História Meu Híbrido (Imagine Min Yoongi) - EM REVISÃO - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens BamBam, Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Fluffy, Híbrido, Min Yoongi, Suga
Visualizações 72
Palavras 2.042
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Fluffy, Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpa pela demora, vcs já sabem que eu tô ocupada com escola né:')
Esse capítulo foi com pouca história tb, os próximos três provavelmente vão focar mais na superação da S/N, dps vai começar um pouco de romance eu acho
ainda vou ver até pq tá em revisão
Me perdoem pelo capítulo bosta
B
O
A

L
E
I
T
U
R
A

Capítulo 10 - Ten


ि❥ʕᵕ̳ωᵕ̳ʔ✿❁8:24,
2 semanas depois

Se passaram três semanas desde que Minseok se foi.

Três dolorosas e árduas semanas.

Mas todo o esforço dessas últimas três semanas estavam tendo resultados. S/N estava, aos poucos, se recuperando da tragédia. Ela já conseguia olhar para os cômodos de sua casa e não chorar, assistir as séries que maratonava com ele sem chorar nos primeiros cinco minutos, eram coisas bobas, mas que indicavam uma possível melhora.

Já que estava sem trabalhar e sem estudar, Jin praticamente forçou S/N a ir ao psicólogo, ele mesmo se ofereceu para pagar as consultas. Jimin anda passando o máximo de tempo que pode com a garota, o que não é muito, e os meninos quase todos os dias vão em sua casa.

Porém, hoje, S/N queria dar um passo um tanto grande.

Visitar o túmulo de Minseok.

Isso pode parecer bobagem para uns, mas visitar o túmulo de um ente querido que morreu é um grande passo. É o início da aceitação. E S/N queria se livrar dessa dor, queria se lembrar dele e não chorar, mas sim sorrir. Sorrir porque ele foi o melhor namorado que ele pôde ser, sorrir porque eles tiveram uma história linda apesar do final trágico, sorrir por cada coisa boa que passaram juntos. Sorrir porque embora não o tenha mais em suas mãos, ela o teve, e foi a coisa mais preciosa que ela já pôde ter.

Às vezes as perdas vêm para nós ensinar. Seja a perda de uma amizade, seja a perda de um ente querido, seja a perda de um objeto precioso, todas ensinam algo. Mas tem uma coisa que todas as perdas ensinam, elas nos ensinam que cultivar ódio e tristeza não vai nos fazer superar, e que esquecer nunca é a solução. Nós temos que nos lembrar das perdas do melhor lado possível, o lado bom, o que a tal coisa perdida nos proporcionou, e não somente na dor que nos causou quando foi embora. O ódio e a tristeza são tóxicos e sufocantes.

Pagar mal com bem é a melhor coisa que você pode fazer.

ー Noona, você quer mesmo ir? ー Yoongi pergunta, ele tem sido um ótimo amigo para S/N nesse últimos dias, e um refúgio para a dor e agonia em sua alma.

ー Sim, meu pequeno, isso vai me ajudar a superar, eu espero. ー Ela suspira. ー Eu tenho que ir lá, não posso fugir da minha dor e dos meus problemas pera sempre, entende? ー O híbrido assente.

ー Yoongi não gosta de te ver chorando, noona... ー Yoongi fala, acariciando os cabelos da menor.

ー Às vezes chorar é bom, pequenino. Já pensou o que seria de nós sem o choro? ー Ela pergunta e ele nega confuso. ー As nossas dores nunca sairiam do corpo, o choro é a nossa forma de desabafar e se acalmar, porque as vezes a gente está tão triste que mal consegue expressar. Então é pra isso que serve o choro. Não é bem uma coisa ruim, o choro é sinal de que estamos pondo a dor para fora. ー Ela sorri fraco, mas as lágrimas já empurravam a sua garganta.

ー Ah... Então se a noona chorar para parar de ficar triste, Yoongi fica feliz. ー Ele sorri doce, o que fez uma alegria surgir no meio de tanta agonia. S/N amava ver o pequeno híbrido sorrir.

ー Vamos. ー Ela fala e ele assente.

S/N pega o casaco que estava pendurado num gancho atrás da porta e põe sobre seu corpo, Yoongi faz a mesma coisa com seu moletom cinza. O dia estava meio nublado, com vento frio, mas podia-se sentir o calor do sol que estava escondido por trás das nuvens cinzas. Aquele era o tipo de clima que ela mais gostava.

