História Meu Humano - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Bangtan Boys (BTS), Jungkook, Taehyung, Taekook
Visualizações 8
Palavras 1.656
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela, Sobrenatural, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


*-* Espero que gostem...😘

Capítulo 2 - Você pode ficar...


Fanfic / Fanfiction Meu Humano - Capítulo 2 - Você pode ficar...

- Você acordou. - Jimin entrou na sala vendo o humano acordado. - Quem é você?

- Ki-Kim Tae-Taehyung.

. . .

JungKook não percebeu o quanto encarava o garoto assustado, ainda mesmo quando seus olhos ficaram mais negros que os seus fios com um leve brilho no fundo fazendo o garoto se encolher embaixo do cobertor que segurava. Por mais que a figura humana a sua frente tremesse de medo parecia não importar para JungKook, o mesmo estava perdido naquelas orbes mais claras.

Não sabia o motivo, na verdade, desde a hora que foi guiado para a floresta por suas patas não entendia porque tinha salvado o humano. E agora vendo o humano de olhos abertos algo o prendia dentro daqueles olhos, até o garoto os fechar assustado fazendo JungKook sair de seu transe se levantando rapidamente.

- O que vamos fazer com ele? - Jimin perguntou curioso ao ver JungKook se afastar em direção a porta.

- Não sei, fica com ele. - Deu de ombros e saiu fechando a porta.

- IDIOTA. - Jimin bateu contra a porta raivoso fazendo o garoto derramar lágrimas desesperado.


             ...KIM TAEHYUNG...

Eu sentia que iria morrer vendo ele andar de um lado para o outro derrubando tudo que via a sua frente. Meu coração não parava e eu sentia que iria desmaiar a qualquer momento. Me encolhia cada vez mais embaixo do cobertor que segurava e criei coragem para perguntar.

- O-O que vai fazer comigo? Porque matou meu irmão? - Ele virou rápidamente sua atenção para mim.

- O que disse?

- Por que matou meu irmão? Ele era tudo que eu tinha... - Senti minhas lágrimas saírem descontroladas, meu coração parecia estar sendo rasgado com os flashs vindo em minha mente.

- Eu não matei seu irmão. Você deve estar alucinando. Olha o problema que aquele idiota arrumou pra mim. - Suspirou.

- Você é um lobo. Eu vi como destroçavam meu irmão. - Lembrava da cena. - Os seus olhos, me lembra a criatura que o matou junto a todos da vila.

Os olhos dele estavam negros, assim como o lobo que havia matado meu irmão, diferente de minutos atrás quando perguntou meu nome que estavam levemente azulados, ele só podia ser um deles.

- Eu sinto muito. Eu sou lobo, você está em uma alcateia. Mas não fomos nós que matamos o seu irmão. Não matamos humanos, a menos que queiram nós matar primeiro.

Sua voz diminuiu e ele se aproximou sentando-se em outro sofá.

- Se não foi vocês, quem foi?

- Demônios da noite. Cães que comem humanos, humanos são a presa deles. - O vi pegar uma caixa e se ajoelhar a minha frente. - Mas nós, somos parte lobo e parte humanos, não comemos humanos.

- Vai me matar? - O vejo abrir a caixa.

- Vou cuidar dos seus ferimentos. Você não parece ameaça, por isso vou te deixar dormir no sofá essa noite. Amanhã vai voltar pra floresta.

- Mas... Eu vou morrer. - Senti o desespero me invadir.

- Eu não posso te ajudar. Mesmo que não seja uma ameaça não podemos ter um humano aqui. Não sei porque o JungKook te salvou, mas eu não posso fazer mais que isso.

- JungKook? - De alguma forma senti uma esperança bater em mim.

- O outro que estava aqui, nosso líder. Ele que te trouxe da floresta.

Fiquei em silêncio deixando que fizesse curativos em meus braços.

. . .

Apesar dele ter me permitido dormir em seu sofá eu não tinha conseguido pregar o olho, o dia amanheceu e eu continuava chorando lembrando da minha vila inteira sendo atacada, principalmente do meu irmão gritando e pedindo socorro enquanto era devorado. Eu não sabia qual lembrança era pior, se escutar os seus gritos, ou o silêncio que se fez presente com sua morte. Fora o fato de estar na casa de um lobo, que mesmo cuidando dos meus ferimentos não me fazia confiar em si, e pensar que em poucos minutos estarei dentro daquela floresta de cara com a morte outra vez.

- Venha comer. - Surgiu me fazendo levantar e o seguir até outro cômodo. - Sente-se.

Me sentei a sua frente sem conseguir controlar o barulho alto vindo do meu estômago. Fazia dias que não tinha visto tanta comida assim.

- Me desculpe, não como a dias.

- Apenas coma. - Sorriu gentil e fiz o que mandou me servindo desajeitado. - Eu espero que entenda, que não posso o ter aqui.

Afirmei segurando minhas lágrimas sem parar de comer.

- Não tem importância. Eu logo vou ver meu irmão. - Ele ficou sério parecendo ser piedoso com minha dor.

- Como ele se chamava?

- Taemin.

