História Meu Humano - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Bangtan Boys (BTS), Jungkook, Taehyung, Taekook
Visualizações 9
Palavras 1.785
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela, Sobrenatural, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


*-* Espero que gostem...😘

Capítulo 1 - Sem explicação...


Fanfic / Fanfiction Meu Humano - Capítulo 1 - Sem explicação...

A sua pata direita dava início a algo que parecia mais o seu desfile de entrada do que apenas uma festa animada dada por todos os moradores daquela vila. Mas na verdade, era apenas a felicidade de seu povo que faziam questão de abrir passagem para que ele fosse bem vindo aquela noite.

Em suas formas humanas todos o olhavam sorridentes enquanto passava lentamente, esbanjava o seu charme para todos mesmo que não fosse seu propósito. Suas patas firmes e grandes marcava por onde passava, seus pelos negros e brilhosos enchiam os olhos dos ômegas que a essa altura já estavam embriagos com o seu cheiro único, forte, e irresistível se espalhando por todos os lados deixando os alfas ciumentos agarrados a seus parceiros marcando território. Até mesmo os alfas solteiros se sentiam intimidados sem chances alguma com os ômegas livres enquanto seu líder estava ali.

Deu mais uns passos lentos até estar mais a frente que seu povo e encontrou no alto do céu a lua vermelha na mesma cor que os seus olhos, colocando suas presas para fora e logo sendo o primeiro a uivar naquela noite, segundos depois sendo seguido pelo seu povo.

Aquela noite era sua, aquela lua era sua, pois somente um alfa líder poderia ser o primeiro a contemplar a lua de sangue, a chamada, lua sangrenta.

Enquanto os uivos prosseguiram em homenagem ao seu líder, o mesmo logo cessou seu uivado e rosnou grave para a floresta a frente fazendo seu povo se alarmar.

Seu líder tinha sentido algo.

Suas patas involuntariamente saltaram em direção a floresta e corria apressado, assim que adentrou a mesma sentia sendo guiado por elas com um rumo certo. Não sabia o que estava fazendo, apenas sentia seu lado lobo o guiando o mais rápido que podia. E logo em seguida parou vendo alguns lobos atacarem algo que ainda não conseguia ver.

E novamente sem explicação alguma foi impulsionado a frente indo para cima daquelas criaturas. Estava confuso e muito raivoso, sem saber o porquê rosnou o mais alto que pode atacando aquelas criaturas destroçando seus pescoços um por um até não restar mais um que contasse história. Antes que pudesse perguntar a si mesmo porque de tudo aquilo olhou para trás de si e viu algo caído ali, se aproximou lentamente e começou a grunhir ainda sem motivo algum.

No chão a sua frente podia ver um humano completamente arranhado e machucado, certamente por aquelas criaturas que antes estavam ali. Não sabia porque seu coração estava tão acelerado, muito menos porque tinha corrido até ali ou porque estava grunhindo daquele jeito. Esperou um tempo que as batidas do seu coração se acalmasse e transformou-se em humano olhando mais perto aquele ser. Continuava sem explicação, e ainda mais sem explicação o mesmo se sentiu obrigado a pegar em seus braços a criatura humana voltando em direção a sua vila e o seu povo.

Seu povo olhava curioso o seu líder voltar, mas agora em forma humana e com algo em seu colo, que se aproximando cada vez mais deixava o seu povo assustado ao ver o que carregava com sigo.

- JungKook, o que é isso? - Yoongi perguntou assustado.

- Um humano. Leve com o Jimin para a sua casa e cuidem dele. - Colocou o humano nos braços do amigo.

- Mas, JungKook. Nunca tivemos um humano em nossa vila antes, isso é perigoso. - Dessa vez foi Jimin a se aproximar.

- É uma ordem. - JungKook falou autoritário e os dois assentiram seguindo rumo a casa de Jimin. JungKook suspirou sem olhar para os moradores da vila e se afastou iniciando uma caminhada. Havia acontecido coisas que o preocupava ultimamente, já tinha o problema da lua minguante estar se aproximando e JungKook ainda não ter um parceiro para si, isto estava o preocupando e tudo que queria era relaxar aquela noite com seu povo na noite de sua lua sangrenta, mas no lugar disso se sentiu obrigado a salvar um humano. Não sabia o que estava acontecendo com sigo naqueles últimos dias.

JungKook caminhava perdido sem seus próprios pensamentos quando notou seu amigos se juntar a si.

- O que foi aquilo? - Hoseok caminhava olhando para a frente com os braços atrás das costas assim como JungKook.

- Aquilo o que? - Pergunta dando de ombros e Hoseok sorri pequeno.

- Você rosnou de repente como se estivessemos em perigo e sumiu pela floresta, voltando com um humano. Está todo mundo confuso.

- Eu não sei. Eu apenas o salvei de alguns lobos. - JungKook queria falar para o amigo que também estava confuso sobre trazer um humano. Mas por hora preferiu não comentar.

- Deveria estar se preocupando com a lua minguante, você ainda não tem companhia.

- Eu sei, mas não tenho o que fazer quando nenhum ômega me agrada. - JungKook suspira, estava mais que preocupado, com tantos ômegas se exibindo para si ainda não se sentia atraído por nenhum, e a época de seu casamento apenas se aproximava. - Acho que devo ficar sozinho.

- Já tentou com Jin ou Jimin? Os dois estão livres e estão na época.

- Não. - JungKook negou rápidamente com a cabeça. - Sei que não vou me interessar por nenhum dos dois.