Após alguns minutos de caminhada, os dois finalmente chegam até o cemitério, onde os pés da menor travaram assim que eles chegaram na porta do local. A respiração dela passou a ficar mais pesada, e uma áurea não tão boa cobriu os dois ali, era como se todo o clima razoável que eles estavam a ter lá fora fosse bruscamente cortado por algo desconhecido.

Na verdade, esse algo não era tão desconhecido.

Assim que pararam lá na frente, S/N se lembrou do que viria a seguir. Ela iria visitar o túmulo do seu noivo, ex-noivo, tanto faz, ela iria visitar o túmulo da pessoa que mais amou em toda a sua vida, a única pessoa por quem ela se apaixonou durante toda a sua vida, a pessoa que a fez cultivar o amor mais sincero e puro dentro de seu coração, que entregou-se de corpo e alma a esse relacionamento, como ela. A única experiência de verdadeiro amor que ela teve em toda a sua vida, ela estava indo visitá-la em um túmulo.

Um

Túmulo;

1.
cova na terra ou na rocha onde um cadáver é enterrado; sepultura, campa, tumba.
2.
construção erguida sobre essa cova em homenagem à memória do(s) morto(s); jazigo, sepulcro, mausoléu.

O túmulo marca a morte, é onde, por fim, o corpo é enterrado. Embora aparente, para nós, que somente o corpo é enterrado, as coisas não funcionam bem assim. Junto com o corpo, vai a alegria de muitas pessoas, vão bons momentos que nunca serão comentados novamente, vão sonhos que nunca serão realizados, vão hábitos que nos matarão pouco a pouco a cada dia, vão sorrisos, abraços, beijos, carinho, tudo de bom que o defunto deixou algum dia vai embora, e o túmulo só deixa uma coisa escapar.

As lembranças.

Lembranças estas que nos fazem chorar por dias, que não nos deixam sequer olhar para o lado sem se lembrar da pessoa perdida, e elas nos torturam até que nós venhamos conseguir nos livrar da dor.

ー Oi, MinMin. ー S/N fala assim que se senta em frente ao túmulo. ー Eu não sei muito bem o que falar aqui... ー Ela suspira. ー Foi bem difícil vir até aqui, você não sabe o tanto de vezes que eu pensei em desistir desde que você se foi. ー Aquilo foi o cúmulo. O choro que S/N prendia desde que acordou começou a sair como uma enxurrada. ー Você faz tanta falta, seu idiota. ー Ela soca o túmulo, o que fez um belo arranhão em sua mão.

S/N pediu para Yoongi deixá-la a sós com o túmulo, mas tudo o que queria agora era correr para os braços do maior e chorar até não aguentar mais.

ー V-você não faz ideia do tanto que eu sinto sua falta... Está sendo tão difícil viver sem ti, cada dia que passa eu sinto como se fosse mais difícil viver sem você. É tão difícil acordar sem ver suas ligações, é tão difícil passar o dia sem falar com você, é tão difícil aceitar que voe morreu... (pausa) Eu só queria que isso tudo fosse um pesadelo, e o que mais queria é que você me acordasse desse pesadelo. Kim Minseok, você poderia ter feito qualquer coisa, poderia me trair, poderia fugir, poderia mentir pra mim, me machucar o máximo que conseguisse, inventar inúmeros pretextos para brigas, você poderia fazer qualquer uma dessas coisas, menos morrer! (Pausa) Por que você morreu?! ー Ela grita, se afogando em lágrimas e soluços. ー Você não entende que eu não consigo viver sem você? Isso é tão, tão, tão doloroso, Minseok, eu sei que você não gostaria de me ver assim, mas é difícil segurar o choro cada vez que eu lembro de você. E cada vez que eu lembro de como você estaria me consolando agora só me faz chorar ainda mais porque VOCÊ NÃO ESTÁ AQUI PARA ME CONSOLAR! VOCÊ ESTÁ MORTO E EU ESTOU CHORANDO POR VOCÊ, E NÃO COM VOCÊ! ー Ela grita em meio à lágrimas, passando alguns segundos calada.

