disse pegando meu celular, indo na galeria - Olha aí.

Dei meu celular na mão dele que foi passando as fotos. Ele deu risada e me entregou o celular.

- Olha, Gabrielly não é mesmo ? Qualquer um faria essas montagens. Se me der licença, daqui a pouco ele chega e eu não posso ficar destruído com você - me olhou torto.

- Ok, você pediu - disse discando para o número do Justin.

Coloquei no viva voz e dei meu RG para o moço que relutou em pegar, mas eu larguei na mão dele. Depois de 3 toques ele me atendeu.

- Oi Gaby, já cheguei - Justin disse abafado.

- Diz meu nome e sobrenome - encarei o moço que me olhava com os olhos arregalados.

- Por quê ? - perguntou confuso.

- Só fala Justin - revirei os olhos.

- Gabrielly​ Bradley - disse rápido - Gaby, preciso desligar, estou indo para a van, e vou passar pelas minhas fãs agora.

- Tudo bem, era só disso que precisava - encerrei a ligação tirando o meu RG da mão do homem - Precisa de mais provas ?

O homem me olhou e olhou para os seus amigos em seguida, cochichando algo. Dei uma risada falsa revirando os olhos.

- Pode entrar - disse fechando o vidro e a porta se abriu sozinha.

Entrei e me sentei no fundo da van, coloquei as bolsas e sacolas no banco, arrumando o Gustavo no meu colo. Guardei o RG junto do celular na bolsa do Gus, que chupava o dedo.

Uma movimentação estranha surgiu do nada ao lado da van, e a porta foi se abrindo, os seguranças saíram da frente e correram até que eu acho ser os meninos. Levantei as pernas apoiando no encosto da frente e me encolhi no banco, as malas foram guardadas e o porta malas fechados. Logo em seguida os meninos começaram a entrar, mas nenhum sentou nos fundos. A van saiu em alta velocidade.

- Mano, quase fiquei pelado - Chaz disse enquanto tentava regular a respiração.

- Que loucura, Justin, como aguenta isso ? - Chris disse do mesmo modo que Chaz.

- Já estou acostumado - disse normal, rindo.

- Meu, toda vez é assim, preciso entrar na academia logo - Ryan disse rindo.

- Mas, elas são gatas, mano do céu, vou me acabar - Chaz como sempre, só pensa em mulheres.

- Tenho que concordar - Ryan disse rindo sendo acompanhado de Chris.

- Tem que saber escolher também - Chris se pronunciou - As vezes é bonita mas só Deus na causa, da até dor de cabeça.

- Gente, eu vi cada mulher naquele aeroporto, que só Deus, Brasil nunca decepciona - Justin disse e eu sentei direito.

- É mesmo Justin ? Me conta mais - disse cínica.

Deveria ter gravado, ele deu um pulo tal grande que a cabeça dele bateu no teto, minha vontade de rir era grande, mas permaneci séria.

- Ih Dude, se ferrou - Ryan disse rindo.

- G-gaby, como entrou aqui ? - perguntou gaguejando.

- Com as minhas pernas.

- Está aqui desde quando ? - me encarou confuso.

- Desde que entraram. Me explica essa história aí, como assim Brasil nunca decepciona ? - era curta e grossa.

- É Justin, explica aí - Chaz disse pondo fogo.

- É claro amor, olha como você é linda - disse com o maior sorriso.

- Olha como é safado, inventa na cara dura mano - Chris gargalhou e eu arquei uma sombrancelha.

- Amor, não escuta eles pelo amor de Deus - disse com os olhos amedrontados e meu corpo entrou em uma paralisia​, sorrindo que nem otária.

- Gaby, ele disse no avião que só ia pegar as morenas do bundão - Chaz disse rindo.

- É claro, a Gaby, vocês não entenderam - disse na defensiva fuzilando os meninos.

- Repete Justin - disse ainda sorrindo e ele me encarou confuso.

- O quê ? É claro, a Gaby, vocês não entenderam - disse ainda confuso.

- Antes disso - neguei com a cabeça.

- Amor, não esc - parou no meio da frase, vendo o que falou e eu sorri.

- Awnt, vem aqui - sorri.

- Ah não, tão fácil assim Gaby ? - Ryan comentou me fazendo rir.

- Cala a boca Ry- Justin parou de falar quando se jogou no meu lado - Aí meu Deus - gritou assustando os meninos.

- O quê ? Ela está pelada - Chaz e os meninos se jogaram no banco da frente.

- É o meu sobrinho - Chris gritou e eu ri.

- Seu não, nosso - Ryan consertou rindo.

- Ele é lindo - Chaz disse.

- Meu lindo - Justin murmurou.

- Pega - sorri levantando o Gus.

- Não, e se eu machucar ele ? - perguntou com medo.

- Claro que não vai, você já pegou os seus irmãos - sorri calma.

