1. Spirit Fanfics >
  2. Meu grande herói >
  3. Mas por que eu?

História Meu grande herói - Capítulo 13


Escrita por:


Notas do Autor


oi meus pudinzinos de ilusão!!

Capítulo 13 - Mas por que eu?


s/n on

- O QUE!?

olhei o video inteiro e era basicamente, o kai xingando a Anne por ter me batido naquele dia e ainda por cima dizia pra ela que me amava

-Me manda o video

Dc- o que você vai fazer?

- só me manda [email protected]

ela me mandou e eu fui atras do kai onde eu sabia exatamente onde ele estava, no refeitório. e como sempre ele estava com os meninos e muitas meninas em volta.

-saiam!

disse para as garotas e elas me deram espaço.

kai - oi pequena!

-explique isso! AGORA!

coloquei meu celular, aberto no video na parte que ele dizia que e amava, em cima da mesa

kai - então s/n... eu... não sei como te falar isso mas...

-para, não termina a frase, eu já se. e você não pode! não pode fazer isso! não pode sentir isso, não por mim.

Bg- iii galera bora vazar daqui por que o casal precisa conversar.

-não. não precisam sair, eu já disse tudo o que eu precisava.

saio dai com os olhos marejados indo em direção do único lugar em que sabia que nunca teria ninguém, o terraço.

flasback on

3 anos antes...

eu estava em meu quarto, como sempre, mas pensando no que havia acontecido hoje.

hoje na escola, um garoto, meu crush tinha dito que gostava de mim. ouço alguém bater na porta.

-pode entrar.

minha mãe(pelo o menos na época eu achava que era) entra.

mãe - oi filha como foi a escola?

-mãe foi ótima! não tinha como ser melhor!

ela ficou séria

mãe - qual motivo da felicidade?

- aquele meu crush, sabe mãe? ele disse que gosta de mim.

mãe- me escuta s/n. você tem que parar de ficar feliz com isso.você tem que entender isso enquanto é nova.você é feia, gorda e sempre será assim, pessoas desse jeito, nunca vão ter alguém que as amem de verdade, você não puxou mim, não é bonita. 

olhei pra ela com os olhos cheios de lágrimas.

escutamos barulhos vindos do lado de fora do quarto, e provavelmente era meu pai( adotivo) chegando mais uma vez, e pelo o jeito brigaria com a minha mãe de novo.

horas depois

a algumas horas atrás,meus pais brigaram de novo e dessa vez, meu pai bateu na minha mãe e agora estamos no hospital. bem... a médica já me chamou pra falar comigo e disse que é possivel que minha mãe não sobreviva, e que eu podia ve-la quando achasse que estava pronta e agora lá vou eu.

bato na porta de leve, abro a mesma e vejo minha mãe deitada na cama, ela abre os olhos devagar e força um sorriso

-mãe...

vou até ela e me sento na bera da cama

mãe - filha... eu já sei que talvez eu não vá resistir, ma seu quero que você saiba que você é adotada.

chorei e olhei pra ela que continuou a falar

mãe - tudo o que eu te disse hoje, é mentira, tu é linda, e perfeita, só por favor, me prometa que você não vai se envolver com ninguém, só vai fazer isso quando tiver certeza de que ssa pessoal nunca irá te machucar.

eu assinto e escuto os aparelhos apitarem, os médicos entram correndo no quarto e me tiram dali, eu já sabia o que tinha acontecido, minha mãe havia morrido.

flashback off

eu fui até a bera da sacada e me sentei na mesma chorando, escuto a porta ser aberta, olho pra trás e vejo Anne, que entra e fecha a porta.

Anne - cala a boca s/n. 

fico calada só a observando.ela vem  caminhando até mim.

Anne- você me tirou tudo o que era de mais precioso pra mim s/n, e agora você vai pagar, vai pagar, tu se sente não é mesmo? mora com os 5 garotos mais lindos do coégio, tem um vida confortavel, mas é uma imunda! por que foi abusada, muitas pessoas tem pena de você, mas eu, vejo a verdade, a verdade de que isso só te aconteceu por que tu é imunda! uma pessoa horrivel e que mereceu isso

olho pra ela que caminha em minha direção chegando mais e mais perto.