Às vezes a dor nos consome, sufoca, toma cada pedaço da nossa alma. A mágoa presa dentro de nós se torna em uma densa escuridão interna, onde não conseguimos enxergar uma gota de esperança. Mas isso não é bom. Sempre que você se sentir assim, não hesite em procurar por ajuda, ponha tudo para fora, seja na dm de um desconhecido no Twitter, com Deus, na parede da sala, no chão da praça, num papel aleatório na sua casa, não importa como, apenas ponha a dor para fora. Grite, chore, rasgue sua garganta, morda suas almofadas, quente pratos na parede, desabafe com algum amigo no WhatsApp, abrace seus ursos de pelúcia bem forte, mas, por favor, não deixe a dor te consumir. Há esperança, nada nesse universo é eterno. Se até as galáxias tem um fim, imagine a dor? Isso vai passar, acredite, mesmo que tudo diga o contrário, enfie na sua cabeça que essa dor vai passar, e você vai levar toda essa situação ruim como uma lição. Acredite, continue, lute.

Você consegue, eu acredito em você.

ー Porra, Minseok... Você me destroçou... ー Ela fala entre lágrimas. ー Eu... Essa dor... Parece que ela... nunca vai passar... ー Ela dita em um sussurro. ー Eu sei que você não gostaria de me ver assim, mas é tão difícil seguir em frente... E-eu te amo, MinMin... Viver sem você dói muito... ー Ela sussurra.

Suas mãos tremiam, mas ela não sairia de lá enquanto não pusesse tudo para fora.

ー Eu vou te confessar... Eu não quero seguir em frente... Eu me sinto culpada por ter que seguir em frente, sinto como se estivesse... te traindo. E-eu estou te traindo ao tentar espantar essa dor, Min? ー Ela pergunta, ainda chorando. E o choro só se intensifica assim que ela continua a falar. ー V-você morreu, MinMin, e-eu não posso viver como se você estivesse ao meu lado, ou em um relacionamento comigo, mas isso é difícil... E-eu não consigo aceitar que você morreu... Por favor... Tire essa dor de mim... Eu não aguento mais, Seok-Ah...

Eu não entendo como S/N consegue não morrer desidratada.

Antes que pudesse continuar a falar, S/N sente braços a rodeando. Era Yoongi. O híbrido chorava como nunca. Ver a sua dona chorando era algo que partia seu coração.

Sabe quando você vê uma pessoa que ama muito chorando e acaba chorando também? Como se suas dores fossem compartilhadas?

Isso é bom. Os dois sentem, dividem a dor, e se ajudam, no fim. Quando uma pessoa chora ao te ver chorar é sinal de que ela se importa com você, ela está triste por te ver chorar e não saber o que fazer, e fica triste por ver que você está sofrendo e ela não pode simplesmente arrancar toda essa dor de dentro de você.

ー N-noona... vamos tomar sorvete? ー Yoongi pergunta ainda com os olhos vermelhos por chorar, o que fez S/N soltar uma gargalhada gostosa. As formas que Yoongi tinha para distrair S/N eram bem engraçadas.

ー Vamos, pequenino. ー S/N se levanta junto com Yoongi, e os dois vão rumo à sorveteria.

O choro nos renova, é como uma lavagem por dentro, levando parte de nossa dor e agonia. E mesmo com os olhos inchados e vermelhos, ela se sentia mais leve, como se parte da escuridão que estava rodeando a sua alma estivesse a ir embora.

ー Você vai pedir sorvete de quê, noona? ー Yoongi pergunta.

ー Acho que de baunilha. E você, meu bem?

ー Yoongi vai pedir sorvete de morango, Yoongi adora sorvete de morango, faz muito tempo que Yoongi não tomou um. ー Ele fala lambendo os lábios, fazendo S/N rir.

ー Faz quanto tempo que você não toma um sorvete de morango? ー Ela pergunta assim que eles entram na sorveteria.

ー Hm... ー Ele para no meio da sorveteria para contar nos dedos, processo que durou 15 segundos. ー 18 anos. ー Ele fala sorrindo.

ー Pode pegar o tanto de sorvete de morango que você quiser. ー S/N fala um tanto assustada, mas acaba rindo da dancinha que Yoongi fez em comemoração.

E assim foi a manhã e parte da tarde, os dois na sorveteria, se entupindo de sorvete. Outro passo importante, S/N não estava tomando sorvete enquanto assistia filmes românticos ou enquanto chorava ao maratonar alguma série que via com Minseok, ela estava tomando sorvete fora de casa, e rindo das palhaçadas de Yoongi, mesmo com seu nariz um tanto congestionado e assado, ela não conseguiu evitar sorrir.

No fim, o tempo é o melhor remédio para tudo.

Continua...?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...