1. Spirit Fanfics >
  2. Meu ídol - Kakasasu (PAUSADA) >
  3. Vamos apostar?

História Meu ídol - Kakasasu (PAUSADA) - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - Vamos apostar?


Fanfic / Fanfiction Meu ídol - Kakasasu (PAUSADA) - Capítulo 2 - Vamos apostar?

[kakashi ON]

` Após o mesmo subir toda a escadaria, fico com os pés grudados no chão por me sentir um pouco inquieto. Digo, é assim que vai ser quando eu conseguir chegar no mesmo nível de Sasuke-San? Eu só quero dinheiro para minha família, não uma mansão luxuosa e conviver com ele para sempre. Dou passos lentos até a direção que o menor tinha me dito, á visto disso passo pelo enorme corredor, até me deparar com uma sala de jantar maior que minha própria a casa, uau, esse garoto realmente sustenta muito. Aproximo-me da mesa de mármore vendo um prato com sopa de cebola... Estou começando a sentir pena agora. Bem, já que vou ter que ir morar temporariamente com ele — Vejo que em cima de uma das cadeiras teria um avental branco, dessa maneira me aproximo e amarro o jaleco— Ele não vai se importar se eu mudar um pouco a rotina dele, não é? Aconchego-me perto da geladeira, e abro, contudo, não havia quase nada. Apenas legumes e leite, whoa, ele realmente é bem conservador. Retiro da geladeira alguns legumes para fazer uma torta que uma vez uma pessoa especial havia me ensinado`

— Mãos a obra... 

` Eu não acredito que quero cozinhar para um homem boçal, bruto, imprevisível, anti-social ou versão L de death note mais emo. Mas...ele urgentemente precisa de algum ombro amigo, e eu quero ser esse amigo`

{21min depois...}

` Ponho um par de luvar fofas para abrir o forno e retirar a torta recém-feita, em seguida, ponho a forma em cima da mesa e retiro uma luva para desligar o fogão com oito bocas, quando vou parar de ficar surpreso com tanto luxo?`

S: — Óyi! Eu não te dei permissão para tocar em nada! — O mais novo estaria com uma calça moletom cinza e uma regata com a mesma cor de baixo—

` Acabo tendo um sangramento nasal por dentro da máscara, ainda bem que estou com a máscara porquê...  Sua cintura é tão fina quanto uma pétala de rosa, sua pele é impecável tão clara quanto diamante em exposição e sua barriga tão rasa quanto a superfície de um mar tranquilo sem ondas`

S: — Hey! Terra para Hatake! 

` Em um piscar de olhos o Uchiha estava próximo de meu rosto franzino a testa com os olhos semi-cerrados, contudo sinto meu sangue indo para a bochecha fervendo`

— ... Sim, Sasuke — Tusso— ... Quanto você pesa? 

` O menor levanta uma sobrancelha serrando os dentes`

S: — ... Não é da sua conta. 

— Sasuke-San, eu não sei se a O.E ( Otsutsuki Entertainment) obriga você a fazer dietas do tipo, ou você escolhe por sua cont—

S: — Foi decisão minha — O mesmo se pronuncia e aproxima da cadeira se sentando em simultâneo cruzando os braços sobre o peito— E já faz nove anos que faço isso, então não perca seu tempo se preocupando com minha saúde.

` Fico alguns segundos em silêncio, já que estou percebendo que palavras não bastam e realmente estou perdendo meu tempo apenas falando... Está na hora dele mesmo ver que sou capaz! Aproximo-me da pia e pego uma das facas no escorregador, adiante vou até à mesa, e calmamente penetro a faca na torta a cortando em forma quadrada com os ângulos perfeitos para se cortar, em poucas palavras, uma torta cortada perfeitamente. Pego o prato que continha a tal sopa e ponho o pedaço cortado sobre o sustento circular branco, e suavemente deixo o prato no canto que Sasuke estava`

— Só ha um jeito de descobrir se realmente vale a pena falar sobre sua saúde, ou não, Senpai. 

` Muito antes eu já posicionara a colher no prato para que... Hum?… Preciso pensar em um apelido para ele. Nós alemães não temos muito esse costume, mas parece tanto que as outras nacionalidades como Brasil tem esse hábito e isso me deixa confuso, mas suponho que deva ser o certo. Hum... Que tal, "Schatzi"? O menor após ficar me encarando por MEIA HORA, finalmente resolve pegar a colher, e cortar um pedaço pequeno, sendo assim ele mastiga lentamente, aparentando tentar saborear o máximo possível. Nisso, ele fica olhando para torta por alguns segundos, provavelmente pensando no que iria responder`

S: — ... Isso... não está péssimo. 

