História Meu Guardião - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias Inuyasha
Personagens Rin, Sesshoumaru
Tags Drama, Hentai, Inuyasha, Rin, Romance, Sesshoumaru
Visualizações 100
Palavras 1.406
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oii pessoal, novamente desculpem por demorar tanto, mas vou compensar vocês com um capítulo que sei que todos irão amar *0*

boa leitura~~

Capítulo 15 - Agora mulher!!


Fanfic / Fanfiction Meu Guardião - Capítulo 15 - Agora mulher!!

Narração autora On~~

Após falar com Takashi, Sesshoumaru segue rumo aonde está agora SUA esposa, ele a olha de longe conversando com InuYasha e Kagome, então ele para e a fica olhando-a. Assim que Rin percebe seu amado ela vai rumo a ele.

_O que está fazendo ai?

_Te observando.- Ele diz ainda fitando o lugar que ela estava a pouco

_A é? porque?- Ela pergunta curiosa

_Apenas analisando o quão linda você está, e imaginando como ficará ainda mais linda sem essas roupas todas.- Ele diz então a fitando. Logo Rin sente suas bochechas queimarem por causa do comentário de seu amado, ela já está mais vermelha do que os detalhes de seu quimono de casamento. Ela abre a boca para o repreende-lo por um comentário fora de hora, ainda mais perto de tantos youkais que poderiam escutar mas nenhum  som sai de sua boca.

_Que foi? Ficou sem palavras?- Ele diz a olhando com um olhar perverso 

Rin estava petrificada, não sabia o que falar, nem como agir com aquele Sesshoumaru descontraído que estava a sua frente. Ele parecia outro youkai, estava até zoando da timidez dela. Logo Rin sai de seu "transe" quando escuta a voz de Mizure vindo em sua direção, ela rapidamente se recompõem para falar com sua amida, sim, agora ela e Mizure eram amigas. Mizure tanto ajudou Rin a entender tudo que se passava, ajudou com os preparativos do casamento e mais importante a fez ver que Sesshoumaru a amava de verdade mesmo sem falar. Então sim, ela a considerava sua amiga!

_Rin, como foi lindo!- Diz Mizuri abrindo os braços para envolver a amiga em um abraço caloroso

_O-obrigada, tudo graças a você MIzure- Diz Rin com um sorriso nos lábios

_Eu sei, eu sou uma ótima decoradora não é mesmo.- Diz Mizure colocando a mão na boca e dando um risinho.

_Realmente Mizure, tudo saiu melhor do que eu pensei.- Diz Takashi que chegou logo em seguida.

_Obrigado meu amor, bom. Eu vou me retirar já, já está muito tarde e todos os convidados estão indo embora.- Mizure chega mais perto de Rin e sussurra em seu ouvido com uma mão a frente, como se fosse para nenhum dos youkais escutar, o que era impossível pois eles tem a audição mais apurado do que a dos humanos.-_ Se eu fosse você eu também iria me retirar e aproveitar um pouco do pedaço de mal caminho que é seu MARIDO. 

_Mizure...-Diz a noiva mais vermelha que uma pimenta, ela ficou ainda mais sem graça pois sabe que Sesshoumaru escutou e Takashi também!!

_Ande Mizure, pare de azucrinar a pobre coitada, vamos deixa-los a SÓS.- Diz Takashi dando enfase ao "sós"

Logo todos os convidados já foram embora e agora encontram-se apenas Sesshoumaru e Rin no salão de festas completamente vazio

_Vamos Rin.- Diz Sesshoumaru a oferecendo o braço

_P-para onde?- Ela diz com timidez

_Para nosso quarto, vamos... descansar.- Ele diz cauteloso e ela cora, pois ela sabe que se tem uma coisa que eles não irão fazer agora, será descansar!

Ela apenas acena em concordância com a cabeça o deixa guia-lá. Ele abre a porta do quarto e antes dela entrar ele a levante no colo e entra, logo em seguida ele fecha a porta com o pé.

_Heey, o que está fazendo.- Diz ela rindo com a atitude do marido

_Eu sei que vocês humanos tem essa tradição.- Ele diz a colocando na cama.

Ela sorri e fica olhando-o, realmente ele a ama, ela pensa consigo mesma e da um sorriso maior ainda.

_No que está pensando?- Ele pergunta se abaixando em sua frente

_Nada, apenas estou feliz. E você, no que pensa?

_Em consumar nosso casamento várias e várias vezes.- Ele diz com um meio sorriso malicioso nos lábios e se aproxima mais dela, ficando entra suas pernas, como ele está de joelhos, ele fica na altura dela. Ela cora com o comentário e apenas espera o próximo passo dele.

