1. Spirit Fanfics >
  2. Meu grande sonho >
  3. Nada vai mudar

História Meu grande sonho - Capítulo 11


Escrita por:


Capítulo 11 - Nada vai mudar


Jared acorda com seu loiro dormindo terno em seu peito tão másculo mas ao mesmo tempo tão sensível e romântico, Jared podia olhar seu " velhinho" lindo dormir por horas, amava tanto ele, suas sardas, as ruguinhas de seus olhos que davam um ar de maturidade sem o envelhecer demais, seu cheiro doce e levemente amadeirado, sua boca bem desenhada rosa e carnuda, podia olhar cada detalhe dele e suspirar de amor em seguida, incrível como para o amor não existe idade, não existe sexo, condição social, nada, pensando nisso é despertado pelo toque do seu celular que atende rapidamente pra não acordar seu homem, se afastando rapidamente dali e indo atender no banheiro.

-alô. Diz abrindo a boca sonolento.

-alô, filho? Diz a voz que Jared conhecia bem.

-pai, se ligou pra reclamar deu ter vindo ou me fazer voltar perdeu seu tempo. Diz já querendo desligar.

-não é isso filho, eu só liguei pra avisar que tô indo aí com sua mãe, ela e eu queremos conhecer onde você tá e saber se  você tá bem mesmo. 

Jared POV:

Essas palavras me causam uma onda de medo misturada com adrenalina, certamente perguntariam porque ainda moro com meu diretor e eles não podiam saber de nada, não AINDA, eu precisava achar a maneira certa de falar isso pra dois ogros conservadores da roça como meus pais...

-alô? Diz meu pai me tirando do transe.

-pai, eu não sou mais criança pra vocês virem aqui ver se eu "tô bem". Digo fazendo aspas no ar como se ele fosse ver.

-sabemos disso filho, só queremos fazer uma visita sua mãe tá com saudade. Essa última frase me pega de geito, eu realmente não podia dizer não pra isso...

--tudo bem, mas quero que saibam que tô morando com meu diretor e preciso perguntar pra ele se vocês podem ficar aqui. Finalizo.

--ainda tá morando com ele? Sua mãe me falou e tudo bem, pretendemos passar só um dia mesmo, fala com ele e me retorna depois tá? Diz e eu reviro os olhos consentindo relutante.

Volto pro quarto e me deparo com Jensen sentado na cama com carinha de sono.

-oi amor. Digo dando um selinho nele.

-oi amor, onde estava? Acordei e meu garoto não tava aqui dormindo comigo. Diz fazendo biquinho e eu rio mordendo seu bico.

-tava no banheiro, meu pai ligou. Digo baixando a cabeça.

---e ele falou o que?, Ele não foi grosso com você denovo né? Diz preocupado.

--não, pelo contrário ele foi muito educado, mas disse que vai vir me visitar. Digo franzindo a testa.

--tudo bem Jay, não tem problema seus pais virem te visitar na minha casa, aliás nossa casa. Diz sorrindo.

--mas eles não podem saber de nada ainda Jen, preciso achar o geito e a hora certa de contar pra eles tá bem? Digo e ele virá os olhos bufando.

--tudo bem, fazer o que né? Diz e eu rio  baixinho da sua cara manhosa.

--jen, me promete que mesmo que meu pai não aceite você não vai se separar de mim e que nada vai mudar? Digo acariciando sua nuca.

-nunca amor, nunca me separaria de você por nada nesse mundo. Ele diz e eu sorrio lhe dando um selinho...

Tomamos café e fomos pro trabalho, seria mais um dia longo e cansativo e apesar de amar meu trabalho eu amava mais estar em casa com Jen, porque lá podíamos ser nós mesmos sem nos esconder de nada nem de ninguém...

Jared não sabia mais seu pai estava  meio desconfiado de algo, Jared passou semanas sem dar notícias nem com seus amigos falava mais e quando falava logo dizia que tava ocupado e retornava depois...

A noite....

Eles chegam em casa exaustos, foi um longo dia de gravações, insaios e mais entrevistas, a estreia tinha sido um sucesso e já estava entre os tópicos mais falados do país causando recorde de audiência em anos pra emissora, Jared joga seu palitò no sofá e deita sobre o mesmo Jen vai pro banho jogando suas roupas pela casa afoito, ele tava cansado mais doido para amar seu garoto e ser amado por ele, Jared pega seu celular e repara em várias mensagens dos seus amigos perguntando porque não dá notícias a dias, ele apenas responde que anda muito ocupado encaminhando a mensagem pra todos e vai até o banheiro onde Jen toma a banho, podia sentir o cheiro do seu corpo misturado com o cheiro doce do sabonete, doce igual seu cheiro, cheiro esse que embriagava Jared despertando suas maiores fantasias.

-oi amor, você tá aí? Diz Jen o olhando entrar no banheiro tirando a roupa apresado.

-eu vim tomar um " banho" com você. Diz sorrindo malicioso e em seguida roça seu membro ereto no bumbum do loiro que arqueia as costas pra trás e geme baixinho, Jared suga seu pescoço arrepiando Jensen por completo, amava aquilo, amava tê-lo em seus braços tão entregue, ele o virá pra um beijo urgente e cheio de paixão enquanto acariciava suas nádegas, Jen acariciava seus cabelos e seu membro pulsante, se separam ofegantes e Jared se preparou para penetralo enquanto a água escorria por seus corpos, em minutos gozam juntos como sempre faziam e Jen cai com as pernas bambas em seu peito, o cheiro de sexo, o olhar de amor e luxúria em seus olhos verdes quando o penetrava era incrível e não deixaria ninguém estragar isso....



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...