- Sim, isso mesmo. Meus irmãos, não filhos.

- Pega logo - disse colocando o Gus delicadamente em seus braços.

Queria guardar aquela cena pra sempre num potinho, ele estava tão lindo. Gus sorria todo feliz, não poupava a gargalhada para as palhaçadas do Justin,e eu estava mais boba que tudo.

- Awnt, que momento mais família - Chaz disse quebrando o clima.

- Gaby, como entrou aqui ? - Justin me olhou confuso.

- Com muita vergonha eu consegui fazer o seu segurança me deixar entrar. Mas quando falo vergonha é vergonha mesmo ! - disse sentindo minha bochecha esquentar.

O assunto morreu ali. Eu apenas observava aquela cena maravilhosa que acontecia na minha frente, Justin estava vidrado no filho e eu nele.

- Justin, como a Gaby vai sair do carro com a gente ? E o Gus ? - Ryan chamou a nossa atenção.

- Puts, verdade. Precisamos trocar ela de carro - disse sério, me encarando.

- Senhor Justin, lamento mas não vai dar, estamos sendo seguidos por paparazzis - o segurança que eu conversei mais cedo disse.

- Puta merda, e agora ? - Justin encarou os meninos.

- Não sei Bro, já era - Chaz disse negando com a cabeça.

- Pega ele - Justin me estendeu a criança e eu logo peguei - Ruben, avisa os seguranças para que façam uma barreira na entrada da garagem. Não é para deixar ninguém entrar, nem pessoas muito menos carros.

- Sim senhor - disse sério pegando o rádio em seguida.

- Alô - Justin disse chamando minha atenção - É da recepção ? Preciso que não permitam a entrada de nenhum paparazzi, e bloqueiem a entrada do estacionamento coberto. Ah também preciso que o elevador esteja livre - dizia rápido - Sim, isso. Justin Bieber, isso - revirou os olhos e desligou o celular.

Peguei a bolsa com as coisas do Gus e a minha, colocando no ombro.

- Gaby, passa pra frente, você vai descer e correr pro elevador, aperta o último botão e pode entrar no apartamento que logo em seguida eu e os meninos vamos - disse me entregando um cartão que eu suponho que seja do apartamento.

Assenti com a cabeça concordando e me preparei para correr.

- Deixa as bolsas, eu levo. Se concentra em correr e não se machucar nem machucar o Gustavo - disse sério e eu dei as bolsas para ele.

Entramos na garagem e a van desceu para o estacionamento coberto. A entrada do hotel estava caótica, tinha muita gente na rua e eu estava assustada. Assim que a van parou eu entrei em alerta. A porta se abriu e eu desci com cuidado, correndo até o elevador que se encontrava com a porta aberta e apertei o último botão com número, Chris e os meninos vieram atrás com as coisas do bebê e a porta se fechou, deixando o Justin para trás.

- Ue, por que vocês estão aqui ? Por que o Justin ficou ? - encarei eles confusa.

O combinado era eu correr, não os meninos virem junto e deixar o Justin.

- Ele vai passar no saguão para dar atenção aos fãs e depois vem, é sempre assim - Ryan disse depois de respirar fundo.

Ia falar algo mas fui interrompida pelo choro do Gus, que se mexia incomodado, olhei confusa para ele que aumentava o choro a cada segundo. Apalpei sua frauda sentido que estava pesada, deve ter feito xixi.

- O que foi Gaby ? - Chris me olhava atento assim como os meninos.

- Acho que fez xixi - disse com o cenho franzido.

- Aí, que susto - Chaz disse assim que o elevador parou.

Fui até a única porta ali e encostei o cartão, vendo a porta se abrir. Entrei olhando tudo de boca aberta, era tudo muito bonito, era muito grande e espaçoso, muito bem decorado e confortável, ao mesmo tempo que era luxuoso era simples. Queria olhar mais mas o Gus estava ficando vermelho de tanto chorar, então coloquei ele no sofá e chamei o Ryan para ficar brincando com ele.

- Não resolve, ele não para - Ryan disse com medo depois de um tempo.

- Calma Ryan - disse rindo.

Abri o macacão e o body, tirando as fitas da frauda vendo que além de ter feito xixi ele tinha feito cocô também. Coloquei um plástico embaixo dele e tirei a frauda, peguei os lenços umedecidos e comecei a limpar ele, que parou de chorar e ficou encarando o Ryan. Finalizei tudo passando a Hipoglós nele e colocando uma frauda nova, vestindo sua roupinha novamente.

- Viu, era só isso bobo ! - disse para Ryan que respirava aliviado.

- Ainda bem que era só isso - se levantou pegando o sobrinho no colo.

Fechei a frauda suja com os lencinhos sujos dentro e joguei na sacola que estava embaixo do Gus, levando para o lixo do banheiro. Lavei a mão e voltei para sala, me deitando no sofá com a cabeça no colo do Chris.

