História Meu Híbrido Pervertido (Jikook) - Capítulo 1


Escrita por: e KimSookin

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Park Jimin (Jimin)
Tags Híbrido De Gato, Jikook, Jikook Abo, Jimin, Jimin Híbrido, Jungkook, Jungkook Alfa, Kookmin
Visualizações 157
Palavras 616
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa Leitura!

Capítulo 1 - Primeiro


 

Acordei cedo como sempre, levantei, e fiz minhas higienes matinais antes de desçer para o café. Ah, já ia me esqueçendo, sou Jungkook, Jeon Jungkook, Alfa lúpus, e se você pensa que eu sou popular, mulherengo, no futuro serei o CEO da empresa mais renomada da coreia, e vou ter um casamento arranjado, então se enganou meu chapa. Sou só eu, um Alfa trouxa, podre de pobre, e ilusionista amoroso. Mas tudo bem, afinal, eu tenho dois grandes amigos, que sempre estão comigo de barriga cheia ou no desastre caótico que a minha vida se transforma em um passe de mágica. São eles: Meu cachorro Ted, e minha gata Mia.

Ok, eu confesso que às vezes — O tempo todo — Eles tem um relacionamento meio violento, mas eu já me acostumei. Tem também a síndica do prédio, ela vive no meu pé o tempo todo, e quando não faz isso, sai falando da minha vida pro diabo a quatro, sem contar que ela também tem um cheiro enjoativo de lavanda.

 

—JUNGKOOK! — Olha só, foi só falar na miséria, que ela vem com tudo.

 

Suspirei fundo antes de abrir a porta, e forçei um sorriso.

 

—Olá dona...— Péssima hora pra esquecer o nome dela, coelho.

 

—Naomi — Completou — Vim cobrar o alugueu adiantado — Aposto que alguém pensou, que ela "vivia no meu pé"  em outro sentido.

 

— Mas eu ainda não-

 

—Sem essa de mais, eu não quero saber, você tem até o final de semana pra mim pagar, ouviu? — Foi embora, sem esperar minha resposta, e foi o bastante pro meu dia se tornar horrível logo de manhã.

 

Fechei a porta, passei a mão pelos cabelos, e me joguei no sofá. Eu precisava dar um jeito de arrumar dinheiro, melhor, eu tinha que arrumar dinheiro e outro lugar pra morar.

 

Ted veio até mim, abanando o labo e com a língua pra fora.

 

—Pelo menos alguém feliz por aqui— Fiz um carinho nele, que ao me ver triste, tombou a cabeça pro lado. Às vezes eu achava que ele me entedia melhor que qualquer pessoa, nem a Mia me entendia daquele jeito — Tenho que arrumar um emprego, se não, nós vamos pra fora — Comentei com ele, que pulou em cima do sofá, e em seguida se aninhou em meus braços— Mas não sei o que fazer, eu não sou bom em quase nada.

 Depois de um tempo ele desçeu, e correu até o jornal que tinha em cima da mesa, o pegou e trouxe até mim, bastou isso para que minha mente se iluminasse.

 

 — Claro! É isso!— Exclamei sorridente — Ted, você é um gênio garoto.

 

 

                         ***

 

—Jimin, que bom que te encontrei — Hoseok parou de correr quando já estava a centímetros do amigo na saída — Fiquei sabendo que hoje vai ter uma roda de dança e rap na Estial Loked, você vai né? — Perguntou eufórico.

 

—Não sei Hobi, acho que não vai dar — O ruivo respondeu desanimado — Eu tenho que-

 

—Esqueçe cara, sabe que é quase impossível conseguir uma entrada pra lá, e agora você quer andar pra trás?

 

—Hum... — Pareceu pensar um pouco — Me encontra às oito na praça principal — O mais velho sorriu, em seguida acenou para dongsaeng antes de partir.

 

Enquanto andava pelas ruas, tratou de arrumar a touca na cabeça, que escondia suas orelhas de gato. Não gostava delas, mas admitia que se sentia especial por aquilo. As únicas pessoas que sabia que ele era um híbrido eram seus pais, e seu amigo Yoongi. Já que segundo o governo qualquer pessoa que tivesse um híbrido, deveria entregá-lo, por acharem que ameaçavam a genética ABO, em troca, a pessoa receberia uma quantia significativa em dinheiro.

 

Mas hoje ele tinha a sensação de que isso iria mudar.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...