Ele se inclina um pouco chegando próximo de seu ouvido:

_Eu quero a fazer mulher várias e várias vezes aqui neste quarto.- Assim que ele diz isso, ele desliza suas mãos pelo quimono de casamento dela e passando a mão suas pernas e coxas, fazendo uma massagem, ela solta um gemido de aprovação quando ele aproxima a mão de sua intimidade. Ele se levanta e a levanta junto, ele começa a desfazer o laço que tem em sua cintura segurando o quimono da mesma, ele joga o pano no chão e logo em seguida começa a beijar o pescoço de sua amada, enquanto ele vai descendo o quimono aberto pelo corpo com curvas perfeitas de sua esposa. Ele a beija com ternura e o beijo vai se aprofundando conforme o quimono vai caindo no chão. Quando ele cai por completo, ela tenta esconder suas partes, mas ele segura sua mão a impedindo.

_Não me prive de ver esse corpo que eu tanto desejei ver e não pude, quero gravar cada centímetro em minha memória.- Ele diz isso descendo seu olhar e pousando nos seios de Rin, ela cora um pouco mas quando sente a boca de seu amado sugando um de seus seios, ela deixa a timidez um pouco de lado para aproveitar dos estímulos de seu marido. Ela então agarra seus cabelos aprofundando mais a boca dele e arrepia a cada toque de sua língua quente e ágil. Ela geme de reprovação quando ele tira sua boca o deixa para seguir para dar atenção ao outro seio.

Após alguns minutos de seu marido o chupando, e lambendo seus seios, Rin se atreve a tirar a roupa de Sesshoumaru, ela também o desejava a muito tempo e queria retribuir as sensações de puro prazer que ele a estava proporcionando. O quimono dele cai por completo no chão se juntando ao dela, ele observa cada movimento de sua amada. Ela então olha para seu abdômen definido e impecável e vai descendo os olhos até pousá-los em seu membro que já estava bem "acordado", ela passa a língua entre os lábios e se agacha, mesmo nunca tendo feito isso, ela queria tentar, agradar seu marido, ela o pega meio sem jeito e começa a coloca-lo na boca, ele segura sua cabeça para guiar seus movimentos de vai e vem.

_Hmmm...- Ele geme enquanto ela aumenta os movimentos de vai e vem, dando um prazer imensurado a seu amado.

Ele a pega no colo e a coloca na cama, beija sua testa, sua boca e vai descendo, beija cada um de seus seios e segue rumo a sua barriga, quando Rin sente o toque de seus lábios chegando perto de sua intimidade ela arrepia, ele separa suas pernas um pouco e logo encaixa sua boca nos lábios baixos da sua amada, ele suga, passa a língua em movimento circulares, quando ele finalmente adentra sua intimidade com sua língua, Rin solta um gemido alto, ele continua sem tirar os olhos da face de sua amada, queria ter certeza de que estava-a proporcionando o máximo de prazer, quando ele sente ela se contrair, então ele aumenta os movimentos e ela chega ao épice.

Ele sobe de volta rumo a sua boca, e toma em um beijo quente, ele então se encaixa na entrada de sua intimidade, e ela fica tensa.

Ele chega em seu ouvido e sussurra docemente:

_Relaxa, vou ser o mais cuidadoso possível, e prometo a louca-la de desejo e prazer.

Após ele falar isso, ele suga o lóbulo de sua orelha e começa a penetra-la lentamente, ela geme de dor, quando ele está completamente dentro de sua amada ele para um pouco e espera um sinal para continuar, ele então sente a intimidade dela pulsar em aprovação, então ele começa com movimentos de vai e vem bem lentos e conforme a dor vai sumindo ele aumenta o ritmo com estocadas fortes e rápidas, o que faz Rin delirar de prazer. Após alguns minutos assim, ele a senta em seu colo para ela cavalgar, ele a ajuda com as mãos no movimento e alguns minutos assim os dois chegam ao épice junto.

Cansados e suados, ela se deita ao seu lado.

_Rin..

_Sim.- Ela o olha.

_Eu te amo.- Ele beija seus lábios 

_Eu também te amo.- Ela diz com um sorriso enorme nos lábios.

_Vem, vamos tomar banho.

Ele diz a puxando para o ofurô, e é claro que lá eles se amaram novamente, a noite inteira...


Notas Finais


Gente, desculpem, não sou muito boa escrevendo hentai, mas espero que vocês tenham gostado.
Comentem comentem e comentem sobre a noite da Rin e do Sesshy <3
Favoritem a fic.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...