Anne- o que será que vai me acontecer se eu fizer isso?

ela me dá um murro no estômago me fazendo cair no chão e logo após me chuta.

Anne- opa, me desculpa, eu não te vi ai

ela diz irônica e me dá varios outros chutes e socos. eu estava no chão atordoada com tudo quando vejo a porta ser aberta mostrando Dun Sun, Sanchai e Cha.

Ds - EU JÁ NÃO TE DISSE PRA PARAR DE MEXER COM A MINHA GAROTA SUA [email protected]!

Dc - amais você vai ver só!

Cha e sanchai vão até ela e começam a bater nela que revida bastante.

Sun vem até mim, me coloca sentada e me abraça, eu começo a chorar. um monitor da escola entra e olha toda aquela briga.

M( monitor) - mas o que é isso? pra sala da direção todos vocês agora!

e lá vamos nós... 

na direção...

D(diretor) - alguém pode me explicar isso?

Ds - chegamos no terraço e vimos a Anne batendo na s/n!

Sc - e lógico que não iamos deixar nossa amiga apanhar e batemos nela.

D - s/n, isso é verdade?

eu que ainda estava chorando,respiro fundo e começo.

- eu fui ao terraço para respirar um pouco e a Anne entrou e começou a falar umas coisas pra mim e me bater, dai os três chegaram e as duas bateram nela enquanto o Dun Sun foi me ajudar

Anne- É MENTIRA! EU NÃO FIZ NADA PRA ELA! EU ESTAVA LÁ PRIMEIRO E ELA QUE COMEÇOU A FALAR COISAS PRA MIM!

D - Anne acalme-se! vou verificar as cameras e ver quem está mentindo.

ele olha as cameras e a verdade você já sabe.

D - Anne você está suspensa, e quanto a vocês, Sanchai e Dung Cha ficaram na detenção , o Dun Sun irá levar uma advertencia que deve ser assinada pelos seus pais e a s/n só sai daqui com seus tutores.

- posso ir chama-los então?

D-vá, mas volte!

sai da sala e recebi muitos olhares, entrei na minha sala de aula e disse que precisava falar com o kai, e que eram assuntos da diretoria.

kai - o que foi s/n? e por que você saiu daquele jeito?

-... só vem.

voltamos para a direção.

D - heuningkai, assine aqui e vocês estão liberados para ir para casa.

ele assina e saimos da sala indo pra casa.

quebra de tempo

o caminho todo foi quieto, e quando chegamos em casa eu ia direto pro banho e o kai me chama

kai - s/n, precisamos conversar

respirei e fui até ele

-sim??

kai - por que você fez aquilo hoje mais cedo?

-é que... eu não posso me envolver com ninguém, foi uma promessa

kai - promessa pra quem? se você não quiser ou não gostar de mim eu entendo.

-não é isso é que eu prometi a minha primeira mãe antes dela morrer que só iria me envolver com quem me amasse de verdade.

kai - mas eu te amo de verdade! 

-por que eu\; eu só sou uma garota gosta, feia e com uma história triste de vida!

kai - não! isso é o que você vê! eu vejo um agarota linda, com um corpo perfeito e que mesmo que tenha passado muitas dificuldades, está sempre sorrindo! me dá uma chance e vou te fazer sentir a pessoas mais especial do mundo!

me emociono, eu nunca tinha ouvido algo tão lindo.

kai - e então?

vou até ele, seguro seu rosto de leve e o beijo, o beijo como se eu fosse a ultima vez que eu faria isso. paramos sem ar e ele me olha.

- só por um mês! só isso! e depois eu pensarei.

kai - então é um sim?

-sim!

ele sorri e me beija de novo.

 

 

 

 

continua...

 

 

 

 


Notas Finais


oi amoresss, então, eu tava pensando aqui, vocês acham que eu devo continuar? pq sei lá, eu sinto que vocês não gostaram muito...
então só vou soltar cp depois da opinião de vocês
bjss


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...