- Eu sinto muito. - Afirmei outra vez e continuei comendo, iria aproveitar minha última refeição. Depois não importa o que vinhesse, de alguma forma eu iria parar de sofrer.

. . .

Depois de comer Jimin trocou meu curativo outra vez e me guiou até a porta. Suspirou e começamos a andar. Ele não falava nada, apenas me guiava pelas pequenas ruas vazias, até que chegamos a um lugar que parecia mais o centro daquela vila, tinha pessoas andando para todos os lados e senti Jimin segurar meu pulso me puxando para trás.

- Venha, daqui vamos desviar para floresta. Não quero que eles te vejam. - Jimin me puxou mas antes que eu fosse olhei mais a frente, eu reconheci aquelas costas.

Ele estava carregando madeira em seus ombros, estava um tanto distante, mas podia ver que era ele.

- Aquele é o JungKook? - Apontei para frente.

- Sim, venha. - Ele me puxou outra vez, mas assim que iria o seguir ouvi algo que parecia rosnados e olhei para trás me assustando.

- O que um humano faz aqui?

Um deles falou e senti o aperto de Jimin em meu braço se soltar.

- Eu não posso mais te salvar.

- Não deveria estar aqui. - Logo vi eles se aproximarem fazendo um círculo em volta de mim, era o meu fim.


           ... JUNGKOOK...

Estava colocando as madeiras em pilha próximo a divisa para que pudéssemos construir outras casas e expandir a vila, iria colocar mais uma pilha quando vi um tulmuto e joguei as madeiras para o lado. Novamente senti algo em mim se enfurecer, quando dei por mim já tinha me transformado saltando em direção a multidão até estar no meio dela.

Novamente era o humano, me fazendo rosnar alto para todos ali que se afastaram acanhados. Voltei a minha forma humana e encarei Jimin.

- Por que ele está aqui? - Perguntei firme e Jimin abaixou a cabeça.

- Eu iria levá-lo de volta para a floresta quando o viram. - Suspirei me acalmando.

- O leve. - Virei as costas para sair quando vi Jimin assentir.

- JungKook... - Ouvi quase em um suspiro. Naquele momento minhas pernas pararam imediatamente, meu coração acelerou e virei para trás o vendo de joelhos. - Por que me salvou? Por que me salvou se vai me deixar morrer assim? - Meus olhos o encarava atentos. - Seria melhor ter me deixado morrer enquanto estava desmaiado, do que me deixar acordado caminhando em direção a morte.

- Do que está falando? Estou te deixando voltar vivo para sua casa. - Finalmente tive coragem de abrir meus lábios em direção a ele.

- Eu não tenho casa. Minha vila foi atacada, e meu irmão morto. - Meus olhos se abriram assustados vendo quando derramava lágrimas, aquilo doeu em meu peito, machucava meu coração que de alguma forma batia acelerado sem controle algum. Não era uma sensação de pena que eu sentia ao vê-lo daquela forma, mas sim uma sensação de proteção, querer o proteger, era o que meu coração parecia querer dizer. "Proteja-o"

O vi levantar-se virando as costas para mim e indo em direção a floresta enquanto os outros rosnavam e o mandavam sumir dali.

Senti meu peito inchar e um rosnado alto e reprovador sair de mim em direção a eles que me olharam assustados, assim como TaeHyung que parou virando-se novamente para mim.

- Você pode ficar. - O vi dar um leve sorriso de lado e rosnados baixos e acanhados em sua direção. - E que todos ouçam, TaeHyung é intocável.

- Obrigado. - Sussurou sorrindo fraco, o que me fez sentir derretido por dentro.

- JungKook, TaeHyung é um bom garoto, mas não pode ficar na minha casa. - Jimin disse me fazendo serrar os olhos.

- Minha casa é grande, pode o deixar comigo. - Jin se pronunciou se aproximando.

- Não é o que eu quero, mas se precisar pode o deixar na minha casa. - Yoongi também se juntou a nós.

- Pode reversar, deixá-lo alguns dias na casa de cada um. - Hoseok se pronunciou.

- Tem a última casa que fizemos, podemos o colocar lá. - NamJoon deu uma ótima ideia, mas algo em mim me dizia que nenhuma das opções eram as certas.

- Venha comigo, TaeHyung. - Falei começando a andar e o vendo assentir me seguindo.

Não falamos nada por todo o caminho, foram poucos minutos até chegarmos de frente a casa e abrir a porta fazendo sinal para que entrasse e fechei a porta atrás de mim.

- Essa é minha casa, pode ficar aqui até que todos se acostumem com você e se sinta seguro para morar sozinho. Se quiser ficar.

- Eu quero. - Ele foi rápido em falar logo percebendo e abaixando a cabeça parecendo tímido me fazendo sorrir. - Eu não quero ficar sozinho agora. Assim eu Também posso arrumar sua casa, cozinhar e arrumar suas coisas pra você, pra agradecer.

- Não precisa. - Sorri com suas palavras.

- Precisa, vou me sentir mal se não fizer nada por você.

- Apenas fique avontade. - Não sabia explicar, mas meu coração se sentia quente com suas palavras, assim como eu me sentia de certa forma feliz por não estar completamente sozinho.


Notas Finais


*-* Espero que tenham gostado...😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...