- Você não se interessou por nenhum ômega da vila, um dos dois precisa ser. Não leve para o lado da amizade, apenas deixe eles se exibirem para você, e tente.

JungKook afirmou e Hoseok deu um leve sorriso deixando o amigo voltando a caminhar sozinho. Não queria pensar nos amigos daquela forma, mas Hoseok estava certo, os dois eram os únicos que JungKook não tinha tentado, e um deles tinha que ser. Não poderia mais deixar de lado, precisava de um companheiro.

JungKook deixou todos os pensamentos de amizade de lado e uivou para o alto chamando por Jin. E não demorou muito para ver o outro vindo em sua direção.

Jin já sabia do que se tratava, JungKook nunca o chamava sozinho sem os amigos estarem por perto, e principalmente por estar na época de JungKook procurar uma companhia. Jin se aproveitando do momento único que teria e sua única oportunidade se aproximava com um sorriso nos lábios, ele faria o seu melhor em se exibir para JungKook, quem não iria querer ser o ômega de Jeon JungKook? O líder da sua alcatéia e o lobo mais másculo que existiria?

Jin já exalava de longe seu cheiro de rosas vermelhas para capturar a atenção de JungKook, que fechou os olhos respirando aquele cheiro tão gostoso de seu bom grado os abrindo novamente para encarar Jin que agora estava em sua frente.

- Você cheira tão bem. - JungKook sorri deixando o outro corado. - Posso te cortejar?

- Esperei muito para isso. Achei que esse dia nunca iria chegar. - Jin deixava cada vez mais que seu cheiro de rosas vermelhas entrassem em contato com JungKook.

- Chegou. - JungKook se aproximou ainda mais segurando mão de Jin e levando até seu lábios deixando um beijo delicado ali. E ao se aproximar do pescoço alheio Jin não se controlou ao sentir seus pelos se arrepiarem virando um pouco para o lado deixando exposto para JungKook, que não demorou muito afundar o rosto ali sentindo seu cheiro. Deslizou seus lábios por ali e traçou um caminho por suas bochechas até chegar em seus lábios. JungKook começou com um simples selar, para logo abrir seus lábios em um beijo calmo permitindo sua língua encontrar a de Jin.

Para Jin aquilo era incrível, os lábios de JungKook nos seus e suas línguas se descobrindo era algo sensual demais e a realização de seu sonho. Seu corpo entrava em choque e se derretia para JungKook, e sentia que cairia se o mesmo não estivesse agarrado a sua cintura. JungKook se aproximou mais se agarrando a Jin intensificando o beijo, Jin podia sentir seus lábios doces, mas para JungKook que em seguida o soltou era claro, o gosto era amargo como ferro. JungKook mais uma vez se prendeu intensificando o beijo para ver se o gosto mudava, mas era outra decepção, o gosto de Jin travava em seus lábios como um veneno em sua garganta. Não era culpa de Jin, seu gosto seria doce apenas para o seu alfa, que não era JungKook, muito menos Jin seria o ômega que JungKook procurava.

- Me desculpe. - JungKook estava mais uma vez decepcionado.

- Não se preocupe. O seu ômega é o Jimin. - JungKook o olhou esperançoso, ainda tinha o Jimin.

- Me desculpe mais uma vez.

- Apenas vá, Jimin ficará feliz. - Jin força um sorriso e JungKook afirma sem graça indo rápido em direção a casa de Jimin. O mesmo entra sem avisar ignorando o humano que estava deitado na sala, o motivo de sua confusão mais cedo e vai direto para a cozinha parando de frente a Jimin que o olha surpreso.

- Desculpa, eu não tenho tempo para lhe cortejar, estou desesperado.

- Não se preocupe. - Jimin sorriu gentil deixando seu cheiro de rosas brancas dominar a casa chamando a atenção de JungKook para si. A essa altura Jimin sabia que Jin não seria o seu ômega e estava feliz por ser ele.

JungKook foi rápido em direção a Jimin atacando seus lábios em um beijo nada calmo. Intenso o suficiente a ponto de colocar o outro sobre a pia devorando seus lábios. Jimin se sentia exatamente como Jin, o choque em seu corpo, a moleza e submissão por sentir o gosto doce e tão presente de JungKook. Mas para JungKook a decepção era clara ao largar Jimin e virar-se para a mesa raivoso derrubando tudo o que havia ali. Mas uma vez sentia o gosto amargo de não ter um ômega para si.

- QUAL É O PROBLEMA COMIGO? NÃO POSSO TER ALGUÉM OU UMA FAMÍLIA?

Jimin queria poder dizer algo, mas estava acanhado com a fúria de JungKook que ficava sem palavras, ao mesmo tempo que também estava decepcionado por não ser o seu ômega.

JungKook saiu da cozinha em disparada indo em direção a porta com ódio nos olhos. Mas parou de frente a mesma quando viu pelo canto dos seus olhos algo ali. Virou sua atenção levemente para o sofá e caminhou lentamente até o mesmo quando viu o humano encolhido no mesmo assustado. JungKook se ajoelhou a sua frente, provavelmente tinha acordado o humano com o barulho que fez na cozinha.

Os olhos se encontraram, JungKook ignorou o fato do humano estar morrendo de medo apenas encarou seus olhos se perdendo ali.

- Você acordou. - Jimin entrou na sala vendo o humano acordado. - Quem é você?

- Ki-Kim Tae-Taehyung.


Notas Finais


*-* Espero que tenham gostado...😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...