` Por que eu sinto que ha um elogio escondido em seu comentário? `

S: —  Você... Pode fazer isso para o almoço? — Sasuke abaixa sua cabeça me impedindo de ver sua expressão, vergonha talvez?—

` Suspiro de alívio pelo mesmo ter gostado, me influenciando a pegar seu prato e por mais um pedaço da torta sobre seu sustento branco o entregando novamente`

— A qualquer momento Sasuke-San. 

` Sorrio com olhos simultaneamente que o Uchiha levanta sua cabeça e me entrega um sorriso fraco, mas Sasuke sendo Sasuke eu suponho que isso já um avanço. Inesperadamente, um barulho de gotas caindo contra o telhado é ouvida, ficando cadê vez mais turbulenta, todavia Sasuke parece não ter gostado da previsão de chuva`

S: — Ótimo, é oque me faltava, não poder dormir em paz — Ele apoia o cotovelo sobre a mesa com a palma na testa e a outra cortando mais um pedaço da torta—

— Você não tem hábito de fazer coisas que te dão sono Senpai? 

S: — Hum... Apenas asmr, e em outras vezes alguns jogos com baralho. 

` Arregalo meus olhos sentindo fortemente pulsações nas veias de minha mão esquerda. Digamos que... Eu nasci aonde as cartas definem sua vida, aonde as fichas são as únicas coisas que importam e o dinheiro é a coisa que da vida para todo o esquema, em poucas palavras, um cassino. Eu só estou aqui por um deslize, e ainda sim, sou taxado mesmo não tendo feito nada, isso é injusto. Levo minhas atrás de minha cintura desamarrando o avental, e o pondo sobre a cadeira que anteriormente estava`

— E que jogo gosta de jogar senpai? Paciência? Canasta? Pôquer? Buraco? Truco? Texas hold 'em? Crapô? bacar—

S: — A pergunta correta é, como diabos você sabe tantos jogos com baralho, até parece que você morou em um cassino — Posteriormente ele leve o pedaço até a sua boca e mastiga—

— Aaaah, não é nada interessante. Mas, eu poderei dormir bem de qualquer jeito, Gute Natc- — Tusso— B-boa noite — Dou de costas e saio da cozinha—

` Eu demorei um tempo para aprender a língua coreana, então às vezes eu acabo mudando para minha linguagem original quando esqueço a palavra`

S: — Espera! 

— Hum? — Viro a lateral de meu corpo—

` O menor se levanta, e pega um pano na mesa e cobre a torta, em seguida se aconchega perto da limiar e toca no interruptor apagando a luz do cômodo, finalmente parando na minha frente, mas franzino a testa e enchendo suas bochechas com ar. Mas que marrento fofo...`

S: — Meu quarto tem o dobro do tamanho do seu e-e... Também é uma cama de casal então... Tem espaço para mais uma pessoa j-jogar baralho... 

` Sinceramente, ele pode ser um tsundere metido, carismático amador, falso de duas caras, mas vê-lo  se esforçar tanto só para me convidar, já é a prova que ele está começando a entregar para mim`

— Senpai... Sabe que simplesmente você poderia ter tido "Hatake quer jogar baralho—

S: — Calado hmph! — O menor pega em meu pulso com força e caminha até as escadas me puxando junto—

[Sasuke ON]

` Já estaríamos dentro de meu cômodo, conjunto Kakashi observando todos os cantos de meu quarto, digo, ele nunca viu um quarto expansivo com varanda e um frigobar ao lado de uma penteadeira? Solto seu pulso grosso, e me jogo para cima da cama com saudade de deitar em uma cama macia de verdade, e não em um ‘trailer’ em movimento. O albino adentra no local e se aproxima lentamente de minha cama`

—  Óyi, eu não mordo — Apoio meu cotovelo em cima do travesseiro com a mão na bochecha—

` Hatake parecia estar em apuros silenciosamente, pois ele se deita rapidamente, cobrindo sua cintura até as pontas no pé, o que está acontecendo com ele?`

K: — Então... Onde está o baralho Senpai? 

— Pode me chamar pelo primeiro nome ou algum apelido idiota como Indra me deu. 

K: — Sugar Boy, não é disso que ele te chama? 

` Viro meu rosto para lado e fecho meus os olhos fazendo simultaneamente biquinho só em pensar oque o Otsutsuki tem em mente, sério, às vezes ele parece ser um pervertido`

K: — .... Schatzi. 

` Presto atenção para a face do albino com uma sobrancelha levantada. Aaah é, eu nunca perguntei de qual é a sua etnia, já que claramente ele não é da Coréia`

— "Schatzi", hã?.. Não parece ter um significado ruim. 

