História Meu Hibrido de gato- ChenSung - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Neo Culture Technology (NCT)
Personagens Chenle, Haechan, Jaemin, Jeno, Jisung, Mark, RenJun
Tags Chenle, Chensung, Híbrido, Jisung, Romance
Visualizações 78
Palavras 1.034
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


O que vocês fariam se Jisung desaparecesse?? Ficariam como Lele está?

Boa leitura amores♡

Capítulo 8 - Gatinho fujão parte 2


Fanfic / Fanfiction Meu Hibrido de gato- ChenSung - Capítulo 8 - Gatinho fujão parte 2

Os meninos procuraram por semanas o gatinho, e nada do mesmo ser encomtrado. Durante essas semanas o pequeno Zhong chorava pedindo para que Jisung voltasse, mas nada era atendido, pedira até mesmo para a estrela cadente. Queria poder abraçar Jisung,  o beijar, mimar e colocar em seus braços.  Com toda esta turbulência,  o menor chegou a ficar doentinho.

Os meninos estavam preocupados com a situação de Zhong, doia seus pobres corações o ver assim. O maior, Lee Minhyung tentava o animar com palavras de carinho e auto-ajuda, mas parecia que nada funcionava, nada alegrava a ChenLe.  O menor não comia direito, não saia, apenas para ir a faculdade, nada o motivava sem seu pequeno consigo.

- Meu amor, come...por favor- RenJun era o mais que estava sofrendo ali. Ele amava seu amigo, ele o tratava como seu irmão caçula. 

- Omo! RenJun eu não estou com fome, por favor...pode sair do meu quarto?- ChenLe lhe diz limpando as lagrimas.

- Eu sinto muito Lele, eu só quero que se sinta bem- RenJun suspira deixando o prato com morangos em cima da mesa, se aproxima do menor lhe dando um selinho em sua testa- Eu te amo meu irmão, não quero que fique mal, vamos acha-lo.

- Não precisa mentir para mim InJune,  esta bem...pode dizer a verdade, nunca vou ve-lo, não é?!- ChenLe o encara, com os olhos marejados. RenJun queria dizer que não,  que achariam Jisung e ChenLe ficaria bom de novo, mas era em vão,  o Chinês mais velho também não tinha esperanças. 

- Abra a boca- RenJun o ignorou vendo ChenLe abrir, colocou o conteúdo doce na boca de ChenLe,  que não tardou em engolir,  era o remédio para a febre que o doutor Choi pediu- ficará tudo bem, eu prometo- E ambos se abraçaram. 


- E aí? Como Lele está?- Mark perguntou se levantando da cadeira, RenJun havia saído do quarto de hospital.

- Mal, ele não quer comer as frutas que a enfermeira mandou.  E, me doi tanto o ver assim Mark! Ele é meu irmão de coração,  me machuca muito- Jaemin abraça RenJun que sorri com o ato.

- Vai ficar tudo bem Junnie- Jeno sorri.

- O médico acabou de dizer que Lele está se recuperando bem, e logo terá alta- DongHyuck dizia aproximando de todos abraçando Mark por trás. 

- Eu não vou ficar parado aqui vendo o Lele sofrer- Jaemin diz. 

- Como assim migo?- Jeno pergunta.

- Vou atrás de Jisung ué- Jaemin diz dando de ombros.

- Mas Nana, não achamos ele, como pretende continuar com isso? Não há mais esperanças,  acabou,  por que não aceita isso?- Mark diz irritado. 

- Porque eu amo o Lele, assim como RenJun! E eu não vou deixar o menino sofrendo,  quem quiser se voluntáriar a vir comigo, fique a vontade- Jaemin sorri e RenJun levanta a mão- ótimo! Uma alma boa nesse grupo- Jaemin encara Mark com raiva e puxa RenJun para o centro.

                      

        


                       ♡



Jisung estava em um beco qualquer, no meio de caixas de lixo.  Estava sujo, magro, com fome e assustado. Não deveria ter fugido aquele dia, ele não sabia o que estava fazendo agiu por impulso. Procurava algo no lixo para comer, acabou por encontrar um sanduiche. Estava quase o saboreando quando ouviu passos.

- Ora ora ora, se não é o senhor aberração de novo- um garoto ri.

- O que o cara mal que-quer co-com o Jisung?- Jisung dizia se arrastando para trás,  o garoto o pega o levantando.

- Adorei o apelido carinhoso idiota. Eu quero a grana, pedi que vendesse e quero a grana.

- Você entendeu o chefe, agora cadê a nossa grana seu merda- outro diz jogando um pedaço de pau sobre suas costas fazendo Jisung engolir em seco.

- Jisung não tem o dinheiro- O cara ri jogando Jisung no chão,  o menor geme de dor e o cara o chutara diversas vezes.

- Seu idiota incopetente! Burro! Não serve para nada, por isso te abandonaram!- isso deixava Jisung mal.

- pa-para, não machuca o Jisung!- O hibrido escondia sua cabeça em seus braços. 

- SOLTA ELE SEUS MERDAS!- Era RenJun. 

- E se eu não quiser?

- RenJun é com você- Jaemin diz e RenJun bate nos caras até ambos desmaiarem.

- Obrigado!- Jisung se levanta com dificuldade e abraça os meninos, RenJun o carrega.

- Vem pequeno, Lele está te esperando.

- Lele?....Lele....Ah ChenLe!- Jisung batia palmas.

- Você é tão adoravel Jisung- RenJun ria lhe entregando seu paninho favorito, o que Lele lhe deu.

- RenJun é tão bom pra mim, desculpa por sentir ciumes,  mas eu...

- Você ama o Lele né?- Jaemin ri- Tudo bem anjo, não precisa pedir desculpas,  os dois são apenas amigos,  como irmãos. - Nana explica.

- Desculpa Hyung Junnie- Jisung deita sua cabeça sobre o peito de RenJun. 

- Tudo bem meu anjo, não se preocupe ok? Eu amo outro alguém- RenJun encara Jaemin que o olha corado enrolando o cabelo.

- Vocês são lindos juntos - Jisung diz sonolento.

- Durma meu bem, você precisa ver o Lele 





Jisung entrou no quarto de seu dono chorando,  não sabia o que era aqueles tubinhos em ChenLe,  mas sabia que não era nada bom. Jisung ia lentamente até a cama de ChenLe,  pegou em suas maozinhas gélidas a apertando, se sentou na cama e o acariciou.

- Lele...Lele...não faz isso comigo, por favor,  Jisung te ama muito para você o deixar- Jisung segurava na outra mão seu paninho, uma toalinha onde levava para todos os lugares. 

- Eu te amo muito Lele,  demais...nunca senti isso por ninguém,  você é o primeiro e o último,  eu confio tanto em você Lele,  de verdade. Eu não quero te ver mal, então se ainda me ama, não desista da gente, por favor-  Jisung dizia aos choros. Deitado no peito de Zhong. Ele encarou o maior e depositou um selinho em seus lábios secos, por conta dos remédios,  mas Jisung não ligava, ele amava seu Hyung de qualquer jeito. 










- Eu não vivo sem você Lele, então por favor, não me deixa ok? - Jisung aperta a mão de ChenLe sorrindo- Você é lindo 





Notas Finais


Esse foi o capítulo de hoje Baes♡

Espero que tenham gostado ♡

Até o próximo ♡

Amo vocês Baes♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...