História Meu híbrido inocente (Jikook) - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook
Tags Bangtan Boys, Bts, Jhope, Jikook, Jimin, Jin, Jungkook, Kpop, Namjin, Rap Monster, Shipp, Suga, Todos, Vhope, Vkook
Visualizações 1.113
Palavras 1.055
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 9 - Adoto ou não?


Fanfic / Fanfiction Meu híbrido inocente (Jikook) - Capítulo 9 - Adoto ou não?

Entramos em uma sala super grande, e nela havia cerca de uns 8 híbridos, de vários tamanhos.

Mas o que mais me chamou atenção foi um híbrido que estava quetinho em um cantinho, realmente isolado sem ninguém por perto.

"Aqui é a sala dos híbridos."- disse ela indo em direção a um híbrido de chachorro, que logo em seguida estendeu os braços para ser pego.

"Que legal ! "-falo olhando para todos os híbridos que tinham alí.

Mas o que mais me chamou atenção foi aquele pequeno híbrido isolado, ele parece ser tão sozinho, triste, infeliz.

Resolvi perguntar dele para a moça.

"Moça? "-chamoo.

"Pois não? "- disse ela vindo em minha direção com o pequeno híbrido de cachorro nos braços.

"O que aquele pequeno híbrido tem? "- perguntei olhando o mesmo.

"Ah, ele não tem nada ele sempre fica isolado, ele é um híbrido de coelho."-disse ela colocando o híbrido de cachorro no chão -"vai lá brincar querido "-disse ela para o híbrido. 

Assim fez o pequenino.

"Mas porque ele fica isolado? "-perguntei curioso em sabere a vida daquele híbrido, que por sinal foi o mais fofo e bonito, que achei ali naquela adoção.

"O senhor pode voltar comigo no balcão, por favor? Só assim irei poder explicar melhor."-disse ela, apenas concordei com a cabeça e saímos da sala logo em seguida.

[…]

Chegamos no balcão.

"Sente-se . "-disse ela apontando para a cadeira à sua frente.

"Com licença  "-digo, logo sentando em seguida.

"Então, aquele híbrido ele foi vítima de abuso pelos seus pais."- disse ela com a feição triste.

"Tadinho."- foi a única palavra que eu consegui dizer.

"É."-ela suspira-"nós encontramos ele e começamos a cuidar dele. Ele é o único daqui da adoção que conseguimos resgatar de sua casa. "-disse ela desviando o olhar.

"Os outros animais daqui nenhum foi resgatado de violência?"- perguntei.

"Todos esses animais aqui foram doados por pessoas que não queriam mais, e para não abandonar ou violentar, eles resolveram doar para mim."-disse ela me olhando.

"Entendi. Mas o que o híbrido tem que ele não se enturma com os outros? "- perguntei.

"Bom, eu acho que ele ainda tem medo de que alguém fasse mal a ele. "- disse ela.

"Hum. Ele tem quantos anos? "- perguntei.

"17 anos Senhor! "- exclamou ela.

"Sério? Eu pensei que era bem mais novo."-digo e logo sorri.

"Todos que vieram aqui, falaram isso "-disse ela.

"Entendi, mas alguém já quis adotar ele? "-perguntei.

"Bom..." - deu uma pausa, mas logo prosseguiu- "ninguém quis adotá-lo, até hoje"- ela disse.

"Mas porque? "- perguntei curioso em saber.

"As pessoas acharam ele muito quieto e não gostaram dele."- disse ela e percebi que os seus olhos estavam começando a marejar. 

"Essas pessoas não sabem o que dizem."- digo-"e faz quanto tempo que ele está nessa adoção? "-perguntei.

"Ele está aqui desde os seus 2 anos de idade. "-disse ela.

"Nossa, faz bastante tempo. Que dia ele faz aniversário?"- perguntei.

"Dia 01 de setembro Senhor"- explicou ela.

" Entendi. Vou querer adotá-lo "- disse.