- E aí galera, conta as novidades - me sentei encarando eles - Falando nisso nem abracei vocês !

Me levantei do sofá abraçando cada um - menos o Ryan que estava com o Gustavo no colo -, bem apertado.

- Ah, nenhuma. Nós fomos em várias festas mas ninguém quer desencalhar - Chaz disse e eu ri.

- E você Gaby, conta as novidades - Chris me olhou atento.

- Fui em umas festas também e acabei de concluir o ensino médio - disse animada.

- Que delicia, então ano que vem fica mais velha - Chris disse e eu ri.

- Gente, eu quero comer - disse fazendo uma careta.

- Nossa, nós também estamos com fome - Ryan se pronunciou e os meninos concordaram.

- Então vamos ver o que tem na cozinha - me levantei com eles vindo atrás.

Abri os armários dali e achei os mantimentos, peguei dois pacotes de macarrão e duas massas de tomate. Peguei os temperos e coloquei duas panelas no fogão, uma com água e outra com óleo. Liguei o fogo da panela com água e fui fazer o tempero, cortei o alho e joguei na panela com o óleo, acendi o fogo e esperei o alho ficar dourado, cortando a cebola e jogando na panela, junto com os temperos. Coloquei óleo na água que estava fervendo e coloquei os dois pacotes de macarrão.

- Gaby, quando vamos conhecer sua família - Chaz disse chamando a minha atenção.

- Quando vocês quiserem, é só falar que eu levo vocês - sorri na sua direção e desliguei o fogo das duas panelas.

Peguei um escorredor e fui pegar a panela com os panos de prato, mas fui impedida.

- Deixa que eu pego - Chris disse tirando os panos da minha mão e pegando a panela, despejando todo o conteúdo dentro do escorredor.

- Obrigada- sorri para ele que se afastou.

Liguei a torneira deixando a água cair no macarrão para esfriar. Liguei o fogo de novo para esquentar o molho e desliguei a torneira, pegando o escorredor e sacudindo, deixando a água sair.

Fui colocando de pouco em pouco para misturar tudo muito bem, e assim que terminei peguei dois queijos ralados e deixei em cima da mesa, pegando os pratos, talheres e os copos colocando cada um em um lugar na mesa. Coloquei a panela no centro da mesa em cima de um apoio que tinha para não estragar a mesa.

- Vamos comer - disse animada.

- Eu ouvi comer - Justin entrou na cozinha nos assustando.

- Sim, ouviu - disse sentando, depois que me servi.

- Gaby, ele dormiu - Ryan sussurrou.

- Vamos colocar ele na cama - disse me levantando.

Entrei no quarto de hóspedes e pedi para o Ryan colocar o Gus deitado de lado, arrumei os travesseiros formando uma barreira em volta dele para que ele não caísse e saímos do quarto deixando a porta entre aberta.

- Justin para de paranóia meu, confia nela - Chaz dizia irritado.

Entrei na cozinha com o Ryan e o Justin nos olhou de cima a baixo, olhei ele sem entender e virei para Chaz, que agora comia em seu canto. Eu nunca vi o Chaz irritado como agora, ele é sempre de boa, vive rindo ou sendo irônico.

- O que aconteceu ? - perguntei me sentando ao lado do Justin.

- Nada Gaby, vamos comer - Chris murmurou e eu dei de ombros, achando aquilo muito estranho.

- Gente, vou mostrar como nós comemos aqui no Brasil. A gente não come só o macarrão, nós colocamos o queijo ralado por cima - disse mostrando o pacote que ainda estava fechado. Abri o pacote - Aí você coloca em cima do macarrão o quanto você quer e pronto - disse rindo.

- Fica bom ? - Chaz se pronunciou.

- Muito, fica maravilhoso - disse sorrindo - Experimenta, coloca só um pouco e come.

Eles se entreolharam e colocaram um pouco, experimentando, sorrindo em seguida.

- Mano isso aqui é uma delícia - Chaz gritou colocando mais em seu prato.

- Gaby, como não nos apresentou isso antes - Chris dizia empolgado.

- Gente, isso aqui melhorou uma coisa que já era maravilhosa - Ryan disse e eu ri.

     - Nada mal - Justin disse sem dar muita importância.


Notas Finais


Desculpa os erros bebês. Queria avisar que vou editar os primeiros capítulos, tem muitos erros e eu estou muito envergonhada, obrigada por terem me acompanhado até aqui, pois eu não iria ler nem o primeiro capítulo, então vou demorar um pouco para postar outro bebês. Bom, queria dizer que estou muito feliz, muito mesmo, com os comentários, e vou fazer de tudo para continuar postando mesmo corrigindo os outros capítulos. Bom gente, até outro dia, amo vocês ❤💞.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...