` Kakashi aparenta sorrir através da máscara. Pergunto-me se seu sorriso é mais puro do que um olhar de um recém-nascido, ou mais malicioso do que manchas brancas em um cobertor vermelho...`

— Debaixo do seu travesseiro tem  baralho, pegue. 

` O.... Hum... Eu não me preocupo muito com apelidos porque é só uma prática de aproximação entre as pessoas, mas será realmente falta de respeito se eu não dar um apelido para meu novo parceiro de palco? ... Darling, talvez? É mais usado para casais m-mais eu não sei se ele vai se importar com o significado ou não`

— Óyi... D-darling, o que significa "Schatzi"? 

` O Hatake parece um pouco surpreso, mas não faz questão de corar, apenas aceitar o apelido com um sorriso em seus olhos`

K: — Bem... A tradução literal é "amor", mas também pode significar "tesouro"... 

` ... Não estou conseguindo interpretar o apelido no momento. Ele me considera talvez "um rapaz de ouro" ou "alguém precioso"?`

— Hum... Como eu esperava, o apelido não é tão ruim. 

` Assim que o maior pega, eu pego de sua mão e começo a embaralhar, mas não sou tão bom nisso... Posto que é por falta de coordenação nas mãos, acabo deixando algumas cartas caírem em cima do lençol, mas Kakashi não parecia se importar, pois, estava um pouco corado como antes quando eu disse que gostei do apelido`

K: — ... Shatzi, tem uma maneira mais fácil de embaralhar as cartas.

` Ele estende sua mão, e eu entrego o baralho para Darling sem hesitar, pois, já no começo da noite ele mostrou saber muitos jogos que envolvia com cartas, será que ele já apostou em um cassino antes? O mesmo começar a embaralhar e explicar em simultâneo, mas sinceramente eu estou mais impressionado com os truques que em seguida ele fez para provavelmente arrancará um sorriso meu. Novidade? Ele conseguiu. Começo a sorrir igual criança e os meus olhos negros que agora refletiam uma luz igual uma lanterna contra um cristal. Deito-me de barriga para baixo com as mãos sobre minhas bochechas com tom avermelhado enquanto fico chutando o ar`

K: — Já está ficando tarde Schatzi — Ele organiza todas as cartas de forma eficaz e põe de baixo do travesseiro, posteriormente se levanta e também arruma o lençol e cobertor— Então... Onde fica o quarto de hóspede? 

` Aperto o cobertor ao meu lado e puxo com força, olhando para o Hatake`

— ... Eu não gosto de chuva... Por isso, eu quero que durma ao meu lado quando—

` Sou interrompido por som de raios, me influenciando a pegar o travesseiro em que estava apoiado e abraça-lo com força. Eu nunca me se senti tão vulnerável perto de um cara... O albino da de costas para mim e se aproxima da porta, fechando a limiar delicadamente e se virando para mim com um sorriso de acho da máscara com um olho fechado`

— ... Vou ficar o tempo que precisar, Schatzi. 

` Arregalo um pouco meus olhos por darling ter aceitado. Será que ele é oque estou pensando que ele é? Eu nunca tive tempo de pensar nessas coisas em particular...`

K: — Algo errada, Schatzi? — Pergunta ele se sentando na beira da cama—

— ... Darling, você sabe a sua sexualidade? 

` Ele não apresenta nenhum sinal de incômodo com a pergunta, talvez já tenham perguntado isso a ele antes ou—

K: — Eu sou ‘homossexual’, Sasuke-san — Seu olhar estava mudando para algo mais conflituoso, como se estivesse se sentindo inseguro com algo— ... Você tem algo para contestar? 

— É claro que não! ... Eu só estava curioso. Eu não estou acostumado a ver outro homem de certa forma cuidando de mim. 

` Ele não parecia acreditar em meu comentário, ficava com o olhar mais distante e vazio...`

K: — .... Entendo, e qual é a sua, Sasuke-San? 

— ... Eu não sei, nunca me interessei em saber sobre isso. Aliás... Eu não sei se devo pedir desculpa, mas de qualquer jeito, e desculpe se cutuquei alguma ferida sua. 

` Ele solta uma risada fraca conjunto rouca, parecendo zombar de meu pedido de desculpas, contudo ligeiramente ele se deita e estica seu braço em cima de minha cabeça, clicando no interruptor do enorme abajur ao meu lado. O cômodo fica escuro, e mais raios são nitidamente ouvidos por nós, nisso sem pensar duas vezes me aconchego perto de seu corpo e insiro minha cabeça para dentro de sua camiseta encolhendo minhas pernas... Mas... O albino simplesmente encosta sua mão na minha costa, me acariciando delicadamente`

K: — Gute Nacht, Schatz... 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...