Eu não sei muito bem o que aquele pequeno híbrido passou, mas eu prometo que eu irei cuidar muito bem dele.

"SÉRIO? "- falou a moça se levantando da cadeira rapidamente.

Confesso que levei um susto de leve, mas concerteza ela está muito feliz, porque finalmente alguém vai adotar aquele pequeno híbrido, que está morando naquela adoção desde seus 3 anos.

"Sim, eu irei adotá-lo."- falei com certeza.

"Estou muito feliz!"- disse ela se levantado e vindo em minha direção, estendendo a mão para me agradecer, retribui o mesmo.

"Magina, mas eu quero algumas dicas de como cuidar dele. "- falei.

"Claro. "- ela volta a sentar na cadeira novamente- " As dicas são : ele precisa de alimentos saudáveis. - disse ela, mas a interrompi.

"Mas pode dar alimento que nós comemos também, tipo algo que tenha massa? "- perguntei.

"Pode, mas não com muita frequência. "-disse ela.

"Entendi, me desculpa atrapalhar "- sorri forçado.

"Magina."-sorriu -"bom continuando. Quando ele estiver no tempo de acasalar, ele irá soltar um cheiro que irá atrair o parceiro. "-disse ela mas logo interrompi mais uma vez.

"Como é que é? "- perguntei confuso- "ele irá precisar de um parceiro para satisfazê-lo? - perguntei com muita curiosidade.

"Sim "- disse ela.

"Mas eu só quero adotar um não dois!"- exclamei.

Ela sorriu de leve-" não vai precisar adotar outro, porque "você" irá poder fazer isso para ele"-disse ela dando ênfase em Você.

"Ma-mas, e se eu não quizer? "- perguntei.

"É só você dar um banho nele, que esse cheiro que ele solta irá diminuir, mas isso não significa que a satisfação dele irá ser retirada por completo"- explicou ela.

"Ah, entendi. "-disse.

"Mas mesmo assim o Senhor vai querer adotá-lo? "- perguntou ela.

Agora eu realmente fiquei em dúvida em adotá-lo, porque ela disse que ele precisará de um parceiro para satisfazê-lo.

Eu não quero adotá-lo para praticar essas coisas, mas ao mesmo tempo quero adotá-lo para eu não me sentir sozinho.

Fiquei um tempo pensando.

"Senhor? "- ela me chamou.

"Ah, me desculpe, eu estava pensando "-falei.

"Okay."-ela disse.

"Por quanto tempo ele fica no cio? "- digo.

"Apenas 3 dias"- ela responde-" e também tem mais uma coisa, que ele fala."- disse ela.

"O que? "- perguntei.

"Em tudo que ele fala, ele coloca o nome em primeiro pessoa. "- disse ela.

"E falando nisso qual é o nome dele? "- perguntei.

Como eu sou burro, querendo adotar um híbrido e ao menos perguntei o nome dele.

"O nome dele é Jeon Jungkook, mas nós chamamos ele de Kookie"- falou ela.

"Ah, entendi. Ele tem algum problema de saúde? "-perguntei.

Como eu vou querer adorá-lo, claro que eu quero saber, se ele tem alguma doença ou algo do tipo.

"Ele não tem nenhuma doença, mas ele tem um probleminha pessoal."-disse ela.

"E o que é? "-perguntei curioso.

"Ele é muito inocente e isso significa que ele não sabe de nada que os adultos fazem."- explicou ela.

"Hum, entendi! "- disse

"Mais alguma pergunta? "- perguntou.

"Não, era só isso mesmo que eu queria saber. "- falei.

"Então só para concluir, o Senhor vai mesmo adotá-lo? "- perguntou.

Fiquei um tempo sem responder.

Estava pensando para saber se mas para frente eu irei me arrepender ou não.

Mas eu quero muito adotar um.

"Então? "- disse ela.

Continua...


Notas Finais


Espero que estejam gostando, até o próximo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...